WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
vitoria da sorte




vitoria da sorte

outubro 2021
D S T Q Q S S
« set    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  



drupal counter

:: ‘BOAVISTA’

Jéferson ofusca Zeballos, Boavista bate o Bota e ainda sonha com a semifinal

Globo Esportes

cidinho_botafogo_sspress_95

O jogo não valia nada para o Botafogo, eliminado precocemente do Campeonato Carioca na rodada passada. Mas a chance de mostrar serviço ao técnico Eduardo Hungaro foi encarada seriamente pelo time formado por reservas e caras novas na tarde deste sábado, em Bacaxá, distrito de Saquarema. O paraguaio Zeballos, por exemplo, uma das esperanças do clube para a fase final da Libertadores, marcou de pênalti seu primeiro gol em dois jogos pelo Alvinegro. Ele só não contava ser ofuscado por um velho conhecido no Rio de Janeiro. Ex-Vasco, o meia Jéferson foi quem mais brilhou na volta de um grande ao Estádio Eucy Resende depois de cinco anos. Ele fez os dois da vitória por 2 a 1 do Boavista e garantiu a festa de comemoração dos dez anos de vida do clube diante de um público de 1.012 pagantes (1.255 presentes). A renda da partida foi de R$ 22.945,00.

O resultado mantém os 100% da equipe de Bacaxá em seu estádio (seis vitórias) e a esperança por uma das vagas na semifinal, restando só mais uma rodada. Além disso, o time lidera a Taça Rio com 21 pontos, título disputado só contabilizando jogos entre os pequenos do estadual.

O Boavista chegou a 22 pontos, em quinto, e agora precisa torcer para Vasco ou Cabofriense, ambos com 25 pontos, perderem neste domingo para manter suas chances na rodada final. Já o Botafogo segue estacionado com 16 pontos, agora em oitavo lugar, mas ainda pode cair mais três posições na tabela no complemento da rodada. A equipe de Saquarema volta a campo no dia 23, contra o Bangu, novamente em Bacaxá. Já o Alvinegro cumpre tabela no mesmo dia contra o Nova Iguaçu, ainda sem local definido. Antes disso, encara o Independiente del Valle, terça, pela Libertadores.

– Perder é sempre ruim, ainda mais na situação que estamos no estadual. Temos que erguer a cabeça, até porque temos uma decisão na terça-feira. De maneira nenhuma vai interferir no nosso ânimo. A situação vai ser diferente – avaliou o lateral alvinegro Junior Cesar.

Walter faz dois, Sobis desencanta, Flu goleia o Boavista e mantém liderança

Globo Esportes

walter_nelsonperezfluminensefc_15

A expectativa era em cima de Fred. O centroavante voltou ao time após recuperar a forma física e curar a lesão na coxa direita que fez até o técnico da Seleção segurar a convocação dos atletas que atuam no Brasil para o amistoso contra a África do Sul, no dia 5 de março. Mas não foi o dia do camisa 9, que perdeu até pênalti. Quem Felipão, provavelmente atento à partida, viu brilhar foi Rafael Sobis e Walter. O primeiro desencantou após oito jogos na temporada e ainda deu assistência para o gol de Conca, enquanto o segundo entrou no fim e balançou a rede mais duas vezes na goleada por 4 a 1 sobre o Boavista, na noite deste sábado, no Maracanã. Gilcimar abriu o placar para a equipe de Saquarema diante de um público de 13.582 pagantes (17.512 presentes). A renda foi de R$ 296.280.

Walter já está na vice-artilharia do estadual com três gols e virou o novo xodó da torcida. Teve o nome gritado pelos tricolores desde o primeiro tempo (inclusive após o pênalti perdido por Fred), colocou pressão sobre o titular, mostrou oportunismo e faro de gol – justamente o que falta atualmente ao camisa 9, que não sabe o que é balançar a rede há seis meses – o último foi no dia 7 de agosto, no empate por 1 a 1 com o Vitória, no Barradão, durante o último Campeonato Brasileiro. Conca também teve atuação destacada: além do gol de cabeça, organizou quase todos os ataques e foi o maestro do time.

– O grupo do Fluminense é muito bom, não merecia o que passou no ano passado. Sempre mostrei que meu futebol é esse, cada vez mais calar a boca de muita gente aí – comemorou Walter, que ainda elogiou Rafael Sobis e Fred.

O resultado manteve o Fluminense na liderança isolada do Campeonato Carioca, com 19 pontos, e ainda fez o time alcançar a marca de seis triunfos consecutivos, feito que não acontecia há três anos, ainda sob o comando de Muricy Ramalho. Já o Boavista segue com 12 pontos e perdeu a chance de encostar nas primeiras colocações. As equipes voltam a campo já no meio de semana. O Tricolor visita o Macaé na quarta-feira, às 19h30m (de Brasília), no Moacyrzão, enquanto a equipe de Saquarema joga na quinta, às 16h, contra o Audax em Moça Bonita.

Outros jogos:
Friburguense 3 x 0 Audax
Macaé 0 x 0 Nova Iguaçu
Volta Redonda 1 x 0 Madureira
Cabofriense 1 x 0 Resende
Hoje
16h00
Bonsucesso x Bangu
Vasco da Gama x Flamengo
18h30
Duque de Caxias x Botafogo
?

Bastos perde pênalti, e Vasco empata com Boavista na estreia no Carioca

lancenet

Vasco-Boavista-Ricardo-Ramos-LANCEPress_LANIMA20140118_0140_47

O ano do Vasco não começou bem. O Cruz-Maltino, que já vai disputar a Série B do Campeonato Brasileiro, tropeçou na primeira partida do Campeonato Carioca, na noite deste sábado, contra o Boavista, em São Januário. O Gigante da Colina saiu na frente, mas cedeu empate e ainda perdeu um pênalti no fim da partida: 1 a 1.

O Vasco teve mais posse de bola durante boa parte do duelo, mas quanto mais o cronômetro se aproximava do fim da partida, mais a ausência de um articulador era sentida. O volante vascaíno Fellipe Bastos travou um grande duelo contra o goleiro Getulio Vargas.

O Boavista volta a campo na próxima terça-feira (21), às 17h, contra o Madureira, em Bacaxá. O Cruz-Maltino tentará a vitória sobre o Macaé, no dia seguinte, quarta-feira (22), às 19h30, no Moacyrzão.

À la Zico e Pet, Ronaldinho, de falta, decide para o Flamengo a Taça GB

Globo Esportes

Foram 534 minutos em campo com a camisa rubro-negra. Nas seis partidas pelo Flamengo desde que chegou, Ronaldinho Gaúcho não conseguiu, até o momento, repetir as grandes atuações que o fizeram ídolo no Barcelona, no Milan e na Seleção Brasileira. Mas craque, mesmo sem brilhar, pode decidir.

E numa cobrança de falta, relembrando outros camisas 10 marcantes, como Zico e Petkovic, o novo ídolo rubro-negro começou a escrever sua história no clube. Aos 26 minutos do segundo tempo, bateu com maestria e correu para o abraço. E, junto com o time, comemorou no embalo do “Bonde sem freio”, rap que virou hit entre os jogadores na semana da decisão, o gol que garantiu, neste domingo, a vitória por 1 a 0 sobre o Boavista e a 19ª Taça Guanabara para o clube, de forma invicta.

Ao fim da partida, todos os jogadores, puxados pelo camisa 10, voltaram a fazer a coreografia do “Bonde do Mengão sem freio”. Ronaldinho comemorou como um garoto que iniciava a carreira. E a torcida do Flamengo, que lotou o Engenhão, vibrou com a primeira conquista da temporada 2011. “Que torcida é essa?”, gritava, eufórica.

Com os jogadores já no alto do pódio para receber as medalhas e erguer o troféu, cantou o hino do clube. E depois da volta olímpica, Ronaldinho fez questão de chegar próximo da arquibancada para mostrar a taça. Euforia total.

comercial tommacon



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia