WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
pmvc abrinq vitoria da sorte





vitoria da sorte

agosto 2020
D S T Q Q S S
« jul    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  



drupal counter

lojas nacional

Governo ajudou Flamengo a viabilizar viagem para fechar com Torrent

Uol

Em tempos de pandemia, a entrada de cidadãos brasileiros na Europa está cercada de restrições, mas o Ministério das Relações Exteriores acelerou os trâmites que permitiram a viagem do diretor Bruno Spindel, do Flamengo, em viagem que culminou na contratação de Domènec Torrent.

Apenas cidadãos que embarcam em missão profissional conseguem driblar tantas restrições de quarentena, algo exigido aos turistas. As autoridades brasileiras contataram os espanhóis, providenciaram comprovantes que justificassem tal status – mesmo sem qualquer contrato celebrado na viagem – ao embarque e viabilizaram a ida de Spindel para a Espanha. Por ter passaporte português, Marcos Braz não passou por esse processo.

Com estádios vazios, juízes marcam mais faltas e mostram mais cartões para mandantes

GE

A uma semana do início do Campeonato Brasileiro, um estudo inédito realizado pelo economista Bruno Imaizumi para o Espião Estatístico comparando jogos realizados antes e depois da parada mostra que nos campeonatos nacionais da Europa, os juízes passaram a marcar mais faltas e a mostrar mais cartões amarelos e vermelhos para os mandantes. Coincidência ou não, os times de casa passaram a ter mais dificuldades para se impor em campo.

Sem contar países como a França, que deu por encerrada sua liga com o Paris Saint-Germain sendo declarado campeão sem a realização de jogos com portões fechados, o estudo analisou 3.270 resultados de 11 campeonatos nacionais, e encontrou um crescimento geral de 7% no número de vitórias dos visitantes na comparação com o ocorrido antes da pandemia da Covid-19. Na Alemanha e na Espanha, os visitantes venceram 30% mais com os portões fechados. Áustria, Dinamarca, Grécia e Polônia também viram crescimento no número de vitórias dos visitantes e queda de vitórias dos mandantes. Na Rússia, tanto mandantes quanto visitantes venceram menos, houve mais empates, mas a queda dos mandantes foi maior.

Na Bundesliga alemã, ainda com público nos estádios, os mandantes venceram 43,3% dos 224 jogos disputados, mas depois da parada, com portões fechados, venceram apenas 31,7% das 82 partidas realizadas, uma queda de 26,8%. E não foram só os empates que aumentaram (5,9%). Os visitantes venceram 34,8% dos jogos pré-parada, marca que subiu para 45,1% das partidas pós-parada. O crescimento do número de vitórias dos visitantes após a parada foi de 29,6%.

Antes da parada, na Alemanha, em média os mandantes recebiam 1,78 cartão amarelo por partida, e os visitantes, 2,17 cartões. Depois da parada, quem jogava em casa passou a receber 2,16 amarelos por partida, e os forasteiros, 1,99. Os times alemães que jogavam fora de casa passaram a ser punidos com menos cartões amarelos do que quem jogava em seus domínios.

Com adiamento de jogo da Série A, FBF antecipa partida decisiva do Campeonato Baiano

G1

Um dia depois de divulgar as datas e horários da final do Campeonato Baiano, a Federação Bahiana de Futebol (FBF) confirmou uma alteração no calendário. Após reunião com os clubes, ficou definido que o jogo da volta da final entre Bahia e Atlético de Alagoinhas será neste sábado, às 16h30 (de Brasília), no estádio de Pituaçu. A partida terá transmissão ao vivo da TV Bahia.

O jogo final estava previsto para o dia 26 de agosto. Para que a mudança fosse possível, houve a necessidade do adiamento da estreia do Bahia no Brasileiro. O jogo contra o Botafogo estava marcado para domingo, às 11h (de Brasília), no Rio de Janeiro, mas agora será realizado em uma nova data. A primeira partida da final do Baiano segue sendo nesta quarta-feira, às 21h30, em Pituaçu.

Bahia e Atlético de Alagoinhas confirmaram vaga na final do Campeonato Baiano neste domingo. O Tricolor empatou em 2 a 2 com o Juacuipense – tinha vencido o jogo de ida por 2 a 0. O Atlético, por sua vez, perdeu para o Juazeirense por 2 a 0, mas tinha vencido o primeiro jogo por 4 a 1.

Na decisão, o vencedor em número de pontos será o campeão. Em caso de empate de pontos somados, levará o troféu o time que tiver melhor saldo de gols. Caso o saldo de gols seja igual, a definição será na cobrança de pênaltis.

Diego Pombo e Marielson Alves apitam jogos da final entre Bahia e Atlético

Galáticos Online

A FBF definiu a arbitragem das finais do Campeonato Baiano, entre Bahia e Atlético de Alagoinhas. Segundo a entidade, foi realizado um sorteio casado nesta segunda-feira (3).

Para o jogo de ida, na próxima quarta (5), em Pituaçu, foi sorteado Diego Pombo Lopez, do quadro da CBF. Seus assistentes serão Paulo de Tarso Bregalda e Marcos Welb.

Como VAR foi escalado Pablo Ramon Gonçalves Pinheiro, do Rio Grande do Norte. O baiano Jucimar Dias será o assistente de VAR.

Já para o jogo de volta, quando será conhecido o campeão, no dia 26 de agosto, foi sorteado o árbitro central Marielson Alves, também do quadro nacional. Seus assistentes serão Elicarlos Franco de Oliveira e Jucimar Dias.

O VAR do segundo jogo ainda anão definido pela FBF. Já como assistente de VAR foi escalado Paulo de Tarso Bregalda.

FBF deve antecipar data do 2º jogo da final do Campeonato Baiano

Bahia Notícias

A Federação Bahiana de Futebol deve confirmar nesta terça-feira (4) uma mudança na data da segunda partida da final do Campeonato Baiano entre Bahia e Atlético de Alagoinhas. O duelo, que seria no dia 26, será transferido para o próximo sábado (8).

Com a alteração, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) vai adiar a estreia do Campeonato Brasileiro entre Bahia e Botafogo, que seria neste domingo (9), às 11h, no Rio de Janeiro.

A mudança não agrada totalmente o Esquadrão de Aço. Na última segunda (3), o BN publicou que o clube buscava uma mudança no primeiro jogo para evitar o fato de jogar finais em dois dias seguidos (leia mais aqui).

A última final entre Bahia e Atlético aconteceu em 1973. Na ocasião, o Esquadrão de Aço levou a melhor.

Vasco lança oficialmente os primeiros uniformes do retorno da Kappa

R7

O Vasco lançou, na noite desta segunda-feira, a linha de uniformes válida para o Campeonato Brasileiro e para o primeiro semestre do ano que vem. É a primeira coleção da Kappa no retorno ao clube de São Januário após 20 anos.

A apresentação à torcida foi durante uma transmissão ao vivo do evento no gramado de São Januário. Jogadores como Talles Magno, Fernando Miguel, Andrey e Leandro Castan participaram. Da comissão técnica, o técnico Ramon Menezes, o preparador de goleiros Carlos Germano e o coordenador-técnico, Antonio Lopes, também estiveram presentes.

Os três últimos estiveram no período anterior da Kappa no clube. Até o momento, o Vasco vinha utilizando uniformes da Diadora, mas a parceria com a nova fornecedora já estava certa, esperando somente o fim do Campeonato Carioca e o início do Campeonato Brasileiro para o lançamento da coleção. A fornecedora vestiu o clube entre 1997 e 2000, período áureo do clube.

Durante a transmissão, o presidente do clube, Alexandre Campello, anunciou desconto de 15% para os sócios. A live chegou a ter mais de 100 mil pessoas assistindo simultaneamente.

No Brasileirão, CBF não exigirá teste de Covid-19 a todos: ‘Igual a shopping’

IG Esportes

Mesmo com três partidas adiadas em razão do conflito de calendário com a final do Campeonato Paulista, a primeira rodada do Brasileirão trará a partir de sábado um teste prático e mais abrangente para os protocolos médicos e operacionais desenvolvidos pela CBF por causa do novo coronavírus.

Embora as diretrizes já estejam em curso na Copa do Nordeste, a entidade classificou o Brasileirão e a Copa do Brasil como torneios do Grupo A: ou seja, que demandam o limite máximo de pessoal envolvido.

No Brasileiro, até 23 jogadores de cada time e os técnicos serão testados em até 72h antes das partidas, que ocorrerão sem torcida. Os exames são pagos pela CBF e feitos em convênio com o Hospital Albert Einstein, em São Paulo. Os resultados chegarão na véspera do jogo. Árbitros também serão testados.

Uma diferença fundamental em relação ao Carioca, por exemplo, é que não será exigida a apresentação de exames na entrada do estádio para os demais profissionais. Mas a CBF instalará pontos de medição de temperatura. Quem tiver mais do que 37,5°C não passa. Uso de máscara é obrigatório.

— Quem vai estar sem máscara, como jogadores e o técnico, nós vamos testar. As outras pessoas ficarão com equipamentos de proteção e distanciamento social. É igual ao shopping. Não pedem exame para entrar. Testam a temperatura — disse ao GLOBO o presidente da comissão médica da CBF, Jorge Pagura.

Segundo a CBF, a dinâmica dos testes poderá ser modificada de acordo com a evolução da pandemia ou de novas evidências científicas.

Como o Brasileirão faz parte do Grupo A de competições, o teto é 300 profissionais, considerando todas as atividades. No Grupo B (Série B, Supercopa e A1 do Feminino), o teto é de 237 pessoas. No Grupo C (demais competições), o efetivo máximo é de 176. Em todos eles, a delegação dos clubes (somando mandante e visitante) é de 84 pessoas.

Apresentado, Domènec Torrent comanda primeiro treino no Flamengo

Super Esportes

Após ser apresentado oficialmente, o técnico Domènec Torrent não perdeu tempo e comandou seu primeiro treino no Flamengo nesta segunda-feira. O espanhol, juntamente com a comissão técnica, foi a campo com o elenco rubro-negro.

Torrent se apresentou aos jogadores antes da atividade. Além do treinador, os auxiliares Jordi Guerrón, Jordi Gris e o preparador físico Julián Jimenez chegaram ao Flamengo.

O elenco realizou trabalho físico e técnico sob os olhares de Torrent. O espanhol, mesmo sendo apenas seu primeiro dia no comando rubro-negro, já antecipou que tem ideia da escalação para a sua estreia.

“Vi os jogos do Flamengo contra o Fluminense, na final do Campeonato Carioca. Já conheço praticamente todos os jogadores. Um ou outro que não conheço logo vou conhecer. Na minha cabeça, já tenho ideia da escalação do time”, disse.

Domènec Torrent terá uma semana de treinos até a estreia no Campeonato Brasileiro, neste domingo, contra o Atlético, às 16h, no Maracanã.

Jogos sem público no Campeonato Paulista geram custo de mais de R$ 500 mil para os clubes

Terra

O retorno do Campeonato Paulista depois da paralisação causada pela pandemia do novo coronavírus fez os times terem um custo médio de R$ 25 mil a cada vez que são mandantes de uma partida. Os jogos disputados sem público para obedecer recomendações de saúde somados às despesas operacionais fixas fizeram com que os 22 compromissos realizados desde a retomada impactassem um gasto total para os clubes no valor de R$ 549,1 mil segundo dados dos boletins financeiros da Federação Paulista de Futebol (FPF).

Como não há mais receita com a venda de ingressos, todas as vezes em que houve jogo o time mandante e responsável pela partida ficou no prejuízo. Os custos para realizar uma partida da elite do Estadual são altos pelas despesas operacionais existentes mesmo quando não há um torcedor sequer nas arquibancadas. O pagamento de funcionários, aluguel do estádio, custo da ambulância, banheiros químicos, aluguel de geradores e despesas com alimentação de seguranças levaram os borderôs a registrarem déficit.

O jogo mais caro deste Estadual até o momento foi o encontro entre Novorizontino e Santos, na Arena Corinthians. A equipe do interior precisou arcar com R$ 45,2 mil de prejuízo, principalmente pelo gasto de R$ 33,4 mil com funcionários. Também inquilina do estádio corintiano, a Inter de Limeira teve um déficit de R$ 42,4 mil para atuar no local diante do Oeste, no dia 23.

Os principais clubes do futebol paulista também precisaram arcar com as consequências. Quando foi eliminado pelo Mirassol no Morumbi, o São Paulo teve um gasto de R$ 27,9 mil para realizar a partida. Enquanto batia o Santo André por 2 a 0 e confirmava vaga na semifinal dentro do Allianz Parque, o Palmeiras teve de gastar R$ 43 mil.

Mesmo com esse gasto, as equipes não têm reclamado. Pelo contrário. O posicionamento dos dirigentes é de que mesmo com prejuízo, é melhor ter o Estadual retomado do que cancelado. Isso se justifica porque com a volta das partidas, as parcelas das cota de transmissão da Rede Globo voltaram a ser distribuída. Os quatro principais clubes recebem R$ 26 milhões cada. As demais equipes embolsam R$ 6 milhões.

Lista apresenta as 10 principais promessas do Brasileirão 2020

MSN

Falta pouco tempo para a bola rolar pelo Campeonato Brasileiro e as expectativas não são altas apenas no Brasil. O jornal espanhol “As” fez uma lista das dez principais promessas do Brasileirão 2020. Entre os nomes, tem atletas de diversos clubes, em especial do Palmeiras, que tem dois jogadores citados.

O principal destaque, inclusive, é do Verdão. Trata-se do Gabriel Veron, de apenas 17 anos. O diário apontou para as suas “extraordinárias” atuações no Mundial sub-17 de 2019, que terminou com o Brasil campeão, e afirmou que ele terá um alto desempenho neste ano “antes de dar o salto para a Europa”.

Outro palmeirense lembrado foi o Gabriel Menino. Aos 19 anos, ele é destaque pela sua versatilidade, podendo atuar tanto centralizado no meio de campo quanto pelas beiradas.

Quem também foi ressaltado pela sua mobilidade é o atacante Kaio Jorge, do Santos. Com apenas 18 anos, ele já marcou pelo Peixe na Libertadores e teve um papel importante para a Seleção sub-17 na Copa, anotando cinco tentos e ganhando a chuteira de bronze.

Já no São Paulo, a ênfase vai para o meia Igor Gomes, de 21 anos. Segundo o jornal, que o comparou com o Kaká, ele “tem futebol na cabeça, quando recebe a bola e sabe o que fazer para melhorar a jogada. Além disso, abrange muitos metros do campo e também mostra sacrifícios defensivos”.

Igor Gomes, de 21 anos, meio-campista do São Paulo (Foto Divulgação/SPFC)

Completando os quatro grandes do estado paulista, o lateral-esquerdo Lucas Piton, de 19 anos, também ganhou um espaço entre os dez. “No campo, ele não se destaca tanto por sua velocidade quanto por sua inteligência ao escolher o momento certo para alcançar a linha de fundo e servir os centros na medida”.

Além destes, o periódico também apontou para Ramón Ramos, do Flamengo, Marcos Paulo e Miguel Silveira, do Fluminense, Luis Henrique, do Botafogo, e Talles Magno, do Vasco.

Árabes pedem rebaixamento do Cruzeiro à Série C por causa do caso Denílson

Uol

O Al Wahda, dos Emirados Árabes Unidos, pediu à Fifa o rebaixamento do Cruzeiro para a Série C do Campeonato Brasileiro por causa da dívida de R$ 5,3 milhões pela contratação de Denílson por empréstimo, em julho de 2016.

Os mineiros já perderam seis pontos na disputa da Série B por causa do débito. Porém, ainda é alvo de cobranças dos árabes na Fifa. A informação foi revelada pelo presidente Sérgio Santos Rodrigues em meio à reunião com o Conselho Deliberativo para a alienação de um imóvel.

“Temos o problema do Al Wahda, que já causou a perda de seis pontos do Brasileiro. O Al Wahda está pedindo agora a execução do não pagamento, até hoje, destes seis pontos perdidos, que podem acarretar no rebaixamento à Série C. A única punição que pode ter isso, mas nem posso pedir a explicação da gravidade”, comentou.

“Nosso grande objetivo é não fazer loucura, não ter que fazer correria se a gente receber essa carta que pode causar a pior punição e daí o motivo de estarmos reunidos aqui hoje”, completou.

Título paulista pode tornar o Corinthians o maior campeão do século no Brasil

GE

O Corinthians tem vivido uma intensa rotina de decisões e briga por troféus nos últimos anos.

A final do Campeonato Paulista de 2020, contra o Palmeiras, pode levar o Timão ao posto de maior campeão do século no Brasil, ao lado do Inter.

Para isso, o Corinthians precisa não só bater o rival alviverde, mas também “secar” o time gaúcho. O Colorado conquistou 19 títulos no século, um a mais do que o Timão, e está na final do segundo turno do Campeonato Gaúcho.

Desde 2001, o Corinthians venceu 18 títulos, sendo cinco em campeonatos de pontos corridos (quatro Brasileiros de Série A e um de Série B).

Em campeonatos de mata-mata, foram 18 finais, com 13 títulos, um aproveitamento de 72%.

O Inter, no mesmo período, ganhou um Mundial (2006), duas Libertadores (2006 e 2010), uma Sul-Americana (2008), duas Recopas Sul-Americanas (2007 e 2011), uma Copa Suruga (2007) e 12 Campeonatos Gaúchos (2002-2005, 2008, 2009 e 2011-2016). O clube também costuma colocar em suas contas duas conquistas, em 2016 e 2017, da Recopa Gaúcha, um torneio disputado entre o campeão gaúcho e o campeão da Copa FGF.

Cruzeiro e Flamengo, com 17 títulos cada no século, vêm na sequência.

O clube mineiro tem três Brasileiros (2003, 2013 e 2014), três Copas do Brasil (2003, 2017 e 2018), duas Sul-Minas (2001 e 2002) e nove Campeonatos Mineiros (2003, 2004, 2006, 2008, 2009, 2011, 2014, 2018 e 2019) no período.

Já a equipe carioca soma uma Libertadores (2019), uma Recopa Sul-Americana (2020), dois Brasileiros (2009 e 2019), duas Copas do Brasil (2006 e 2013), uma Supercopa do Brasil (2020) e dez Campeonatos Cariocas (2001, 2004, 2007, 2008, 2009, 2011, 2014, 2017, 2019 e 2020). Cabe lembrar que o século começa em 2001 –portanto, títulos no ano 2000 não entram na conta.

A final do Paulistão deste ano será a nona do Corinthians no século, que já teve 20 decisões estaduais. A única derrota em final foi para o Santos de Neymar em 2011.

De cinco decisões de Copa do Brasil, perdeu três: em 2001, 2008 e 2018. O Timão teve ainda um vice de Brasileiro no último ano em que o campeonato foi disputado em mata-mata, em 2002.

comercial tommacon



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia