WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

agosto 2019
D S T Q Q S S
« jul    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031



drupal counter

:: ‘ENTREGAM’

Clubes de Série A e B entregam carta cobrando Del Nero: “Cumpra a lei”

Uol

25abr2016-presidente-marco-polo-del-nero-realiza-abertura-de-seminario-na-sede-da-cbf-1461876258286_615x300

A CBF (Confederação Brasileira de Futebol) recebeu, nesta segunda-feira (18), uma carta assinada por clubes de Série A e B cobrando presença nas assembleias realizadas na entidade para definir o futuro do futebol brasileiro.

Entregue pelo presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello, pelo presidente do Cruzeiro, Gilvan Tavares, e pela advogada do Santos, Gisele Cabrera, o documento pede que o mandatário da CBF, Marco Polo Del Nero, cumpra a lei e deixe que eles participem das decisões na confederação. A CBF prometeu se manifestar até o próximo dia 1º de agosto.

“A recepção foi boa. A CBF vai encaminhar para o jurídico e vai nos dar uma resposta rápida. Está na lei, está escrito com todas as letras que temos direito. A ideia é que reconheça o nosso direito e resolva de forma amistosa. Se não for reconhecido, os clubes vão tomar uma decisão do que fazer”, afirmou Gilvan na sede da CBF.

A carta é resultado de um encontro realizado na última semana em São Paulo. Na ocasião, entre os principais clubes do país, apenas o Botafogo e o Vasco não marcaram presença. Eles são contra a Primeira Liga e estão ao lado da FERJ (Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro).

Além deles, Palmeiras, Corinthians e São Paulo também preferiram não assinar. Apesar disso, afirmaram ao presidente do Cruzeiro que apoiam a decisão. A advogada do Santos, Gisele Cabrera, afirmou que a equipe da Vila Belmiro não assinou pelo fato de Modesto Roma não ter participado da reunião. Ela, no entanto, foi representante santista na entrega do documento.

O documento foi assinado por Atlético-MG, América-MG, Cruzeiro, Flamengo, Fluminense, Coritiba, Atlético-PR, Paraná, Avaí, Chapecoense, Criciúma, Figueirense, Joinville, Grêmio, Internacional, Atlético-GO, Goiás, Ceará, Bahia, Tupi, Vitória, Brasil de Pelotas, Luverdense, Santa Cruz, Náutico, Sport e Londrina.

O relator da Lei do Profut, o deputado Otávio Leite (PSDB-RJ), já enviou carta aos clubes afirmando que caso a CBF não atenda esse pedido ela poderá ser processada.

r3fUvZA
Gilvan afirmou que esse pode ser um passo inicial para que os clubes cuidem da organização do Brasileiro. “Se for aprovado, podemos discutir questões como organizar o Brasileiro. Queremos discutir essas questões dentro da CBF. Mas, se ela não aceitar, poderemos formar uma associação para isso”, finalizou.





WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia