WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
vitoria da sorte


vitoria da sorte

julho 2020
D S T Q Q S S
« jun    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  



drupal counter

:: ‘DUELA’

Em clima de aniversário, Náutico duela por vaga contra Vitória da Conquista

Globo Esportes

nauticoepp

Para o Náutico, o jogo desta quinta-feira, diante do Vitória da Conquista, não vale apenas para decidir quem passa à segunda fase da Copa do Brasil. Em plena comemoração de seus 115 anos, o time alvirrubro deseja completar a celebração com o triunfo sobre a equipe baiana. O duelo acontece às 19h30, na Arena Pernambuco. Como o confronto de ida foi 0 a 0, quem vencer se classifica. Se o placar em branco se repetir, a disputa vai para os pênaltis. Qualquer outro empate favorece os baianos.

O Náutico vive bom momento na temporada. É o líder do Campeonato Pernambucano e só perdeu um jogo até o momento. A classificação para a segunda fase é vista como importante, dentro do clube, para além do aspecto esportivo. O timbu mira os R$ 240 mil de cota que a classificação representa – além, claro, da manutenção da confiança, em alta desde o início do ano.

O Vitória da Conquista mostrou-se um time com duas identidades neste início de temporada. Na Copa do Nordeste, o Bode mostrou personalidade e quase avançou para as quartas de final em grupo que contava com Ceará, Sampaio Corrêa e Flamengo-PI. No Campeonato Baiano, o Alviverde patinou e lutou contra o rebaixamento. Nesta quinta-feira, o time comandado por Sérgio Araújo tenta repetir o desempenho apresentado no Nordestão para seguir na Copa do Brasil.

A arbitragem da partida será de um trio paraense. Andrey da Silvae Silva apita o jogo, auxiliado pelos assistentes Lucio Ipojucan de Mattos e Luis Diego Nascimento Lopes.

Em duelo decisivo, Juazeirense e Santa Cruz duelam em Senhor do Bonfim

Galáticos Online

juazeirense e santa

Na briga por uma vaga na próxima fase da Copa do Nordeste, Juazeirense e Santa Cruz duelam nesta quarta-feira (2), às 21h45, no Estádio Pedro Amorim, pela Copa do Nordeste.

A Juazeirense ainda não venceu no certame, mas segue na briga por uma vaga na próxima fase da competição. O Cancão de Fogo é o terceiro colocado com dois pontos ganhos e precisa do triunfo contra o time pernambucano para seguir vivo na briga por um lugar nas quartas de final da Copa do Nordeste.

Situação parecida vive o adversário do time de Juazeiro. O Santa Cruz tem quatro pontos e é o segundo colocado no Grupo C. O time Coral joga a possibilidade de avançar de fase na partida desta noite. Para isso, precisa vencer para continuar brigando pela liderança ou até em ser um dos melhores segundo colocados.

Além de Juazeirense e Santa Cruz, o Grupo C da Copa do Nordeste conta com o Bahia, líder com nove pontos, e o Confiança, último colocado com um ponto ganho.

Embalados pelo mata-mata, Vasco e Figueira fazem duelo de vida ou morte

Globo Esporttes

17782097331_c971b2052c_o

O Vasco testa mais uma vez nesta noite no Maracanã o efeito da vitória – e agora também da eliminação do maior rival – sobre adversários do Brasileiro. E o desafio é contra um time que vem embalado, também em classificação emocionante na Copa do Brasil, mas que inspira cuidados na competição de pontos corridos. A grosso modo, o jogo das 18h30 no Maracanã reúne duas equipes que vêm embaladas de mata-mata atrás de uma sobrevida e esperança no Brasileiro.

O time do técnico Jorginho, que tenta motivar os jogadores vascaínos a cada dia, não vence no Brasileiro desde a 14ª rodada – no dia 19 de julho o treinador ainda era Celso Roth – e busca, mais uma vez, a arrancada para a missão que para muitos é impossível: escapar do terceiro rebaixamento para a Série B em oito anos.

– O time quer fazer esse jogo, aquele que a gente vai olhar e falar “esse mudou a história”, “daqui para frente a coisa vai mudar”. Estamos focados em reagir, precisamos levantar nesse torneio e não abandonar a luta – disse Martín Silva, o goleiro uruguaio, que ao seu modo é um dos líderes deste grupo vascaíno.

A classificação heroica na Copa do Brasil aumentou e muito a confiança dos catarinenses. Com pouco tempo para treinar e mais na conversa com René Simões, o Figueirense busca somar pontos no Rio de Janeiro para abrir distância do Z-4 e, de quebra, dificultar a vida de um rival que luta pela permanência na primeira divisão.

Após triunfo em Porto Alegre, Criciúma recebe Grêmio precisando empatar

Terra

19083017353_2135c0048c_k

Duelo com história na Copa do Brasil, Criciúma e Grêmio reviverão nesta terça-feira uma decisão muito comum durante os anos 90 pela competição de mata-mata. Assim como na final de 1991, a vantagem é do Tigre: após surpreender e derrotar o Tricolor Gaúcho por 1 a 0 em Porto Alegre, a equipe do técnico Dejan Petkovic precisa de um empate no Estádio Heriberto Hülse para chegar às oitavas de final do torneio.

Ainda assim, Pet sabe que a parada é dura. Integrante do G-4 do Brasileirão até a rodada deste fim de semana, o Grêmio pode se classificar com qualquer vitória em Criciúma, exceto o 1 a 0, que leva a decisão para os pênaltis. Em 2014, pelo Brasileiro, os gaúchos venceram por 3 a 0 no Heriberto Hülse. Para evitar a frustração de uma queda após a ótima vitória em Porto Alegre, o sérvio convocou a torcida para comparecer em peso nesta terça.

A derrota no primeiro jogo, mesmo em casa, não abalou a confiança do Tricolor Gaúcho em obter a classificação: “Tivemos uma derrota num campeonato em que tomar um gol em casa é ruim. Mas essa é uma disputa que ainda está aberta, pois há o jogo de volta”, afirmou Roger, após a derrota da última terça-feira.

Vitória tentar espantar a crise diante do ASA

Atarde

650x375_fernando-miguel-vitoria_1519494

Se perguntar ao torcedor quem poderia deixar o time titular do Vitória, provavelmente sobraria apenas Fernando Miguel no gol. Um dos únicos poupados da fúria da torcida, o camisa 1 do Leão não quer mais pedir nenhum voto de confiança. Para ele, no jogo desta , em Arapiraca, contra o ASA, às 19h30, é hora de a equipe parar de pedir paciência e melhorar seu comportamento no gramado.

“O torcedor está cansado de palavras. É conversa fiada chegar nas entrevistas e pedir para ele apoiar o time. É dentro do campo que as coisas precisam começar a mudar, pois o nosso futebol não está satisfatório. Temos que mostrar postura diferente e um futebol diferente, pois a mudança começa por nós, jogadores”, desabafou.

Para quem no início do ano era apenas o quarto goleiro do elenco e hoje é titular incontestável, ninguém como Fernando Miguel para falar sobre uma possível reviravolta no quadro lamentável do Leão nesta temporada.

Na opinião do goleiro, não falta empenho dos atletas, porém, existe a necessidade daquele algo a mais. E de assimilar a o ideal de ‘corpo são, mente sã’.
“Nunca encarei uma situação assim na carreira. Temos jogado abaixo da média, mas em termos de números, não tem sido tão ruim. Porém, falhamos nos momentos pontuais, como no Baiano e na Copa do Nordeste. Aí teve esta parada. O torcedor esperava um salto de qualidade na nossa equipe já no jogo contra o Sampaio Corrêa. Nós também. Entra então algo que muito se tem falado: a questão psicológica”, avaliou.

Em papéis inversos, Flu e Bota travam duelo visto como crucial por G-4 e Z-4

Globo Esportes

t_133085_dysagfuygydus

Fluminense e Botafogo esperam muita coisa deste sábado à noite. Vencer o clássico de 19h30 (de Brasília) significa se manter no páreo pelo objetivo de cada um na reta final do Campeonato Brasileiro. A ambição tricolor de conquistar uma vaga na Libertadores passa muito pelos três pontos, distância que seus concorrentes diretos têm de vantagem – a equipe de Cristóvão Borges pode até voltar ao G-4 nesta rodada em caso de uma combinação de resultados. Já o alvinegro, estacionado na zona de rebaixamento há nove rodadas, sequer tem chance de sair do Z-4 no fim de semana, já que Vitória e Chapecoense fazem um confronto direto. Mas tenta respirar o ar rarefeito de esperança – segundo o matemático Tristão Garcia, o risco de degola do time de Vagner Mancini é de 81%. Um deles, porém, vai ter sua meta de salvar o ano mais distante com uma nova derrota a quatro rodadas do fim. Ou os dois, caso aconteça um empate, que seria ruim a ambos os lados.

E os protagonistas do clássico vovô se reencontram nas rodadas finais do Brasileiro em papéis invertidos em relação ao ano passado. Na mesma 34ª, em 2013, o Botafogo era o quinto colocado, lutava por uma vaga na Libertadores, o que acabou se concretizando. Já o Fluminense estava em 16º, a uma posição da degola. Acabou rebaixado, mas se livrou da queda com a perda de pontos da Portuguesa pela escalação de Héverton de forma irregular.

Vasco x Ponte, fim da trilogia: cariocas têm vantagem e um novo esquema

Globo Esportes

Adílson Batista manda a campo uma formação mais ousada do Vasco na reestreia de Guto Ferreira pela Ponte Preta (Foto: Editoria de Arte)

Adílson Batista manda a campo uma formação mais ousada do Vasco na reestreia de Guto Ferreira pela Ponte Preta (Foto: Editoria de Arte)

Na terceira partida em oito dias, Vasco e Ponte Preta dificilmente têm um fator surpresa na manga para mostrarem um ao outro. Mas o pressionado e criticado Adilson Batista vai se arriscar, o que não é exatamente do feitio do treinador do Vasco. No terceiro duelo seguido, o técnico aproveita a vantagem na Copa do Brasil – venceu o primeiro jogo por 2 a 0, em Campinas – para voltar a experimentar dois meias no setor de criação. Douglas terá a companhia de Dakson, com a saída de Aranda e a permanência de Guiñazu e Fabrício no meio de campo. Os times se enfrentam na noite desta quarta-feira, às 22h, em São Januário. O Vasco pode perder até por um gol de diferença que se classifica – novo 2 a 0, desta vez a favor dos campineiros, leva a decisão da vaga para a disputa de pênaltis.

Além da mudança no esquema para essa partida – ao invés dos três volantes, dois meias, Adilson tem a volta do zagueiro Rodrigo. Depois de três partidas fora, desde a paralisação da Copa do Mundo, ele retorna. Sai o garoto Luan, que caiu de produção nas últimas partidas. Douglas Silva, bem no time, segue e forma a dupla com o experiente zagueiro.

Na Macaca, destaque para a estreia de Guto Ferreira, que foi apresentado no último domingo, mas apenas assistiu ao empate por 0 a 0 do último sábado – este resultado válido pela Série B, que deixou as duas equipes estacionadas na tabela da competição. Os vascaínos estão em 10º lugar, enquanto o time campineiro está uma posição abaixo, com 18 pontos – um a menos que o time carioca.

A Ponte vai a campo com um time misto. Sem poder contar com quatro titulares que estão impedidos de atuar pela Copa do Brasil, o técnico também resolveu poupar Edno. Devido à dificuldade de inverter a vantagem vascaína, a prioridade da Macaca se voltou para a reação na Série B do Brasileiro. Ainda assim, os escolhidos de Guto prometem acreditar na vaga até o fim e, caso não consigam a classificação, ao menos tentarão quebrar o incômodo jejum de gols: já são quatro jogos sem marcar.

outdoor_pq

Derrotados na estreia, Uruguai e Inglaterra duelam por sobrevivência

r7

t_118150_luis-suarez-deve-ser-uma-das-novidades-do-uruguai-mas-nao-foi-confirmado-pelo-treinador

Os resultados da primeira rodada do grupo D da Copa do Mundo colocaram Inglaterra e Uruguai em uma situação incômoda no torneio. As duas seleções foram derrotadas em suas respectivas estreias e, por isso, chegam ao segundo jogo já com a necessidade de vitória pela sobrevivência. Nesta quinta-feira, às 16 horas (de Brasília), os dois campeões mundiais duelam no estádio do Corinthians, em São Paulo.

Quem sofre uma pressão maior é o Uruguai, que perdeu em seu jogo inaugural para o adversário teoricamente mais fraco do grupo, a Costa Rica. Para piorar, a equipe celeste não poderá contar com seu capitão, Diego Lugano, que teve constatada uma lesão no joelho esquerdo. O anúncio da saída do zagueiro foi feito na véspera da partida, mas o técnico Oscar Tabarez se apega à história para confiar no grupo.

Em caso de nova derrota na Copa do Mundo, o Uruguai terá de torcer por uma combinação de resultados para ainda ter chance de se classificar. A Inglaterra passa por situação semelhante, já que também se complicará bastante se não vencer. Para evitar a queda precoce, a seleção inglesa tenta esquecer o que aconteceu na primeira rodada, dando mais atenção à chance de reagir contra o Uruguai.

468x60_simonassi127

Em grupo complicado, Gana e EUA estreiam após chuva incessante

r7

t_117732_a-selecao-de-gana-estreia-neste-domingo-contra-os-eua-na-arena-das-dunas-em-natal-foto-carl-de-souza

Nesta segunda-feira, Gana e Estados Unidos fazem suas estreias na Copa do Mundo no Brasil. Em meio à umidade de Natal, onde as equipes enfrentaram certas dificuldades para treinar devido à chuva forte, as seleções se enfrentam na Arena das Dunas, às 19 horas (de Brasília).

No grupo G, ao lado de Alemanha e Portugal, os americanos e africanos, além de precisarem dar tudo de si, ainda terão de torcer contra os fortes adversários europeus, favoritos à classificação para a próxima fase.

Gana chegou a Natal na manhã deste domingo, após deixar a cidade de Maceió, onde está hospedada desde o dia 11 de junho. O auxiliar técnico Maxwell Konadu apontou a união como um diferencial da seleção africana.

Os Estados Unidos, que fizeram sua base em São Paulo, chegaram à capital potiguar e já treinaram na manhã deste sábado. Mantendo o sigilo, a atividade ocorreu sem a presença da imprensa ou torcedores. Apesar do mistério, o técnico Jurgen Klinsmann já adiantou que não vai pensar em sua seleção campeã.

Corinthians recebe líder Cruzeiro para se aproximar do topo da tabela

r7

images

O Corinthians se recuperou de dois tropeços em São Paulo, que haviam colocado pressão sobre o técnico Mano Menezes, com uma goleada sobre o Sport no Recife. De volta à capital paulista, a equipe alvinegra enfrentará o Cruzeiro, líder do Campeonato Brasileiro, na tentativa de se aproximar do topo da tabela de classificação.

No confronto, marcado para as 22h (de Brasília) de quarta-feira, no Canindé, os comandados de Mano esperam mostrar eficiência semelhante à apresentada longe de casa. Treinador e atletas já reconheceram repetidas vezes que o time tem encontrado dificuldade quando atuam com a responsabilidade de criar, diante de um rival fechado.

Desta vez, a expectativa é de um confronto diferente, pois o Cruzeiro dificilmente terá um comportamento defensivo. “Quando você pega uma equipe qualificada, que joga também, às vezes, fica mais fácil. Vai ser um jogo aberto. Eles vão querer buscar os pontos deles, mas a obrigação é nossa”, afirmou o meia Jadson.

Sexto colocado no início da oitava rodada, o Corinthians está quatro pontos atrás do Cruzeiro, que vem de uma ótima vitória sobre o Internacional, no Rio Grande do Sul. Novo bom resultado fora de casa ajudará na busca pela primeira posição no domingo, quando o Brasileiro será interrompido para a disputa da Copa do Mundo.

“Será um jogo difícil. Fizemos um belo jogo contra o Inter, a equipe está se portando muito bem. Sabemos que é difícil, mas temos condições de vencer a manter a liderança”, afirmou o atacante Dagoberto, que não terá a companhia do artilheiro Marcelo Moreno, apresentado à seleção boliviana para amistosos.

unimarc-modelo-4

Com quarteto ofensivo, São Paulo desafia a sólida defesa do Coritiba

Globo Esportes

montagem_muricy_celsoroth

Com estilos de jogo completamente opostos, São Paulo e Coritiba se enfrentam neste sábado, às 18h30 (horário de Brasília), no Pacaembu, pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro. De um lado, o Tricolor, um dos melhores ataques da competição (ao lado do Fluminense), com quatro gols, que entrará em campo com quatro atacantes. Do outro, o Coxa, de Celso Roth, que ainda não sofreu gols neste Brasileirão – e nem dos duelos contra Cene e Caldense, pela Copa do Brasil: o goleiro Vanderlei acumula 360 minutos de invencibilidade.

Com quatro pontos, o São Paulo está na vice-liderança do Brasileirão. Já o Coritiba, com dois, está em 13º. Originalmente, o confronto estava marcado para o Morumbi, mas foi transferido porque o estádio tricolor receberá dois shows da banda inglesa One Direction.

O duelo terá transmissão para todo o país pelo canal Premiere, em sistema pay-per-view. O GloboEsporte.com acompanha em tempo real, com vídeos exclusivos, a partir das 18h.

Inspirado em 1995, Grêmio duela com Nacional-COL pela liderança do grupo

Globo Esportes

12457127783_4e8c6ba31d_o_1

O Grêmio está na Libertadores, Fábio Koff é o presidente e o adversário atende pelo Nacional de Medellín. E em Porto Alegre. Estaríamos todos num túnel do tempo rumo a 1995? Ainda não. Mas o confronto da noite desta terça-feira, na Arena, a partir das 22h (de Brasília), tem um gosto histórico especial para os gremistas. Há 19 anos, o Tricolor havia conquistado a sua segunda e última Libertadores exatamente sobre o time colombiano. Desta vez, a situação se inverte. Se antes era o fim, agora é apenas o começo. O passado não muda o presente, é claro, mas a torcida azul, que deve encher o estádio, espera ao menos que as lembranças positivas ajudem a embalar a equipe de Enderson Moreira na segunda rodada que, se não ainda não vale o título, coloca em disputa a liderança isolada do ferrenho Grupo 6.

O treinador está longe de ser o Felipão de 1995, mas, aos poucos, passa a conquistar a confiança da torcida. Na estreia na Libertadores, fora de casa, armou uma equipe combativa e eficiente. Venceu o Nacional-URU no Parque Central e, desde então, só conheceu bons resultados também no Gauchão. O estilo do comandante igualmente contagiou os atletas. Zé Roberto chegou a dizer que Enderson “devolveu a alegria do grupo em jogar futebol”.

É o camisa 10 do Grêmio a grande referência para o Nacional. Todos citam o experiente meio-campo para resumir os perigos que os mandantes podem oferecer. Mas os colombianos têm as suas armas. Até porque, embora com quatro desfalques, vêm de vitória na primeira rodada, batendo o Newell’s Old Boys por 1 a 0, gol do meia Cardona, um dos expoentes da trupe de Juan Carlos Osorio, que, aos 51 anos, conta com formação profissional no futebol inglês.

A torcida é trunfo do Grêmio para embalar na Libertadores. Fugindo da rotina, Fábio Koff desceu ao gramado da Arena no treino de segunda, conversou com Enderson e mandou um recado aos fãs. Quer estádio repleto, cerca de 40 mil. Dos 25 mil ingressos colocados à venda, 13,5 mil já foram comercializados.





WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia