WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

setembro 2019
D S T Q Q S S
« ago    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  



drupal counter

:: ‘CALENDÁRIO’

CBF publica calendário do futebol brasileiro para 2017

Lancenet

5759d6b729861

A CBF publicou nesta quarta-feira o calendário do futebol brasileiro para 2017. As principais mudanças já tinham sido antecipadas depois da aprovação dos ajustes no Comitê de Reformas da entidade.

Em comparação a 2015, os Estaduais tiveram redução de uma data, caindo de 19 para 18. Além disso, foram reservadas oito datas para regionais e a pré-temporada será de 25 dias.

A CBF ressaltou que a quantidade exata de datas para estaduais/regionais depende da composição feita entre federações e clubes, com anuência da CBF. A Copa do Brasil vai começar mais tarde, em 12 de abril, ficando mais próxima da Série A, cujo início será antecipado em uma semana – 7 de maio – na comparação com 2016.

O calendário tem ainda as Séries C e D terminando mais cedo propiciando às federações, se assim desejarem, realizar torneios seletivos ou iniciar, ainda em 2017, os estaduais de 2018, com a participação dos clubes que disputaram as Séries C e D e aqueles que não disputam o Brasileiro.

O calendário nacional não vai parar para a Copa das Confederações, ao contrário do que ocorreu em 2013, quando a competição foi no Brasil. Ou seja, quem tiver jogador na seleção chilena deve ter desfalque. Por outro lado, nos Jogos da Seleção Brasileira pelas Eliminatórias, haverá pausa. Mas não nos amistosos do primeiro semestre.

CRONOGRAMA
Final do peri?odo de fe?rias: 03/01
Pre?-Temporada: 25 dias (04/01 a 29/01)
Campeonatos Estaduais: 18 datas (29/01 a 30/04)
Torneios Regionais: 08 datas (15/02 a 19/04)
Copa do Brasil: 07 fases e 21 datas (12/04 a 29/11)
Brasileiro Se?rie A: 38 datas (07/05 a 03/12)
Brasileiro Se?rie B: 38 datas (06/05 a 25/11)
Brasileiro Se?rie C: 24 datas (07/05 a 15/10)
Brasileiro Se?rie D: 16 datas (04/06 a 17/09)
Eliminato?rias para Copa 2018: 06 datas (23/03, 28/03, 31/08, 05/09, 05/10 e 10/10)
Copa Libertadores: 06 fases e 20 datas (01/02 a 02/08, a confirmar)
Copa Sul-Americana: 05 fases e 10 datas (16/08 a 06/12, a confirmar)
Mundial de Clubes: 10 datas (07/12 a 18/12)
Ini?cio do peri?odo de fe?rias: 04/12

Calendário de 2017 terá menos datas para estaduais e parada para Seleção

Globo Esportes

dsc03192

Formado em fevereiro, o Comitê de Reformas da CBF apresentou, nesta quinta-feira, um resumo de suas atividades nos últimos quatro meses. A principal novidade está no calendário de 2017, que terá algumas mudanças. Foi definido o período de 30 dias de férias, 25 dias de pré-temporada e 18 datas para a disputa dos estaduais (eram 19 este ano, mas alguns campeonatos tiveram menos) e mais oito para os regionais – que seriam nas mesmas datas da Libertadores. A ideia é que ambos sejam finalizados até o dia 30 de abril. O Brasileirão deve começar no mesmo período da Copa do Brasil. Foram anunciados também a criação do Código de Ética do Futebol Brasileiro e um Departamento de Futebol Feminino. Estas duas últimas decisões ainda serão submetidas a votação em Assembleia Geral na CBF.

Há uma proposta para que a Copa tenha apenas um jogo em cada confronto (sem jogos de volta), mas isso ainda não foi aprovado. O grupo também anunciou que o Campeonato Brasileiro terá apenas nove rodadas no meio da semana – ao contrário de 12, como é atualmente – e duas paralisações para os jogos da Seleção nas Eliminatórias – provavelmente em setembro e outubro. As interrupções seriam de 14 dias, sem rodada na quarta-feira anterior, no fim de semana e na quarta-feira posterior aos jogos do Brasil.

A entidade já admite incluir a Primeira Liga entre os torneios oficiais, mas a Liga terá que fazer ajustes requisitados pela CBF. Agora, cada equipe membro do grupo terá que negociar com suas federações como a adequação será feita. Segundo o secretário-geral da CBF, Walter Feldman, a tendência é que o torneio seja disputado ainda de forma amistosa no ano que vem, mas sem conflitos com os estaduais. O presidente do Atlético-MG, Daniel Nepomuceno, que esteve em algumas reuniões do Grupo de Trabalho para o calendário, gostou da alteração.

A adequação ao calendário europeu chegou a ser discutida no grupo de trabalho que discutiu o tema, mas não foi aprovado. Se houvesse o ajuste, o futebol brasileiro iniciaria as atividades em agosto e encerraria em junho. Segundo os membros da equipe, o processo seria difícil e envolveria muitos setores.

Apesar das alterações, um problema não foi solucionado: o choque dos jogos decisivos da Copa do Brasil com a Copa Sul-Americana. Desde 2013, com a inclusão dos times da Libertadores no segundo torneio nacional mais importante, as equipes que vão às oitavas de final da competição não podem disputar a Sul-Americana. Segundo o diretor de Competições da CBF, Manoel Flores, a adequação deve ser feita após uma reformulação dos dois torneios continentais, que deve ser feita pela Conmebol.

11990482_677264472375720_7526595543322411409_n1

Calendário rouba a cena na edição 2016 do Brasileirão

A Tarde

650x375_corinthians-campeao-em-2015_1635379

Recheado de mudanças e períodos conturbados, o calendário se tornou personagem principal desta edição do Campeonato Brasileiro. Com novos dias e horários, além da Copa América Centenário e Jogos Olímpicos durante o torneio, as equipes, mais do que nunca, vão ter que planejar bem seu caminho durante as 38 rodadas.

Mesmo com o torneio continental, em junho, e a Olimpíada, em agosto, no Rio de Janeiro, o Brasileirão não vai ter pausa para nenhuma das duas competições. Essa decisão da CBF vai afetar diversos times, em relação aos estádios e atletas convocados.

Botafogo, Flamengo e Fluminense vão passar boa parte do campeonato longe de casa. Com o Engenhão e Maracanã reservados para os Jogos Olímpicos, as equipes vão começar atuando no Raulino de Oliveira, em Volta Redonda. Enquanto Fogão e Flu tentam recuperar outros locais na capital carioca, o Flamengo deve mandar jogos de maior apelo no Mané Garrincha, em Brasília.

Em relação à convocação para os jogos da Seleção Brasileira, a equipe que mais vai sofrer é o Santos. Com o trio principal, formado por Lucas Lima, Gabriel e Ricardo Oliveira, na Copa América, o Peixe ainda deve perder o lateral Zeca e o meia Thiago Maia para a Seleção olímpica.

Para 2016, a Série A chega com um novo horário para o torcedor: jogos às 20h de segunda-feira. Assim, a rodada do fim de semana, que começa agora no sábado às 16h, ganha mais um dia.

Isso, porém, não ocorrerá nas 11 primeiras rodadas, cujas datas, horários e locais já foram definidas pela CBF. Criticado por jogadores e técnicos, mas aprovado pelas torcidas, as partidas das 11h foram mantidas e estarão presentes em maior número do que no ano passado.

outdoor_pq

CBF e Conmebol descartam grandes mudanças no calendário do futebol

Futebol Interior

0002050161062_img

O fim dos Estaduais e uma Copa Libertadores de ano inteiro – duas propostas que vem sendo cogitadas nos últimos meses como forma de desinchar o calendário e aumentar a arrecadação dos clubes – ainda levará muito tempo para ser considerada viável. Nesta terça-feira, tanto CBF quanto Conmebol defenderam os atuais formatos das competições. A única novidade para o calendário do futebol brasileiro para o próximo ano deverá ser a ampliação do período sem jogos no País nas datas Fifa, quando a seleção brasileira disputa as Eliminatórias.

“Você tem que ter muito cuidado com este assunto de acabar com os Estaduais. Eu particularmente acho que não pode ocorrer”, defendeu Manoel Flores, diretor de Competições da CBF, durante o seminário “Somos Futebol – Semana de Evolução do Futebol”, que está sendo realizado na CBF. “Os Estaduais são um pouco do DNA nosso. Cabe uma readequação em alguns centros, mas não podemos esquecer as diferenças no País”, ponderou o dirigente.

O diretor afirmou que redução no número de datas é uma “alternativa viável”, mas insistiu que não se pode comparar a realidade de estados como São Paulo com a de outras federações, apontando para a necessidade de manter “as rivalidades regionais”.

Para 2017, Manoel Flores afirmou que uma mudança que deverá ocorrer é a ampliação do período sem jogos durante as datas Fifa. Atualmente, os campeonatos do País param na rodada de quarta-feira anterior ao primeiro jogo e no fim de semana subsequente. “A meta nossa é que para 2017 a gente consiga ter a conquista da quarta-feira posterior aos jogos, o que daria de 12 a 13 dias de janela”, declarou Flores.

No mesmo seminário, o diretor de Competições da Conmebol, Hugo Figueiredo, afirmou que uma mudança nos formatos das competições continentais precisam “ser muito bem pensadas”, e isso só será possível no longo prazo. Uma das propostas que têm sido levantadas é a extensão da Libertadores e da Copa Sul-Americana para o ano todo. Elas seriam disputadas simultaneamente, como já ocorre na Europa com a Liga dos Campeões e a Liga Europa.

GT do Calendário debate adequação ao europeu

CBF

20160331164300_0

O Grupo de Trabalho do Calendário do Futebol Brasileiro, assunto que recebe mais sugestões no site do Comitê de Reformas (210), realizou sua segunda reunião nesta quinta-feira (31), na sede da CBF, no Rio de Janeiro. Na primeira reunião, no último dia 18, ficou decidido que cada tema considerado polêmico pelo grupo seria debatido na sequência do trabalho. Nesta quinta, a adequação ou não ao calendário europeu foi amplamente discutida.

Os trabalhos começaram com a participação de todos os integrantes do GT. Cada um teve a oportunidade de defender o seu ponto de vista sobre o tema em debate. Foram listados os prós e contras de cada situação. Questões como temperatura, janela de transferência, calendário de base, férias, parte financeira na alta temporada no Brasil foram levantadas pelos participantes.

– A reunião foi muito positiva. O nosso objetivo é democratizar a discussão para a gente poder chegar ao fim do período do Grupo de Trabalho com uma ideia geral, consensual do que seria um calendário ideal para o futebol brasileiro – explicou o diretor de Competições, Manoel Flores.

Os campeões mundiais Ricardo Rocha, Carlos Alberto Torres e Edmílson, coordenadores do GT, comandaram a reunião. Também participaram do debate Carlos Alberto Parreira, também integrante do Comitê; o presidente da Federação Goiana de Futebol, André Pitta; o diretor de Competições da CBF, Manoel Flores; o supervisor de Competições, Pedro Paulo; o vice-presidente da Federação Paulista de Futebol, Fernando Solleiro, representando o presidente Reinaldo Bastos; o presidente da Comissão Nacional de Médicos do Futebol, Jorge Pagura; o ceo e o diretor de Marketing do Flamengo, Fred Luz e Bruno Spindel, o presidente do Boa Vista, João Paulo Magalhães, o estudioso de calendário Luiz Felipe Chateaubriand e o jornalista Telmo Zanini, como convidado.

O presidente da Federação Bahiana de Futebol, Ednaldo Rodrigues, e o diretor de Futebol do Cruzeiro, Thiago Scuro, acompanharam por videoconferência. O jornalista Paulo Vinícius Coelho (PVC) participou por telefone. A próxima reunião do GT é na terça-feira (5), e o tema da discussão será a priorização dos diversos campeonatos do futebol brasileiro – campeonatos nacionais, estaduais, regionais, sul-americanos e datas Fifa.

CBF divulga o calendário do futebol brasileiro em 2016

CBF

20151214154012_0

Um desejo de clubes, torcedores e analistas de todo o país será realizado em 2016. Quando a Seleção Brasileira estiver em campo pelas Eliminatórias Sul-Americanas da Copa do Mundo, o Brasileirão vai parar, assim como já aconteceu no segundo semestre de 2015.

– Temos nossas diretrizes de trabalho passadas pelo presidente, e as medidas que tomamos seguem essa linha. Ouvimos os clubes, fazemos pesquisas com os torcedores e partimos para a atitude. Os jogos às 11h de domingo foram ampliados a pedido dos clubes. A cerimônia de entrada e a organização do entorno do gramado eram demandas do público, das emissoras e dos patrocinadores. Essa mudança no calendário é mais uma evolução – destacou o diretor de Competições, Manoel Flores.

Confira o cronograma completo das principais competições do calendário brasileiro para o próximo ano:

JANEIR
Dia 31 – início dos Campeonatos Estaduais (19 datas);
FEVEREIRO
Dia 3 – início da Copa Libertadores da América – Parte 1 (14 datas);
Dia 6 – início da Copa Verde (8 datas);
Dia 14 – início da Copa do Nordeste (12 datas);
MARÇO
Dia 16 – início da Copa do Brasil – Parte 1 (9 datas);
Dias 24 e 29 – quinta e sexta rodada das Eliminatórias Sul-Americanas;
MAIO
Dia 1º – término da Copa do Nordeste;
Dia 4 – término da Copa Verde;
Dia 8 – término dos Campeonatos Estaduais;
Dia 14 – início da Série B do Campeonato Brasileiro (38 datas);
Dia 15 – início da Série A do Campeonato Brasileiro (38 datas);
Dia 22 – início da Série C do Campeonato Brasileiro (24 datas);
Dia 25 – término da Parte 1 da Copa Libertadores da América;
Dia 25 – término da Parte 1 da Copa do Brasil;
Dias 28 e 31 – amistosos da Seleção Brasileira – Data FIFA;
Dia 29 – início da Série D do Campeonato Brasileiro (18 datas);
JUNHO
Dia 8 ao dia 26 – Copa América;
JULHO
Dia 6 – início da Copa Libertadores da América – Parte 2 (4 datas);
Dia 6 – início da Copa do Brasil – Parte 2 (13 datas);
Dia 27 – término da Copa Libertadores da América;
AGOSTO
Dia 3 ao dia 21 – Jogos Olímpicos Rio 2016;
Dia 17 – início da Copa Sul-Americana (10 datas);
SETEMBRO
Dias 2 e 6 – sétima e oitava rodada das Eliminatórias Sul-Americanas;
OUTUBRO
Dia 2 – término da Série D do Campeonato Brasileiro;
Dias 7 e 11 – nona e décima rodada das Eliminatórias Sul-Americanas;
NOVEMBRO
Dia 6 – término da Série C do Campeonato Brasileiro;
Dias 11 e 15 – 11ª e 12ª rodadas das Eliminatórias Sul-Americanas;
Dia 26 – término da Série B do Campeonato Brasileiro;
Dia 30 – término da Copa do Brasil
DEZEMBRO
Dia 4 – término da Série A do Campeonato Brasileiro;
Dia 7 – término da Copa Sul-Americana;
Dia 9 ao dia 17 – Mundial de Clubes FIFA.

Poder limitado: CBF não deixa clubes mudarem calendário

Terra

esportes-fut-selecao-feldmand-entrevista

A autonomia dada aos clubes pela CBF para que organizem as competições nacionais de futebol não é plena e não deixa opção, por exemplo, para alterações no número de datas do Campeonato Brasileiro . Na assembleia geral da entidade nesta quinta, no Rio de Janeiro, caiu o artigo que permitia a CBF vetar propostas dos clubes com relação ao sistema de disputa, tabela, horário das partidas, regulamento, preço de ingressos.

Isso significa que os clubes no Conselho Técnico de cada competição vão poder decidir sobre esses itens sem o aval da entidade. A medida passa a vigorar a partir desta quinta no Estatuto da CBF e pode ser entendida como uma vitória dos clubes, mas ainda não atende a todas as reivindicações dos que defendem a criação de uma liga independente. Os clubes não podem interferir no calendário do futebol, que se mantém sob a tutela da CBF.

Se houvesse a liga, seria mais fácil a hipótese de os clubes decidirem interromper o Brasileiro no meio do ano, quando a Seleção Brasileira sempre tem atividade mais longa, ou durante os jogos das Eliminatórias para a Copa do Mundo. Não é o que se vê agora, no instante em que a Copa América no Chile é disputada e os times das Séries A e B continuam o nacional.

Uma eventual mudança no Brasileiro, promovida a partir de agora, pelos clubes, só poderia vingar dois anos depois, o que é uma exigência do Estatuto do Torcedor.

CBF divulga calendário e não para Série A na Copa América

Terra

images

A CBF divulgou nesta quarta-feira o calendário do futebol brasileiro para a temporada 2015. A principal diferença em relação ao cronograma anterior é a destinação de 25 dias para pré-temporada dos clubes, com os Estaduais começando em 1° de fevereiro, tendo, em alguns casos, duas datas a menos que em 2014 (redução de 21 para 19).

Os Estaduais da região nordeste serão ainda menores, com 12 datas, por conta da disputa simultânea da Copa Nordeste. Algo semelhante vai acontecer nos campeonatos dos estados das regiões Centro-Oeste e Norte, que terão 15 datas porque contam com a realização da Copa Verde.

A CBF ainda definiu que não haverá rodada da Série A do Campeonato Brasileiro em dias de jogos das Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018, uma das cobranças dos clubes. O mesmo não ocorrerá, no entanto, com a Copa América, que será disputada de 11 de junho a 4 de julho no Chile: times que tiverem jogadores convocados devem perdê-los por quatro rodadas.

Veja as datas
Estaduais: De 1 de fevereiro a 3 de maio (19 datas)
Copa do Nordeste: de 4 de fevereiro a 29 de abril (12 datas)
Copa Libertadores: de 11 de fevereiro a 27 de maio (12 datas), depois de 15 de julho a 5 de agosto (4 datas)
Copa Verde: De 8 de fevereiro a 6 de maio (8 datas)
Copa do Brasil: de 25 de fevereiro a 27 de maio (11 datas), depois de 15 de julho a 25 de novembro (10 datas)
Brasileirão Série A: De 10 de maio a 6 de dezembro (38 datas)
Brasileirão Série B: De 9 de maio a 28 de novembro (38 datas)
Brasileirão Série C: De 17 de maio a 22 de novembro(24 datas)
Brasileirão Série D: De 12 de julho a 15 de novembro(18 datas)
Copa Sul-Americana: 19 de agosto a 9 de dezembro (10 datas)
Mundial de Clubes: 9 de dezembro a 19 de dezembro (11 dias)

Bom Senso sugere calendário com Série E e Copas Estaduais

Terra

mesabomsenso1703alanmorici

Cinco divisões e Copas Estaduais. Estas duas das propostas apresentadas pelo Bom Senso FC em seminário ocorrido nesta segunda-feira, em São Paulo. A ideia do movimento organizado por jogadores do futebol brasileiro é que os clubes se mantenham ativos por mais tempo do que costuma ocorrer atualmente.

Segundo o Bom Senso FC, 82% dos clubes atuam somente por três meses. Além disso, 12 mil atletas ficam desempregados ao fim dos Estaduais. A solução do movimento foi reestruturar as divisões do futebol nacional.

A proposta de calendário criar uma Série E, que contaria com 452 clubes divididos em 36 grupos, com 12 ou 13 times em cada. Nesta quinta divisão, ocorreriam no mínimo 30 jogos, e no máximo 34. O torneio ocorreria regionalizado e seria disputado entre fevereiro a dezembro, assim como as outras divisões. Nesta Série E, 36 equipes subiriam para a quarta divisão, que, por sua vez, contaria com 144 times divididos em doze grupos de doze. Ocorreriam um mínimo de 32 jogos e um máximo de 38. Além disso, sobem 12 e caem 36.

A Série C seria disputada entre 48 times. São quatro grupos de doze com um mínimo de 34 partidas e um máximo de 38. Sobem quatro e caem quatro, até estabilizar o número de 48 de acordo com a quarta divisão. A partir daí, serão 12 rebaixados. Nada muda para as Séries A e B, a não ser o período, já que ocorreriam entre fevereiro e início de dezembro.

A solução do Bom Senso FC para os Estaduais é a criação de Copas. Elas ocorreriam entre junho e julho, interrompendo as divisões do Brasileiro. Seriam oito datas no máximo, já que cada Estado terá seu próprio formato. Os torneios podem comportar de oito a 40 times. Em cada Estado, os times de Série A, B e C têm vaga garantida, enquanto as equipes das Séries D e E disputam eliminatórias de setembro a dezembro (outra maneira encontrara pelo Bom Senso para dar jogos aos clubes de divisões inferiores).

As Copas Estaduais atravessariam competições de meio de ano. No calendário apresentado pelo Bom Senso FC, os torneios ocorreriam concomitantemente à Copa América de 2015. O calendário das competições nacionais, entretanto, para durante as datas-Fifa.

FBF divulga calendário do futebol baiano de 2014

Por Luciano Pina
Foto Vivian Batista

1477654_437231129712390_1984456229_n

Time feminino do Juventude volta a campo no mês de outubro

A bola já rolou em 2014 na Bahia. No último dia 8 de janeiro, foi iniciado o Baianão 2014 nas categorias Profissional e Sub-20.

Porém, outras dez competições movimentarão e garantirão uma temporada repleta de futebol até o mês de dezembro. As datas de cada um dos campeonatos foram divulgadas pela Federação Bahiana de Futebol (FBF), nesta sexta-feira (10).

A entidade publicou a RDI-03/14 e apresentou o Calendário de 2014 do Futebol Baiano. A FBF também divulgou o calendário nacional, feito pela CBF, com as competições que terão participações de clubes do Estado.

Principal competição da Bahia, o Campeonato Baiano 2014 será realizado até 13 de abril. O Sub-20 termina um dia antes, no dia 12 do mesmo mês. Em ambas as categorias, Bahia, Vitória e Vitória da Conquista, que disputam a Copa do Nordeste, só entram em campo na segunda fase, a partir de 9 de fevereiro.

Em 16 de março, será a vez de a bola rolar na 2ª Divisão do Baianão 2014. Até o dia 25 de maio, equipes estarão brigando por duas vagas na elite estadual em 2015.

No dia 13 de julho, será a vez de dar a largada na maior festa do futebol amador do país. O Intermunicipal 2013 começará a ser disputado e terá seu encerramento cinco meses depois, em 14 de dezembro.

Em agosto, dois campeonatos paralelos serão iniciados. O Baianão Sub-16 e Sub-18 apresentará as futuras promessas do futebol da Bahia até o dia 22 de novembro.

Mais curta, a Copa Governador do Estado, que vale vaga na Copa do Brasil de 2015, será disputada entre 21 de setembro e 23 de novembro. Já o Baianão Feminino, sucesso em 2013, está mais uma vez garantido pela FBF. Neste ano, acontecerá entre 5 de outubro e 7 de dezembro.

Todas as competições do calendário estão sujeitas à alterações nas datas previstas.

Calendário do futebol em 2014

CBF

STUCKERT77

A Diretoria de Competições da CBF divulgou nesta quinta-feira o calendário do futebol brasileiro para o ano de 2014. A bola começa a rolar no país no dia 12 de janeiro com o início dos campeonatos estaduais.

Primeira competição da CBF no ano, a Copa do Nordeste está marcada para começar no dia 19 de janeiro. Duas semanas depois e a disputa começa na Copa do Brasil de Futebol Feminino e Copa do Brasil Sub-17, nos dias 29 de janeiro e 1 de fevereiro, respectivamente.

O Campeonato Brasileiro começa em abril, no dia 19, com o início da disputa da Série B de 2014. No dia seguinte, 20, a bola rola na Série A. Na semana seguinte, dia 27 de abril, é a vez da Série C. A Série D ficou para o retorno da Copa do Mundo.

Aliás, durante a Copa do Mundo FIFA não haverá jogos em competições da CBF. Série A e Série C param no mesmo dia, 1 de junho. Já a Série B ainda terá uma rodada no dia 3.

Após o Mundial, as competições da CBF voltam no dia 15 de julho, também com um jogo da Série B.

Estaduais abrirão calendário de 2014 em 12 de janeiro

Agência Estado

Cidades-da-Copa-2014

A CBF anunciou o calendário do futebol brasileiro em 2014, ano em que o Brasil abrigará a Copa do Mundo pela segunda vez em sua história. A entidade revelou que os estaduais e a Copa do Nordeste irão abrir a próxima temporada a partir do dia 12 de janeiro.

Já o Campeonato Brasileiro do próximo ano foi agendado para começar em 20 de abril, um dia antes do início da Série B, enquanto o pontapé inicial da Série C está marcado para o dia 27 do mesmo mês.

Por causa da Copa do Mundo, marcada para ocorrer entre 12 de junho e 13 de julho, o calendário nacional também prevê uma pausa de 45 dias no Brasileirão, que terá seus últimos jogos do primeiro semestre disputados em 1.º de junho e só será retomado em 16 de julho, segundo o cronograma publicado no site oficial da CBF.

A Série B, por sua vez, será a última competição nacional a parar no primeiro semestre, com partidas previstas para acontecer até 4 de junho, antes de ser reiniciada em 15 de julho, um dia antes da retomada da Série A. Já a terceira divisão do futebol nacional será paralisada em 1.º de junho e voltará a contar com bola rolando em 20 de julho.

A Série D começará a ser realizada apenas depois do Mundial, com a primeira rodada marcada para 27 de julho pela CBF. E, assim como a Série C, terá seu último dia de disputas em 16 de novembro. O Brasileirão será encerrado em 7 de dezembro de 2014, enquanto a Série B contará com sua rodada final em 29 de novembro. A Copa do Nordeste, dividida em 21 datas ao total, terminará em 23 de fevereiro.

Disputada em um novo formato a partir desta temporada, quando passou a contar com a entrada dos times que também jogam a Copa Libertadores, a Copa do Brasil começará em 12 de março e contará com oito datas no primeiro semestre, sendo a última delas marcada para 14 de maio. E a competição será retomada mais de dois meses depois, em 23 de julho, e o último jogo da grande final foi agendado para 26 de novembro.

Assim como a Copa do Brasil, a Libertadores também terá seus últimos jogos para os brasileiros no primeiro semestre em 14 de maio, depois de ser iniciada em 29 de janeiro. Já após a Copa, a competição continental será retomada em 23 de julho. Também com participação das equipes brasileiras, a Copa Sul-Americana foi destacada no cronograma da CBF com jogos previstos para ocorrer entre 27 de agosto e 10 de dezembro

Com os estaduais marcados para começar em 12 de janeiro, os clubes terão suas pré-temporadas prejudicadas. Os times que disputam a elite nacional, por exemplo, não poderão contar sequer com um mês completo de férias, pois o Brasileirão será encerrado em 8 de dezembro.

Mesmo os times que estão na Série B, como é o caso do Palmeiras, não conseguirão dispor do tempo considerado ideal para se prepararem para seus respectivos estaduais, já que a competição nacional será encerrada em 30 de novembro deste ano.

468x60_simonassi12





WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia