WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

junho 2019
D S T Q Q S S
« maio    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  



drupal counter

:: ‘decide’

Gabriel é 9, Neymar é 10 e Jesus é 11; veja numeração da seleção olímpica

Globo Esportes

Singapore Japan Brazil Soccer

A camisa 10 da seleção olímpica terá o mesmo dono da seleção brasileira principal: Neymar aparece inscrito na lista da Fifa com o mesmo número que usa desde 2013 quando representa o país. Pela relação da entidade, que organiza o torneio de futebol olímpico, Gabriel, do Santos, usará a camisa 9, e seu xará, Gabriel Jesus, do Palmeiras, a 11.

Nada assegura quem serão os titulares, já que os treinos no campo sob o comando do técnico Rogério Micale só terão início nesta terça-feira, em Teresópolis, mas o ataque que o torcedor mais tem interesse em observar na Olimpíada é justamente esse, formado pelos jovens Gabriel Jesus e Gabriel, ao lado do craque do Barcelona.

Renato Augusto, veterano de 28 anos que foi convocado para o lugar de Douglas Costa como um dos três jogadores permitidos com mais de 23 anos, foi inscrito com a camisa 5. Fernando Prass, o mais velho da turma, com 38, é o número 1.

Veja abaixo a lista enviada pela CBF à Fifa:

1 – Fernando Prass (goleiro)
2 – Zeca (lateral-direito e lateral-esquerdo)
3 – Rodrigo Caio (zagueiro)
4 – Marquinhos (zagueiro)
5 – Renato Augusto (meia)
6 – Douglas Santos (lateral-esquerdo)
7 – Luan (atacante)
8 – Rafinha (meia)
9 – Gabriel (atacante)
10 – Neymar (atacante)
11 – Gabriel Jesus (atacante)
12 – Walace (volante)
13 – William (lateral-direito)
14 – Luan Garcia (zagueiro)
15 – Rodrigo Dourado (volante)
16 – Thiago Maia (volante)
17 – Felipe Anderson (meia)
18 – Uilson (goleiro)
SUPLENTES
19 – Gustavo Henrique (zagueiro)
20 – Valdivia (atacante)
21 – Felipe Vizeu (atacante)
22 – Jean (goleiro)

Dentro de casa e defendendo tabu, Bahia decide vaga contra o América-MG

Bahia Notícias

IMAGEM_BAHIA_5

Na noite desta quarta-feira (18), às 21h, Bahia e América-MG voltam a se encontrar na Arena Fonte Nova pela segunda fase da Copa do Brasil. No primeiro encontro, realizado na última quarta (11) as duas equipes empataram em 0 a 0 numa partida onde o Esquadrão pecou nas oportunidades perdidas.

Para avançar, o Bahia precisa de uma vitória simples. O time mineiro, por sua vez, pode empatar com gols ou vencer. Em caso de um novo empate sem gols, a decisão da vaga vai para a disputa de pênaltis.

Neste confronto, o Bahia ainda não contará com os atacantes Hernane Brocador e Edigar Junio e os meio-campistas Rômulo e Yuri, que estão em processo de recuperação. Além destes, a equipe não contará Lucas Fonseca, poupado, e Paulo Roberto, que sofreu uma pancada na cabeça. No lugar do volante, Juninho deve ser o substituto. Ele se diz preparado para enfrentar o Coelho.

“O professor ainda não passou a equipe que vai jogar, mas eu estou preparado para entrar em campo e ajudar da melhor maneira possível e onde ele precisar”, afirmou.

O Bahia enfrentará o América-MG pela 22ª vez na história. Em Salvador, o Esquadrão nunca foi derrotado pelo time de Minas Gerais.

Em jogo repleto de aperitivos, Galo e Racing decidem vaga no Horto

Terra

Índice

Se não bastasse a tradicional rivalidade entre Brasil e Argentina, Atlético-MG e Racing entram em campo nesta quarta-feira, às 21h45 (de Brasília), no Independência, com alguns ingredientes a mais para o duelo que vale a classificação para as quartas de final da Libertadores.

O principal dos aditivos para o confronto decisivo encontra origem na partida de ida entre os clubes, que terminou empatada por 0 a 0, no estádio El Cilindro. Antes do jogo, o goleiro do Racing, Saja, motivou seus companheiros, afirmando que os brasileiros “se borram” quando jogam na Argentina. Diante das declarações do arqueiro, os jogadores atleticanos prometem uma “pressão de verdade” sobre o time argentino no Horto.

“Agora que ele disse isso, ele vai poder provar aqui em Belo Horizonte. Agora ele vai ver o que é pressão de verdade e vamos usar isso ao nosso favor”, colocou o volante Júnior Urso.

Além da provocação argentina, outro ingrediente importante para a partida desta quarta-feira está presente numa “armadilha” do regulamento. Apesar do bom empate sem gols no jogo de ida, o Galo poderá se ver em situação complicada caso sua defesa seja vazada pelo Racing no Independência.

Pensando em atacar e pressionar o Galo no Independência, o Racing terá um importante reforço para a partida. Recuperado recentemente de um edema na coxa esquerda, o atacante Gustavo Bou, artilheiro da Libertadores do ano passado, foi relacionado para o jogo em Belo Horizonte, e, assim como o ídolo Diego Milito, será uma boa opção no banco de reservas para o técnico Facundo Sava, que repetirá a equipe titular do duelo de ida contra o Atlético-MG.

Pela Copa do Brasil, Bahia decide vaga contra o Globo-RN na Arena Fonte Nova

Bahia Notícias

IMAGEM_BAHIA_5

A noite desta quarta-feira (6) será de mais uma decisão para o Bahia. Dessa vez, a disputa é pela vaga na segunda fase da Copa do Brasil. Na Arena Fonte Nova, a equipe comandada por Doriva recebe o Globo-RN, às 21h45, pela partida de volta da competição nacional. Na primeira partida, disputada no dia 16 de março, as equipes ficaram em um 0 a 0 insosso.

Para seguir na competição, o Bahia precisa de uma vitória simples diante do Globo. Caso empate em 0 a 0, a decisão da vaga vai para os pênaltis. Empate com gols dá a classificação ao time potiguar. Ciente dos perigos de sofrer um tento dentro dos domínios, o versátil Éder pede uma defesa atenta diante do adversário.

“Eu sempre quando jogo com Lucas ou Robson, tenho como prioridade não tomar gols, independente da partida e principalmente amanhã, que é muito importante, por causa do critério da Copa do Brasil. Mais do que nunca, é atenção redobrada”, afirmou o jogador, que elogiou o Globo-RN, mas mostrou total confiança na classificação.

Quem avançar para a próxima fase da Copa do Brasil enfrentará América-MG ou Red Bull Brasil-SP.

Concentração’ total no São Paulo para primeira decisão da temporada

Ogol

sp06

A temporada mal começou e o São Paulo já encara sua primeira “final”. Contra o César Vallejo, às 21h45, no Pacaembu, o Tricolor Paulista fará o confronto decisivo por vaga na fase de grupos da Libertadores.

O placar de 1 a 1 no Peru deixou o clube comandado por Edgardo Bauza com vantagem ligeira por conta do gol fora de casa. Um empate sem gols basta ao São Paulo. Porém a maior arma do clube é a torcida, que estará do seu lado na noite desta quarta-feira, com expectativa de estádio lotado.

A exibição do São Paulo na ida deixou sensações opostas para o jogo de volta. O time pressionou mesmo longe de seus domínios e teve um início devastador, com duas bolas no travessão e um gol não confirmado por erro de arbitragem. No entanto, o golaço de Hohberg abalou a equipe paulista, que ainda viu o time peruano desperdiçar oportunidades para ampliar na sequência. Por isso, o lema no Tricolor é de concentração total para evitar novas surpresas, como revelou Denis.

“Nos preocupa a bola parada, afinal eles têm jogadores altos. Também temos de tomar cuidado com lançamentos, bolas longas. É ter o máximo de concentração possível e tomar cuidado para não sermos surpreendidos”, explicou.

“Nosso objetivo é classificar na Libertadores e não tem como pensar em outro jogo. É o jogo mais importante da minha carreira, é a partida que vai nos fazer trabalhar mais tranquilos no ano”, completou, sem querer dar atenção ao clássico de domingo contra o Corinthians.

CBF decide acabar com jogos às 11h de domingo e estuda novo horário

Globo Esportes

rib4642

Uma das grandes novidades no Campeonato Brasileiro deste ano, as partidas às 11h de domingo deixarão de ser realizadas em breve. Após reunião nesta quarta-feira, na sede da CBF, com médicos e dirigentes da entidade, ficou decidido que o horário não será mais utilizado a partir da 32ª rodada. Os últimos confrontos na faixa matinal serão Flamengo x Joinville e Avaí x Vasco, pela 29º rodada, no próximo domingo, e São Paulo x Vasco e Ponte Preta x Coritiba, pela 31ª rodada, no próximo dia 18 de outubro. O diretor de competições da CBF, Manoel Flores, ainda anunciou que está em estudo um novo horário ainda para esta edição, mas dificilmente será nas manhãs.

A alta temperatura no horário gerou várias reclamações de jogadores, dirigentes e técnicos de equipes que aturam às 11h de domingo, mas, segundo a CBF, não houve reclamações formais dos clubes. A vitória por 3 a 0 do Goiás em cima do Joinville, pela 27ª rodada, chegou a ter 44ºC de sensação térmica no Serra Dourada (vídeo acima). Entretanto, segundo Jorge Pagura, presidente da Comissão Nacional de Médicos do Futebol, nenhum jogo no horário representou risco aos atletas. Mesmo com parada técnica nos dois tempos, a CBF entendeu que era o momento de não utilizar mais as manhãs de domingo para marcar seus jogos.

– Pelos resultados obtidos, baseados nos índices internacionais, em nenhum dos jogos houve algum índice que pudesse significar risco aos atletas. Foram mantidos os jogos já programados, das rodadas do dia 4 e do dia 18. Foi estendida a parada médica para hidratação e para o resfriamento dos atletas, mas isso em qualquer jogo que estiver com mais de 28º, de três minutos em cada tempo. Serão só esses jogos às 11h que estão programados. Vamos continuar monitorando de todos os jogos do campeonato – afirma Jorge Pagura, presidente da Comissão Nacional de Médicos do Futebol.

Ao todo, já foram disputadas 30 partidas no horário. Quem mais atuou foi a Ponte Preta, que fez seis partidas na faixa e ainda fará mais uma. Fluminense e Atlético-MG foram as equipes que menos jogaram nas manhãs de domingo: apenas uma vez cada. A média de público do horário é maior do que o número geral do campeonato: 24.131 pagantes contra 17.234. O segundo e o terceiro melhores públicos da competição são de jogos nas manhãs de domingo: a vitória do São Paulo por 3 a 1 em cima do Coritiba e o triunfo do Atlético-MG por 1 a 0 no Joinville. Diante dos números, a CBF deve manter o horário em 2016 e estuda até utilizá-lo em mais partidas.

Vasco e São Paulo decidem vaga com focos distintos

Globo Esportes

pato-vasco-sao-paulo-08072015_1wv00vc4z54o21s7n52g4p2lw9

Vasco e São Paulo entram em campo nesta quarta-feira para decidir uma vaga na semifinal da Copa do Brasil de 2015. Fora de campo, motivações distintas. O Cruz-Maltino resolveu priorizar a luta contra o rebaixamento no Campeonato Brasileiro e vai mandar a campo um time reserva. Já o Tricolor Paulista tem uma motivação extra no retrospecto recente: já venceu o rival três vezes no ano e defende a enorme vantagem da vitória por 3 a 0 no jogo de ida. A bola rola às 22h (de Brasília) no Maracanã.

O Vasco vai tentar o primeiro resultado positivo diante do São Paulo em 2015. Acumula três derrotas para o Tricolor Paulista desde janeiro: no Torneio de Manaus (2 a 1), no Brasileirão (4 x 0) e no primeiro confronto pela Copa do Brasil. A missão, no entanto, não será fácil. Além a desvantagem no confronto de 180 minutos, o Cruz-Maltino vai poupar os seus titulares.

No São Paulo, se dentro de campo as coisas vão bem e o time tem uma grande vantagem, fora das quatro linhas o clube se vê no meio de vários problemas, como a polêmica contratação do zagueiro Iago Maidana, que será analisada pelo STJD, e o futuro do técnico Juan Carlos Osorio, que tem conversas com a Federação Mexicana para assumir a seleção que buscará uma vaga na Copa do Mundo de 2018. Com a vitória no Morumbi, a equipe pode perder por 2 a 0 ou três gols de diferença, desde que marque pelo menos uma vez.

Marielson Alves Silva, de Vitória da Conquista, apita a partida. Ele será auxiliado por Elicarlos Franco de Oliveira e Marcos Welb Rocha de Amorim, ambos da Bahia.

Brasileiro Sub-20: Vitória decide título nesta quarta-feira contra o Fluminense

Bahia Notícias

xIMAGEM_VITORIA_5.jpg.pagespeed.ic.si8P5yGiOA

A equipe sub-20 do Vitória decide o título do Campeonato Brasileiro da categoria contra o Fluminense, nesta quarta-feira (2), às 16h30, no Estádio Manoel Barradas.

Para ficar com o caneco, tem a vantagem de um empate sem gols, já que no jogo o placar terminou 1 a 1. Caso o resultado se repita, a decisão será nos pênaltis. Empate com dois ou mais gols, dará o título ao Tricolor das Laranjeiras.

Até chegar a decisão, o Leão disputou 11 jogos, na qual conquistou cinco triunfos, quatro empates e duas derrotas. Marcou 17 gols e sofreu 11. Já o Fluminense está invicto. Venceu nove partidas e empatou dois.

Um dos destaques do time, o meia-atacante Nickson pediu atenção redobrada ao time.

“Este é um jogo diferente. Final é final. É preciso ter atenção redobrada em campo, porque os detalhes farão a diferença. Treinamos forte durante a semana para que nada nos surpreenda”, disse o atleta.

Com ataque reforçado, Bahia decide vaga com o Sport pela Sul-Americana

Bahia Notícias

xIMAGEM_BAHIA_5.jpg.pagespeed.ic.QWJ0npIkFv

Com mudanças, mas podendo contar com seus dois principais artilheiros da temporada, Maxi Biancucchi e Kieza, o Bahia enfrenta o Sport na noite desta quarta-feira (26), às 22h, na Ilha do Retiro, em busca de uma vaga na segunda fase da Copa Sul-Americana.

Com o triunfo por 1 a 0 no primeiro jogo, em Salvador, o tricolor baiano pode empatar por qualquer placar para avançar. Em caso de derrota por um gol de diferença, com exceção da repetição do placar da ida, o Bahia se classifica.

Mesmo resultado de 1 a 0, mas para o Sport, leva a decisão para os pênaltis e triunfo por dois gols de diferença elimina o esquadrão.

O treinador Sérgio Soares tem uma sério problema na lateral-direita. Cicinho e Adriano foram vetados pelo departamento médico e não poderão atuar. Railan, já recuperado, só será opção a partir do mês de setembro. Sobrou apenas o jovem Hayner, que entrou contra o América Mineiro e não repetiu o nível de atuação que apresentou contra o Sport, na última semana.

Na Fonte Nova, Bahia decide vaga na 2ª fase da Copa do Brasil contra o Nacional-AM

Bahia Notícias

xIMAGEM_BAHIA_5.jpg.pagespeed.ic.snq8ST20Fn

Novamente, com um time cheio de modificações, o Bahia reencontra o Nacional-AM com a necessidade de vencer, na noite desta quinta-feira (16), às 19h30, no jogo de volta da primeira fase da Copa do Brasil, na Arena Fonte Nova.

Com o empate sem gols, em Manaus, outro resultado igual na capital baiana levará a decisão da vaga para os pênaltis. Igualdade no placar, mas com gols, garantirá o time amazonense na segunda fase.

Para o tricolor baiano, sem a necessidade das penalidades, é preciso derrotar o Nacional-AM por qualquer placar durante os 90 minutos.

Sérgio Soares, apesar da obrigação do triunfo, vai preservar alguns atletas. O lateral-direito Tony, o centroavante Léo Gamalho, o volante Wilson Pittoni e Maxi Biancucchi serão poupados pela comissão técnica.

O lateral-esquerdo Patric, com dores no tornozelo, foi vetado pelo departamento médico e será outra desfalque. Oportunidade para atletas como Yuri, Bruno Paulista, Tchô, Rômulo e Zé Roberto.

Baiano Juvenil: Vitória da Conquista decide vaga contra o Vitória, no Barradão

Por Luciano Pina

ecppxvit_thumb

O time juvenil do Vitória da Conquista decide contra o Vitória, hoje (12), ás 15 horas, no estádio Barradão, uma vaga na final do Campeonato Baiano da categoria.

Como empatou o jogo de ida que foi realizada na última quarta (5), no estádio Lomanto Júnior, o time comandado por Guilhermino Lima terá que vencer a partida para ficar com a vaga.

Apesar das dificuldades os jogadores do Bodinho viajaram confiantes em conquista uma inédita na final da competição.

Com time misto, Vitória decide vaga com Sport nesta quarta

Atarde

340x650_ney-franco-ec-vitoria_1444355

Mistão recheado. Escolher atuar com a maioria dos reservas tem sido saboroso para o técnico Ney Franco. Nesta quarta-feira, 3, contra o Sport, às 22 horas, no Barradão, o treinador novamente colocará uma formação alternativa para tentar permanecer na Copa Sul-Americana. Será a sexta vez em que os titulares serão poupados no ano, sob o comando do atual comandante.

Se depender do desempenho da turma que busca a vaga de titular, a classificação está garantida. Pelo menos é o que os números indicam. Nas cinco vezes em que os suplentes foram exigidos, o Vitória não perdeu. Foram quatro triunfos e uma igualdade. Levando em consideração que o Leão pode até empatar logo mais, basta manter o aproveitamento de 86% para continuar no torneio.

Além de descansar os titulares, Ney Franco também gosta de observar o potencial de alguns atletas secundários. Este ano, nomes foram testados em jogos com time misto e acabaram ganhando vaga entre os titulares. O melhor exemplo é o prata da casa José Wellison, que foi testado na partida contra o Confiança, em janeiro, ganhou moral e só perdeu vaga no Brasileirão há quatro rodadas. Chamou tanta atenção que foi parar na seleção sub-20. Outros jogadores, como Matheus Salustiano, Mauri e Euller, também se destacaram no time misto, mas só o último prosseguiu na Toca após o Baianão.





WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia