WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

setembro 2019
D S T Q Q S S
« ago    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  



drupal counter

:: ‘BARCELONA’

Barcelona é o time que mais vendeu camisas na temporada. Confira o Top-10

Lancenet

NEY

Campeão espanhol e repleto de craques como Messi e Neymar, o Barcelona alcançou o topo de mais uma importante lista. Pesquisa realizada pela Agência Euroaméricas mostra que o clube catalão é o que mais vendeu camisas na temporada, com um total de 3,6 milhões. Completam o Top-3 o alemão Bayern de Munique, com 3,3 milhões de vendas, e o inglês Chelsea, com 3,1 milhões de vendas.

Entre as dez camisas mais vendidas, um dado importante: o domínio da alemã Adidas no mercado. A empresa emplacou seis equipes na lista, deixando a Nike, seu grande rival, com apenas quatro. A única fornecedora ‘intrusa’ é a Puma, qual alcançou a sétima posição do ranking com a camisa do Arsenal.

Confira abaixo as dez camisas mais vendidas da temporada:

1º Barcelona (Nike) – 3,6 milhões
2º Bayern de Munique (Adidas) – 3,3 milhões
3º Chelsea (Adidas) – 3,1 milhões
4º Manchester United (Adidas) – 2,9 milhões
5º Real Madrid (Adidas) – 2,8 milhões
6º Paris Saint-Germain (Nike) – 2,2 milhões
7º Arsenal (Puma) – 2 milhões
8º Atlético de Madrid (Nike) – 1,9 milhões
9º Juventus (Adidas) – 1,6 milhões
10º Milan (Adidas) – 1,2 milhões

Barcelona leva 94.990 torcedores ao Camp Nou e bate recorde de público

Globo Esportes

2016-01-30t154100z_1892200827_lr2ec1u17k1ud_rtrmadp_3_soccer-spain

A torcida do Barcelona foi uma das principais protagonistas na vitória desde sábado sobre o Atlético de Madrid por 2 a 1. Se em campo o time correspondeu com dois golaços, de Lionel Messi e Luis Suárez, na arquibancada os torcedores também deram show. Foram 94.990 presentes no Camp Nou para acompanhar o confronto e quebrar o recorde de público da temporada. O visual ficou ainda mais bonito com 90.000 bandeiras do clube que foram distribuídas aos espectadores para que fizessem a festa antes e durante a partida.

O recorde anterior na temporada era de 94.422 torcedores, na partida amistosa contra o Roma, valendo a taça Joan Gamper. Na ocasião, o Barça venceu por 3 a 0. Em partidas oficiais, o maior público até então em 2015/2016 pertencia ao confronto com o Athletic Bilbao, pela decisão da Supercopa da Espanha, que levou 88.834 pessoas ao Camp Nou para verem o empate por 1 a 1, que acabou dando o título para os visitantes.

outdoor_pq

Com Neymar, Messi e Daniel Alves, Barcelona domina a seleção da Uefa

Globo Esportes

Suarez-Neymar-e-Messi

Dono de cinco troféus em seis possíveis ao longo do ano passado, o Barcelona dominou a seleção de 2015 da Uefa com cinco jogadores: Neymar, Messi, Iniesta, Piqué e Daniel Alves. O Real Madrid veio em seguida com três atletas na lista (Cristiano Ronaldo, James Rodríguez e Sergio Ramos) e o Bayern de Munique apareceu com dois (Neuer e Alaba). O Juventus completou a equipe ideal da entidade com Pogba.

A lista foi divulgada nesta sexta-feira, após uma eleição com 40 jogadores no site oficial da Uefa, entre eles Buffon, David Luiz, Thiago Silva, Hazard, Lewandowski, Müller, Ibrahimovic e Agüero. Cada internauta pôde selecionar 11 jogadores, com diversas opções de esquemas táticos.

A escolha contou com pouco mais de 7 milhões de votos no site da Uefa, a maior parte da Europa (53% – a América do Sul forneceu 15% e a Ásia 19%). Entre os selecionados, Messi foi o favorito dos internautas e recebeu 448.445 votos. Para efeito de comparação, Neymar levou 282.327 e Cristiano Ronaldo 260.811 – o português, aliás, entrou para a seleção europeia pelo décimo ano seguido.

Vencedor da Liga dos Campeões, o Barcelona já tinha sido a equipe com o maior número de indicados à seleção: 8 (Mascherano, Rakitic e Luis Suárez acabaram ficando fora da lista final). Além da Champions, o clube venceu o Campeonato Espanhol, a Copa do Rei, a Supercopa da Europa e o Mundial de Clubes.

Neymar é garçom, Suárez faz dois e Barça bate River para ficar com o Mundial

Ogol

imgS620I166845T20151220123115

No primeiro, e único, jogo do trio MSN no Japão, Neymar foi o garçom, com duas assistências, Suárez o artilheiro, com dois gols, e Messi também deixou sua marca. O Barcelona acabou batendo o River Plate para conquistar o Mundial de Clubes.

É o terceiro título dos Culés desde que o torneio passou a ser organizado pela Fifa. A equipe é a mais vencedora da competição. Os Millionarios ficaram no sonho.

O River Plate começou o jogo em cima do Barcelona. Intenso, tentou pressionar o adversário no seu campo. Os argentinos conseguiram dificultar a vida dos rivais.

Só que a intensidade não durou muito. Depois de um tempo, a estratégia da equipe de Marcelo Gallardo era tentar parar o jogo, com algumas faltas. Ponzio aparecia bem nesse quesito.

Lionel Messi tentava furar o bloqueio defensivo da equipe de seu país. Era quem mais tantava. Barovero fez uma grande defesa aos 10, parando o craque.

Messi tentou também de falta, e Barovero fez a defesa. Só que, dentro da área, não teve jeito. Após assistência de cabeça de Neymar, Messi chegou a ajeitar com a mão, mas a jogada seguiu. O arremate foi forte, sem chance para o goleiro.

Os Millionarios, ao longo da primeira metade, só conseguiram colocar Claudio Bravo para trabalhar em arremates de fora da área. Nos dois, o chileno se saiu bem.

O River Plate voltou exposto no segundo tempo. Logo nos primeiros minutos, Busquets aproveitou isso e deu ótimo passe para Suárez. Na cara do gol, o uruguaio nem fez um grande arremate, mas foi suficiente para bater Barovero.

O uruguaio caprichou mais no terceiro. Aliás, quem caprichou mesmo foi Neymar, que cruzou na medida. Suárez concluiu bem e mandou para a rede.

É verdade que os argentinos ainda poderiam ter diminuído. Colocaram Bravo para trabalhar, acertaram o poste… Mas a vitória foi mais que justa. O Barça, uma vez mais, chegou ao topo do mundo. Se já não estava nele.

Com três de Suárez, Barcelona passa pelo Guangzhou no Mundial de Clubes

Ogol

imgS620I166667T20151217131646

O Guangzhou Evergrande se esforçou, mas não conseguiu impedir a vitória do favorito Barcelona, por 3 a 0, na semifinal do Mundial de Clubes. Luis Suárez marcou os três gols da partida.

Sem Messi e Neymar, o Barcelona contou com um Iniesta em grande dia, e com Suárez fatal na área, para bater o campeão da Ásia.

A final, sem surpresas, será contra o River Plate, e o Barça entra como favorito mais uma vez, embora preocupado com as condições de seus dois craques.

Juventus dá trabalho, mas Neymar fecha temporada perfeita do Barça

Gazeta Esportiva

t_153459_barcelona-repete-2009-conquista-todos-os-titulos-da-temporada-e-levanta-a-taca-da-champions-league-neste-sabado-em-berlim

Com Luis Enrique, o Barcelona reencontrou a união entre talento e eficiência que tinha com Guardiola, e confirmou o sucesso neste sábado, em Berlim. A Juventus deu trabalho, mas o sistema ofensivo catalão voltou a funcionar e conquistou a Liga dos Campeões da Europa, completando a tríplice coroa, símbolo de uma temporada perfeita – como já tinha acontecido em 2009. Neste sábado, o time venceu a tetracampeã italiana por 3 a 1 em final que teve como último lance um gol de Neymar.

O campeão espanhol e da Copa do Rei, porém, precisou suar para atingir o pentacampeonato europeu. Para somar mais uma taça da Champions League às erguidas em 1992, 2006, 2009 e 2011, precisou conter uma reação que a Juventus teve mesmo durante a final, quando passou de espectadora e candidata a sparring nos 20 primeiros minutos para um oponente que mostrou a razão de ser tetracampeã italiana e vencido também a Copa da Itália nesta temporada.

Enquanto tocava a bola como queria, o Barcelona ficou 55 segundos trocando passes consecutivamente até Rakitic abrir o placar, logo aos três minutos de jogo. Quando a Juve acertou sua marcação, equilibrou a final e empatou aos nove do segundo tempo, com Morata aproveitando rebote de chute de Tevez. Mas Suárez aproveitou bola que Buffon espalmou em seu pé na pequena área, logo após finalização de Messi, aos 23, para fazer 2 a 1. Coube a Neymar, que teve um gol anulado antes, protagonizar o último lance da decisão batendo nas redes de Buffon.

Em Berlim, Juventus e Barcelona fazem final que vale tríplice coroa

Gazeta Esportiva

620x269_2015-06-05_0ec9af9024

Dois grandes campeões, Juventus e Barcelona decidem neste sábado, às 15h45(de Brasília), no Estádio Olímpico, em Berlim, na Alemanha, o título da Liga dos Campeões da Europa. O ganhador poderá comemorar mais do que o principal troféu de clubes do Velho Continente: terá conquistado a tríplice coroa, uma vez que venceram todos os torneios na temporada em seus respectivos países.

O Barcelona se sagrou campeão nacional e da Copa do Rei da Espanha. Já a Juventus, além de conquistar o tetracampeonato italiano e ainda ficou com o caneco da Copa da Itália. Dessa maneira, o título continental vai coroar o trabalho de uma temporada maravilhosa.

Para chegar à final, o Barcelona, que já ganhou a Champions League quatro vezes (1992, 2006, 2009 e 2011), eliminou na semifinal o poderoso Bayern de Munique, com uma maiúscula vitória por 3 a 0 na ida, que lhe permitiu perder por 3 a 2 na Alemanha. Campeã europeia em 1985 e 1996, a Juventus despachou na última fase o Real Madrid, segurando empate por 1 a 1 na Espanha após triunfo por 2 a 1 em Turim.

A Juventus, por sua vez, aposta em um sólido sistema defensivo, que tem como figura mais expressiva o veterano goleiro Gianluigi Buffon, com mais de 900 jogos com a camisa do time. O meio-campo é regido pela batuta de Andrea Pirlo, enquanto a principal esperança de gols recai no argentino Carlos Tévez, em grande fase.

Bayern vira, mas Barça avança com gols de Neymar

Terra

neymarcomemoragolmatthiasschraderap

A missão do Bayern de Munique nesta terça-feira era praticamente impossível, e ficou ainda mais difícil depois de dois gols de Neymar logo no primeiro tempo do duelo na Allianz Arena.

No fim das contas, apesar da vitória de virada sobre o Barcelona por 3 a 2, o resultado não foi suficiente para fazer os alemães avançarem. Quem estará em Berlim na grande final da Liga dos Campeões 2014/15 será o time catalão, que venceu o jogo de ida por 3 a 0 no Camp Nou.

O Barcelona é finalista da Liga dos Campeões e conhece seu adversário nesta quarta, quando o Real Madrid recebe a Juventus no Santiago Bernabéu. No jogo de ida, os italianos venceram em Turim por 2 a 1.

Tridente entrosado enfrenta Bayern confiante e reforçado por talismã

Globo Esportes

tag_reuters.com0000_binary_mt1aci13727390-baseimage_1

Está dura a vida do Bayern de Munique. Virar uma derrota por 3 a 0 em uma semifinal de Champions já seria tarefa complicada, mas o time de Guardiola ainda tem pela frente o Barcelona. Há dois anos, os alemães eliminaram o mesmo rival, na mesma fase, mas era outro Bayern, e outro Barça. Os bávaros, neste ano, estão desfalcados de craques como Robben e Ribéry, enquanto esta versão dos catalães vive o melhor momento da equipe nos últimos anos. Os dois times se enfrentam nesta terça-feira, às 15h45 (de Brasília).

A forma das equipes é incomparável se pegarmos o retrospecto recente. O Bayern caiu na Copa da Alemanha para o rival Borussia Dortmund, foi goleado pelo Barcelona no Camp Nou, e ainda derrotado em casa no último final de semana, pelo Augsburg, no Campeonato Alemão. Já os catalães, só nos últimos sete jogos, marcaram 25 gols e não levaram nenhum.

Quem puxa toda essa onda de sucesso no Barcelona é o tridente formado por Messi, Neymar e Suárez, conhecido como trio MSN na Espanha. Os três juntos já marcaram 112 gols nesta temporada, e são responsáveis por 23 dos 26 gols do time na Champions. As vitórias são fruto de um entrosamento impecável entre os três, que começa fora de campo.

Ainda desfalcado de Robben, Ribery e Alaba, o Bayern levou um susto na véspera. Para piorar, Neuer e Thiago não treinaram com o grupo, mas, segundo a assessoria de imprensa, fizeram trabalho físico separadamente e vão para o jogo nesta terça. Lewandowski segue usando a máscara, mas também estará em campo.

Messi marca golaço, e Barcelona abre boa vantagem contra Bayern

Gazeta Esportiva

620x392_2015-05-06_0538180451

Repetindo a semifinal da temporada 2012-13 da Liga dos Campeões, o Barcelona recebeu o Bayern de Munique no Camp Nou e, desta vez, foi mais feliz que o adversário. Após ver Neuer brilhar na primeira etapa e fazer grandes defesas, Messi apareceu na segunda etapa com dois gols e uma assistência para Neymar, fazendo com que os anfitriões vencessem a primeira partida que dá uma vaga na grande final do campeonato de clubes mais importante da Europa por 3 a 0.

Com este resultado, os catalães podem perder por até dois gols de diferença que, mesmo assim, vão enfrentar Juventus ou Real Madrid na decisão da competição. O duelo de volta está marcado para a próxima terça-feira, às 15h45, na Allianz Arena, em Munique, casa da equipe bávara.

Antes de voltarem a se enfrentar, as equipes voltam a jogar por suas competições nacionais. No próximo sábado, às 13 horas (de Brasília), o Barcelona recebe a Real Sociedad, pela 36ª rodada do Campeonato Espanhol, para se manter na ponta da tabela. No mesmo dia, mas às 10h30 (de Brasília), em casa, o Bayern de Munique encara o Augsburg apenas para cumprir tabela.

Os donos da casa foram representados por Ter Stegen; Daniel Alves, Piqué, Mascherano e Jordi Alba; Busquets, Rakitic (Xavi) e Iniesta (Rafinha); Messi, Suárez e Neymar. Já os visitantes atuaram com Neuer; Rafinha, Boateng, Benatia e Bernat; Lahm, Xabi Alonso, Thiago e Schweinsteiger; Lewandowski e Muller (Gotze).

Barça faz 3 no PSG com gol de Neymar e canetas em David Luiz

Terra

neymargravidobenoittessierrt

O Barcelona não deu chances para o Paris Saint-Germain, nesta quarta-feira, pelas quartas de final da Liga dos Campeões. O time catalão nem ligou para o fato de estar jogando no Parque dos Príncipes e venceu por 3 a 1, com gols de Neymar e dois de Luis Suárez.

O astro do show foi o atacante uruguaio, que humilhou David Luiz com duas “canetas” nos gols.

O placar deixa o Barcelona com um pé na semifinal, já que poderá perder até por 2 a 0 em casa e mesmo assim se classificar.

No outro jogo o Porto derrotou o Bayer de Munique, pelo placar de 3 a 1.

Ex-treinador do Barcelona, Tito Vilanova morre aos 45 anos

Bahia Notícias

xIMAGEM_NOTICIA_5.jpg.pagespeed.ic.bQsMiFdB-E

O treinador espanhol Tito Vilanova, que trabalhou no Barcelona entre 2007 e 2013, morreu nesta sexta-feira (25). Ele não resistiu a um câncer na garganta, que o afastou do comando do clube catalão no ano passado, e nem uma cirurgia de emergência conseguiu salvá-lo.

Vilanova foi jogador de futebol, mas nunca se destacou, tendo se aposentado em 2002. Depois disso, estudou para ser treinador e acabou ganhando a confiança de Pep Guardiola, tendo se tornado o seu assistente e posteriormente o seu substituto, em 2012.

Tito Vilanova deixa sua mulher, Montse Chaure, e dois filhos. Um deles, Adriá, 17 anos, joga nas categorias de base do Barcelona. Ele atua como zagueiro central e pode ser integrado ao elenco profissional do time por conta da escassez de opções para a posição.





WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia