WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

fevereiro 2019
D S T Q Q S S
« jan    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
2425262728  



drupal counter

:: ‘DESCARTA’

CBF e Conmebol descartam grandes mudanças no calendário do futebol

Futebol Interior

0002050161062_img

O fim dos Estaduais e uma Copa Libertadores de ano inteiro – duas propostas que vem sendo cogitadas nos últimos meses como forma de desinchar o calendário e aumentar a arrecadação dos clubes – ainda levará muito tempo para ser considerada viável. Nesta terça-feira, tanto CBF quanto Conmebol defenderam os atuais formatos das competições. A única novidade para o calendário do futebol brasileiro para o próximo ano deverá ser a ampliação do período sem jogos no País nas datas Fifa, quando a seleção brasileira disputa as Eliminatórias.

“Você tem que ter muito cuidado com este assunto de acabar com os Estaduais. Eu particularmente acho que não pode ocorrer”, defendeu Manoel Flores, diretor de Competições da CBF, durante o seminário “Somos Futebol – Semana de Evolução do Futebol”, que está sendo realizado na CBF. “Os Estaduais são um pouco do DNA nosso. Cabe uma readequação em alguns centros, mas não podemos esquecer as diferenças no País”, ponderou o dirigente.

O diretor afirmou que redução no número de datas é uma “alternativa viável”, mas insistiu que não se pode comparar a realidade de estados como São Paulo com a de outras federações, apontando para a necessidade de manter “as rivalidades regionais”.

Para 2017, Manoel Flores afirmou que uma mudança que deverá ocorrer é a ampliação do período sem jogos durante as datas Fifa. Atualmente, os campeonatos do País param na rodada de quarta-feira anterior ao primeiro jogo e no fim de semana subsequente. “A meta nossa é que para 2017 a gente consiga ter a conquista da quarta-feira posterior aos jogos, o que daria de 12 a 13 dias de janela”, declarou Flores.

No mesmo seminário, o diretor de Competições da Conmebol, Hugo Figueiredo, afirmou que uma mudança nos formatos das competições continentais precisam “ser muito bem pensadas”, e isso só será possível no longo prazo. Uma das propostas que têm sido levantadas é a extensão da Libertadores e da Copa Sul-Americana para o ano todo. Elas seriam disputadas simultaneamente, como já ocorre na Europa com a Liga dos Campeões e a Liga Europa.

Presidente da Juazeirense não descarta transferir jogos do clube para Porto Seguro

Esporte Total

RobertoCarlos-presidente-desportiva-juazeirense-300x186

Em entrevista ao radialista Herbert Mouze, da Rádio Juazeiro AM 1190, nesta terça-feira 27, o deputado estadual Roberto Carlos, presidente da Sociedade Desportiva Juazeirense revelou o convite para mandar os jogos do seu time na cidade de Porto Seguro em 2016.

A oferta teria partido do marido da prefeita Cláudia Oliveira (PSD) e confirmado pela gestora. Além de toda estrutura física, o clube receberia uma cota mensal para divulgar o município do extremo sul da Bahia no Campeonato Baiano e Copa do Nordeste do próximo ano.

Especulações à parte, o assunto vem prosperando porque a reforma exigida pela Federação Bahiana de Futebol para o Estádio Adauto Moraes vem rolando nos tortuosos caminhos da burocracia estadual. Responsável pela obra, a Sudesb lançou dois editais: no primeiro, não compareceu nenhuma empresa interessada. O segundo está marcado para esta quarta (28). Mesmo que apareçam interessados e defina o ganhador, este terá extrema dificuldade para entregar a obra em tempo hábil para aprovação da FBF.

Para o comentarista, não será surpresa se, num acordo entre amigos, o velho e criticado piso do Adauto Moraes seja liberado como está, com o OK da Federação, e as obras sejam empurradas com a barriga para datas futuras.

Quanto à mudança de domicílio da Juazeirense para Porto Seguro, a possibilidade é remota. Mesmo tendo a simpatia do parceiro deputado Manassés, o presidente do Cancão de Fogo vai pensar muitas vezes antes de tomar medida tão radical.

Mudanças podem significar precipitações, afirma presidente do CSA

Cada Minuto

0b3b4bb4f5922e458ba152cb2194e914

Depois do diretor de futebol, Fabiano Melo, afirmar que tudo estava sob controle no CSA, foi a vez do presidente executivo do clube, Jurandy Torres comentar o atual momento do clube, que apesar de toda badalação e tempo de pré-temporada, recebeu as primeiras críticas após os resultados dos amistosos contra Coruripe e Comercial.

“Realizamos reuniões desde o início do trabalho, em setembro. Então, é normal que façamos avaliações. Mas, com relação as mudanças, já tive conversas com o Mossoró e o Fabiano, mas precisamos de uma conversa fechada com o Raimundo Taveres, aí sim, vamos decidir alguma coisa”, afirmou.

Após Coruripe e Viçosa, agora será a cidade de Pilar que irá receber o CSA para um amistoso. No próximo sábado (28), o Azulão irá enfrentar uma seleção local, que foi campeã e receberá a faixa do elenco marujo antes da partida.

Este será o terceiro compromisso preparatório da equipe em dezembro, tendo perdido para o Coruripe por 1×0 e empatado com o Comercial em 1×1. Após a partida em Pilar, ainda estão previstos dois outros amistosos, mas apenas em janeiro de 2014. Serão dois confrontos contra o Treze/PB, sendo um no dia 5 em Maceió, no Estádio Rei Pelé, e outro no dia 9 na Paraíba.

O CSA estreia de forma oficial em 2014 contra o Bahia, no dia 19 de janeiro, na Copa do Nordeste.

Presidente da FBF descarta mudanças no Baianão 2014

Bahia Notícias

xIMAGEM_NOTICIA_5.jpg.pagespeed.ic.tOx_6E_tAl

Desde o lançamento do Bom Senso F.C, no mês passado, algumas federações estaduais de futebol admitiram promover mudanças seus campeonatos. Rio de Janeiro já reduziu o seu modelo de disputa e abriu mão de realizar dois turnos. Enquanto Pernambuco antecipou o início do certame para dezembro deste ano.

No entanto, na Bahia não haverá mudanças em relação ao campeonato disputado neste ano. De acordo Ednaldo Rodrigues, presidente da Federação Baiana de Futebol (FBF), a fórmula implantada nesta temporada foi idealizada por conta da Copa do Mundo de 2014.

– Quando fizemos as mudanças, já foi pensando na Copa do Mundo de 2014. Pois a federação já tinha visualizado que haveria um gargalo em 2014. O Campeonato Baiano não vai mudar e continuará do mesmo jeito, pois a fórmula já dá condições que os principais clubes que estão disputando a Série A, fiquem preservados. Bahia , Vitória e Conquista só entram no final de fevereiro e já temos 12 datas para a segunda fase da competição – disse o mandatário, em entrevista ao Bahia Notícias.

Porém, para o campeonato de 2015, Ednaldo Rodrigues afirmou haverá mudanças no regulamento.

– Em 2015 estará livre para mudanças e objetivo é que agrade os clubes, torcedores e a imprensa – pontuou.

No ano que vem, 12 clubes disputam o Campeonato Baiano: Bahia, Vitória, Feirense, Juazeiro, Juazeirense, Jacuipense, Feira de Santana, Catuense, Galícia, Botafogo-BA, Serrano e Vitória da Conquista. Nove equipes participam da primeira fase em jogos somente de ida. As duas últimas são rebaixadas. Já o melhor colocado, carimba vaga na Copa do Nordeste, enquando o vice-líder se classifica para a Copa do Brasil. Garantidos no Nordestão 2014, Bahia, Vitória e Conquista, entram na competição somente na segunda fase.

Wagner descarta revanche contra o Grêmio, mas avisa: ‘É o jogo do ano’

Globo Esportes

wagner-bh

Em meio a tantos desfalques importantes, o Fluminense aposta no bom momento de Wagner para conseguir um bom resultado diante do Grêmio, na próxima quarta-feira, em Porto Alegre, naquele que o próprio camisa 19 classificou como o ‘jogo do ano’. Após um início irregular em 2012, o apoiador subiu de produção na atual temporada, já marcou quatro gols e conquistou um espaço entre os titulares do técnico Abel Braga deixando até o consagrado Deco no banco de reservas.

– Estou tranquilo, do mesmo jeito de sempre. Só que agora as coisas estão fluindo. Os gols, os passes… Sempre foi meu objetivo principal ser titular e confiei no meu futebol para conseguir isso. Eu e todo o elenco estamos muito motivados para enfrentar o Grêmio e vamos atrás da vitória. É o jogo do ano – frisou.

Apesar das dúvidas na escalação por causa das recentes lesões do volante Valencia e do atacante Fred, que foram titulares na partida do último sábado contra o Resende, o meia deixou claro ainda que o Fluminense não irá jogar recuado fora de casa. – Se fizéssemos isso, seriamos covardes. E isso o Fluminense não é. Vamos jogar para vencer, de igual para igual. Independentemente de quem o Abel escalar, seja mais um homem de meio ou outro atacante, vamos atuar para vencer – garantiu.

A partida entre Fluminense e Grêmio será realizada na próxima quarta-feira, às 22h (de Brasília), na Arena do Grêmio, em Porto Alegre. Ao time do técnico Abel Braga, basta uma vitória nos dois jogos que lhe restam pela fase de grupos para garantir a classificação para as oitavas de final da Libertadores. Atualmente, o Tricolor ocupa a vice-liderança do Grupo 8 com sete pontos e está atrás do Huachipato apenas no saldo de gols (2 contra -1).

naturagua

Elias Borges descarta o Fluminense

Site Oficial do Clube

redimensiona.php

Os dirigentes do Fluminense estão em busca de um treinador para sequência do Campeonato Baiano. Inicialmente nomes cotados como Paulo Salles e Gelson Folgazzi foram descartados. Outro profissional lembrado foi Elias Borges, que fez bons trabalhos à frente do Vitória da Conquista, porém, ele já tem compromisso firmado para treinar o Flamengo de Guanambi, que vai disputar a 2ª divisão estadual.

Outro nome lembrado foi o de Júnior Baiano que como jogador marcou época no Flamengo, São Paulo e Seleção Brasileira. Porém, não houve contato do profissional com os dirigentes tricolores. “No momento o clube não tem condição de pagar o que Júnior Baiano ganha.Entretanto soubemos que ele estaria interessado em treinar o clube.

Vamos verificar a informação e se for o caso conversar com ele”, disse o presidente Rubem Cerqueira. Rubem Cerqueira disse que os contatos com profissionais têm acontecido. “Já recebemos uns vinte currículos, de profissionais de várias partes do Brasil. Porém estamos analisando com cuidado porque não podemos entregar o time a qualquer pessoa: precisa ser alguém que esteja dentro da realidade financeira do clube e que pelo menos conheça um pouco do futebol baiano”, afirmou o dirigente.

naturagua

Chevrolet descarta patrocínio a clubes e estádios

Máquina do Esportes

Untitled-1

Pelo menos a curto prazo, nós não veremos a marca Chevrolet exposta em uma camisa de futebol ou dando nome a um estádio no Brasil. A empresa descartou, por hora, o interesse em patrocinar esses segmentos e preferiu focar suas ações no apoio aos Campeonatos Estaduais.

A empresa aponta os valores e a possibilidade de criar rejeição como os maiores obstáculos para patrocinar uma equipe profissional de futebol.

“O preço para patrocinar uma equipe de futebol com destaque é muito alto. Além disso, podemos criar uma rejeição. Já imaginou, por exemplo, patrocinar o Grêmio e não patrocinar o Internacional?”, comentou Frederico Themoteo Jr, diretor de marketing e comunicações da Chevrolet.

Apesar da recusa, a Chevrolet patrocina atualmente o Cerâmica Atlético Clube de Gravataí. Segundo Frederico, o apoio ao clube tem caráter social e não esportivo, já que a montadora possui uma fábrica no município.

Quanto ao naming right de estádios, a empresa acredita que a Fifa vetaria qualquer oportunidade de exposição da marca durante a Copa do Mundo de 2014, já que as montadoras parceiras do torneio são a Hyundai e a Kia Motors. Ao mesmo tempo, segundo a Chevrolet, patrocinar um estádio que não participará da Copa do Mundo terá um impacto muito menor na mídia.

Apesar disso, a Chevrolet não ficará ausente no futebol. A empresa acertou o patrocínio a 20 Campeonatos Estaduais em todo o Brasil para 2013 e 2014. Mesmo com o alto número, a companhia pretende estender ainda mais o número de federações parcerias nas próximas temporadas.

Rodrigo Caetano descarta usar jogadores como “moeda de troca” no Fluminense

Futnet

Reinaldo-Sport-Foto-Gil-Leonardi_LANIMA20121218_0005_26

Ao revelar que o Fluminense estaria interessado na aquisção de seu lateral-esquerdo Reinaldo, o vice-presidente do Sport, Milton Bivar, resaltou que não impediria a transferência e levantou a hipótese de a equipe das Laranjeiras incluir alguns atletas nessa possível negociação. Entretanto, durante entrevista concedia à Rádio Globo, o gerente de futebol do Tricolor, Rodrigo Caetano, descartou essa possibilidade. Segundo o dirigente, o planejamento foi elaborado para se manter o grupo até, no mínimo, a Taça Libertadores da América no ano que vem.

“O elenco que nós temos foi trabalhado no decorrer no ano para que pudéssemos manter até a Libertadores no mínimo. As equipes que conseguem os melhores resultados, mantém os elencos. Não foi fácil montar esse elenco e também mantê-lo” – declarou o cartola.

Até o momento, a equipe das Laranjeiras acerou apenas uma contratação para a próxima temporada: o atacante Rhayner, destaque do Náutico no último Campeonato Brasileiro. De acordo com Caetano, a expectativa é de, antes do Fim do Ano, anunciar as chegadas de dois laterais: um direito e um esquerdo.

Ferreira descarta acumular função de presidente e treinador no Atlético-BA

Site do Atlético

Eleito na semana passada como o novo presidente do Atlético de Alagoinhas, Ferreira descartou a possibilidade de acumular a função de treinador no Carcará. Ele, que já foi campeão baiano em 2006, como técnico do Colo-Colo, garantiu que comandante da equipe será conhecido até o próximo sábado (08\12).

“Fizemos um planejamento para a temporada e já estamos em contato com dois nomes. Até o fim de semana iremos divulgar o nome do treinador, juntamente com a a comissão técnica. Nesse momento não é o meu pensamento de acumular as funções. Vamos contratar um técnico” garantiu.

Ferreira ainda prometeu investir nas divisões de base do clube. “Vamos investir nas divisões de base. Já estamos com um projeto pronto. Vamos fazer outras ações também, como a boutique do Atlético de Alagoinhas. Teremos muitas novidades em breve” finalizou.

Ferreira descarta acumular função de presidente e técnico do Atlético de Alagoinhas

Bahia Notícias

Eleito na semana passada como o novo presidente do Atlético de Alagoinhas, Ferreira descartou a possibilidade de acumular a função de treinador no Carcará. Ele, que já foi campeão baiano em 2006, como técnico do Colo-Colo, garantiu que comandante da equipe será conhecido até o próximo sábado (8).

– Fizemos um planejamento para a temporada e já estamos em contato com dois nomes. Até o fim de semana iremos divulgar o nome do treinador, juntamente com a a comissão técnica. Nesse momento não é o meu pensamento de acumular as funções. Vamos contratar um técnico – garantiu.

Ferreira ainda prometeu investir nas divisões de base do clube.

– Vamos investir nas divisões de base. Já estamos com um projeto pronto. Vamos fazer outras ações também, como a boutique do Atlético de Alagoinhas. Teremos muitas novidades em breve – finalizou.

Presidente do Juazeirense descarta retorno de Clodoaldo Matador

Bahia Notícias

Ídolo da torcida do Juazeirense, o atacante Clodoaldo Matador não defenderá o clube em 2013. Artilheiro do time no Baianão deste ano com oito gols, o Baixinho teve seu nome especulado no Cancão de Fogo, mas o presidente da agremiação e deputado Roberto Carlos (PDT), descartou o retorno do atleta.

– Clodoaldo é um grande jogador. Mas infelizmente não podemos contar com ele para o Baianão – disse, sem entrar em detalhes. Com 33 anos, Clodoaldo está sem clube. Sua última equipe foi o Horizonte-CE, que disputou a Série D deste ano.

O mandatário do time garantiu que irá anunciar um pacotão de reforços e a comissão técnica até o fim de semana. – A reunião com a diretoria já está marcada. Já temos alguns jogadores apalavrados e conversas adiantadas com alguns treinadores. Até o fim de semana definiremos tudo – finalizou.

O Cancão de Fogo estreia no Campeonato Baiano no dia 20 de janeiro contra o Bahia de Feira, no Joia da Princesa.

De ‘3 em 3’, Mano descarta superstição para levar Brasil à final após 24 anos

Globo Esportes

Nos quatro primeiros títulos do Brasil na Copa do Mundo, Zagallo tinha o 13 como aliado. Em 2002, Luiz Felipe Scolari usou um cálculo maluco no vestiário para motivar Ronaldo & cia. antes da conquista do penta. A “numerologia” tem dado certo para a Seleção e esbarrou com o time nas Olimpíadas. O 3 anda cercando o time de Mano Menezes: três gols em cada partida até agora, três jogadores com mais de 23 anos, o capitão usa a camisa 3, o craque balançou a rede três vezes… A sorte será testada novamente nesta terça-feira contra a Coreia do Sul pela semifinal, em Manchester, mas o técnico descarta a superstição para ajudar a levar a equipe à decisão dos Jogos pela primeira vez desde 1988. A partida começa às 15h45m (de Brasília).

A caminhada rumo ao topo do pódio começou com 3 a 2 sobre o Egito, teve 3 a 1 contra a Bielorrússia, fechou a primeira fase com 3 a 0 sobre a Nova Zelândia e passou pelas quartas com 3 a 2 em cima de Honduras. Principal nome do time de Mano, Neymar tem três gols, um a menos que Leandro Damião. Capitão e referência para os mais jovens, Thiago Silva, que vestia a 33 no Milan antes de acertar com o Paris Saint-Germain, tem o 3 nas costas nos Jogos. Como manda a regra do torneio, três atletas com mais de 23 anos foram chamados: Thiago Silva, o lateral-esquerdo Marcelo e o atacante Hulk. Mas o treinador garante: superstição não ganha jogo.

– Diferentemente do técnico lembrado (Zagallo, que acreditava no número 13), eu acredito no trabalho. Não creio que seja o essencial de um profissional acreditar em um número. Não tenho preferência pelo número 3. Tenho preferência por fazer um gol a mais do que o adversário – disse Mano, abrindo um largo sorriso.



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia