WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
PMVC

novembro 2019
D S T Q Q S S
« out    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930



drupal counter

:: ‘CHELSEA’

Atlético bate Chelsea em Londres e vai à final após 40 anos

Terra

lopezcomemoraap

Quarenta anos. Foi o tempo que a torcida do Atlético de Madrid precisou esperar para ver seu time de volta à decisão da Liga dos Campeões da Uefa. Mas, por enquanto, valeu aguardar: a equipe espanhola venceu o Chelsea nesta quarta-feira, em pleno Stanford Bridge, em Londres, com atuação ofensiva de gala nos domínios ingleses, aplicando 3 a 1 e retornando à final do principal torneio europeu. E o rival será justamente seu arquirrival, o Real Madrid, que nesta terça também confirmou classificação.

O time colchonero foi impecável no estádio do Chelsea e conseguiu vencer, de virada, após empate sem gols no confronto de ida, em Madri, na semana passada. O resultado levou o Atlético de volta à decisão da Liga dos Campeões depois de exatas quatro décadas, uma vez que a equipe alcançou o último estágio do torneio na temporada 1973/74. Na ocasião, entretanto, os atleticanos foram superados pelo Bayern de Munique, que por sua vez foi eliminado pelo Real no certame deste ano.

Agora, Atlético e Real fazem a primeira final da história da Liga dos Campeões com dois times da mesma cidade. Os clubes de Madri se encaram no dia 24 de maio, no Estádio da Luz, em Lisboa.

Retranca de Mourinho funciona e Chelsea segura 0 a 0 com Atlético

Uol

22abr2014---ramires-e-filipe-luis-disputam-bola-de-cabeca-no-duelo-entre-atletico-de-madri-e-chelsea-pela-liga-dos-campeoes-1398198520261_300x200

A primeira partida das semifinais da Liga dos Campeões, nesta terça-feira, acabou tendo como protagonista José Mourinho. Atlético de Madri e Chelsea não saíram do 0 a 0 na Espanha, e muito em razão da retranca implementada pelo técnico português. Assim, mesmo com a pressão do Atlético, o Chelsea irá para a Inglaterra precisando de uma vitória simples para chegar à decisão.

Mourinho jogou como o Chelsea fez em 2012, na semifinal contra o Barcelona, também na Espanha – quando Roberto Di Matteo levou os ingleses à decisão. Com apenas um atacante (Torres), escalou cinco defensores (David Luiz de volante) e três meias defensivos (Lampard, Mikel e Ramires) como os responsáveis pela ligação com o ataque. Assim, impediu que o Atlético entrasse na área e produzisse lances de perigo, apesar da posse de bola dominante: 61%.

Diego, titular, foi quem mais produziu contra a retranca inglesa. O brasileiro deu seis chutes ao gol até ser substituído aos 15 minutos do 2° tempo, mas todos sem perigo para Petr Cech e, depois, para Mark Schwarzer, goleiro de 41 anos que substituiu o tcheco após este se lesionar ao defender tentativa de gol olímpico de Koke.

Foi o primeiro jogo na atual Liga dos Campeões em que o Atlético ficou sem marcar gols. A partida de volta ocorre na quarta-feira da próxima semana, dia 30 de abril, no estádio Stanford Bridge, em Londres. Novo empate por 0 a 0 leva o jogo para a prorrogação. Empates a partir de 1 a 1 classificam os espanhóis para a final, que seria a primeira do Atlético desde 1974. Para o Chelsea, basta uma vitória simples. Os ingleses disputaram sua última final em 2012, quando foram campeões.

Eternos “quase companheiros”, Diego Costa e David Luiz se enfrentam em semifinal

Globo Esportes

davidluiz_coletiva_chelsea_cassiobarco

Atlético de Madrid e Chelsea se enfrentam nesta terça-feira, no jogo da ida das semifinais da Liga dos Campeões, no estádio Vicente Calderón, com todas as atenções voltadas para Diego Costa. O brasileiro, naturalizado espanhol, já soma sete gols na competição, outros 27 no Campeonato Espanhol, e é alvo de interesse do adversário inglês para a próxima janela de transferências na Europa. A notícia obteve até um consentimento do técnico dos Colchoneros, o argentino Diego Simeone, durante a coletiva de imprensa da véspera. O treinador disse que o interesse dos Blues é normal porque o jogador “é diferente”.

O zagueiro David Luiz, que poderá deixar o Chelsea, deverá atuar como volante no meio de campo do time londrino e será o responsável por marcar o goleador atleticano. O GloboEsporte.com acompanhará o jogo em Tempo Real a partir das 15h15 (horário de Brasília).

– Diego Costa é um grande jogador, mas não vai ser um duelo entre David e Diego mas, sim, entre Chelsea e Altético. Eu gosto muito dele, somos amigos, mas ele quer ganhar e eu também quero vencer – afirmou o defensor, sem alimentar o duelo com o rival que quase foi companheiro na seleção brasileira.

Diego Costa tem fama de ser um centroavante com um jogo agressivo e na Espanha já se envolveu em problemas com vários defensores, inclusive com o novo companheiro de seleção Sergio Ramos. As estatísticas da Uefa demonstram que não é só fama, porque o atacante já cometeu nove faltas nesta edição da Champions. David Luiz, que atua em uma posição defensiva, fez apenas mais uma que o adversário, e os dois disputaram quase os mesmo minutos (456 do brasileiro contra 405 do naturalizado espanhol).

Mourinho mexe, reservas marcam, Chelsea vence PSG e vai à semifinal

Globo Esportes

dembaba_chelsea_psg_reuters

Não basta ter competência, é preciso ter estrela. Mostrando eficiência e sorte nas substituições, o Chelsea venceu o Paris Saint-Germain por 2 a 0 nesta terça-feira, no Stamford Bridge, graças a dois gols de reservas que entraram no primeiro e segundo tempo e se classificou às semifinais da Liga dos Campeões. Schürrle abriu o placar aos 31 minutos, 14 depois de entrar no lugar do lesionado Hazard, e Demba Ba garantiu a vaga aos 42, após a troca por Lampard aos 20.

O Chelsea volta agora sua atenção para o Campeonato Inglês. Vice-líder com 72 pontos, está dois atrás do Liverpool, a cinco rodadas do fim da temporada, sendo que o Manchester City, terceiro com 70, tem dois jogos a menos. No domingo, os Blues enfrentam o Swansea City, no Liberty Stadium.

Perto do bicampeonato francês, o PSG volta a campo no domingo. Enfrenta o Lyon, fora de casa, podendo comemorar o título com cinco rodadas de antecedência. Se o Monaco tropeçar na véspera diante do Rennes, também longe de seus domínios, conquista a taça com uma vitória.

Chelsea conquista Liga Europa no último minuto mantém maldição do Benfica

Terra

oscarluisaort

De maneira dramática, o Chelsea conquistou nesta quarta-feira o título da Liga Europa 2012/2013. Jogando na Amsterdam Arena, na Holanda, a equipe londrina comandada por Rafa Benítez venceu o Benfica por 2 a 1, graças a um gol de Branislav Ivanovic nos acréscimos, e faturou o segundo título mais importante do futebol europeu.

A conquista foi a quinta do Chelsea em nível continental. Campeão da Liga dos Campeões em 2012, o time venceu a Recopa Europeia 1971 e 1998, além da Supercopa da Europa de 1998. Assim, fecha a temporada com um título, após amargar tropeços nacionais. Curiosamente, o time detém os dois títulos mais importantes da Europa, já que o atual campeão da Liga dos Campeões ainda não foi definido.

Do lado português, a partida na Amsterdam Arena marcou a volta às finais europeias. O time já disputou títulos continentais em oito ocasiões, vencendo a Copa Europeia (atual Liga dos Campeões) em 1961 e 1962, mas perdendo em 1963, 1965, 1968, 1988 e 1990, além de perder a Copa da Uefa em 1983. Desta vez, acumulou mais um amargor.

Do lado londrino, um jogo sem inspiração acabou coroado com gols. O Benfica, por sua vez, pecou por não finalizar quando teve oportunidade, e sofreu sua segunda derrota dolorida em poucos dias – no fim de semana, a equipe do técnico Jorge Jesus perdeu para o Porto e deixou escapar a liderança invicta do Campeonato Português.

banner1

O mundo é dos loucos: Timão bate o Chelsea o leva o bi mundial

Globo Esportes

guerrero-get

Rivais, ajoelhem-se para reverenciar a história construída pelo Corinthians e a Fiel neste 16 de dezembro de 2012. Sem precedentes. Eterno. O time formado por jogadores operários, o clube do povo e da apaixonada torcida que cruzou continentes têm o futebol a seus pés. Sofrido, suado, chorado, o Corinthians venceu o Chelsea por 1 a 0, em Yokohama, e deixou de ser apenas Paulista como está escrito em seu centenário símbolo. O Corinthians é do mundo. Bicampeão do mundo.

A conquista corintiana tem um herói em cada extremidade do campo. Na defesa, Cássio cresceu acima dos seus 1,95m para criar uma nova categoria de milagres ao defender chutes de Cahill e Moses no primeiro tempo. No segundo, brilhou Paolo Guerrero. O mesmo Guerrero que foi dúvida para o torneio. O mesmo herói da classificação nas semifinais. Agora, eternizado com o gol de cabeça aos 23 minutos.

Assim como na Libertadores, vencida diante do sempre temido Boca Juniors, o Corinthians chega ao título contra um adversário poderoso. O Chelsea, símbolo máximo do novo futebol comandado por mecenas do leste europeu ou das Arábias, sucumbiu diante de um adversário sem estrelas, mas extremamente eficiente.

O triunfo sobre os ingleses completa um ciclo de vitórias grandiosas que teve início em uma derrota histórica. Da Série B para o estrelato. O Corinthians rebaixado no Brasileirão de 2007 aprendeu com os erros e se reestruturou para chegar ao topo. Agora, desponta como uma das potências do futebol nacional nos próximos anos.

Tatuapé, Mooca, Interlagos, Itaquera, Pirituba, Jardim Ângela, Cachoeira, Vila Mazzei, Vila Moraes, Cangaíba, Tucuruvi, Capão, Bela Vista, Guarulhos, Francisco Morato, Tabão da Serra, Carapicuíba, Itaquaquecetuba, Pindamonhangaba, Serra Negra, Suzano, Mogi Guaçu, Cubatão, Praia Grande, Rio Preto, Indaiatuba, Sorocaba, Jundiaí, Curitiba, Espírito Santo, Maranhão, Santa Catarina Miami, Sydney…

…as bandeiras da Fiel penduradas no estádio neste domingo simbolizam uma das maiores demonstrações de amor da história do futebol. Alvinegros de todas as partes tomaram fizeram do estádio da finalíssima um Pacaembu em proporções gigantes. As ruas do Oriente estão tomadas, enlouquecendo os rígidos japoneses com os gritos de “Vai, Corinthians” em uma festa que só terminará no Brasil. Ou em qualquer outro lugar da Terra.

Chelsea não liga para presença da Fiel em Yokohama e bate o Monterrey

Globo Esportes

O Chelsea chegou, atropelou e impressionou. A torcida do Corinthians se fez presente, fez até mais barulho que os poucos ingleses e marcou território para o próximo domingo, mas deve ter voltado para casa preocupada. Sem esforço e com muita naturalidade, o clube de Londres fez o que dele se esperava e carimbou com facilidade o passaporte para a decisão do Mundial de Clubes da Fifa. Sob gritos de “ooohhh” dos japoneses e “Timão, eô” dos brasileiros nas arquibancadas, os Blues fizeram 3 a 1 no Monterrey, do México, nesta quinta-feira, no Estádio Internacional de Yokohama, e garantiram presença na decisão contra o Timão .

O título mundial será decidido no domingo, às 8h30m (de Brasília), em Yokohama. Juan Mata, Fernando Torres e Darvin Chávez (contra) marcaram nesta quinta para o Chelsea, que teve em um David Luiz improvisado como volante um dos melhores em campo. Oscar, que vinha sendo reserva, também voltou ao time, deu passe de calcanhar na jogada do primeiro gol e teve boa atuação, assim como todo quarteto ofensivo com os espanhóis artilheiros da noite. O belga Hazard não marcou, mas foi um dos destaques (Ramires e Lucas Piazon não saíram do banco). De Nigris descontou para o Monterrey já aos 46 do segundo tempo.

Da arquibancada, os jogadores do Corinthians observaram atentamente a exibição dos rivais da decisão. Mas foram os corintianos anônimos que deram um show à parte, como quem mandasse um recado de que a final de domingo não será jogada somente dentro de campo. No domingo, Monterrey e Al-Ahly, do Egito, jogam pela terceira posição às 5h30m (de Brasília), no mesmo estádio.

Com golaço de Oscar e dois de Willian, Chelsea vence o Shakhtar

r7

Atuando fora de casa contra o último vencedor da Liga dos Campeões, o Shakhtar Donetsk mostrou que tem toda a capacidade de surpreender na maior competição europeia. Com dois gols de Willian, a equipe foi superior durante boa parte do jogo, mas acabou derrotado pelo Chelsea com Moses marcando um gol nos acréscimos. A equipe londrina ainda contou com um golaço de Oscar para vencer por 3 a 2.

Com o resultado, o Chelsea chega aos sete pontos e se iguala ao próprio Shakhtar Donestsk na liderança do Grupo E. A Juventus, que goleou o Nordsjaelland por 4 a 0, vem logo atrás com seis pontos conquistados. Com apenas um ponto, o time dinamarquês é o lanterna.

pmvc





WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia