WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
vitoria da sorte





vitoria da sorte

junho 2020
D S T Q Q S S
« maio    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  



drupal counter


Confederação Brasileira de Rugby anuncia o cancelamento do Campeonato Brasileiro

Bahia Notícias

A Confederação Brasileira de Rugby (CBRu) anunciou nesta quinta-feira (28) o cancelamento da edição 2020 do Campeonato Brasileiro da modalidade devido a pandemia do coronavírus. Prevista para acontecer entre os meses de abril e outubro, a competição estava suspensa. A decisão contou com o aval de todos os doze clubes amadores que participam da competição e representam os estados de São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. O CEO da entidade, Jean-Luc Jadoul, justificou a decisão.

“Por ser um esporte de contato, o rugby é mais vulnerável ao contágio. Também não sabemos concretamente como e quando será a liberação das atividades em cada Estado. Isso inviabiliza a logística de transporte interestadual, por exemplo. Assim, preferimos nos adaptar e nos concentrar nos protocolos de retorno ao jogo de forma gradativa, com poucos atletas e sem contato, seguindo protocolos de identificação, distanciamento e desinfecção em consonância com regras municipais e estaduais. O objetivo é permitir uma volta prudente aos gramados para não expor a riscos desnecessários os cerca de 700 atletas e equipes técnicas envolvidos na competição. Nosso planejamento agora é organizar o tradicional torneio no próximo ano em condições normais, assim esperamos”, afirmou.

O campeonato é organizado anualmente pela CBRu com investimentos da ordem de R$ 700 mil, captados integralmente por meio da Lei Federal de Incentivo ao Esporte. A entidade considera não ser possível executar todos os recursos captados dentro de um calendário menor, de três a quatro meses, e isto compromete a prestação de contas ao governo federal e às empresas patrocinadoras. Outro ponto levado em consideração foi a dificuldade dos clubes para retomar os treinamentos em curto prazo e se apresentar competitivos.

O Campeonato Brasileiro Masculino de Rugby XV deste ano teria a participação do Jacareí Rugby (Jacareí/SP), Poli Rugby (São Paulo/SP), São José Rugby (Sao José dos Campos/SP), SPAC (São Paulo/SP), Pasteur (São Paulo/SP), Tornados (Indaiatuba/SP), Curitiba Rugby (Curitiba/PR), Pé Vermelho (Londrina/PR), Serra Gaúcha (Caxias do Sul/RS), Charrua (Porto Alegre/RS), Farrapos (Bento Gonçalves/RS) e Desterro (Florianópolis/SC).

O futebol pós-pandemia nos mostra que jogar em casa sem torcida não faz muita diferença nas partidas

Terra

O mundo do futebol está diferente de como conhecíamos antes da pandemia do coronavírus. Apesar do retorno de diversas ligas na Europa de maneira gradual, os estádios estão vazios e os times jogam em ambientes que lembram treinos ou amistosos. Com isso, uma mudança observada em alguns torneios é a de que o time que joga em casa, em seus domínios, não está conseguindo ter um benefício esportivo, em termos de resultado.

No Campeonato Alemão, por exemplo, foram realizadas três rodadas e um total de 27 partidas. Apenas cinco clubes que jogaram em casa, venceram, sendo Bayern de Munique e Borussia Dortmund, líder e vice-líder, nesta conta. Ao todo foram 10 empates e 12 derrotas, o que mostra que jogar em casa não está fazendo diferença. Os terrenos das batalhas estão sendo neutros.

E não é só na Alemanha que essa nova definição de que jogar em casa parece não fazer diferença pode ser observada. No campeonato da Estônia, foram realizados 10 partidas e sete visitantes já venceram contra apenas um resultado positivo de uma equipe mandante. No retorno da Copa da Polônia, outros dois jogos foram realizados e ambos com vitórias de quem atuou fora de seus domínios.

O padrão se repete em outros países, como na Hungria, pois em quatro jogos de Copa no país, foram quatro empates. Já no campeonato nacional, dois jogos, uma vitória e uma derrota para o clube mandante. Na República Tcheca foram feitas nove partidas da competição nacional com três resultados positivos, três empates e três reveses para os times que atuaram em casa.

Na Coreia do Sul, os mandantes ainda estão conseguindo fazer melhores resultados em suas casas e em 18 partidas da K-League, nove mandantes venceram e perderam em apenas quatro ocasiões no início do torneio.

O espaço amostral ainda é pequeno, mas este é um ponto importante para ser observado ao longo das outras ligas e competições que forem voltar. Jogar em casa sem público pode ser fator decisivo principalmente em jogos de mata-mata, como na Liga dos Campeões ou Liga Europa e determinar o futuro de diversos clubes na tabela de classificação de seus campeonatos.

Inglês volta no dia 17 de junho com jogo entre Manchester City e Arsenal

MSN

Os clubes do Campeonato Inglês acordaram no retorno da Premier League nesta quinta-feira. Após a liberação para os treinos com contato total, as partidas terão início daqui a três semanas e os primeiros jogos serão no próximo dia 17 de junho. Manchester City e Arsenal duelam em jogo atrasado, assim como Aston Villa e Sheffield United, de acordo com o “The Telegraph”. Já as demais rodadas serão realizadas a partir do dia 20 de junho.

Com os jogos atrasados sendo cumpridos, todas as equipes estarão com as mesmas 29 partidas disputadas e irão faltar apenas nove para o fim da competição. O torneio está parado desde meados de março por conta da crise de coronavírus que atingiu personalidades da Premier League, como Mikel Arteta, um dos primeiros nomes confirmados com a COVID-19.

Os técnicos terão uma missão árdua, pois serão apenas três semanas de trabalhos coletivos até a retomada da Premier League. Na última semana, os times começaram as sessões de trabalho em pequenos grupos de atletas, seguindo o protocolo do governo e as medidas de segurança sanitária.

Na última terça-feira, os jogadores foram ouvidos e deram luz verde para que os treinos com contatos pudessem voltar a acontecer. Além disso, três baterias de testes de coronavírus foram realizadas e os resultados positivos são pequenos, o que ajudou no impulsionamento para o retorno do Campeonato Inglês.

Presidentes dos quatro grandes de São Paulo se unem para alinhar cortes de salários de jogadores

Globo Esportes

Os presidentes dos quatro grandes clubes de São Paulo se aproximaram nos últimos dias a fim de alinhar medidas para enfrentar a crise decorrente da paralisação do futebol por conta da Covid-19. O principal tema na pauta dos cartolas de Corinthians, Palmeiras, Santos e São Paulo é o tamanho do corte nos salários dos jogadores.

Andrés Sanchez, do Corinthians, Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, do São Paulo, José Carlos Peres, do Santos, e Mauricio Galiotte, do Palmeiras, se reuniram virtualmente na última quarta-feira. Eles avaliam que os clubes terão mais chance de sucesso nas negociações com os atletas se agirem em conjunto. No entendimento dos presidentes, ficará mais fácil convencer os jogadores a abrirem mão de dinheiro caso seja definido um único conceito para os quatro clubes.

Até o momento, cada um agiu de forma isolada. As medidas tomadas por cada clube foram as seguintes:

Corinthians: redução em 25% dos salários dos jogadores em maio em comum acordo.
Palmeiras: diminuição de 25% nos pagamentos dos atletas em maio e junho em comum acordo.
Santos: corte de 70% nos meses de abril, maio e junho, com pagamento de metade do valor descontado no futuro. Medida foi imposta, sem concordância dos atletas.
São Paulo: pagamento de metade (50%) dos vencimentos em carteira e suspensão dos pagamentos de direito de imagem. Redução foi imposta mesmo sem os jogadores aceitarem.

Nas conversas até o momento, todos os presidentes vêm se queixando de dificuldades financeiras. Os que se dizem mais “apertados” são o corintiano Andrés Sanchez e o santista José Carlos Peres. Isso, porém, não quer dizer que os demais estejam em situação confortável. Leco, por exemplo, admitiu que se não fosse a venda de Antony para o Ajax, da Holanda, o São Paulo poderia enfrentar um cenário caótico.

Embora seja o mais tranquilo, o Palmeiras também projeta dificuldades nos próximos meses mesmo com o eventual retorno das competições, devido a queda do números de sócios, falta de receitas de bilheteria e diminuição de outras fontes de renda.

Como o futuro é incerto, mesmo com a volta das competições, os quatro grandes paulistas querem se preparar para eventuais novos cortes. O único que precisará tomar uma decisão imediata é o Corinthians, que optou por fazer um acordo inicial com o elenco referente apenas ao mês de maio.

Por enquanto, as conversas são preliminares. Os dirigentes concordam que cada caso têm suas peculiaridades, mas eles querem construir juntos uma estratégia para enfrentar a crise.

Os quatro grandes paulistas também estão alinhados nas discussões para retomada dos campeonatos e os protocolos de saúde a serem adotados nos treinos e jogos quando o futebol voltar.

Por que a pressão? Globo vai liberar R$ 3,8 mi assim que o Carioca voltar

Uol

O reinício do Campeonato Carioca vai render imediatamente aos clubes R$ 3,8 milhões dos direitos de transmissão da competição. Em acordo feito no fim de abril, a Globo se comprometeu a liberar 15% do valor que está retido pela paralisação do torneio assim que a bola voltar a rolar.

Vasco, Fluminense e Botafogo receberiam nessa leva cerca de R$ 675 mil cada um, totalizando R$ 2,025 milhões — o Flamengo não têm direito à cota de transmissão porque não fechou acordo com a Globo. O restante, portanto, seria dividido entre os clubes menores e por isso eles pressionam pelo retorno.

Esses oito times (Bangu, Madureira, Resende, Volta Redonda, Macaé, Cabofriense, Portuguesa e Boavista), junto com Flamengo e Vasco, querem a retomada o quanto antes do campeonato que foi suspenso em 16 de março por causa da pandemia do coronavírus — faltam ainda duas rodadas, semifinal e final da Taça Rio e os dois jogos da decisão. Apesar de não ter valores de direito de transmissão, o Flamengo espera ter reativado pagamentos de patrocinadores assim que o time voltar a ação.

O valor total do contrato do Carioca com a Globo pelos direitos de transmissão, que engloba TVs aberta e fechada e pay-per-view era de R$ 120 milhões, mas como o Flamengo não fechou os R$ 18 milhões que seriam pagos ao clube da Gávea foram abatidos e não redistribuídos entre os participantes.

Vasco, Fluminense e Botafogo têm direito a cerca de R$ 18 milhões, enquanto os clubes menores dividem o restante da bolada com base em quantidade de jogos transmitidos e classificação ao final da competição.

A baiana Daniella Sousa assina mais uma temporada no futsal espanhol

Da Redação
Fonte Faro de Figo

Quando a temporada terminou, o Poio Pescamar começou a pensar na próxima campanha. Ontem mesmo o clube anunciou sua última renovação, Daniella Sousa . O brasileiro assina mais uma temporada, e já são três, para a equipe Red, na qual ela se sente muito à vontade e é um dos pilares fundamentais.

A equipe quer amarrar seus itens essenciais com muita força e com isso renovou também a melhor goleira do mundo, Silvia Aguete, e a grande promessa do gol vermelho, Caridad. Aguete recebeu o prêmio e melhor goleiro há alguns meses, aos 33 anos, e ansioso para continuar a guerra. Por sua parte, Caridad, 20 anos, veio à equipe para completar a meta, algo que faz com que os companheiros de equipe exijam o máximo de si diariamente. Ambos os goleiros fazem do gol de Poio Pescamar um alvo praticamente intransitável.

O clube já fez vários movimentos, anunciando a saída de Iria Saeta e Andrea Feijoo dias atrás , os quais usarão a camisa Ourense Envialia.

O Poio Pescamar tem um objetivo claro nesta temporada: jogar a partida e dar tudo na Copa da Rainha . Um título que deixa as roillas especialmente empolgadas e que seria histórico para o clube para o qual busca se reforçar, apesar de querer manter a maioria da equipe.

Prefeitura retira temporariamente equipamentos de ginástica da Praça Norberto Aurich

Blog da Resenha Geral

Nessa terça-feira (26), a Prefeitura de Vitória da Conquista desmontou e retirou os equipamentos de ginástica que ficavam localizados na Praça Norberto Aurich, situada entre as avenidas Paraná e Santa Catarina.

Os aparelhos foram desmontados para evitar a contaminação pelo coronavírus

A ação aconteceu para evitar o risco de contaminação pela Covid-19, devido à quantidade de pessoas que estavam se aglomerando no espaço, tocando nos mesmos aparelhos, durante prática de atividades físicas.

A iniciativa foi realizada pelos seguranças patrimoniais em parceria com servidores da Central de Equipamentos (Deserg). “Infelizmente o povo estava utilizando os equipamentos, podendo causar aumento de transmissão do coronavírus”, explica o tenente-coronel Antônio Braga, comandante da Guarda Municipal de Vitória da Conquista.

O acesso aos espaços de lazer da Praça será normalizado após o controle da pandemia

Além disso, as quadras da Praça Norberto Aurich estão interditadas, e os quiosques seguem fechados. Segundo o comandante Braga, a equipe está observando outros espaços públicos para avaliar se é preciso aplicar a mesma medida.

A disposição dos aparelhos de ginástica e o acesso aos espaços de lazer da Praça serão normalizados após o controle da pandemia.

Diretor diz que Conmebol planeja volta de Copas em setembro e não vê problema extensão até 2021

Globo Esportes

Após dois meses e meio de paralisação, a Conmebol tem uma estimativa de retorno para suas duas principais competições de clubes, a Libertadores e a Copa Sul-Americana. Em entrevista à emissora argentina “TyC Sports”, o secretário-geral adjunto de Futebol e diretor de Desenvolvimento da entidade, Gonzalo Belloso, disse que eles trabalham uma possível volta em setembro.

– Estamos organizando reuniões com todos os governos. O futebol é uma indústria de tantas que estão sofrendo com a pandemia. O problema mais difícil que enfrentamos é a da migração das equipes e os aeroportos – declarou.

“Queremos voltar em setembro a jogar as Copas. De pouco a pouco, vamos tratando de cumprir nosso papel e estamos escutando aos especialistas”, afirmou Belloso.

O diretor reiterou a posição do presidente da Conmebol, Alejandro Domínguez, de que as duas competições encerrarão em campo e, enquanto for possível, não terão seus formatos alterados, com a mesma quantidade de partidas.

Gonzalo Belloso, no entanto, admitiu que finalizar os torneios em 2021 não é visto como um problema para a Conmebol. Ele reforçou que o planejamento deve ser feito de acordo com os calendários de cada confederação.

“Se tiver que terminar ano que vem, que termine ano que vem. Não há nenhum problema terminar em janeiro”
– Também temos que levar em consideração todos os calendários locais para que possam jogar os torneios locais em seus países. Trabalhamos paralelamente com os países para ver o que eles planejam – ressaltou.

A Libertadores de 2020 foi paralisada após a disputa da segunda rodada da fase de grupos. A Sul-Americana teria sua segunda fase disputada nos dias 20 e 27 de maio. A Conmebol espera a abertura de todas as fronteiras no continente para ter um cenário favorável ao retorno de suas competições.

Tecnologia no Japão permitirá comemorações e vaias da torcida remotamente

Bahia Notícias

O futebol no Japão está em preparação para ser retomado, mas sem a presença dos torcedores nas arquibancadas. Entretanto, para manter a participação do público nos jogos, um aplicativo foi desenvolvido para que gritos, aplausos, vaias e cantos da torcida em casa sejam transmitidos nos auto-falantes dos estádios.

O sistema, desenvolvido pela Yamaha é chamado de “Torcida Remota”, conecta os áudios dos smartphones ao sistema de som das arenas esportivas. Com a tecnologia, as mensagens são reverberadas praticamente em tempo real. Comemorações e manifestações dos torcedores poderão ser executadas pelos jogadores, como se eles estivessem presentes no estádio.

A empresa japonesa declarou que o produto “demonstrou a capacidade de criar uma atmosfera de espectador semelhante à de uma partida real”.

Recentemente, o sistema foi testado no Estádio Shizuoka Ecopa, casa dos clubes Júbilo Iwata e Shimizu S-Pulse no Campeonato Japonês e com capacidade para 50 mil pessoas. Keisuke Matsubayashi, um funcionário da empresa que administra o estádio, relatou sobre experiência do aplicativo na arena.

“Em um ponto durante o teste de campo do sistema, fechei os olhos e parecia que os torcedores estavam ali no estádio comigo”, contou o funcionário.

Esta semana, o primeiro-ministro do Japão suspendeu o estado de emergência do país após a grande diminuição do número de casos do coronavírus. Além do futebol, o beisebol também está se preparando para retomar as partidas.

Mais de 400 deputados apoiam votação de socorro emergencial ao esporte

Atarde

O deputado federal Felipe Carreiras (PSB-PE) apresentou na Câmara, na semana passada, um projeto que visa socorrer o setor esportivo nacional através de algumas medidas para a pandemia. As informações foram publicadas na coluna Radar, em edição da revista Veja.

Nesta terça-feira, 26, um total de 407 deputados assinaram o requerimento solicitando que a proposta seja levada ao plenário da Câmara, para votação em caráter de urgência. Após a aprovação do socorro ao setor cultura, as medidas para o esporte devem vir logo em seguidas.

De acordo com o documento, algumas despesas básicas – como água, energia elétrico e serviços de telecomunicação das empresas esportivas – não poderiam ser cortadas durante o período da crise. A proposta também prorrogaria a prestação de contas de projetos financiados pela Lei de Incentivo ao Esporte e permite o pagamento dos impostos dentro do prazo de 12 meses.

Ainda segundo o texto, enquanto as medidas de isolamento estiverem em ação, todas as práticas esportivas, como disputa de campeonatos e até treinamentos, só terão permissão para retornar mediante regulamentação do Ministério da Saúde, que ainda estabelecerá um protocolo capaz de garantir a segurança de todos os envolvidos, inclusive do público.

Premier League anuncia mais quatro casos positivos para Covid-19

Ogol

O Campeonato Inglês registrou, nesta quarta-feira, mais quatro casos de pessoas infectadas com o novo coronavírus. A Premier League tem feitos testes constantes em jogadores, integrantes de comissão técnica e funcionários.

Desta vez, os exames foram feitos em 25 e 26 de maio em 1.008 pessoas. A entidade não informou o nome das pessoas com Covid-19 e nem mesmo o nome de clubes, mas é certo que são integrantes de três times.

Todas as quatro pessoas entrarão em quarentena. O isolamento social irá durar, ao menos, uma semana. Os próximos testes serão realizados no fim de semana. Serão 50 testes por clube.

Os clubes ingleses já iniciaram na última semana o retorno aos treinamentos. O campeonato, paralisado desde meados de março, deverá voltar na segunda semana de junho.

Reta final do Campeonato Espanhol será transmitida gratuitamente em asilos

Uol

Paralisado há mais de dois meses por conta da pandemia do coronavírus, o Campeonato Espanhol deve ser retomado nos próximos dias com uma novidade especial para reside ou trabalha em asilos do país.

Isso porque a organização do torneio fechou uma parceria para que todos os jogos da liga (1ª e 2ª divisão) tenham exibição gratuita em televisões instaladas em casas destinadas à terceira idade.

Em comunicado no site oficial do campeonato, a organização afirma que a atitude tem como objetivo “romper a solidão que os moradores e os funcionários sofreram após a crise de saúde do covid-19, que forçou o confinamento de todos nos centros de saúde para a terceira idade.”.

Os proprietários de asilos interessados devem solicitar a transmissão por meio de suas operadoras de TV. A emissora que exibirá as partidas será a LaLigaTVBar.

Faltam 11 rodadas para o encerramento da 1ª divisão espanhola, um dos torneios de futebol mais populares do mundo. O Barcelona lidera a tabela com 58 pontos, apenas dois a mais que o Real Madrid, vice-colocado.





WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia