WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
vitoria da sorte


vitoria da sorte

maio 2020
D S T Q Q S S
« abr    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  



drupal counter

:: ‘DENUNCIA’

Vitória da Conquista denuncia jogador que agrediu atleta alviverde

Site do ECVC
Foto Luciana Flores

images

O Vitória da Conquista vive a expectativa da segunda partida das quartas de final contra a Ponte Preta, pelo campeonato da LCDT. Mas a vitória na primeira partida pelo placar de 6×1 não foi o único destaque do confronto. Infelizmente o lance que ficará marcado para o alviverde, de maneira especial para o atleta Rodrigo, de 20 anos, foi agressão sofrida no decorrer do jogo. Ele foi alvejado com um violento soco desferido pelo jogador João Santos, da equipe adversária, quando o jogador alviverde estava compondo uma barreira.

O ato de covardia foi tão violento que o garoto foi levado com urgência ao hospital Unimec, onde recebeu pronto atendimento. Rodrigo perdeu a visão por quase 24 horas e agora terá que fazer um acompanhamento com especialistas para avaliar a gravidade do fato e se haverá sequelas para o futuro. Lembrando que não havia ambulância no estádio e ele foi levado em carro particular.

A diretoria do Vitória da Conquista decidiu não deixar o caso passar em branco e o denunciou o agressor. O presidente Ederlane Amorim compareceu ao Distrito de Segurança Pública, Disep, acompanhado do garoto e denunciou o agressor. Rodrigo foi submetido a exame de corpo e delito e apresentou também o laudo do médico que o atendeu no hospital. O jogador pontepretano foi intimado e terá que comparecer nos próximos dias para prestar depoimento a respeito do assunto.

“Não é possível aceitar esse tipo de coisa no futebol. A violência já anda tão espelhada em todos os setores da sociedade, não dá para achar normal um atleta agredir um adversário de maneira tão covarde e irresponsável”, afirmou Ederlane. ;

“Enquanto todos lutam para acabar com tantas agressões proporcionadas por algumas torcidas organizadas Brasil afora, esse rapaz de maneira descabida e inexplicável agride nosso atleta, que deixou sua família e amigos no Maranhão, para vir defender as nossas cores e buscar um futuro melhor”, lamenta o presidente.

O presidente salientou ainda que “seria importante que nas partidas da LCDT tenha policiamento, o que não vem acontecendo apesar da solicitação que é feita pelo presidente da Liga”. “Nosso time é formado por garotos de no máximo 20 anos que acabam sendo vítimas de pressão e ameaças por parte de alguns jogadores adversários, que ameaçam inclusive a integridade dos meninos, o que se materializou no jogo contra a Ponte Preta”, disse.

O presidente Ederlane finalizou lembrando que o clube já entrou em contato com a Liga pedindo providências com relação ao fato para evitar novos acontecimentos.

Vitória denuncia estrutura precária de vestiário do Mário Pessoa

Galáticos Online

mário pessoa ilhéus

Entra ano e sai e as condições dos estádios do Interior do estado seguem sendo o principal destaque negativo do Baianão. Nesta quarta-feira (10), apenas na segunda rodada da edição 2016 da competição, uma estrutura deficiente já pôde ser vista.

Foi no estádio Mário Pessoa, em Ilhéus, palco do empate entre Vitória da Conquista e Vitória. Ainda antes do início do confronto, profissionais de imprensa presentes na cobertura presenciaram a grama sendo cortada e ainda pintada há cerca de 30 minutos do começo do jogo.

Já durante o confronto, a TV detentora dos direitos de transmissão do estadual mostrou, ao vivo, um refletor fumaçando e, em seguida apagado. Mas, o pior foi relatado depois do duelo.

A denúncia partiu da assessoria de imprensa do Vitória. Em conversa com o repórter Emidio Pinto, da Equipe dos Galáticos, o assessor de imprensa do Leão, Roque Mendes revelou que os vestiários do Mário Pessoa não reuniam condições de abrigar os jogadores.

“Não teve banco para sentar e não teve água para tomar banho. Sentou todo (jogadores) mundo no chão para a preleção do técnico e depois corremos para o hotel para tomar banho. Todo ano é a mesma coisa. Se faz diversas exigências lá no Barradão, mas no Interior não vemos nada disso”, protestou.

O estádio Mário Pessoa, que no próximo domingo receberá o confronto entre o Bode e o Ceará, pela Copa do Nordeste, chegou a passar por uma reforma de gramado antes do início do Baianão.

Herzem constata abandono de obras da FIOL na região Sudoeste

Blog do Rodrigo Ferraz

herzem-obras-fiol

Iniciada em dezembro de 2010, com previsão de conclusão em dezembro de 2012, o Lote 3 da Ferrovia Oeste – Leste, trecho de Tanhaçu a Manoel Vitorino está com atraso de 3 anos.

Na localidade de Sussuarana, distrito de Tanhaçu, as obras estão paradas há quase 30 dias. Em direção a Brumado já foram colocados 20 Km de trilhos, e na direção de Manoel Vitorino mais 70 Km. No local está parada uma grande máquina de alinhamento dos trilhos e vasculhadora de brita.

Existe uma certa apreensão nas cercanias com medo que as obras sejam paralisadas. O Contrato que a Valec firmou com o Consórcio que envolve as empresas Torc, Ivai e Cavan vence no próximo mês de dezembro. Uma placa anuncia investimento de R$ 403 milhões referente ao Lote 3.

O governador Rui Costa (PT) e os deputados da base continuam acreditando que a crise financeira que atravessa o Brasil não afetará as obras da Fiol.

BANNER_500x100

STJD denuncia doze clubes da Série A por ‘acordo de cavalheiros’

Bahia Notícias

IMAGEM_NOTICIA_5

A prática de não permitir que atletas transferidos não enfrentem seus ex-clubes parece estar com os dias contados no futebol brasileiro. O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), divulgou na última terça-feira (15) uma denúncia a doze clubes participantes da edição do Campeonato Brasileiro da Série A 2015 pela prática indevida de acordo com o Regulamento de Registro e Transferência.

Conhecido por “acordo de cavalheiros”, esse veto à atuação de atletas contra seus ex-clubes pode render uma multa de R$ 100 mil por cada infração. A denúncia foi solicitada pela Procuradoria da Justiça Desportiva ao Presidente do STJD, Caio Cesar Rocha, levando em conta que essa cláusula é proibida pela Fifa e pela própria CBF.

“A transferência por cessão temporária de atleta profissional pode ser convencionada pelo clube a que contratualmente o atleta está vinculado (cedente) a outro clube (cessionário), sendo nulas e de nenhum efeito quaisquer cláusulas ajustadas entre as partes que visem a limitar, condicionar ou onerar a livre utilização do atleta cedido por parte do cessionário, enquanto vigorar a cessão, respeitados os contratos celebrados antes da publicação deste regulamento”, afirma o artigo 33 do Regulamento.

O STJD identificou que as equipes do Palmeiras, Goiás, Atlético-MG, Vasco, Internacional, Coritiba, Cruzeiro, Sport, Flamengo, Corinthians, Grêmio e São Paulo participaram desse tipo de infração e serão julgados na próxima segunda-feira (21). Foram identificados nove jogos no Brasileirão onde a irregularidade foi cometida pelos clubes participantes.

Confira os jogos onde o Superior Tribunal de Justiça Desportiva identificou irregularidades com atletas emprestados que não enfrentaram os seus clubes de origem:

Palmeiras X Goiás (24/05/2015 – 3ª Rodada)
Atleta: Felipe Menezes (Goiás)

Atlético-MG X Vasco da Gama (31/05/2015 – 4ª Rodada)
Atleta: Serginho (Vasco)

Internacional X Coritiba (07/06/2015 – 6ª Rodada)
Atleta: Wellington Paulista (Internacional)

Vasco da Gama X Cruzeiro (13/06/2015 – 7ª Rodada)
Atleta: Riascos (Vasco)

Sport X Atlético-MG (08/07/2015 – 12ª Rodada)
Atleta: André (Sport)

Flamengo X Corinthians (12/07/2015 – 13ª Rodada)
Atletas: Emerson Sheik e Paolo Guerrero (Flamengo)

Grêmio X Flamengo (18/07/2015 – 14ª Rodada)
Atletas: Pará (Flamengo) e Erazo (Grêmio)

São Paulo X Corinthians (09/08/2015 – 17ª Rodada)
Atleta: Alexandre Pato (São Paulo)

Cruzeiro X Internacional (Dia 16/08/2015 – 19ª Rodada)
Atleta: Fabrício (Cruzeiro)

Bomba: Jacobina denuncia jogador irregular no Colo-Colo

Galáticos Online

2869,fbf-alerta-clubes-sobre-atrasos-na-rodada-final-da-2-divisao-3

Com uma mão em uma das vagas na elite do futebol baiano, o Colo-Colo pode ter uma reviravolta na tentativa de voltar à 1ª Divisão do Baianão. O Jacobina, adversário na briga pela classificação, acusa o Tigre de ter escalado jogador irregular na Segundona.

O atleta em questão é José de Jesus Correia. O jogador foi expulso na última partida da 1ª Divisão do Baianão 2014, quando atuava pelo Feirense.

O duelo foi entre o time de Feira de Santana e a Juazeirense e terminou empatado em 3 a 3, no dia 5 de fevereiro, no Joia da Princesa. Na oportunidade, o Feirense foi eliminado do campeonato e, por isso, José não cumpriu a suspensão automática.

Sem ter pagado a pena, o jogador, já contratado pelo Colo-Colo para a 2ª Divisão, atuou na estreia da equipe de Ilhéus diante do Atlético de Alagoinhas, no dia 16 de março, quando o campeão baiano de 2006 venceu por 2 a 0.

Mas, o CBJD determina, no parágrafo 1º do artigo 171 que “quando a suspensão não puder ser cumprida na mesma competição, campeonato ou torneio em que se verificou a infração, deverá ser cumprida na partida, prova ou equivalente subsequente de competição, campeonato ou torneio realizado pela mesma entidade de administração ou, desde que requerido pelo punido e a critério do Presidente do órgão judicante, na forma de medida de interesse social”. Neste caso, não houve cumprimento, já que Correia entrou em campo logo na primeira partida da segundona.

Para irregularidades como essa, o CBJD determina a perda dos pontos conquistados na partida (no caso do Colo-Colo três, já que venceu o Carcará) somados a três pontos, o que totaliza seis por “incluir na equipe, ou fazer constar da súmula ou documento equivalente, atleta em situação irregular para participar de partida, prova ou equivalente” (art. 214). O time ilheense, que hoje soma 17 pontos, na liderança da divisão de acesso e com um jogo a menos que os demais, ficaria com 11 pontos e cairia para a quinta colocação.

á de posse das súmulas da partida, o diretor do Jacobina, Otto Asttis garantiu que irá formalizar a denúncia no Tribunal de Justiça Desportiva do Futebol da Bahia (TJD-BA). “Mobilizamos a cidade, fizemos uma estrutura incrível. Por isso, vamos buscar as providências. Deveremos amanha entrar com uma representação e esperar que seja feita a Justiça. Isso está determinado no regulamento”, disse ao Galáticos Online.

Já o presidente da FBF, Ednaldo Rodrigues, afirmou que a entidade, caso seja procurada pelo TJD, colaborará com o que for preciso. “Nesse caso, a denúncia deve ser feita à procuradoria do TJD. A partir daí, o Tribunal nos procurando, nosso departamento de registros vai passar todas as informações que tem sobre esse atleta”, explicou.

O caso de José Correia é idêntico ao de André Santos, do Flamengo. O lateral teria que cumprir automática na Copa do Brasil, mas o clube foi eliminado e a punição foi transferida automaticamente para a competição seguinte, ou seja, o campeonato brasileiro. André não cumpriu e o rubro-negro carioca perdeu pontos ao final da Série A de 2013 após ser punido pelo STJD.

Confira abaixo as imagens das súmulas que mostram a expulsam do atleta e sua atuação logo em seguida pelo Colo-Colo:
expulsao_correia_feirense

Relacao_atletas_Feirense

relacao_colo_colo_correia

TJD aceita pedido de procurador e suspende jogos da semifinal do Mineiro

Superesportes

estadio-independencia-reinaugurado-em-25-de-abril-de-2012-em-bh-1336249065327_615x300

A decisão é reversível, mas o fato é que, na noite desta terça-feira, o presidente do Tribunal de Justiça Desportiva de Minas Gerais, Guilherme Santos Rodrigues, aceitou pedido do procurador-geral da casa, Antonio Augusto Mesquita Fonte Boa, e suspendeu os dois jogos de ida da semifinal do Campeonato Mineiro, marcados para o próximo fim de semana.

Em contato com o Superesportes, Guilherme Santos Rodrigues não quis dar detalhes do despacho e informou que sua decisão estará à disposição da imprensa nesta quarta-feira, na secretaria do TJD-MG.

Fonte Boa discorda da realização no Estádio Independência dos dois jogos de ida das semifinais, ambos com mandos dos clubes do interior: Tombense x Atlético, marcado para sábado, às 16h, e Villa Nova x Cruzeiro, programado para domingo, às 16h. Segundo ele, isso configura inversão de mando de campo. As equipes de Tombos e Nova Lima decidiram transferir as partidas para Belo Horizonte para lucrar com maiores rendas.

O magistrado acredita que o acordo feito entre os clubes (Villa Nova, Tombense, Cruzeiro e Atlético) e a Federação Mineira de Futebol, pela “inversão” de mando de campo, é proibido pela legislação. Com o mesmo argumento, a própria FMF vetou, na primeira fase do Estadual, que o Villa Nova transferisse o jogo com o Cruzeiro de Nova Lima para o Mineirão. Na ocasião, a organizadora do Mineiro tratou o caso como inversão de mando.

“Para que isso pudesse acontecer (a transferência dos mandos para BH), o regulamento teria que ser diferente e uma série de providências outras teriam que se tomadas. Essa inversão é proibida pela legislação”, disse Antonio Augusto Mesquita Fonte Boa.

Como o procedimento judicial realizado pelo procurador-geral foi aceito pelo presidente do TJD, os jogos programados para o fim de semana ficam temporariamente suspensos.





WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia