WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

agosto 2019
D S T Q Q S S
« jul    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031



drupal counter

:: ‘DEMITE’

Com apenas um jogo no estadual, Edson Ferreira não é mais o treinador do Jacobina

Bahia Notícias

IMAGEM_NOTICIA_5

A derrota por 3 a 0 para o Galícia, em jogo atrasado da primeira rodada do Campeonato Baiano 2016, já rendeu a primeira demissão de técnico no futebol estadual. Edson Ferreira não comanda mais o Jacobina depois da partida da última quinta-feira (11) na Arena Fonte Nova.

Ferreira comandou o Jegue na Chapada durante a Copa Governador de 2015, onde conseguiu uma vitória e duas derrotas na competição. Para o seu lugar, a equipe do interior contratou o treinador Paulo Sales, que comandou a equipe na reta final do Baianão do último ano.

Paulo Sales teve passagens em vários clubes baianos, como Fluminense de Feira, Juazeirense, Colo-Colo e Feirense.

11990482_677264472375720_7526595543322411409_n1

Paulo Sales é demitido do Fluminense de Feira

Jacobina Notícias

Jacobina-Notícia-01159

O técnico Paulo Sales foi demitido pela diretoria do Fluminense de Feira na noite deste domingo (18). O clube feirense estreou com derrota diante do Juazeirense, na cidade de Riachão do Jacuípe, na tarde de sábado (17), pela Copa Governador, e o resultado pode ter sido o motivo da saída do treinador.

Sales comandou o Fluminense de Feira na série B do Baiano em 2015, quando foi vice-campeão e garantiu vaga na elite do futebol baiano. O treinador lembrou de sua passagem vitoriosa no clube e agradeceu pelo ano que comandou a equipe.

“Venho comunicar aos amigos que estou deixando hoje o comando técnico do Fluminense de Feira, agradeço a diretoria em especial a pessoa de Zé Chico, membros da comissão, apoio, jogadores e torcedores. Após 1 ano a frente da equipe e com êxito nos desafios propostos, só tenho a agradecer a Deus por todos os instantes vividos aqui. Continuo na torcida pelo clube e por todos os atletas que ficam, agora é focar em novos projetos e novos desafios.
Glória a Deus!!”, disse Sales.

Para o lugar de Sales, o Fluminense contratou o técnico Arnaldo Lira, que deve se apresentar nesta segunda-feira (19).

Após mais uma derrota, Feirense demite o treinador

Por Luciano Pina
Fonte Jornal Folha do Estado

32237-2

Na tarde do último domingo (22), o Feirense sofreu a terceira derrota seguida no Campeonato Baiano e até o momento foi o único time que ainda não marcou pontos e nenhum gol na competição. O tropeço dentro de casa para o Galícia culminou na saída do treinador Edson Ferreira, que tinha chegado ao começo do Campeonato Baiano para substituir Tinho Damasceno, que comandou a Águia na pré-temporada e não obteve bons resultados.Ainda não foi anunciado o nome do seu substituto.

Logo após o jogo, o presidente Dilson Carneiro Gamela não falou com a imprensa e teve, ainda nos vestiários do Joia da Princesa, uma reunião de portas fechadas com o elenco e integrantes da comissão técnica.

Mesmo sem marcar pontos, time gameleiro ainda tem chances matemáticas de se classificar para a próxima fase da competição. Tem ainda três partidas e nove pontos a disputar: nesta quarta (25), contra o Colo-Colo em Ilhéus; domingo (1) contra o Bahia de Feira no Joia da Princesa e fecha a sua participação no dia 8 diante Bahia na Arena Fonte Nova. Se perder mais uma partida, dependendo de combinações de resultados, pode estar matematicamente alijado da segunda fase e terá que disputar o Torneio da Morte para tentar escapar do rebaixamento.

Feirense demite técnico e traz de volta Edson Ferreira

Jornal Folha do Estado

31433-2

Faltando menos de uma semana para rolar a bola para o Campeonato Baiano, a diretoria do Feirense anunciou a demissão do técnico Tinho Damasceno, após sofrer revezes nos amistosos disputados pela Águia do Sertão. Para o seu lugar, foi contratado o carioca Edson Ferreira, que esteve trabalhando no time no ano passado na fuga do rebaixamento para a 2ª divisão.

Tinho Damasceno vinha trabalhando desde o final do ano passado no time gameleiro. Depois de algumas semanas treinando a parte física, o Feirense realizou dois amistosos e foi derrotado nas duas oportunidades: em Aracaju, no dia 18 de janeiro perdeu para o Confiança por 3 x 1 e no último domingo (25) perdeu por 2 x 0 para a Catuense, jogando no Estádio Arlindão, em Tucano.

Damasceno, que anteriormente havia treinado o Sumaré na 2ª divisão paulista, chegou a classificar como “apático” o comportamento do Feirense, notadamente no último amistoso, que contou com atletas experientes como Valdo, Reivan, Fábio Santos e Hiroshi. Eles não haviam atuado diante do Confiança e com as suas inclusões, o treinador acreditava que o rendimento do time pudesse melhorar principalmente para a estreia diante do Serrano, no próximo domingo (1) às 18 horas no Estádio Joia da Princesa.

Para o lugar de Tinho Damasceno, a diretoria não perdeu tempo e anunciou a chegada de Edson Ferreira, que treinou o Feirense no ano passado, notadamente na reta final do Campeonato Baiano, quando fez um bom trabalho livrando o time do rebaixamento para 2ª divisão. O profissional chegou a treinar o Bahia de Feira nesta fase de pré-temporada, mas depois de divergências com dirigentes foi substituído por Nadélio Rocha.

468x60_simonassi127

Brigando para não cair, Bahia de Feira troca de treinador

Galáticos Online

celso teixeira

Restando, apenas, uma rodada do Campeonato Baiano, o Bahia de Feira anunciou que Celso Teixeira não comanda mais o time. A situação se complicou depois da derrota por 2 a 0 para o Galícia, no último domingo, no Joia da Princesa.

Com essa demissão, o Bahia de Feira será comandado pelo treinador Gilmey Aimberê na partida contra o Juazeiro, na quarta-feira. Partida essa que define o futuro das duas equipes, que brigam para não ser rebaixados para a segunda divisão.

Para se livrar do rebaixamento, o Bahia de Feira precisa pelo menos empatar contra o Juazeiro. Se perder, terá que torcer para o Feirense não vencer a Juazeirense.

Afundado no Z-4 e após 29 jogos, Dorival Júnior é demitido no Vasco

Globo Esportes

dorivaljunior_treinovasco3_alexandrecassianoglo_95

O técnico Dorival Júnior foi demitido nesta noite de segunda-feira pelo Vasco. Após três meses e meio de trabalho, o técnico deixa o clube na 18ª posição, na zona de rebaixamento, com 33 pontos, a sete rodadas do fim do Brasileiro. O nome de Adilson Batista é o favorito para para comandar o time de São Januário nos últimos sete jogos.

Dorival assumiu o time na sétima rodada, após Paulo Autuori pedir demissão. À época, em julho, o Vasco estava em 14º lugar e tinha sete pontos. Dorival comandou o clube em 29 jogos – sendo quatro na Copa do Brasil -, com nove vitórias, oito empates e 12 derrotas – aproveitamento de 40% dos pontos. No retrospecto no Brasileiro, foram 25 jogos, seis vitórias, oito empates e 11 derrotas.

A decisão foi tomada logo após a derrota do Vasco contra a Ponte Preta, quando o time sofreu a virada por 2 a 1 no fim da partida. O treinador já enfrentava resistência interna de dirigentes, mas permanecia no cargo com consentimento do diretor de futebol Ricardo Gomes e do presidente Roberto Dinamite. A multa contratual também segurava o treinador em São Januário. Dorival recebia R$ 450 mil e, na rescisão, tem direito a receber dois salários pela quebra de contrato, que ia até o final de 2014. O clube já deve R$ 750 mil da passagem anterior do treinador pelo clube.

Sem saída, a diretoria do Vasco via na demissão de Dorival uma última atitude para escapar da segunda queda para a Série B em cinco anos – o Vasco foi rebaixado também em 2008. Ao jornal Extra, Dorival disse que saía triste com a situação do clube.

Joel Santana era outro nome analisado, entre outros, como Celso Roth e até Dunga. Mas Joel, que foi bicampeão Carioca, campeão Brasileiro e da Mercosul em São Januário, teria dito que só pegaria o time com pelo menos 10 rodadas antes do fim do Brasileiro. Outro nome avaliado e que chegou a ser contatado foi Caio Júnior. O treinador está na Europa, em roda de estudos e incursões em clubes europeus, mas fez exigências de trazer três profissionais a tiracolo, o que não agradou a diretoria do Vasco.

Direção do CSA demite Beto Almeida e anuncia Lino como novo técnico

Globo Esportes de Alagoas

lino

Após três derrotas em três jogos pela Série D, Beto Almeida não é mais o treinador do CSA. Sem perder tempo, a direção do Azulão confirmou que o velho conhecido Lino está de volta ao comando após dois anos e assume a equipe até o restante do Campeonato Brasileiro. A informação foi confirmada pelo presidente do clube marujo, Cícero Eugênio.

– [O Beto Almeida] Não vai ficar, já conversei com ele. Quem vai assumir é o Lino. Foi o pessoal da transição de diretoria que optou por ele, já que conhece toda a molecada, o valor do salário também pesou. Todas essas decisões já estão sendo tomadas pelo pessoal que vai assumir o clube em outubro, eu só estou homologando o que é decidido – declarou.

De acordo com o mandatário azulino, os outros membros da comissão técnica serão mantidos, a exemplo do auxiliar técnico Luciano Rosa e do preparador físico Victor Albuquerque. Perguntado se novos reforços serão anunciados além do zagueiro Sinval e do atacante Rony, Eugênio foi enfático ao afirmar que “só se alguém quiser doar”.

banner1

“Sem mudanças”, Grêmio demite Luxemburgo após 17 dias de pausa

Terra

luxemburgoapontalucasuebelgremio

O Grêmio oficializou neste sábado a demissão do técnico Vanderlei Luxemburgo. Contratado pelo clube em fevereiro de 2012, o treinador não resistiu à pressão posterior à eliminação na Copa Libertadores da América e caiu – curiosamente, 17 dias após a última partida oficial realizada pelo clube, um empate por 1 a 1 contra o São Paulo.

Segundo Rui Costa, diretor executivo de futebol do Grêmio, a decisão foi tomada na noite desta sexta-feira e comunicada oficialmente apenas na manhã deste sábado. O dirigente justificou a demissão, tomada em meio ao recesso do Campeonato Brasileiro para a Copa das Confederações, explicando que a mudança esperada para este período não ocorreu.

Segundo Rui Costa, a decisão não foi tomada após o empate com o São Paulo “para dar mais uma avaliada, para perceber se poderia mudar alguma coisa”. “Foi dado este prazo, e foi constatado que não aconteceram as mudanças esperadas. Houve um certo desgaste- por isso, (foi tomada) a decisão em demitir o treinador”, comentou.

O clube ainda não tem prazos para anunciar seu novo comandante. “Não existe isso. Estamos analisando, mas não posso falar nada agora para não atrapalhar alguma futura negociação”, disse Rui Costa, sem adiantar nomes. Especula-se na aposta por um nome de baixo custo.

zip nautica

Após nova goleada, Joel Santana é demitido pelo presidente do Bahia

Globo Esportes

joel

A quarta passagem de Joel Santana pelo Bahia chegou ao fim. E da forma mais melancólica possível. Contratado pelo Bahia um dia depois da goleada sofrida por 5 a 1 para o Vitória e da demissão de Jorginho, o treinador deixa o comando da equipe após um tropeço ainda mais vergonhoso. Neste domingo, o Bahia perdeu por 7 a 3 para o rival, no primeiro jogo da decisão do Campeonato Baiano. Após a partida, o treinador disse que não teria o que falar e que deveria ir para casa “esperar o que iria acontecer”. E o acontecido foi sua demissão, decidida na manhã desta segunda-feira pelo presidente Marcelo Guimarães Filho. Um dos nomes cotados para assumir o Bahia é Renato Gaúcho. Cristóvão Borges também agrada a diretoria.

Depois de ter treinado o Bahia em 1994, 1999 e 2011, Joel Santana foi chamado como bombeiro para o Bahia neste ano. Apesar de ter afirmado que o Tricolor precisava dele, o técnico não conseguiu reverter a situação da equipe na temporada. Com Joel Santana, a equipe só venceu duas partidas pelo estadual – as duas contra o Juazeiro pela semifinal. Foram ainda três empates e duas derrotas. Um aproveitamento de 42,8% nos sete jogos em que esteve à frente da equipe, todos pelo Baiano, já que ele não estreou na Copa do Brasil.

A quarta passagem do treinador pelo Fazendão não teve momentos marcantes. Joel manteve o pensamento de povoar o time com volantes e não ousou nem contra equipes mais fracas do Campeonato Baiano. Um dos momentos de destaque foi quando ele comentou a contratação do atacante Fernandão. Sem conhecer o jogador, o técnico revelou ter visto “uma fita” com lances do atleta.

A demissão de Joel Santana não foi a única perda do Bahia após o segundo vexame para o Vitória. Logo depois da partida, o gestor de futebol Paulo Angioni pediu demissão. O dirigente chegou ao Bahia em abril de 2010 para ocupar o cargo do ex-jogador do clube e comentarista esportiva Eliseu Godoi. Sob a sua gestão passaram pelo Bahia treinadores como Márcio Araújo, Rogério Lourenço, Vagner Benazzi, René Simões, Joel Santana, Falcão, Caio Junior e Jorginho. Em três anos, ele foi responsável pela contratação de mais de cem jogadores. Somente este ano, o dirigente acertou com 17 atletas, incluindo alguns que foram pouco aproveitados no time, como Thuram, Brinner – que já rescindiu com o Tricolor, e Douglas Pires.

CBF demite Mano Menezes e anunciará novo técnico em janeiro

Globo Esportes

Mano Menezes foi demitido pela CBF e não é mais técnico da seleção brasileira. A decisão foi anunciada nesta sexta-feira após reunião na Federação Paulista de Futebol (FPF), em São Paulo, entre o presidente da CBF, José Maria Marin, o vice Marco Polo del Nero, e o diretor de Seleções, Andrés Sanches. A entidade confirmou a informação em seu site, às 16h06m, e comunicou que toda a comissão técnica foi afastada. O novo comandante será apresentado apenas no início de janeiro: Tite (Corinthians), Muricy Ramalho (Santos) e Luiz Felipe Scolari (ex-Palmeiras) estão cotados.

O diretor de Seleções da CBF, Andrés Sanches, deixou a reunião com uma dúvida: permanecer ou não no cargo após a saída de Mano. O ex-presidente do Corinthians pediu mais tempo para tomar a decisão e deverá dar uma coletiva ainda nesta sexta, às 17h, na sede da FPF.

Mano Menezes foi comunicado da decisão por Andrés logo após a reunião. O treinador soube da informação em São Paulo e não vai se pronunciar sobre a demissão. O técnico foi contratado em julho de 2010 pelo então presidente Ricardo Teixeira como susbtituto de Dunga.

No comunicado oficial, a CBF informou que o técnico da Seleção sub-20, Emerson Ávila, continua no cargo, enquanto Márcio Oliveira assume o comando da equipe feminina.

No comando da Seleção principal em 33 partidas, Mano conseguiu 21 vitórias, seis empates e seis derrotas desde que estreou no dia 10 de agosto de 2010. O treinador deixa o cargo apenas com a taça do Superclássico das Américas de 2011 e 2012, fracassos na Copa América e Olimpíadas e queda histórica no ranking mensal da Fifa. Após muitas críticas por ter perdido títulos importantes e por não ter formado uma base para a Copa das Confederações de 2013 e, principalmente, a Copa do Mundo de 2014, o técnico vinha de elogios por três boas atuações contra Iraque (6 a 0), Japão (4 a 0) e Colômbia (1 a 1), mas não resistiu mesmo com a conquista do segundo Superclássico na última quarta.

Com duas derrotas, River Plate-SE demite Gilmar Iser

Futebol Interior

A segunda-feira continua pagando os pecados do final de semana. E fez mais uma vítima, agora no interior de Sergipe. Pelo mal início na Série D do Campeonato Brasileiro, o River Plate demitiu o treinador gaúcho Gilmar Iser. A diretoria do time de Carmópolis não aceitou o início de campanha negativo do time e dispensou o treinador

Para o lugar de Gilmar Iser alguns nomes são comentados, como os domésticos Nadélio Rocha e Ricardo Oliveira, este bem mais conhecido pois trabalhou no interior paulista dirigindo times como Guaratinguetá e Primavera de Indaiatuba. Nadélio foi campeão estadual pelo mesmo River, mas está trabalhando na Segunda Divisão Sergipana. Fahel Junior, que iniciou o planejamento do time nesta temporada e que depois transferiu-se para o Sertãozinho, também é comentado para retornar ao clube.

O River divide a última colocação do Grupo 4 com o Vitória da Conquista-BA sem nenhum ponto, com duas derrotas em dois jogos. Mas com seis jogos pela frente, tem condições de recuperar-se. A equipe volta a campo apenas no próximo dia 6 contra o Treze-PB

Ipitanga demite treinador já na segunda rodada do baiano

Fonte: Galaticosonline
Foto: Cidade Esportes


Jogo Vitória da Conquista e Ipitanga

Depois de ser derrotado pelo Vitória da Conquista por 3 x 0, a diretoria do Ipitanga demitiu o treinador Alencar Mota. O cearense técnico trabalhou no “tucano” durante toda a pré-temporada, mas a derrota em Conquista foi providencial para sua saída.

A diretoria do clube negocia o retorno do treinador Sergio Veloso. Em 2004 o possível técnico subiu o Ipitanga para a elite do futebol da Bahia. No campeonato baiano o Ipitanga começou vencendo o Juazeiro por 3 x 2 e na rodada passada levou 3 x 0 do Conquista. Nesta quarta-feira o time que atua em Senhor do Bonfim joga contra o Bahia.

O Ipitanga foi a primeira equipe a demitir o treinador no Campeonato Baiano. O presidente Renato Brás anunciou a saída de Alencar e a vinda de Sérgio Veloso, que foi o responsável pelo acesso da equipe em 2004. O time perdeu para o Conquista por 3 a 0 e providenciou de imediato a troca de treinadores.





WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia