WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
pmvc

novembro 2018
D S T Q Q S S
« out    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  



drupal counter

:: ‘Brasil’

Em jogo aberto, Atlético-PR e Chape empatam em 0 a 0 pela Copa do Brasil

Globo Esportes

walter_gp-1024x683

A Chapecoense não teve medo da Arena da Baixada e nem do Atlético-PR na primeira partida da segunda fase da Copa do Brasil. Depois de um primeiro tempo em que ambos os times pouco criaram de forma ofensiva e os rubro-negros levaram pequena vantagem, os visitantes foram para cima do Furacão no segundo tempo para surpresa dos incrédulos 24 mil torcedores presentes, que tiveram que agradecer mais uma vez às intervenções do goleiro Weverton. Os chutes com perigo de Hyoran, Lucas Gomes, Kempes, entre outros, foram a tônica dos últimos 45 minutos.

Com o empate sem gols, os dois times vão quase em condição de igualdade para a decisão na Arena Condá, na próxima quarta-feira. A ligeira vantagem atleticana é de levar a vaga por um empate com gols marcados. Em caso de novo 0 a 0, a vaga será decidida nos pênaltis

COPA DO BRASIL: Cruzeiro busca vaga para abafar crise e Vasco tenta evitar vexame

Futebol Interior

728x609

Os três primeiros classificados para as oitavas de final da Copa do Brasil – São Paulo, Palmeiras, Corinthians, Grêmio, Atlético-MG e Internacional entram direto nessa fase – serão conhecidos na noite desta quarta-feira, quando cinco jogos agitam a terceira fase. O Cruzeiro busca a vaga para amenizar a crise, enquanto o Vasco da Gama tenta escapar de um vexame.

Como disputa a Série B do Brasileiro, a única forma do Vasco disputar a Copa Libertadores em 2017 é conquistar a Copa do Brasil. Mas essa possibilidade ficou um pouco mais difícil depois do empate com o Santa Cruz, por 1 a 1, no Rio de Janeiro. Para se classificar, o time carioca precisa de uma vitória ou empate com dois ou mais gols no Arruda. Já o Santa avança com um simples 0 a 0.

Na zona de rebaixamento do Brasileirão e com o técnico português Paulo Bento tendo seu trabalho bastante questionado, o Cruzeiro busca a classificação para amenizar a crise e para isso pode perder até por 1 a 0 no Mineirão, já que, em Salvador, ganhou do Vitória por 2 a 1. Os baianos precisam de uma vitória por dois ou mais gols de diferença.

O outro classificado da noite vai sair em Fortaleza. A goleada por 3 a 0 na Paraíba deixou o Botafogo-PB com a vaga bem encaminhada, tanto que pode perder até por dois gols de diferença no Castelão. O Ceará tem que ganhar por quatro de vantagem para conseguir o “milagre”.

Outras duas partidas, ambas de ida, serão realizadas nesta quarta-feira. Sem alguns de seus principais jogadores – Zeca, Thiago Maia e Gabriel estão com a Seleção Olímpica, enquanto Renato e Ricardo Oliveira foram poupados -, o Santos encara o Gama, que tem apenas a Copa do Brasil para disputar em 2016, no Bezerrão. Em Caxias do Sul, o Paysandu defende uma sequência de dez jogos sem sofrer gols contra o Juventude, no Alfredo Jaconi.

Após 25 anos, Brasil e Argentina ficam fora da decisão da Taça Libertadores

Globo Esportes

argentina_ecuador_soc_amar_1

A classificação de Atlético Nacional e Independiente del Valle para a final da Libertadores de 2016 quebra uma sequência que já durava 25 anos. Pela primeira vez desde 1991, a decisão do maior torneio de clubes da América não terá um representante de Brasil ou Argentina. A última vez foi quando o Colo-Colo, do Chile, foi campeão em cima do Olimpia, do Paraguai, na edição de 1991.

Na ocasião, os dois países mais expressivos do futebol sul-americano se ausentaram da decisão da Libertadores em três anos seguidos: 1989, 1990 e 1991. Durante a sequência de 25 anos, o campeão da Libertadores só não saiu dos dois países em 2002 (Olimpia), 2004 (Once Caldas) e em 2008 (LDU). Entretanto, nas três edições, houve um representante argentino ou brasileiro.

O Boca Juniors tentava ir para a sua 11ª final de Libertadores. No duelo com o Independiente del Valle, os argentinos perderam por 2 a 1 no jogo de ida, no Equador, e por 3 a 2 na volta, na La Bombonera. Eliminado pelo Atlético Nacional, o São Paulo buscava a sua sétima presença em decisões. Os colombianos se classificaram após vencerem o primeiro confronto por 2 a 0 e o segundo por 2 a 1. Eles buscam o segundo título – foram campeões em 1989. Em 1995, a equipe alviverde foi vice-campeã ao perder a taça para o Grêmio. O Independiente del Valle está em sua primeira final e apenas em sua terceira participação no torneio.

A modesta equipe equatoriana fez sua estreia na Libertadores em 2014, quando foi eliminada na fase de grupos. Em 2015 também ficou pelo caminho, mas ainda na fase prévia, quando caiu para o Estudiantes. Em 2016, se classificou pela primeira vez para as oitavas de final e já conquista a classificação à final. De todos os 38 clubes que participaram da Libertadores deste ano, o Independiente del Valle é o que conta com o mesmo técnico há mais tempo. O uruguaio Pablo Repetto está no comando do time desde 2012.

Confira todas as finais desde 1991:

2016: Atlético Nacional (COL) x Independiente del Valle (EQU)
2015: River Plate (ARG) x Tigres (MEX)
2014: San Lorenzo (ARG) x Nacional (PAR)
2013: Atlético-MG (BRA) x Olimpia (PAR)
2012: Corinthians (BRA) x Boca Juniors (ARG)
2011: Santos (BRA) x Peñarol (URU)
2010: Internacional (BRA) x Chivas (MEX)
2009: Estudiantes (ARG) x Cruzeiro (BRA)
2008: LDU (EQU) x Fluminense (BRA)
2007: Boca Juniors (ARG) x Grêmio (BRA)
2006: Internacional (BRA) x São Paulo (BRA)
2005: São Paulo (BRA) x Atlético-PR (BRA)
2004: Once Caldas (COL) x Boca Juniors (ARG)
2003: Boca Juniors (ARG) x Santos (BRA)
2002: Olimpia (PAR) x São Caetano (BRA)
2001: Boca Juniors (ARG) x Cruz Azul (MEX)
2000: Boca Juniors (ARG) x Palmeiras (BRA)
1999: Palmeiras (BRA) x Deportivo Cali (COL)
1998: Vasco (BRA) x Barcelona (EQU)
1997: Cruzeiro (BRA) x Sporting Cristal (PER)
1996: River Plate (ARG) x América de Cali (COL)
1995: Grêmio (BRA) x Atlético Nacional (COL)
1994: Vélez Sársfield (ARG) x São Paulo (BRA)
1993: São Paulo (BRA) x Universidad Católica (CHI)
1992: São Paulo (BRA) x Newell´s Old Boys (ARG)
1991: Colo-Colo (CHI) x Olimpia (PAR)

Euro leva Portugal à 6º posição do ranking da Fifa, e Brasil cai para 9º

Globo Esportes

soccer_euro_2016_port_amar

Os torneios continentais realizados no último mês tiveram grande impacto na edição de julho do ranking mundial da Fifa, divulgada nesta quinta-feira. Com a conquista inédita da Eurocopa, a seleção portuguesa subiu duas posições e chegou ao sexto lugar, deixando para trás o Brasil, que caiu para a nona colocação depois de ter sido eliminado na fase de grupos da Copa América Centenário.

O ranking da Fifa ganhou grande importância nos últimos anos, uma vez que se tornou o critério oficial da entidade para definir os cabeças de chave da próxima Copa do Mundo. Como a anfitriã Rússia tem uma vaga garantida para 2018, os sete primeiros colocados ficarão com a vaga – ou seja, se o Mundial fosse realizado hoje, o Brasil pela primeira vez na história não estaria entre os escolhidos.

O top 5 da lista não contou com alterações, mantendo a Argentina na liderança depois do vice-campeonato no torneio nos Estados Unidos, enquanto o Chile, campeão das Américas, manteve-se em quinto. Bélgica e Colômbia mantiveram-se em segundo e terceiro, respectivamente, e a Alemanha, em quarto. Quem teve grande impulso com a Euro 2016 foi a anfitriã França, que ganhou 10 posições e alcançou o sétimo posto, ultrapassando a Espanha, que foi para oitavo. A Itália, eliminada nas quartas de final, ganhou duas posições e voltou a figurar no top 10, na 10ª colocação.

Uma das grandes sensações da Euro, o País de Gales é quem teve o maior salto em termos de pontos: ganhou 291 ao chegar às semifinais, figurando agora em 11º. Croácia e Polônia tiveram bons ganhos, chegando a 15º e 16º, respectivamente – enquanto a Holanda (que não se classificou para a Eurocopa) despencou para a 26ª posição.

Campeã da Oceania, a Nova Zelândia foi quem mais ganhou posições (54), chegando à 93ª colocação. O Kosovo apareceu na lista da Fifa pela primeira vez na história.

Veja o top 10 do ranking mundial da Fifa:

1) Argentina – 1585 pontos
2) Bélgica – 1401 pontos
3) Colômbia – 1331 pontos
4) Alemanha – 1319 pontos
5) Chile – 1316 pontos
6) Portugal – 1266 pontos
7) França – 1189 pontos
8) Espanha – 1165 pontos
9) Brasil – 1156 pontos
10) Itália – 1155 pontos

11990482_677264472375720_7526595543322411409_n1

COPA DO BRASIL: Ponte Preta decide o futuro e Vasco aposta suas fichas

Futebol Interior

vascoMAT-1024x683

A bola rola nesta quarta-feira pela terceira fase da Copa do Brasil, última antes das oitavas de final. Jogando em São Januário, o Vasco recebe o Santa Cruz, às 21h45, com o intuito de encaminhar a classificação, assim como a Ponte Preta, que viaja até Florianópolis enfrentar o Figueirense no estádio Orlando Scarpelli, às 19h30. Nesta fase não tem como eliminar o confronto de volta, mesmo com uma vitória por dois ou mais gols.

Brigando pela liderança da Série B, o Vasco ainda não decidiu se mandará a campo o time titular. Jorginho conta com a volta Martín Silva, Jorge Henrique e Leandrão, que treinaram normalmente nesta terça-feira. Do outro lado, o Santa Cruz é o atual campeão da Copa do Nordeste e promete não facilitar a vida do adversário no Rio de Janeiro.

No mesmo horário, às 21h45, o Botafogo da Paraíba recebe o Ceará em João Pessoa, no estádio Almeidão. Líder do Grupo A na Série C do Campeonato Brasileiro, o time da casa quer confirmar o favoritismo diante da sua torcida, enquanto o adversário também quer comprovar a boa fase, já que briga pelo G4 da Série B e recentemente eliminou o Joinville com duas vitórias.

Em Florianópolis a Ponte Preta viverá um dilema com o técnico Eduardo Baptista. Se vencer encaminha a classificação para o confronto da próxima semana, no estádio Moisés Lucarelli. Se perder fica mais próximo de uma vaga na Copa Sul-Americana, torneio em que foi vice-campeão em 2013. Do outro lado, os catarinenses oficializaram o técnico Argel Fucks na segunda, que já deve acompanhar o jogo do banco de reservas.

Fechando os jogos desta quarta, o Bragantino recebe o Botafogo no estádio Nabi Abi Chedid, às 19h30, em Bragança Paulista. O time de Marcelo Veiga vive uma fase instável na Série B, já que briga contra o rebaixamento, mas espera se recuperar diante de um provável time reserva dos cariocas, que também não vem bem na elite do futebol nacional.

11990482_677264472375720_7526595543322411409_n1

COPA DO BRASIL:Cruzeiro larga bem em Salvador e Fluminense decepciona com Ypiranga-RS

Futebol Interior

hqdefault

Na abertura da terceira fase da Copa do Brasil, nesta noite, o Cruzeiro surpreendeu o Vitória, em Salvador, ganhando por 2 a 1, enquanto o Fluminense, em má fase, empatou por 1 a 1 com o Ypiranga-RS, que disputa a Série C do Brasileiro.

No Barradão, Willian foi o grande destaque da Raposa ao marcar os dois gols mineiros. Diego Renan, de pênalti, fez para os baianos.

A vantagem agora é do Cruzeiro no jogo de volta marcado para o dia 20 de julho, em Belo Horizonte, às 21h45. Como fez dois gols fora de casa, o time mineiro pode perder até por 1 a 0, além de ter vantagem do empate para chegar na quarta fase.

Se está difícil para o Tricolor Carioca engrenar no Campeonato Brasileiro, imagine então quando vai acertar o pé dentro da copa do Brasil. Mesmo atuando como mandante, no estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, o Fluminense apenas empatou com o modesto Ypiranga, por 1 a 1.

João Paulo abriu o placar para o visitante, aos 24 minutos, enquanto Magno Alves empatou aos 11 da etapa final. Agora a vantagem do zero a zero, na volta, dia 27 de julho, às 21h45, fica com o time gaúcho, que marcou um gol fora de casa.

A semana será fechada com mais um jogo nesta quinta-feira. América Mineiro e Fortaleza se enfrentam, a partir das 21 horas, na Arena Independência, em belo Horizonte, também pelo jogo de ida da terceira fase.

13010866_763527323749434_1887758628180687307_n

COPA DO BRASIL: Últimas duas vagas da terceira fase serão definidas nesta quarta

Futebol Interior

728x485

Nesta quarta-feira, sairão os dois últimos classificados à terceira fase da Copa do Brasil. Rebaixado no Campeonato Paranaense, o Operário tenta confirmar a zebra diante do Paysandu, que vem de altos e baixos da Série B e precisa devolver a derrota sofrida fora de casa. Já o Figueirense, um dos representantes catarinenses no Brasileirão, defende o favoritismo contra o Sampaio Corrêa.

O dia também trará dois confrontos que abrem a terceira fase. A partir desta etapa o gol fora não elimina, como aconteceu nas fases anteriores. Quem abria dois gols de vantagem fora já descartava o jogo de volta.

Vitória e Cruzeiro, que ficaram no empate por 2 a 2 na última rodada do Brasileirão, iniciam a busca por uma vaga nas oitavas de final no Barradão. Enquanto o Fluminense recebe o Ypiranga, time da Série C do Brasileiro, em Volta Redonda.

Cartola argentino diz que seleção de futebol pode não vir para Olimpíada

MSN

AAi7Y3N.img

A crise pela qual passa o futebol argentino pode deixar o país sem equipe na Olimpíada do Rio de Janeiro. De acordo com o presidente do Comitê Olímpico Argentino (COA), Gerardo Werthein, as chances são de 50% de os hermanos não apareceram no Brasil.

– De 1 a 10, hoje tem 50% de chances da Argentina não apresentar equipe de futebol masculino nos Jogos Olímpicos. É um pouco do que acontece com a AFA (Associação de Futebol da Argentina). Faz 20 meses que não fala conosco – disse o dirigente, à rádio “Mitre”.

O cartola revelou que teve que dialogar com os clubes para negociar a liberação dos jogadores para a competição.

– A AFA não se mexe, não toma decisões, é uma AFA muda. O futebol é uma representação muito importante para o país. E hoje não se poder formar um elenco para competir no Rio é uma vergonha.

Devido à crise na entidade, o técnico Gerardo Martino teve que adiar em uma semana o planejamento de preparação para o torneio de futebol dos Jogos Olímpicos. A expectativa era que começasse na última segunda-feira.

Messi perdeu pênalti contra o Chile na Copa América (Foto: AFP)

A perda do título da Copa América Centenário nos pênaltis para o Chile acentuou ainda mais a crise na entidade. O presidente Luis Segura renunciou ao cargo recentemente. O craque Lionel Messi fez duras críticas à AFA e ameaçou que não jogaria mais pela seleção.

Jornal espanhol lista as dez ‘pérolas’ do futebol brasileiro

Terra

574bc77a7d90c

A ‘Geração é ruim’. A famosa frase usada para explicar a má fase do futebol brasileiro se mostra duvidosa, pelo menos para o jornal espanhol AS. Eufórica com a possível contratação de Gabriel Jesus, a imprensa da Espanha buscou outras promessas brasileiras e montou um top-10.

A bola da vez é Gabriel Jesus, do Palmeiras, que seria disputado principalmente por Barcelona e Real Madrid. O artilheiro do Campeonato Brasileiro já foi sondado também por times italianos.

Além dele, o AS destaca alguns que já estão na Europa, como o goleiro Alisson, ex-Internacional, o meia Lucas Evangelista, de 21 anos, revelado na base do São Paulo e hoje no Panathinaikos, da Grécia, o zagueiro Marlon, de 20 anos, que pertence ao Fluminense e deve ser emprestado ao Barcelona B, o meia Gerson, ex-Fluminense, de 19 anos, e os atacantes Kenedy, de 20 anos, do Chelsea, e Malcom, ex-Corinthians e hoje no Bordeaux, de 19 anos.

Dos que atuam no Brasil, as outras ‘pérolas brasileiras’ são o volante Walace, do Grêmio, de 20 anos, e os atacantes Gabigol, do Santos, 19 anos, e Clayton, do Atlético-MG, 19 anos.

13010866_763527323749434_1887758628180687307_n

Pesquisa aponta Brasil e México como líderes no quesito “fanatismo”

Gazeta Esportiva

000_BN69V-1024x794

Uma pesquisa encomendada pela MasterCard em virtude do início da Copa América Centenário procurou apontar alguns dos comportamentos do torcedor latino-americano em relação ao futebol. A amostra foi realizada em seis países: Brasil, Argentina, Chile, Colômbia, México e Peru.

Os números mais expressivos dizem respeito à divisão do tempo do torcedor entre seu time ou seleção e suas tarefas diárias. Do total dos entrevistados, 70% disse afirmou não se importar em assistir a uma partida de futebol no horário de trabalho, e outros 35% consideraram deixar de ir trabalhar ou estudar por conta de um jogo.

O Brasil foi o país com a maior parcela de “fanáticos” (torcedores que não perdem nenhum jogo e se engajam em apoio extremo) entre os pesquisados (13%), ao lado do México. A pesquisa também apontou que 69% dos brasileiros carregam uma bandeira quando vão ao estádio e 31% não saem sem uma camisa do seu time no carro.

Em relação aos hábitos e superstições, mais de 50% dos participantes em geral afirmaram utilizar o uniforme de seu time quando assiste aos jogos e cerca de 43% disseram gritar com os árbitros durante as partidas. Além disso, 1/3 dos entrevistaram dão “instruções” à sua televisão quando assistem às suas equipes e 22% não assiste a um jogo sem um ou mais amuletos da sorte.

Por falar em superstição, os argentinos levam vantagem no quesito em relação aos demais países, com 22% dos torcedores afirmando ter um “ritual” nos dias de jogo e outros 17% assumindo ser supersticioso.

A pesquisa encomendada pela MasterCard, uma das patrocinadoras da Copa América Centenário, foi realizada com 3000 pessoas (500 em cada país), de 20 a 25 de maio. A margem de erro é de 5% para mais ou para menos.

outdoor_pq

Quase metade dos ingressos para Brasil na Copa América encalha

MSN

AAgR587.img

Horas antes do momento em que o Brasil entrou em campo para vencer sua primeira partida na Copa América Centenário, na quarta-feira, uma pesquisa havia revelado que o interesse das pessoas na Seleção diminuiu consideravelmente.

Para o Insitituo PróPesquisa, 91% dos torcedores estão “pouco interessado ou nada interessados” em acompanhar o time de Dunga.

E foi ainda na quarta que a pesquisa mostrou que nos Estados Unidos a única seleção pentacampeã mundial o desinteresse é o mesmo. Na goleada por 7 a 1 do Brasil sobre o Haiti, pouco mais de 28 mil pessoas estavam presentes no Citrus Bowl, em Orlando. O público decepcionou, principalmente quando comparado com o tamanho do estádio, que abriga até 60 mil torcedores – ou seja, a taxa de ocupação foi de quase 47%.

Na estreia da Seleção contra o Equador, os números foi pouco melhores que na segunda partida. O Rose Bowl, localizado nos subúrbios de Los Angeles, comporta 92 mil fãs. No último sábado, enquanto Brasil e Equador ficaram no 0 a 0, apenas 53 mil marcaram presença. A porcentagem é superior – 57% -, mas ainda está longe do público que a Seleção costumava arrastar.

Somando os dois jogos, 47% dos ingressos não foram vendidos.

Em um país como os Estados Unidos, onde muitos brasileiros decidiram seguir a vida, a expectativa era de que os estádios estivessem cheios – ou com mais torcedores do que se tem visto até então.

A próxima chance para a Seleção voltar a atrair seus fãs é no próximo domingo. Em Foxborough, nordeste dos EUA, o Brasil enfrenta o Peru no confronto decisivo para definir a classifciação do grupo B. O Gillette Stadium, casa do New England Patriots na NFL, recebe até 68 mil pessoas – número que pode ser reduzido em partidas de futebol. Resta agora saber se a goleada sobre o Haiti ajudará na popularidade do Brasil.

13010866_763527323749434_1887758628180687307_n

Conmebol garante Brasil como sede da Copa América de 2019

Gazeta Esportiva

maraca-1024x521

Prestes a sediar os Jogos Olímpicos Rio 2016, que iniciam em agosto, e após ter recebido a última edição da Copa do Mundo da Fifa em 2014, o Brasil será sede de mais um grande evento esportivo. Em entrevista ao site oficial da Conmebol, o presidente Alejandro Domínguez confirmou que o país irá receber a Copa América em 2019.

O Brasil iria receber a competição em 2015, mas devido a Copa do Mundo e a Olimpíada, realizou um acordo com o Chile e fez uma troca com o país sul-americano. Os chilenos sediariam a Copa América de 2015, vencida pelos anfitriões, e o Brasil ficaria encarregado da 46ª edição, em 2019.

Domínguez também elogiou o torneio de celebração dos 100 anos da competição, que acontece nos Estados Unidos. “Exatamente como foi no ano passado, no Chile, e como será no Brasil em 2019”, afirmou.

O Brasil possui oito títulos da Copa América (1919, 1922, 1949, 1989, 1997, 1999, 2004 e 2007) e é o terceiro maior campeão, atrás de Argentina, com 14, e Uruguai, com 15. O país já foi sede da competição em quatro oportunidades: 1919, 1922, 1949 e 1989, tendo sido campeão em todas.

Em 2007, última vez que levou o título, a seleção canarinho venceu a Argentina por 3 a 0, com gols de Júlio Baptista, Ayala (contra) e Daniel Alves, em torneio realizado na Venezuela.



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia