WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

setembro 2019
D S T Q Q S S
« ago    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  



drupal counter

:: ‘ALEGA’

Campeão do Turno, Moacir Júnior alega problemas pessoais para deixar clube baiano

Futebol Interior

0002048047975_img

O auxiliar Altair Coimbra foi efetivado no comando do Vitória da Conquista após a saída do técnico Moacir Júnior (foto). Campeão do 1º Turno no Campeonato Baiano, Moacir Júnior alegou motivos particulares para deixar o clube.

“Depois de ganhar a primeira fase do Baiano e também a vaga na copa do Nordeste, decidi deixar o Vitória da Conquista. Estou com problemas particulares e preciso estar próxima da minha família”, comentou ele ao site Grande Área.

Mas o treinador não deverá ficar muito tempo desempregado. Ele já foi sondado por alguns clubes e recebeu propostas de outros. “Eu também tenho algumas propostas para serem analisadas. Mas preciso sentar e analisar com calma”, completou.

Técnico da nova geração, Moacir Júnior faz parte da história do Tupi-MG, onde teve muitas e boas passagens. Em 2012, no Campeonato Mineiro, ele chegou à semifinal do Campeonato Mineiro e terminou a competição à frente do Cruzeiro.

São Paulo alega prejuízos e encaminha ofício à Conmebol

Terra

get

O São Paulo vai encaminhar um ofício à Conmebol, entidade que rege o futebol continental, por conta dos prejuízos causados ao clube e à torcida na final da Copa Sul-Americana, diante do Tigre. O time argentino alegou ter sofrido agressões de seguranças tricolores nos vestiários do Morumbi e se recusou a voltar para o segundo tempo da partida, quando o placar já marcava 2 a 0 para os brasileiros.

De acordo com a diretoria, os torcedores foram lesados por conta de o jogo perdurar por apenas um tempo. Além disso, o Estádio do Morumbi teve partes das suas instalações danificadas pelo conflito. Em comunicado oficial, a Conmebol confirmou nesta quinta-feira que o São Paulo é o campeão do torneio sul-americano, mas que vai averiguar os fatos e aplicar sanções.

A polêmica extra-campo, porém, continua. Após a declaração do técnico Ney Franco de que o Tigre ?”pipocou?”, o treinador argentino Néstor Gorosito rebateu. ?”O treinador (Ney) é um maricón (homem afeminado, na gíria argentina). Quando vêm, são os reis da cortesia, mas lá ele esteve comentando que só queríamos brigar, que éramos covardes”, ? afirmou, ?à rádio La Red?, criticando também o presidente Juvenal Juvêncio.

Nesta sexta-feira, chegou à AFA (Associação do Futebol Argentino) um vídeo de quatro minutos da confusão filmado pelo goleiro Causillas. A intenção do clube é a de aproveitar a semana de sorteio da Libertadores, no próximo dia 21, para “fazer barulho” na entidade.

Tigre alega violência de seguranças para desistir da Sul-americana

Gazeta Esportiva

A decisão da Copa Sul-americana dava mostras de que seria polêmica desde que o ônibus do Tigre chegou ao estádio do Morumbi, cerca de duas horas antes de a bola rolar na partida contra o São Paulo, e foi alvejado por pedradas e outros objetos atirados por parte da torcida tricolor. Depois de um primeiro tempo com cinco cartões amarelos e reclamações dos dois lados, o time argentino desistiu de entrar em campo na etapa complementar e a partida foi suspensa, decretando o time brasileiro como campeão.

Trinta minutos após o tempo previsto para o retorno dos jogadores do Tigre ao gramado, o árbitro Enrique Osses decidiu interferir e prometeu esperar apenas mais cinco minutos, suspendendo a partida logo que o prazo expirou. Nicolas Leoz, presidente da entidade, foi o responsável por tomar a decisão final e oficializar o fim de jogo. Ainda existe a possibilidade de o Tribunal da Conmebol anular esta decisão em um segundo momento. Os jogadores do São Paulo faziam aquecimento no momento em que souberam da decisão e viram a empresa organizadora do evento armar o palco para a entrega da taça.

Em entrevistas rápidas à imprensa latina, o técnico do Tigre, Néstor Gorosito, deu sua versão para a desistência de entrar em campo no segundo tempo: de acordo com o treinador, seguranças do São Paulo teriam sacado armas no túnel, perto da porta do vestiário da equipe argentina. O clube do Morumbi nega com veemência a afirmação, dizendo que seus profissionais não andam armados.

Toda a confusão que encerrou a partida precocemente ocorreu no fim do primeiro tempo, quando o meia-atacante Lucas, autor do primeiro gol do São Paulo, tirou um pedaço de algodão no nariz e mostrou ao lateral Orban, do Tigre, que havia desferido uma cotovelada no atleta são-paulino instantes antes. O primeiro a proteger Lucas foi Wellington, mas o verdadeiro entrevero ocorreu entre Díaz e Paulo Miranda, que foram expulsos no vestiário. Por meio de sua página oficial na internet, o Tigre se manifestou dizendo que a “Polícia local golpeou os jogadores” após o encerramento do primeiro tempo.

Prefeitura de Vitória da Conquista alega falta de tempo para trocar gramado do Lomantão

Fonte: Ibahia

As reclamações dos jogadores do Serrano por conta do gramado do estádio Lomanto Júnior, em Vitória da Conquista, não vão sensibilizar a prefeitura, pelo menos por enquanto. Tanto que, depois de uma semana de treinamentos no estádio, que recebeu a estreia do time no Baianão 2011, contra o Bahia, a direção rubro-verde elegeu a cidade vizinha de Belo Campo como novo QG do elenco.

“A partir de agora, vamos treinar lá e também em outras cidades circunvizinhas. Vamos usar o Lomanto Júnior apenas para os jogos. É ruim por causa da distância, mas é a solução”, diz Kléber Avelino, dirigente do Serrano. O atacante André Araújo, autor do gol contra o Bahia, foi o primeiro a levantar a bandeira. Segundo ele, o piso está duro e o atrito pode causar lesões nos atletas. O técnico tricolor Rogério Lourenço, logo após a partida contra o Serrano, também criticou o gramado.

Para o coordenador de esportes da prefeitura de Vitória da Conquista, Hudson José, o calendário do futebol na cidade é o grande entrave para ainda não ter havido troca do gramado do Lomanto Júnior. “Não é obrigação nossa, mas também cedemos o estádio para treinamentos. Fora os jogos durante todo ano. Os clubes têm razão de reclamar, mas o problema é que uma troca de gramado dura pelo menos cinco meses”, explica. :: LEIA MAIS »





WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia