WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

setembro 2019
D S T Q Q S S
« ago    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  



drupal counter

:: ‘CALOR’

Calor põe em risco confrontos das 11h no Brasileirão após jogadores passarem mal

O Estadão

rib6457

Depois de três jogadores passarem mal na partida entre Flamengo e Palmeiras, no último domingo, por causa do calor, os confrontos às 11 horas do Campeonato Brasileiro terão atenção especial dos departamentos médicos dos clubes da Série A. As partidas matutinas têm sido sucesso de público, mas, em contrapartida, vêm afetando o rendimento dos atletas por causa das altas temperaturas.

No domingo, por exemplo, estava 30ºC em São Paulo na hora do jogo no Allianz Parque. O lateral Lucas, do Palmeiras, começou a sentir tontura e teve de ser substituído no intervalo. Já o atacante Dudu chegou a vomitar em campo. Do lado do Flamengo, Everton sentiu enjoo e precisou ser medicado.

“É algo que as autoridades do futebol precisam consultar os jogadores. Não questiono horário, mas a temperatura no gramado. As pessoas precisam ter mais responsabilidade em marcar jogos com temperaturas tão altas”, reclamou Lucas.

Depois dos episódios de domingo, a diretoria do Palmeiras estuda pedir à CBF para não jogar mais no final da manhã. No total, o clube já fez cinco partidas na temporada às 11 horas, dois no Campeonato Paulista e três no Brasileirão – é o time que mais atuou neste horário.

A CBF já agendou jogos às 11 horas de domingo até a 25.ª rodada, quando o Corinthians, vai estrear no novo horário. O Líder do campeonato é o único clube que ainda não jogou de manhã.

A intenção da CBF era diminuir a quantidade de jogos no horário nas últimas rodadas do campeonato devido à proximidade da chegada do verão. Depois da reclamação dos clubes é possível que a medida seja antecipada.

Stock Car: pilotos simulam calor do carro no treino físico

Fonte : A Tarde Esportes

Quanto mais o exercício físico for feito sob calor intenso, se aproximando da temperatura interna do carro, melhor efeito terá a simulação dos cerca de 50 minutos a bordo da máquina no GP Bahia de Stock Car, no dia 9 de agosto. Por isso os pilotos escolhem, por exemplo, pedalar no horário mais quente do dia.

Assim fazem os pilotos Antônio Neto e Paulo Salustiano, que têm chegadas a Salvador marcadas para a quarta e quinta-feira. “Na academia, eu ligo o aquecedor. Fica aquele bafo forte no rosto. Esse calor torna o ambiente parecido com o do carro”, explicou Salustiano. Ele e Antônio Neto pretendem usar uma bike para fazer o reconhecimento do circuito de rua do CAB, na próxima semana. :: LEIA MAIS »





WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia