WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

agosto 2019
D S T Q Q S S
« jul    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031



drupal counter

:: ‘Botafogo’

Com time misto, Botafogo empata com gols contra Bragantino

Ogol

dv_bra_x_bot_0-5

Poupando alguns titulares, o Botafogo foi até Bragança e ficou no empate com gols, em 2 a 2, contra o Bragantino, no jogo de ida da terceira fase da Copa do Brasil.

Os gols do Fogão foram marcados por Dierson e Gervasio Nuñez. Bruno Pacheco e Eliandro fizeram para o Braga.

A decisão da vaga nas oitavas, com vantagem do empate em 0 a 0 ou 1 a 1 para o lado carioca, será decidida no Rio de Janeiro, dia 27 de julho.

Atlético-MG marca aos 12s e goleia Bota com show de Cazáres

Terra

atleticomgjulianaflisteragenciai7gp

Já ouviu fala naquela expressão futebolística “pegou o elevador”. Pois, o Atlético-MG parece estar numa subida que não parece ter fim no Campeonato Brasileiro. Nesta quinta-feira, o Galo bateu o Botafogo por 5 a 3, no Mineirão e emendou a quarta vitória seguida na competição, colando de vez no G-4, que agora se encontra a apenas um ponto de distância do clube mineiro, agora sétimo colocado.

E pensar que há exatas duas semanas, o Galo estava na zona de rebaixamento. Mas tudo mudou, e tamanha mudança passa pelos pés do meia Cazares. Destaque nas últimas vitórias do Atlético-MG no Brasileirão, o equatoriano novamente roubou a cena nesta quinta e, além de marcar dois, sendo um deles marcado com apenas 12 segundos de jogo e outro um golaço por cobertura, o camisa 11 ainda deu as assistências para Robinho e Fred marcarem.

Pelo lado do Botafogo, a equipe comandada por Ricardo Gomes teve uma boa atuação e chegou a equilibrar o jogo em alguns momentos, porém se mostrou incapaz de parar o ímpeto ofensivo do Galo, liderado por um Cazares inspiradíssimo. Diante da derrota fora de casa, o Fogão tem freada a empolgação gerada pela vitória sobre o Inter, no Sul do país, na rodada passada, e retorna à zona de rebaixamento do Brasileirão, ficando na 18ª colocação.

r3fUvZA

Salgueiro domina primeiro tempo e vence Bota-PB na estreia da Série C

Globo Esportes

img-20160525-wa0032_ScReIpl

Não foi um primor de estreia, mas deu para o gasto. Pelo menos para o Salgueiro, que venceu o Botafogo-PB nesta quarta-feira, por 1 a 0, no Estádio Cornélio de Barros, no sertão pernambucano. O único gol da partida foi marcado por Piauí, aos 31 minutos do primeiro. O jogador recebeu cruzamento dentro da área e cabeceou para dar os três primeiros pontos ao Carcará.

Depois de levar sufoco durante o primeiro tempo, o Botafogo acordou na etapa final e começou a dominar a partida. Aos 12 minutos do segundo tempo, Danielzinho entrou na área do rival, mas pegou mal na hora de finalizar. Cinco minutos depois foi a vez de Jefferson Recife mandar uma bomba na trave adversária. Apesar de demonstrar mais ofensividade no segundo tempo e dá trabalho ao Salgueiro, o Belo não conseguiu empatar o duelo.

Salgueiro e Botafogo voltam a campo no próximo sábado. Enquanto o Carcará vai a Natal enfrentar o ABC, no Estádio Frasqueirão, a partir das 20h. O Belo estreia em casa e recebe o Cuiabá, no Estádio Almeidão, a partir das 19h.

11990482_677264472375720_7526595543322411409_n

Salgueiro e Botafogo-PB duelam na estreia da Série C do Brasileirão

Globo Esportes

mco_6769

Salgueiro e Botafogo-PB estreiam na Série C do Campeonato Brasileiro, nesta quarta-feira, às 20h30 no estádio Cornélio de Barros. Para o jogo, as duas equipes chegam com realidades diferentes. Enquanto o time pernambucano está focado na competição, o paraibano tem uma agenda cheia, com as disputas do Campeonato estadual e da Copa do Brasil.

A partida da primeira rodada da competição vai ter arbitragem do baiano Gleidson Santos de Oliveira, que terá como auxiliares seus conterrâneos Adailton José de Jesus e José Carlos Oliveira.

O Salgueiro chega ao confronto com algumas mudanças em relação ao Campeonato Pernambucano, começando pelo técnico. Depois de quase uma temporada e meia com Sérgio China no comando do time, o torcedor vai conhecer o estilo de Evandro Guimarães, novo técnico do Carcará. Além dele chegaram ao time alguns reforços para a Série C, como Rafael Mineiro, Maicon, Tatu e Valdeir.

Com bom desempenho em outras competições, o Botafogo-PB chega com bom clima para o início da série C. E, ao menos por ora, o foco é total no jogo contra o Salgueiro, para tentar começar bem o seu principal objetivo na temporada: conseguir o acesso para a Série B de 2017. No último treino em João Pessoa, o técnico Itamar Schülle escondeu a escalação, para decidir a reposição de peças no time, que vai ter alguns desfalques. O setor mais afetado é o ataque, no qual Danielzinho e Warley devem ficar responsáveis pelos gols do Alvinegro.

Cancão foi valente, mas perdeu vaga para o Botafogo

Esporte Total

Lance-Marquinhos-botafogo-e-diegotelles-juazeirense-vitorsilva-sspress

Todos sabiam das dificuldades. Para passar de fase, só uma vitória por dois ou mais gols sobre o Botafogo interessava à Juazeirense no jogo de volta realizado nesta quinta-feira (20), no desértico estádio Los Larios, em Duque de Caxias-RJ.

Diante disso, diferente da partida de ida, o técnico interino Janílson Silva adotou uma nova postura e adiantou as linhas do time marcando a saída de bola do time carioca. Na escalação, apenas uma modificação: sacou o atacante Sassá para a entrada de Toni Galego, destaque do Jacobina no campeonato baiano.

O resultado eliminou a Juazeirense e garantiu a passagem do Botafogo para a terceira fase da Copa do Brasil, quando pega o Bragantino, enquanto o Cancão dirige suas atenções para o Icasa-CE, primeiro adversário no Brasileiro da Série D, no dia 12 de junho.

11990482_677264472375720_7526595543322411409_n

Com escalação ainda indefinida, Janilson Silva garante busca por classificação

Bahia Notícias

IMAGEM_NOTICIA_5

O elenco da Juazeirense está motivado para conseguir uma classificação sobre o Botafogo, pela Copa do Brasil, nesta quinta-feira (19). Sem uma escalação ainda definida, o treinador interino Janilson Silva endossou esse sentimento.

Mesmo admitindo dificuldade em reverter o resultado feito no Adauto Moraes, o interino demonstrou confiança. “A gente está nesse pensamento. Temos a possibilidade de reverter o resultado. Não é simples como no discurso, na prática é complicado. Mas podemos reverter sim”, disse em entrevista ao Bahia Notícias. “A equipe deve ser definida amanhã (quarta-feira, 18)”, completou.

A partida acontecerá às 21h30 no Estádio Los Larios, em Duque de Caxias (RJ). Para conseguir a classificação o Cancão terá que vencer por pelo menos dois gols de diferença, pois o primeiro confronto terminou em 2 a 1 para os visitantes, na última quarta (11). Uma vitória pelo mesmo placar leva o jogo para os pênaltis. Qualquer vitória simples, por placares diferentes de 1 a 0 e 2 a 1 – 3 a 2 ou 4 a 3, por exemplo -, dá a vaga aos baianos.

13010866_763527323749434_1887758628180687307_n

Melhor em campo, Cancão perde para o Botafogo mas segue vivo na Copa do Brasil

Esporte Total

Lance-Sassa-contra-botafogo-12-05-2016-agenciach

Noite de superação no Adauto Moraes. A Juazeirense perdeu por 2×1 para o Botafogo, mas segue vivo na Copa do Brasil. O Cancão levou dois gols da equipe carioca, mas foi superior ao adversário na maior parte do tempo e teve forças para reagir e forçar o jogo de volta. Agora, para seguir avançando na competição nacional, precisa vencer por dois gols de diferença no estádio Los Larios, em Duque de Caxias no Rio de Janeiro, para avançar a terceira fase da Copa do Brasil. Caso vença por 2×1, o Cancão leva a decisão para os pênaltis.

Os dois times começaram se estudando no Adauto Moraes. Mais fechada, a Juazeirense esperava o Botafogo atacar para aproveitar os contra-golpes. A estratégia traçada pelo técnico Evandro Guimarães foi desmontada logo aos nove minutos, quando o Botafogo conseguiu abrir o placar. Após uma roubada de bola, o Bota pegou a defesa da Juazeirense desarrumada, Neílton recebeu dentro da área e tocou na saída do goleiro Tigre.

O gol não desanimou o Cancão, que passou a ter mais posse de bola e criar as melhores oportunidades na partida. Nino teve duas oportunidades, mas errou o alvo em ambas. O zagueiro Emerson cobrou duas faltas frontais, mas a bola ficou na barreira nas duas vezes. Na terceira falta a favor, Alex Travassos chamou a responsabilidade. O lateral-direito bateu com estilo e passou perto. Estava calibrando o pé.

Na saída do intervalo, Nino projetou o que o Cancão precisaria fazer nos 45 minutos finais para reverter o placar. “Estamos pecando um pouco no último passe. Temos que caprichar e agredir mais. Eles aproveitaram uma oportunidade ali. Tenho certeza que vamos voltar melhor”, analisou.

O problema é que o Cancão foi surpreendido novamente quando a bola rolou. Em cobrança de falta na lateral do gramado, Salgueiro levantou na área e o zagueiro Emerson Silva ampliou a favor dos cariocas. Mais um gol sofrido que serviu de motivação para o Cancão reagir. O meia Everlan pegou um rebote na entrada da área, arriscou o chute, mas Jefferson defendeu. No lance, o goleiro alvinegro se lesionou e teve que deixar o campo. Helton Leite entrou em seu lugar.

Melhor na partida, a Juazeirense conseguiu diminuir o placar. Alex Travassos bateu falta direto para o gol e surpreendeu o goleiro Helton Leite. Lindo gol no Adauto Moraes que deixou o Cancão novamente vivo na Copa do Brasil. E a Juazeirense queria mais. O próprio Alex acertou outra bola venenosa e obrigou Helton a espalmar para fora. Toni Galego, que entrou no lugar de Diego Telles, também teve uma boa chance de deixar tudo igual. O empate não veio, mas a Juazeirense está viva na Copa do Brasil e vai decidir a vaga semana que vem, no Rio de Janeiro.

outdoor_pq

Quem merece mais? Vasco e Botafogo decidem cheios de motivos por título

Globo Esportes

ribamar_e_rodrigo

Vamos falar de merecimento. Quem merece mais o título Carioca que será disputado neste domingo, às 16h (de Brasília), no Maracanã? Vascaínos e botafoguenses têm seus argumentos para justificar a coroação de uma trajetória com muitos pontos em comum, mas que terminará com o sorriso em apenas um dos lados. Foram eles os que renegaram a Primeira Liga em nome do estadual, foram eles que valorizaram a competição, foram eles que dividiram até o mesmo estádio de São Januário na caminhada até a finalíssima. Vasco e Botafogo têm seus motivos para acharem mais dignos do brasão de melhor do Rio de Janeiro até o verão do ano que vem e ninguém é capaz de negar isso

Pela campanha invicta que não acontecia desde 1992. Pelo bicampeonato que não acontece desde 1993. Pela escolha de Jorginho, que recusou o Cruzeiro pela estabilidade no clube. Pelo desempenho de Nenê, craque do campeonato. Pela vantagem do empate de quem venceu o primeiro jogo por 1 a 0. Pela volta por cima de Riascos, de vaiado a goleador. Pelo apoio do torcedor, que dormiu na fila e lotou aeroportos pelo Brasil. Pela recuperação após o rebaixamento, o Vasco merece, sim, esse troféu.

Motivos também não faltam para o título ir para General Severiano. Por Ricardo Gomes, que com um elenco limitado fez um trabalho extraordinário, deu nova cara ao time e pode se afirmar de vez com o segundo troféu em menos de um ano após retornar ao futebol. Por Jefferson, que renegado por Dunga fez do Botafogo sua seleção. Por Ribamar, jovem da Cidade de Deus que subiu em janeiro para completar os treinos e tornou-se uma das sensações do campeonato. Pela torcida, carente de ídolos e sofrida com um rebaixamento melancólico para a Série B há pouco mais de um ano. Pela juventude alvinegra, que provou ser capaz de suprir a ausência de medalhões e levou o time à decisão.

A finalíssima será comandada pelo árbitro Leonardo Garcia Cavaleiro, auxiliado por Rodrigo Figueiredo Henrique Corrêa e Dibert Pedrosa Moisés.

Botafogo joga mal, mas elimina o Coruripe na Copa do Brasil

Ogol

26100634873_c21b31d078_k

Os reservas do Botafogo sofreram contra o Coruripe, no estádio Los Larios, em Xerém, mas acabaram por se classificar para a próxima fase da Copa do Brasil. O empate em 1 a 1 bastou para o time alvinegro, depois de vencer na ida por 1 a 0.

Ricardo Gomes optou por escalar o time reserva, dando prioridade ao Campeonato Carioca. O Alvinegro sentiu demais a decisão, com uma equipe desentrosada e com dificuldades técnicas. O Coruripe aproveitou e, com justiça, saiu na frente no primeiro tempo.

Aos 26 minutos, Ivan foi derrubado na área por Jean e o árbitro não deixou passar. João Paulo cobrou e abriu o placar em Xerém. João que por pouco não fez o segundo antes do intervalo, em chute cruzado, defendido com a ponta dos dedos por Helton Leite.

No segundo tempo, o técnico alvinegro promoveu o retorno de Sassá, recuperado de lesão, no lugar de Luís Henrique. O atacante teve personalidade para cobrar o pênalti – em mão de Jair na área – e empatar a partida.

O Botafogo terminou o jogo com 10 em campo, por conta da expulsão de Bruno Silva, e sofrendo com a pressão do Coruripe, que chegou a perder gol nos acréscimos em batida cruzada de Roger, que raspou a trave.

11990482_677264472375720_7526595543322411409_n1

Ribamar confirma fama de carrasco do Flu e classifica Botafogo para final

Lancenet

571d5bd33f64e

O Fluminense segue sem vencer clássicos na temporada. E essa notícia é ótima para o torcedor do Botafogo. E a vaga na final pode ser creditada ao novo carrasco do Tricolor.

O atacante Ribamar fez o gol da vitória do Alvinegro por 1 a 0. Foi o terceiro dele no Carioca e também o terceiro contra o adversário deste domingo.

A média do garoto contra o Flu é de um gol por partida. Carrasco!

No fim, Carli ainda foi expulso e o Flu tentou uma pressão, mas o Botafogo soube se segurar. Fim de jogo e vaga na final assegurada.

11990482_677264472375720_7526595543322411409_n1

Luís Henrique decide, Bota vence o Coruripe e encerra o tabu de sete anos

Globo Esportes

luishenrique01

Com o time misto e esquema tático modificado, o Botafogo derrotou o Coruripe por 1 a 0, na noite desta terça, no Estádio Gérson Amaral, em Alagoas. Com apenas dois titulares na escalação inicial – Luis Ricardo e Bruno Silva -, o Alvinegro conseguiu acabar com o jejum de vitórias em estreias na Copa do Brasil, que já durava há sete anos. O clube carioca, porém, não conseguiu evitar o jogo de volta.

Com o resultado, as duas equipes voltam a jogar no dia 28, ainda sem local definido. O Botafogo avança até com um empate. Se o resultado desta terça-feira se repetir, o vencedor do confronto será decidido na disputa por pênaltis.

Apesar da ausência de gols, o primeiro tempo foi animado. Mesmo sem nove titulares, o Botafogo quase marcou no início com Yaca e Neilton, mas parou no goleiro Gott, um grandalhão de 2,04m. Luís Henrique, por pouco, não marcou de carrinho, mas chegou atrasado na bola. O Coruipe também teve chance com João Paulo. O gol só não saiu porque Helton Leite apareceu muito bem no lance. Apesar das chances de gol, a partida foi prejudicada pela chuva, em um gramado castigado.

O Botafogo deu a impressão de que voltaria melhor do intervalo, uma vez que teve duas boas chances em chutes de Yaca. O Coruripe, no entanto, respondeu em dois lances de Junior Chicão. Aos 38, porém, o Glorioso encontrou a vitória. Fernandes lançou Diego, que cruzou na medida para Luís Henrique definir o resultado.

unimarc-modelo-4

Botafogo e Coruripe se enfrentam pela primeira vez

CBF

20151120225442_0

O Botafogo estreia na Copa do Brasil 2016 nesta terça-feira (05) e viajou 1600 quilômetros até a cidade de Coruripe, em Alagoas, para encarar a equipe local, atual vice-campeã Estadual. Será a primeira vez na que os clubes se enfrentam na história. O Coruripe tem apenas 13 anos desde sua fundação e esta será a sexta vez em que o participa da competição mais democrática do Brasil. O técnico do Botafogo, Ricardo Gomes, deve poupar alguns jogadores para essa partida, inclusive o goleiro Jefferson, principal jogador do grupo alvinegro.

Contudo, a tarefa do time da Estrela Solitária não será fácil em Alagoas. E se depender do histórico do Coruripe jogando diante de sua torcida, a vitória do Fogão fica ainda mais distante. O Hulk Praiano, como é conhecido por sua torcida, nunca perdeu no Gerson Amaral em jogos pela Copa do Brasil.

O Coruripe está na disputa do hexagonal final do campeonato alagoano e vem de vitória em seu último jogo, no dia 30 de março, contra o Murici, por 1 a 0. O técnico Jaelson Marcelino relacionou 21 jogadores para a partida. A surpresa foi a não convocação do volante Jair, titular da equipe na vitória da semana passada. Jaelson só vai divulgar a escalação momentos antes da partida, mas com Tiago Lima recuperado é provável que o meia apareça entre os titulares. Se isso se confirmar, o time entra em campo com Gott; Renato, Williames José, Tiago Papel e Igor, Mazinho, Thulio, Sadrak e Tiago Lima; Chicão e Candinho.





WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia