WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
vitoria da sorte





vitoria da sorte

janeiro 2021
D S T Q Q S S
« dez    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  



drupal counter

lojas nacional

Fifa alivia protocolos, banca voos e mantém prêmio do Mundial

Uol

A Fifa tomou medidas para aliviar desgaste do time brasileiro, Santos ou Palmeiras, que chegar ao Mundial de Clubes. Ao mesmo tempo, a entidade deve manter a premiação do ano passado que prevê R$ 26 milhões para o campeão.

Com o calendário apertado da pandemia, a Fifa decidiu aliviar as regras iniciais e permitir que os clubes sul-americano e europeus cheguem ao Qatar apenas dois dias antes de sua partida inicial. Ou seja, o campeão da Libertadores só terá de chegar no dia 5 de fevereiro. Anteriormente, pelo regulamento, era preciso chegar três dias antes. Isso não mudará o plano da CBF de transferir as finais da Copa do Brasil caso o time alviverde seja o campeão.

Além disso, a Fifa se comprometeu a pagar por voos charters dos dois times para suas voltas ao país. Assim, Santos ou Palmeiras conseguirão ter um retorno imediato para a maratona que os espera para os jogos do Brasileiro.

A coincidência entre o Mundial de Clubes e o campeonato Mundial é comum em relação aos times europeus. A Premier League, por exemplo, deslocou jogos do Liverpool. Mas o time teve que disputar com times reservas partidas de Copas secundárias.

A Fifa ainda não comunicou aos clubes a premiação pelo Mundial. Mas a tendência é que sejam mantidos os valores do ano passado, segundo apurou o blog. Isso porque não houve mudança de formato ou de patrocinadores, o que está previsto para o novo campeonato.

Com isso, campeão deve ficar com US$ 5 milhões (R$ 26 milhões). Já o vice-campeão ficará com US$ 4 milhões (R$ 20,8 milhões). O terceiro terá direito a US$ 2,5 milhões (R$ 13 milhões). E o quarto ficará com US$ 2 milhões (R$ 10,4 milhões).

Palmeiras e Grêmio duelam em m jogo válido pela 30ª rodada

Globo Esportes

Em jogo válido pela 30ª rodada do Campeonato Brasileiro, Palmeiras e Grêmio duelam às 21h30 (de Brasília) desta sexta-feira, no Allianz Parque.

Trata-se de uma prévia das finais da Copa do Brasil, cujos mandos de campo foram sorteados na última quinta-feira: o primeiro jogo será em Porto Alegre, e o segundo em São Paulo.

Enquanto o Palmeiras vem de uma classificação para a final da Libertadores, depois de eliminar o River Plate no meio de semana, o Grêmio chega com mais tempo de descanso.

Na competição nacional, os dois times estão colados na classificação. A equipe paulista soma 47 pontos, na sexta colocação, logo abaixo do time gaúcho, que soma 49, mas tem um jogo a mais.

No Palmeiras, três dias depois de os jogadores desabarem em campo ao final da derrota para o River Plate (que não tirou do Palmeiras a vaga na final da Libertadores), é possível que o treinador português descanse pelo menos alguns dos titulares.

Já no Grêmio, as novidades na lista de relacionados para a partida são o volante Maicon e o atacante Luiz Fernando. Nenhum dos dois deve ser titular, entretanto. O zagueiro Geromel segue fora de combate, em recuperação de problema muscular na coxa esquerda. A nova baixa é o centroavante Churín, com desconforto muscular.

SÉRIE B: Após acesso, América-MG mira título, enquanto trio quer fugir da degola

Futebol Interior

O América-MG atingiu seu primeiro objetivo ao conquistar o acesso à Série A do Campeonato Brasileiro. Agora, o time mineiro mira o título da Série B. Três jogos darão sequência à 35ª rodada nesta sexta-feira.

Na liderança com 67 pontos, o América receberá o ameaçado Botafogo-SP, às 21h30, em Belo Horizonte, após ter empatado sem gols com o Náutico e chegado ao nono duelo sem derrotas. Mas que os mineiros não se enganem.

O Botafogo-SP pode estar na vice-lanterna com 33 pontos, mas vem de duas vitórias seguidas e quatro partidas sem derrotas. A última vítima foi o Sampaio Corrêa (2 a 1).

Falando no time maranhense, já são seis derrotas consecutivas e oito rodadas sem vitória. O Sampaio Corrêa despencou para o 12º lugar com 45 pontos, a sete do G4. O próximo desafio será contra o Paraná, em São Luís, às 19h15. O clube paranaense surpreendeu o CSA (2 a 0), mas ainda segue na zona de rebaixamento, no 17º lugar, com 36 pontos.

Essa é a mesma pontuação do Figueirense que está na antepenúltima posição por causa do número de vitórias (9 a 8). Derrotado pela Chapecoense, por 2 a 1, e sem vencer há três partidas, o Figueirense receberá o Brasil-RS em Florianópolis, às 17h30. Os gaúchos superaram o Juventude e chegaram aos 47 pontos, no décimo lugar.

No sábado, o CSA defenderá sua posição no G4, enquanto o Juventude tentará voltar para a zona de acesso e o Avaí buscará diminuir a vantagem para os rivais. Já no domingo, a Chapecoense pegará o Vitória para seguir com chances de título, enquanto a Ponte Preta tentará se manter viva na luta pelo G4 contra o Náutico.

Confira os Jogos
Ontem
Operário-PR 2 x 1 CRB
Cuiabá-MT 4 x 0 Guarani
Hoje
15:30
Figueirense x Brasil-RS
19:15
Sampaio Corrêa-MA x Paraná
21:30
América-MG x Botafogo
Sábado
16:30
CSA x Avaí
19:00
Juventude x Cruzeiro
21:00
Oeste x Confiança
Domingo
16:00
Ponte Preta x Náutico
Vitória x Chapecoense

Cuiabá goleia enfraquecido Guarani e fica perto do acesso para a Série A

Super Esportes

O Cuiabá ficou mais perto do acesso à elite do futebol nacional ao derrotar o Guarani pelo placar de 4 a 0, nesta quinta-feira, na Arena Pantanal, em Cuiabá, pela 35.ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. O time do Mato Grosso se firmou de vez na terceira posição.

É bem verdade que o Cuiabá também encontrou um adversário desfigurado. Sem 17 jogadores por conta da COVID-19 – além de Junior Todinho, lesionado, e Arthur Rezende, suspenso -, o Guarani tentou adiar a partida, mas não obteve resposta da CBF e precisou montar uma força tarefa para levar Lucas Abreu, de última hora, para a capital do Mato Grosso. Com apenas dois reservas e um time “meia bomba”, acabou virando presa fácil.

O Guarani, que colocou em campo muitos jogadores recém-recuperados da doença, até lutou, mas, além da derrota, praticamente deu adeus ao sonho do acesso. O time de Campinas (SP) terminou a noite na oitava posição com 48 pontos, quatro atrás do CSA, o quarto colocado, que ainda não atuou na rodada. Em terceiro, o Cuiabá alcançou os 58 pontos, dando grande passo rumo à elite.

Operário vira para cima do CRB e segue vivo na briga pelo acesso à Série A

Super Esportes

O Operário continua na luta pelo acesso para a primeira divisão. Jogando dentro de seus domínios, a equipe derrotou o CRB nesta quinta por 3 a 2, de virada, e encostou nos líderes da Série B, ficando a um ponto do G 4 da competição.

Os visitantes abriram o placar aos 11 minutos do primeiro tempo. Carlos Jatobá aproveitou o rebote de uma finalização de Hyuri e bateu no canto direito para inaugurar os marcadores. No entanto, o Fantasma reagiu e empatou aos 46, quando Alex Silva pegou a sobra de um chute de Pedro Ken e mandou para as redes.

Já na segunda etapa, o CRB voltou a ficar à frente aos oito minutos, em uma bela cobrança de falta de Wesley. Só que o Operário não desistiu e conseguiu virar o confronto. Aos 23, Jean Carlo recebeu passe de Schumacher e acertou um belo chute de fora da área para empatar. Mais tarde, aos 32, Alex Silva passou para Ricardo Bueno girar sobre a marcação e bater no canto esquerdo, marcando o terceiro e selando a vitória dos mandantes.

Clubes mantém distribuição e rebaixados seguem sem receber premiação do Brasileirão

Bahia Notícias

Por falta de unanimidade, os clubes decidiram manter a antiga tabela de distribuição da premiação do Campeonato Brasileiro. Com isso, os quatro rebaixados para a Série B seguem sem receber uma fatia da verba. De acordo com o jornal O Globo, o Athletico-PR não assinou o acordo inviabilizando o novo rateio, já que aceitação de todos os participantes era um dos pré-requisitos.

Antes da pandemia do coronavírus, a ideia inicial era elaborar uma nova tabela dando aos quatro últimos colocados, do 17º ao 20º, entre R$ 4,6 milhões a R$ 5,5 milhões para cada. Porém, a distribuição dos valores foi feita com base na quantia paga pela detentora dos direitos de transmissão, considerando que todos os clubes participantes tivessem fechado contrato de TV aberta, fechada e pay-per-view com a mesma emissora. E a tabela usada em 2019 permanece para a atual edição do Brasileirão.

Confira os valores da premiação que serão pagos:
Campeão – R$ 33 milhões
Vice-campeão – R$ 31,3 milhões
3º colocado – R$ 29,7 milhões
4º colocado – R$ 28 milhões
5º colocado – R$ 26,4 milhões
6º colocado – R$ 24,7 milhões
7º colocado – R$ 23,1 milhões
8º colocado – R$ 21,4 milhões
9º colocado – R$ 19,8 milhões
10º colocado – R$ 18,5 milhões
11º colocado – R$ 15,5 milhões
12º colocado – R$ 14,6 milhões
13º colocado – R$ 13,7 milhões
14º colocado – R$ 12,8 milhões
15º colocado – R$ 11,9 milhões
16º colocado – R$ 11 milhões

Palmeiras x Santos: Conmebol deve aliviar protocolo para final no Maracanã

Uol

Depois de atritos por causa do calendário embolado durante a pandemia, Conmebol e CBF parecem ter chegado a consenso em alguns ajustes. Primeiro a confederação brasileira adiou três jogos da Série A marcados para 30 de janeiro, mesmo dia da final única da Libertadores no Maracanã. E agora a entidade sul-americana deve abrir mão da exigência de que os finalistas estejam na sede da decisão 72 horas antes do confronto.

Palmeiras e Santos, que se enfrentarão na finalíssima da Libertadores, têm jogos atrasados do Brasileirão marcados para 27 de janeiro, três dias antes da decisão continental e data na qual já deveriam estar no Rio — o Palmeiras recebe o Vasco, partida ainda da primeira rodada da Série A, enquanto o Santos visita o Atlético-MG pela 28ª rodada.

O protocolo da final da Libertadores exige que as delegações estejam 72 horas antes na cidade sede principalmente para eventos promocionais que a Conmebol e parceiros fazem antes da decisão. Mesmo com a pandemia, e a impossibilidade de reunir grandes públicos, é importante para a entidade essa exclusividade dos clubes, treinando na cidade do jogo e com as marcas de seus patrocinadores mais expostas.

A CBF marcou os dois jogos atrasados antes de Palmeiras e Santos estarem classificados para a final da Libertadores. Mas quando clareou a possibilidade da decisão brasileira, a CBF, sem espaço para manobras no calendário, nem cogitou alterar esses confrontos para não bater com o protocolo da Conmebol.

á no Paraguai, onde está a sede da confederação sul-americana, havia insatisfação com algumas decisões da entidade brasileira, principalmente com a marcação de partidas para o dia da final e que bateriam com o horário do confronto (17h). Por isso, há alguns dias, dentro da Conmebol a orientação seria exigir que o protocolo de chegada dos finalistas 72 horas antes no Rio fosse cumprido, e que a CBF se virasse.

Isso mudou nos últimos dias quando a CBF adiou de 30 para 31 de janeiro os três jogos antes agendados para a data da finalíssima da Libertadores: Atlético-MG x Fortaleza, Ceará x Athletico e Inter x Bragantino. A Conmebol viu como um bom gesto da CBF e tende a retribuir.

CBF antecipa verba de vice da Copa do Brasil para Grêmio e Palmeiras

Globo Esportes

Finalistas da Copa do Brasil, Grêmio e Palmeiras receberam da CBF um adiantamento da premiação referente ao vice-campeonato da competição, ainda sem data definida para ser encerrada.

Os clubes fizeram o pleito em conjunto à entidade para receber os valores antes das partidas finais. A CBF atendeu à solicitação e repassou a ambos os R$ 22 milhões destinados ao segundo colocado.

O prêmio ao campeão da Copa do Brasil será de R$ 54 milhões para a edição 2020. Assim, quem ganhar a competição terá descontado o valor já repassado e ganhará mais uma bolada de R$ 32 milhões.

Os valores poderão ser usados pelos clubes para ajustar o fluxo de caixa, em uma temporada complicada e com impactos financeiros por conta da pandemia e da ausência de público nos estádios.

Na manhã desta quinta-feira, ficou definido que a primeira partida da final ocorre em Porto Alegre, na Arena do Grêmio, enquanto a grande decisão será no Allianz Parque, em São Paulo.

Ter Stegen defende dois pênaltis e põe Barcelona na final da Supercopa

Super Esportes

Sem o astro Lionel Messi, o Barcelona precisou da disputa dos pênaltis diante da Real Sociedad para avançar à final da Supercopa da Espanha. Depois de empate por 1 a 1 no tempo normal e prorrogação, fez 3 a 2 nas penalidades após duas defesas de Ter Stegen.

O adversário na grande decisão pode ser o arquirrival Real Madrid, favorito nesta quinta-feira diante do Athletic de Bilbao no outro confronto semifinal.

De Jong, de cabeça, abriu o marcador após cruzamento do francês Griezmann, no Estádio El Arcanjel, em Córdoba. Na segunda etapa, entretanto, Oyarzabal igualou o placar. A virada só não saiu graças a grandes intervenções de Ter Stegen. O goleiro brilhou no jogo e nas penalidades.

Com duas defesas, o goleiro deixou a decisão da vaga para a última cobrança. Puig, então fora dos planos de Koeman, assumiu a cobrança e definiu o triunfo por 3 a 2. O jogador seria negociado na chegada do técnico Ronald Koeman. Mas pediu para seguir em Barcelona, confiante que podia ajudar a equipe. Deu o primeiro passo.

“Estou muito feliz por ter marcado o último pênalti. Eu me ofereci para cobrá-lo. Cobrei com muita convicção, você tem que acreditar em si mesmo. Não perco a vontade de estar na primeira equipe e vou lutar por isso”, afirmou Puig após converter o seu pênalti.

Com gol de pênalti de Neymar, PSG conquista a Supercopa da França

Super Esportes

Na volta de Neymar aos gramados após um mês afastado, o Paris Saint-Germain conquistou mais um título. Em Lens, derrotou o Olympique de Marselha por 2 a 1 para faturar a Supercopa da França. O brasileiro, que deixou o banco de reservas durante o segundo tempo, marcou o segundo gol do seu time, em cobrança de pênalti.

Neymar não atuava desde 13 de dezembro, quando sofreu lesão no tornozelo esquerdo, em partida contra o Lyon, após entrada dura de Thiago Mendes. Ele vinha em boa fase, sendo decisivo para a classificação do seu time às oitavas de final da Liga dos Campeões, tendo marcado seis gols nos cinco jogos que disputou na fase de grupos. Agora, na temporada 2020/2021, soma 10 gols em 13 jogos disputados pelo clube.

O primeiro desses 13 compromissos foi exatamente diante do Olympique. Em 13 de setembro, o time de Marselha venceu por 1 a 0, pelo Campeonato Francês, no Parque dos Príncipes. O brasileiro foi expulso após dar um tapa no espanhol Álvaro González, a quem acusou de racismo. Nesta quarta-feira, então, eles se reencontraram em Lens.

Como Neymar estava sem ritmo de jogo, o técnico Mauricio Pochettino optou por apostar em um trio ofensivo composto por Di María, Icardi e Mbappé. E tendo o argentino como seu mais perigoso jogador, o PSG dominou completamente o primeiro tempo, quase não tendo trabalho na defesa.

Icardi teve uma boa chance em cabeceio e um gol anulado antes de abrir o placar aos 39 minutos, aproveitando rebote de Mandanda após finalização dele próprio. Nos acréscimos, ainda acertou o travessão. E além do seu gol, outro anulado pela arbitragem foi de Mbappé. Ainda assim, o PSG foi ao intervalo em vantagem.

O segundo tempo foi bem mais complicado para o PSG, que viu o Olympique crescer, criando três chances claras de gol, exigindo defesas de Navas em duas delas. Aos 20 minutos, Pochettino acionou Neymar, que entrou na vaga de Di María. Ele teve um início discreto, arriscando, sem muito perigo, uma cobrança de falta, que desviou na barreira.

Mas no fim, marcou o segundo gol do PSG, depois de a arbitragem marcar pênalti em Icardi, numa decisão em que contou com o auxílio do VAR. Aos 39 minutos, Neymar cobrou o pênalti no meio do gol, ampliando a vantagem do time parisiense. O Olympique ainda diminuiu aos 44, com Payet. Mas depois o time parisiense conseguiu sustentar a vantagem para garantir o título.

Como venceu os três torneios nacionais da França na temporada passada – o campeonato, a copa e a copa da liga -, o PSG encarou o vice-campeão nacional, Olympique, na Supercopa da França. E agora ganhou a competição pela décima vez, sendo a oitava seguida.

Tevez ignora combinado e se nega a trocar camisa com Marinho após 3 a 0

Uol

Depois da classificação do Santos à final da Copa Libertadores da América, ao vencer o Boca Juniors por 3 a 0, na Vila Belmiro, na noite de ontem (13), uma cena no mínimo estranha aconteceu minutos depois do apito final.

O atacante Marinho, do Peixe, caminhou em direção a Carlitos Tevez com a intenção de trocar as camisas, ato amigável entre os rivais e padrão no futebol. Porém, o argentino o ignorou e se recusou.

O problema é que, segundo o UOL Esporte apurou, o atacante havia combinado com o argentino antes da partida para que efetuassem a troca. Tevez demonstrou chateação, aparentemente pela derrota e superioridade do Peixe, que dominou totalmente o Boca na Vila. Confira o vídeo abaixo:

Impecável, Santos atropela Boca e vai à final contra Palmeiras

Globo Esportes

Se tivesse acordado nesta quinta-feira, depois de ter adormecido em março de 2020, quando o Santos ainda estreava com Jesualdo Ferreira e lidava com muito sofrimento na Libertadores… você acreditaria que o time, agora comandado por Cuca, está na final da competição mais importante do continente?

Pois é, santista, aconteceu.

Nesta quarta-feira, é bom explicar para você, que pode ter chegado de surpresa por aqui, o Santos, após muita desconfiança e só “4% de chance”, venceu o Boca Juniors por 3 a 0 na Vila Belmiro e se classificou para a final da Libertadores. Em uma noite impecável, jogou tudo o que sabe e atropelou mais um concorrente, como já havia feito com o Grêmio nas quartas de final.

Precisando de uma vitória simples depois do empate por 0 a 0 na Bombonera, o Santos pressionou o Boca Juniors desde os primeiros minutos na Vila Belmiro. Logo de cara, Marinho acertou a trave, como se dissesse: “Não vamos deixar vocês respirarem”.

E realmente não deixou. No primeiro tempo, os argentinos finalizaram uma só vez, em uma bola praticamente entregue às mãos do goleiro João Paulo. De tanto martelar, e em um lance de muita insistência, Diego Pituca abriu o placar. Era só uma amostra do que o segundo tempo reservava.

O Santos entrou em campo com quatro atacantes: Soteldo, como meia, Marinho, pela direita, Kaio Jorge, centralizado, e Lucas Braga, pela esquerda. O time, porém, atacava com muito mais gente.

Disposto a correr riscos para se classificar à final, o Santos só não atacava com seus zagueiros. Os demais jogadores pressionavam o Boca Juniors no campo de defesa e não deixavam os argentinos pensarem. Quando não tinha a bola, o Peixe recuava muito rapidamente e não dava oportunidades para o adversário puxar contra-ataques. Com linhas próximas e uma marcação compacta, o setor defensivo, mais uma vez, foi perfeito.

No segundo tempo, o Santos transformou todo o domínio em gols. Em poucos minutos, Soteldo e Lucas Braga definiram o placar na Vila Belmiro. Depois disso, a partida praticamente acabou.

Com a classificação resolvida, e o Boca pouco disposto a jogar futebol, o Santos só administrou e comemorou ao apito final.

Por isso, santista, se você acordou agora, depois de uma longa temporada de sono, acredite: o Santos pode ser tetra da Libertadores!

comercial tommacon



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia