WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

setembro 2019
D S T Q Q S S
« ago    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  



drupal counter

:: ‘BAYER’

Atlético marca fora contra Bayern e vai à final da Champions

Terra

atletico-bayern-efe

A Liga dos Campeões conheceu seu primeiro finalista nesta terça-feira. Em um jogo emblemático, o Atlético de Madrid, jogando na casa do Bayern de Munique, mesmo derrotado por 2 a 1, garantiu vaga na grande final da competição.

Com a vantagem construída em Madri, na vitória por 1 a 0, o Atlético começou atrás, deixando o Bayern com a posse da bola – característica dos time comandados por Pep Guardiola. Em bola parada, Xabi Alonso deixou os alemães na frente. Minutos depois, Müller desperdiçou cobrança de pênalti, defendida por Oblak.

O empate espanhol veio apenas na segunda etapa, com o artilheiro Griezmann balançando as redes. O Bayern marcou seu segundo gol com Lewandowski. Os Colchoneros tiveram chance de garantir o empate por 2 a 2, mas Fernando Torres mandou nas mãos de Neuer sua cobrança de pênalti.

A grande decisão da Champions League ocorre no próximo 28/05, o estádio Giuseppe Meazza, em Milão. Agora, o Atlético de Madrid espera seu adversário, que será conhecido nesta quarta-feira. O vencedor da partida entre Real Madrid e Manchester City irá enfrentar os Colchoneros – na primeira partida, na Inglaterra, as duas equipes ficaram no 0 a 0.

outdoor_pq

LIGA DOS CAMPEÕES: Em vantagem, Atlético desafia Bayern fora de casa por vaga na final

Futebol Interior

728x409

O Atlético de Madrid provou na partida de ida que pode jogar de igual para igual com o Bayern de Munique e a prova de fogo ocorrerá nesta terça-feira, quando as equipes se enfrentam na Allianz Arena, às 15h45. No jogo válido pela volta da semifinal da Liga dos Campeões, o Atléti joga por um empate na Alemanha, após ter vencido por 1 a 0 em casa, com gol de Saúl Ñiguez.

Atlético de Madrid e Bayern de Munique fizeram jogo pegado na ida, com muita raça e vontade dos dois lados e a expectativa para a volta é a mesma. Se despedindo do Bayern, o Guardiola vai com tudo buscar a classificação na final para deixar uma boa impressão em sua passagem pela equipe. Para isso, o treinador espanhol terá que barrar uma defesa do Atlético, que não sofre gols há 602 minutos.

Em contrapartida, o Bayern tem mais que o dobro de gols marcados que o Atlético na Champions, 28 contra 15. “Não devemos pensar em quantos gols temos de marcar. Temos primeiro de pensar em defender bem e em controlar o jogo”, afirma Guardiola.

11990482_677264472375720_7526595543322411409_n1

Messi marca golaço, e Barcelona abre boa vantagem contra Bayern

Gazeta Esportiva

620x392_2015-05-06_0538180451

Repetindo a semifinal da temporada 2012-13 da Liga dos Campeões, o Barcelona recebeu o Bayern de Munique no Camp Nou e, desta vez, foi mais feliz que o adversário. Após ver Neuer brilhar na primeira etapa e fazer grandes defesas, Messi apareceu na segunda etapa com dois gols e uma assistência para Neymar, fazendo com que os anfitriões vencessem a primeira partida que dá uma vaga na grande final do campeonato de clubes mais importante da Europa por 3 a 0.

Com este resultado, os catalães podem perder por até dois gols de diferença que, mesmo assim, vão enfrentar Juventus ou Real Madrid na decisão da competição. O duelo de volta está marcado para a próxima terça-feira, às 15h45, na Allianz Arena, em Munique, casa da equipe bávara.

Antes de voltarem a se enfrentar, as equipes voltam a jogar por suas competições nacionais. No próximo sábado, às 13 horas (de Brasília), o Barcelona recebe a Real Sociedad, pela 36ª rodada do Campeonato Espanhol, para se manter na ponta da tabela. No mesmo dia, mas às 10h30 (de Brasília), em casa, o Bayern de Munique encara o Augsburg apenas para cumprir tabela.

Os donos da casa foram representados por Ter Stegen; Daniel Alves, Piqué, Mascherano e Jordi Alba; Busquets, Rakitic (Xavi) e Iniesta (Rafinha); Messi, Suárez e Neymar. Já os visitantes atuaram com Neuer; Rafinha, Boateng, Benatia e Bernat; Lahm, Xabi Alonso, Thiago e Schweinsteiger; Lewandowski e Muller (Gotze).

Com dois gols de Guerrero, Corinthians vence Bayer Leverkusen de virada

r7

Guerro, Lodero

O Corinthians conquistou a primeira vitória brasileira na Florida Cup. Com dois gols do peruano Paolo Guerrero, o Timão virou para cima do Bayer Leverkusen neste sábado (17), no EverBank Field, em Jacksonville, nos EUA.

Na primeira rodada do torneio, o Bayer havia vencido o Fluminense por 3 a 0 e o Timão perdeu para o Colônia por 1 a 0. Parecia que a história ia se repetir quando o Bayer saiu na frente no início do primeiro tempo, mas o Corinthians reagiu e com dois gols de Guerrero venceu a partida.

O primeiro tempo começou com ritmo bastante forte. Com apenas 20 segundos Emerson Sheik arrancou pela esqeurda e bateu firme de perna esquerda obrigando Leno a fazer grande defesa. Aos dois minutos, Sheik dividiu com Spahic e os dois trocaram empurrões, iniciando uma confusão. O árbitro Kevin Teray ficou apenas na conversa.

Os times erravam passes e nenhuma das equipes conseguia ficar muito tempo com a posse de bola. Aos 13 minutos, o Bayer avançou pelo lado esquerdo, nas costas de Fagner e o cruzamento rasteiro terminou em gol de Yurchenko, que bateu de primeira no canto direito de Cássio.

Depois do gol o Timão melhorou e levava perigo ao Bayer quando ia ao ataque. Em cobrança de escanteio de Renatou Augusto, Guerrero subiu bem de cabeça e Leno fez grande defesa, era um aviso. Três minutos mais tarde Renato cobrou novo escateio e dessa vez a cabeçada do atacante peruano terminou nas redes: 1 a 1.

As equipes criaram pouco na parte final da primeira etapa, Emerson Sheik teve uma boa chance em arrancada pelo lado esquerdo, mas chutou para fora, por cima do gol. Do lado dos alemães, Hilbert recebeu boa bola de Bellarabi mas o chute saiu fraco e Cássio defendeu sem problemas.

Diferente do que fez da derrota para o Colônia, o técnico Tite voltou exatamente com o mesmo time que iniciou a partida para o segundo tempo. Já o Bayer mudou praticamente o time todo. Apenas Hilbert, Boeder e Bellarabi seguiram como titulares.

Fluminense leva 3 a 0 do Bayer Leverkusen em estreia nos EUA

Gazeta Esportiva

t_138760_inicio-da-temporada-2015-do-fluminense-foi-com-um-mau-resultado-nos-estados-unidos

O Fluminense começou a temporada 2015 com uma derrota por 3 a 0 para o Bayer Leverkusen, na estreia do time carioca na Fórida Cup, nos Estados Unidos. Depois de um primeiro tempo de relativo equilíbrio com os titulares em campo, o segundo tempo teve os reservas em campo e os alemães foram muito superiores.

Kiessling, aos 44 do primeiro tempo, Rolfes e Drmic, aos 32 e 33 minutos da etapa complementar, marcaram os gols da partida desta quinta-feira.

O segundo compromisso do Fluminense no torneio será neste sábado diante do Colônia, também da Alemanha, na cidade de Jacksonville.

outdoor_pq

Bayer vence de virada e fica com o título de campeão na Urbis VI

Por Luciano Pina

10363962_1526955817563685_5672138630421166576_n

No último domingo (7), foi conhecido o campeão do 20° Campeonato de Futebol Society da Urbis VI, promovido pelo professor Arnaldo.

A equipe do Bayer ficou com o troféu em homenagem a seu Antônio do Bangu, após vencer o Vila América de virada, pelo placar de 3 a 1.

Mosca cobrando pênalti abriu o placar para o Vila América, porém, Flepa, Kel e Balão viraram o jogo para o Bayer.

Além de troféu e medalhas o campeão levou a quantia de R$2.000,00. Já o vice ficou com troféu, medalhas e R$1.000,00

Ao final de jogo o organizador da competição distribuiu prêmios para jogadores, torcedores e times participantes.

Foram arrecadados quase mil kg de alimentos não perecívil que foram doados para a Casa do Amor e famílias carentes do bairro.

Os torcedores do bairro agora vão aguardar a competição do professor Zomar, que deve iniciar no mês de janeiro.

Real atropela Bayern em Munique e volta à final após 12 anos

Terra

cristianoronaldosorriap

Foram 12 anos de espera. Mais precisamente desde 2002, quando bateu o Leverkusen por 2 a 1, em Glasgow-ESC, e levantou o caneco. Mas o Real Madrid conseguiu, enfim, quebrar a angústia de não chegar à decisão da Liga dos Campeões da Uefa. E foi com show de bola: a equipe espanhola atropelou nesta terça-feira o atual campeão Bayern de Munique por 4 a 0, em plena Allianz Arena, e avançou à final com o placar agregado de 5 a 0 – tinha vencido na ida em casa pela diferença mínima. O clube merengue busca sua décima taça da mais importante competição europeia.

Agora, o time da Espanha aguarda para conhecer seu rival no duelo marcado para o dia 24 de maio, em Lisboa. E o adversário do Real sairá nesta quarta-feira, quando Atlético de Madrid e Chelsea se encaram no Stanford Bridge, em Londres, a partir das 15h45 (de Brasília). A partida de ida acabou com o placar de 0 a 0, em Madri, e qualquer empate com gols dá a classificação à equipe espanhola, enquanto um triunfo simples leva o time do técnico José Mourinho, ex-Real, à decisão.

O confronto desta terça em Munique foi surpreendente, principalmente por causa do ímpeto ofensivo apresentado pelo Real Madrid nos primeiros 45 minutos de jogo. Com dois gols de Sergio Ramos, ambos de cabeça, e um de Cristiano Ronaldo, após belo passe de Bale, o clube espanhol abriu três gols em cima do Bayern ainda na etapa inicial, obrigando o time alemão a marcar cinco para se classificar à decisão.

O primeiro gol saiu ainda aos 15min. Modric bateu escanteio da direita, Sergio Ramos subiu sozinho e cabeceou no canto esquerdo de Neuer, para desespero da defesa alemã no lance. O segundo tento foi parecido, cinco minutos depois: Di María fez cobrança de falta fechada, Pepe desviou, e de novo Sergio Ramos mandou de cabeça para o fundo das redes germânicas.

Em seguida, aos 33min, foi a vez do astro Cristiano Ronaldo aparecer. O francês Benzema foi acionado pela direita e deu belo passe para Bale no ataque. O galês se livrou de Boateng e rolou para o chute preciso do craque português, que foi ao delírio na comemoração, fazendo referência aos 15 gols marcados na temporada europeia.

A partir daí, o Real só administrou o placar na etapa final. Com o Bayern irreconhecível, a equipe espanhola só manteve a posse de bola e evitou vacilos defensivos. Aos 43min, o golpe de misericórdia: Cristiano Ronaldo pediu a bola em falta sofrida por ele mesmo e bateu com precisão, rasteiro, por baixo da barreira e no canto direito de Neuer. Para dar números finais ao show do Real e levar a agremiação merengue à sua 13ª final de Liga dos Campeões na história.

Troca de farpas, fases opostas e CR7 perto de recorde: os ingredientes de Bayern x Real

Globo Esportes

cristiano-ronaldo-486-doing-step-overs-tricks-and-dribbles-in-the-uefa-champions-league-semi-finals-between-bayern-munich-and-real-madrid-2012

Ingredientes não faltam para que o duelo entre Bayern de Munique e Real Madrid, nesta terça-feira, seja um dos melhores jogos da temporada europeia. Válida pela volta das semifinais da Liga dos Campeões, a partida colocará frente a frente a defesa alemã, uma das melhores do continente, e o ataque merengue, o mais eficiente dos principais torneios nacionais. Adicione a isso a recente guerra de palavras entre jogadores, dirigentes e técnicos das duas equipes e a possibilidade de mais um recorde para Cristiano Ronaldo e pronto: promessa de jogão, que o GloboEsporte.com acompanhará em Tempo Real a partir das 15h (de Brasília).

No confronto de ida, disputado no Santiago Bernabéu na última quarta-feira, o Real Madrid venceu por 1 a 0, resultado que deixa os merengues em vantagem em Munique: eles podem empatar ou perder por até um gol de diferença, desde que balancem as redes. Tarefa que, desde que o Bayern foi campeão alemão, tornou-se muito mais fácil.

Nos dois últimos meses até garantir o título da Bundesliga, a defesa bávara tinha uma média de 0,38 gols sofridos, levando cinco em 13 jogos. Depois disso, as coisas mudaram: Neuer foi vazado 14 vezes em 10 jogos, média de 1,4. Nestas partidas, destaque para a derrota por 3 a 0 em casa para o Borussia Dortmund.

O retrospecto recente do Bayern encoraja ainda mais o Real Madrid. Afinal, os merengues têm o melhor ataque entre as principais ligas nacionais, com 98 gols no Campeonato Espanhol, e ainda contam com o atual melhor jogador do mundo. Cristiano Ronaldo passou em branco no jogo de ida, mas já anotou 51 vezes em 45 jogos na temporada.

Além disso, o craque luso é o artilheiro da Champions, com 14 gols. E tem uma motivação a mais para a partida: caso marque mais uma vez, será o recordista de uma só edição da competição, superando Altafini, Van Nistelrooy e Messi. Há mais: CR7 está a dois gols de se igualar ao rival argentino na lista de maiores artilheiros da história do torneio: 67 contra 69, enquanto o líder Raúl tem 71.

No contra-ataque, Real “anula” posse do Bayern e tem vantagem na semi

Uol

300x328_2014-04-23_849d1e4f76

Como sempre fez com o Barcelona, Pep Guardiola mandou o Bayern de Munique ter a posse de bola e tocar até achar espaço na zaga do Real Madrid para tentar a vitória, fora de casa, nesta quarta-feira. Mas, na base dos contra-ataques, o Real “anulou” esse estilo de jogo e saiu na frente nas semifinais da Liga dos Campeões: 1 a 0 no estádio Santiago Bernabéu.

O Bayern chegou, no 1° tempo, a ter 74% de posse de bola. De nada serviu. Carlo Ancelotti, técnico do Real, armou seu time quase como José Mourinho fez no empate entre Chelsea e Atlético de Madri, terça-feira: na defesa. Mas com um diferencial. O Real abusou dos contra-ataques e foi assim que matou o jogo, levando a vantagem para a volta, em Munique, na próxima semana.

E isso mesmo sem Bale em todo o jogo, autor de gol típico de contra-ataque perfeito na final da Copa do Rei, na última semana, com sua velocidade – o galês, gripado, só entrou no 2° tempo. Mas Cristiano Ronaldo estava lá para chamar a responsabilidade: foi ele que encaixou o lance perfeito. O português achou passe nas costas do brasileiro Rafinha, colocou Coentrão na área pela esquerda e o compatriota de CR7 só rolou para Benzema marcar o gol do triunfo, aos 19 min. do 1° tempo.

Na Alemanha, na próxima terça-feira, o Real Madrid pode perder por um gol de diferença, a partir de 2 a 1, que estará na final e continuará a busca pelo seu 10° título da Liga. Já o Bayern necessitará da vitória por dois gols de diferença – empate dá Real, 1 a 0 para o Bayern leva o jogo para a prorrogação.

De virada, Bayern espanta “zebra” Manchester e vai à semi

Terra

kroosrooneyrt

O Bayern de Munique levou um susto, mas confirmou o favoritismo e avançou à semifinal da Liga dos Campeões. De virada, a equipe bávara superou o Manchester United por 3 a 1 nesta quarta-feira, na Allianz Arena, para seguir na disputa pelo bicampeonato consecutivo e pelo hexacampeonato geral no maior torneio interclubes da Europa.

O duelo entre alemães e ingleses opôs duas tradicionais forças do continente, mas um resultado diferente do que a classificação dos primeiros poderia ser considerado uma “zebra”. Enquanto o Bayern vem colecionando excelentes atuações e batendo recordes na temporada, inclusive com o título nacional com sete rodadas de antecipação, o Manchester faz campanha irregular no Inglês (é apenas o sétimo colocado) e sofre dificuldades em um período de reformulação comandado pelo sucessor de Alex Ferguson, David Moyes.

A diferença de “status” das equipes atualmente ficou comprovada em campo nesta quarta. Os anfitriões dominaram amplamente a primeira etapa, com mais posse de bola e chegando com facilidade ao setor ofensivo. Já os visitantes atuaram de forma acuada, tentando sair em esporádicos contra-ataques, sem eficiência.

A “zebra” parecia que ia acontecer em Munique quando, aos 12min do segundo tempo, Evra aproveitou cruzamento de Valencia e abriu o placar, calando a Allianz Arena. Mas a esperança inglesa não durou nem dois minutos. Mandzukic mergulhou para completar de cabeça assistência de Ribéry e deixar tudo igual. A virada dos bávaros veio aos 24min. Müller fez leve desvio após grande jogada de Robben e venceu De Gea. O holandês voltou a brilhar aos 31min, quando partiu em velocidade e chutou forte. A bola desviou em Vidic e morreu no fundo das redes.

Confirmado o favoritismo, o Bayern agora aguarda seu adversário na semifinal da competição, que será definido por sorteio na próxima sexta-feira. Chelsea e Real Madrid e Atlético de Madrid também garantiram vaga.

IFFHS: Bayern é eleito o melhor time de 2013; Atlético-MG fica em oitavo

Globo Esportes

lahm-bayernmunique-campeaomundial-reu_1

A Federação Internacional de História e Estatística divulgou nesta quinta-feira o seu ranking dos melhores times de 2013. Como esperado, o Bayern de Munique, campeão mundial em dezembro e também de outros quatro torneios – Campeonato Alemão, Copa da Alemanha, Liga dos Campeões e Supercopa Europeia -, foi eleito o melhor. Os bávaros atingiram pontuação expressiva, com 370 pontos, 80 a mais do que o segundo colocado Real Madrid. O Chelsea, da Inglaterra, completa o pódio com 273.

Entre os brasileiros, o melhor colocado foi o Atlético-MG. Os títulos da Taça Libertadores e do Campeonato Mineiro ajudaram a colocar o Galo em oitavo, com 238 pontos. Um a menos do que a surpresa da lista, o Basel, da Suíça. Grêmio, Corinthians e São Paulo aparecem entre os 50 melhores.

Esta é a primeira vez que um clube alemão terminou o ano no topo da lista. Foi também a segunda melhor pontuação da história, já que o Bayern foi superado apenas pelos 372,7 pontos conquistados pelo Juventus, da Itália, em 1993. O time de Jupp Heynckes e Pep Guardiola só não ganhou um dos seis torneios possíveis – a Copa da Alemanha.

Confira os dez melhores colocados (e os brasileiros restantes):

1. Bayern de Munique (Alemanha) 370
2. Real Madrid (Espanha) 290
3. Chelsea (Inglaterra) 273
4. Atlético de Madrid (Espanha) 251
5. Barcelona (Espanha) 247
6. Paris Saint-Germain (França) 240
7. Basel (Suíça) 239
8. Atlético-MG (Brasil) 238
9. Tottenham (Inglaterra) 238
10. Benfica (Portugal) 232
31. Grêmio 182
41. Corinthians Paulista 168
50. São Paulo 163
69. Fluminense 145
105. Ponte Preta 122
105. Atlético-PR 122
123. Flamengo 116
131. Cruzeiro 112
152. Goiás 104
155. Bahia 102
165. Botafogo 100
171. Vitória 98
188. Internacional 92

Missão cumprida: brasileiros marcam, Bayern vence e conquista o mundo

Globo Esportes

lahm-bayernmunique-campeaomundial-reu

O ano de 2013 seria o de uma epopeia chamada Raja Casablanca. Os marroquinos encantaram o Mundial de Clubes, eliminaram o Atlético-MG de Ronaldinho Gaúcho e levaram a África até a final com o seu time menos badalado. Mas então surgiu o Bayern de Munique pelo caminho. O time de Guardiola, Ribéry, Müller e outros craques. E de Dante. O zagueiro brasileiro viveu neste sábado o seu dia de astro ao fazer o gol da vitória por 2 a 0, em Marrakesh, que selou a quinta missão para uma equipe avassaladora.

Thiago Alcântara, outro brasileiro – embora naturalizado espanhol -, completou o placar numa decisão que por algumas vezes teve pouca emoção. O Raja não foi páreo diante da alta estirpe alemã, mas pode se orgulhar por ter caído de pé. Os donos da casa terminaram a partida lamentando três chances ótimas de gol e ainda viram o goleiro Askri trabalhar menos do que o esperado.

Este é o terceiro título mundial do Bayern de Munique, o primeiro com a chancela da Fifa. Em 1976, os bávaros superaram o Cruzeiro em jogos de ida e volta na disputa do Mundial Interclubes. Em 2001, derrotaram o Boca Juniors, no Japão – e agora se igualam ao próprio time argentino, Inter de Milão, São Paulo, Real Madrid, Nacional e Peñarol. O Milan segue como maior campeão do torneio, com quatro canecos.

Talvez a conquista de 2013, porém, seja a mais especial delas, pois encerra um ano glorioso na história do clube. Ela simboliza o quinto título de seis possíveis (Campeonato Alemão, Copa da Alemanha, Liga dos Campeões e Supercopa Europeia). Apenas a Supercopa da Alemanha escapou dos dedos para o rival Borussia Dortmund.

As taças são a recompensa pela eficiência ao longo do ano. Com Guardiola e o antecessor Jupp Heynckes, o Bayern fez 56 partidas ao longo de 2013. Venceu 50 vezes, empatou três e perdeu três. Apenas com o catalão à frente do time, são 29 jogos, 24 vitórias, três empates e duas derrotas. Números que falam por si só.

Agora o Bayern descansa e só volta a campo no meio de janeiro. Por causa da paralisação do Campeonato Alemão durante o período mais rigoroso do inverno europeu, o time joga de novo no dia 18, em amistoso contra o Salzburg, na Áustria. Na Bundesliga, seu próximo compromisso é diante do Borussia Monchengladbach, no dia 24. Líder isolado da competição germânica com 44 pontos, o time está garantido nas oitavas de final da Liga dos Campeões da Europa. Enfrenta o Arsenal, dia 19 de fevereiro, em Londres, e dia 11 de março, em Munique.





WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia