WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

maio 2019
D S T Q Q S S
« abr    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  



drupal counter

:: ‘está’

Baianão 2015: Ídolo do Bode, Sílvio está no Vitória do Conquista desde o primeiro passo

Tribuna da Conquista

Zag-Silvio

A história escrita pelo zagueiro Silvio no Vitória da Conquista é daquelas que hoje em dia só se encontram em romances sobre futebol. O jogador vai defender o clube pela 10ª temporada seguida.

O Bode venceu o Bahia, em Vitória da Conquista, por 2 x 0. “Estamos muito confiantes. A esperança é que o título que a gente busca desde 2007 venha este ano”, vibra o veterano.

Silvio usou a faixa de capitão em todas as temporadas. Estreou com a camisa alviverde em 2006, quando o time disputou a segunda divisão do estadual pela primeira vez, um ano após a fundação. Naquele ano, ergueu a taça invicto.

De lá pra cá, o zagueiro disputou 322 jogos, marcou 28 gols e conquistou o respeito da diretoria. “Se tivéssemos 11 Silvios aqui, teríamos chegado mais distante nas nossas competições”, afirma o presidente do clube, Ederlane Amorim. Silvio faz jus à confiança. “Mesmo com esse tempo todo não tenho privilégio nenhum. Faço o que todo mundo faz e até mais um pouquinho. Pelo tempo no clube e por ser capitão, tenho que dar exemplo para que os outros se espelhem em mim”, explica o zagueiro.

O contrato foi renovado ano a ano. Como o time não tem um calendário fixo de competições durante o ano, os acordos são fechados por semestre. Por isso, em 2008 e 2009 Silvio passou por Sampaio Corrêa e Bahia de Feira.

O jogador de 33 anos destaca o profissionalismo do clube como o principal fator para a permanência em sua cidade natal. “Às vezes não vale à pena sair do conforto da sua casa e ir pra outro clube que tem problemas de salários atrasado. A estabilidade que tenho aqui, na minha cidade, com a minha família e recebendo em dia é uma das grandes coisas que influenciam pra eu continuar aqui esse tempo todo”.

O zagueiro não é o único veterano do Bode. O goleiro Viáfara, o volante Fausto e os atacantes Brasão e Neto Potiguar também estão entre os experientes do elenco.

Cruzeiro arranca empate do Santos no fim e pega o Atlético-MG na final da Copa do Brasil

r7

SANTOS x CRUZEIRO

O Santos apostou na força da Vila Belmiro, chegou a ficar perto da classificação, mas caiu para o Cruzeiro ao empatar por 3 a 3 nesta quarta-feira (5). Herói nos dois jogos, Willian marcou no finalzinho os gols que garantiram a Raposa na decisão da Copa do Brasil contra o rival Atlético-MG.

Com o 1 a 0 dos mineiros no jogo de ida, nem o mais otimista dos santistas acreditava que a virada viesse tão rápido. Logo no primeiro minuto de jogo, Rildo arrancou pela esquerda e tocou para Gabriel, o atacante ajeitou dentro da área para Robinho, que chutou e contou com desvio na zaga para a bola entrar.

Enquanto a torcida da casa ainda comemorava o primeiro gol, Marcelo Moreno, aos sete minutos, deixou tudo igual para o Cruzeiro. O boliviano aproveitou rebote de grande jogada de Ceará e só empurrou para a rede.

Já no apagar das luzes do primeiro tempo, Rildo foi derrubado por Léo dentro da área e o árbitro marcou penâlti. Na cobrança, Gabriel colocou o Peixe novamente na frente.

Na volta do intervalo, Rildo mais uma vez foi decisivo e marcou o gol que garantiria a classificação santista. No lance, aos 13 minutos, o atacante só teve o trabalho de empurrar para a rede o cruzamento rasteiro de Gabriel.

Com uma mão na final, os paulistas levaram o balde de água fria no fim, aos 35 minutos, quando Willian, herói no jogo de ida, apareceu sozinho na área e finalizou sem chances para Aranha. Aos 49, o atacante fez mais um e deixou tudo igual.

Na decisão, a Raposa enfrenta, já na próxima quarta-feira, o arquirrival Atlético-MG, que conseguiu mais uma virada história na outra semifinal, dessa vez contra o Flamengo.

Emelec abre placar aos 16s e faz três gols, mas São Paulo avança

Gazeta Esportiva

t_132224_gols-de-alan-kardec-e-paulo-henrique-ganso-colocaram-o-time-brasileiro-na-semifinal-da-copa-sul-americana

Um gol aos 16 segundos e outros dois de pênalti nos primeiros seis minutos da segunda etapa não bastaram para Miler Bolaños tirar o São Paulo da Copa Sul-americana. A equipe brasileira balançou a rede do Emelec duas vezes antes do intervalo e, graças à vantagem construída pela vitória no duelo de ida, avança à semifinal mesmo com o revés por 3 a 2, nesta quarta-feira, em Guaiaquil.

Depois do 4 a 2 no Morumbi, a segunda e decisiva batalha começou antes mesmo do apito inicial. Ao ser recebido com hostilidade pela torcida equatoriana e proibido de treinar no Estádio George Capwell, na véspera, Muricy Ramalho se revoltou. “Isso é um absurdo. Eles acham que é uma guerra, e não é”, reclamou o treinador, vendo seus atletas serem obrigados a fazer o reconhecimento do gramado calçando tênis.

Nesta quarta-feira, com o estádio tomado, o São Paulo foi quem se mostrou irreconhecível – ao menos no começo – e sofreu o primeiro gol logo no primeiro minuto. Mais calmo com o passar do tempo, o time brasileiro virou o placar ainda na etapa inicial, com gols de Alan Kardec e Paulo Henrique Ganso. Na volta do intervalo, entretanto, o Emelec teve duas penalidades a seu favor, ficou novamente em vantagem e partiu em busca de ao menos mais um gol para levar a decisão à disputa por pênaltis.

Resistente à pressão, apesar do desgaste físico acumulado pela sequência recente de viagens, o São Paulo sustentou a vantagem no saldo de gols e se classificou para encarar o vencedor do duelo entre César Vallejo-PER e Atlético Nacional-COL, que se enfrentam ainda nesta noite. Os colombianos têm a vantagem do empate por terem vencido pela diferença mínima o jogo de ida, em casa. A primeira semifinal será em 12 de novembro.

Na redenção de Mugni, Fla derrota a Cabofriense e vai à final do Carioca

Globo Esportes

mugni04_alexandrevidalflaimagem_15

Foram seis gols em duas partidas contra a Cabofriense. Na noite deste sábado, o Flamengo marcou mais três para selar sua vaga na final do Carioca. Dessa vez, a equipe da Região dos Lagos fez o seu. E nos 3 a 1 no Maracanã, o público que compareceu, novamente em pouco número – 5.977 pagantes e 9.327 presentes, renda de R$ 362.990,00 -, viu a redenção de Lucas Mugni, o argentino normalmente vaiado pela torcida. O camisa 10 marcou dois gols nos 18 primeiros minutos, comandou o time com boas jogadas, saiu aplaudido e levou o Flamengo a mais uma final na competição.

João Paulo, o lateral-esquerdo que substituiu o contundido André Santos e é geralmente criticado pela torcida, fez o terceiro. Eberson diminuiu para a equipe da Região dos Lagos. Na próxima quarta-feira, os rubro-negros farão jogo importantíssimo pela Libertadores, contra o Emelec, em Guayaquil, no Equador, e precisam sair de lá pelo menos com o empate para manterem as chances de passar para a próxima fase. No outro domingo, terão a primeira partida da decisão carioca, no Maracanã. O adversário sairá deste domingo, no clássico Fluminense x Vasco, com os tricolores jogando pelo empate.

Mesmo com a vitória, o técnico Jayme de Almeida saiu com uma dor de cabeça. Hernane recebeu um tostão na região lombar ainda no primeiro tempo e foi substituído por Alecsandro. O atacante chorou bastante no banco de reservas. Contrastando com a tristeza do Brocador, o lateral João Paulo saiu de campo satisfeito com sua atuação e o apoio da torcida.

unimarc-modelo-4

Vitória da Conquista já está em Juazeiro para o embate contra a Juazeirense

Por Luciano Pina

IMG_8859

O elenco do Vitória da Conquista já está na cidade de Juazeiro onde neste domingo (9), joga contra a Juazeirense, às 16 horas, no estádio Adauto Moraes, pela sexta rodada da segunda fase do Baianão.

Na tarde deste sábado (8), os jogadores participarão de um trabalho desintoxicante e depois concentram para a jogo.

O treinador Evandro Guimarães vai iniciar a partida que vale a manutenção na vice-liderança do Grupo 02, com os seguintes jogadores: Alex, Lorran, Sílvio, Mota e Paulo Vitor, Edimar Júnior Gaúcho, Ramires, Rafael da Granja, Índio e Carlinhos.

Além desses foram relacionados para o banco de reservas: Augusto, Paulinho, Tiaguinho, Maicon, Dionísio, Elcimar, Wander e João Álvaro.

O Bode está na vice-liderança do Grupo 02, com 09 pontos.

Comanda a partida Arilson Bispo da Anunciação, assistido por Luiz Carlos Silva Teixeira e Cláudio Santos Oliveira, todos de Salvador. O 4º árbitro será João Paulo Gonçalves da Silva, de Miguel Calmon.

Santa Cruz já está em Conquista para buscar uma vaga na próxima fase do Nordestão

Por Luciano Pina

1391553858

A delegação Coral, com 20 atletas, chegou às 13h40 em Vitória da Conquista, onde amanhã (5), decide sua classificação na Copa do Nordeste, contra o Conquista/BA, às 21h15, no Estádio Lomantão.

Os materiais de treinos que vieram de Pernambuco em cinco containers não chegaram a cidade porque a empresa aérea que levou o time não permitiu o embarque por conta do peso.

O Santa Cruz iria utilizar os materiais para treinar ainda na tarde desta terça (04), o que não pode acontecer. De acordo com fontes ligadas os containers seguem para Conquista de van, já que apenas uma empresa aérea faz o trajeto. No hotel, os jogadores que fariam um regenerativo, acabaram sendo liberados para descansar.

Entre os relacionados, as novidades são os meias Raniel e Jefferson Maranhão, já que Natan e Carlos Alberto – lesionados – ficaram na capital pernambucana.

Por outro lado, o técnico Vica terá, de volta, o atacante Léo Gamalho que se recuperou de lesão na panturrilha esquerda. O atleta fez sua estreia durante a partida na Arena Fonte Nova, contra o Bahia (1×1) e, na sequência, foi titular, em Caruaru/PE, na derrota para o CSA (1×0).

Por conta do terceiro cartão amarelo, o atacante Cassiano, também, ficou em Recife. O técnico Vica – embora não tenha antecipado o time – disse que pretende utilizar o atacante Léo Gamalho na vaga de Cassiano.

Para não depender de resultado paralelo, entre Bahia x CSA, o Santa Cruz precisará vencer o Conquista/BA para garantir a segunda vaga do Grupo B, já que o CSA, com 11 pontos, garantiu uma vaga. Santa Cruz (2°/8) e Bahia (3°/7) lutam pela segunda vaga.

Ponte Preta faz história: empata com São Paulo e avança à decisão

Por Luciano Pina

t_101205_leonardo-voltou-a-aproveitar-os-cochilos-da-defesa-sao-paulina-e-anotou-o-unico-gol-da-macaca-nesta-quarta

A Ponte Preta mais uma vez fez história. Longe de casa e obrigado a jogar em Mogi Mirim, a Macaca contou com o apoio incondicional da torcida no Romildão e não foi ameaçada pelo São Paulo, sob gritos de olé e “chupa, Juvenal”. Os tricolores apresentaram falhas defensivas como na partida do Morumbi e deram adeus à Copa Sul-americana com empate em 1 a 1 conquistado nos minutos finais com Luis Fabiano. Enquanto isso, os ponte-pretanos vivem momento de êxtase e apenas esperam a definição do rival na grande decisão.

Os três gols sofridos em casa na última semana obrigavam o time da capital a partir para o ataque desde o apito inicial. A forte defesa montada por Jorginho, no entanto, mostrou que repetiria a noite mágica de José Amalfitani, quando segurou o Vélez Sarsfield e venceu por 2 a 0 na Argentina.

Em 113 anos de história, a Ponte Preta sequer havia disputado uma competição internacional. E logo em sua estreia deixou para trás os gigantes Vélez e São Paulo para chegar à decisão. Nesta quinta-feira, às 22h15 (de Brasília), a Macaca saberá se enfrenta Lanús, que venceu na ida por 2 a 1 no Paraguai, ou Libertad. As finais serão nos dias 4 e 11 de dezembro, com o primeiro no Pacaembu.

unimarc-modelo-4

México volta a vencer Nova Zelândia e garante vaga na Copa de 2014

Terra

novazelandiamexicooribeperaltaap

A seleção mexicana não deu chance para o azar e, com mais uma vitória sobre a Nova Zelândia, garantiu sua classificação para a Copa do Mundo de 2014, a ser disputada no Brasil. Depois de vencer em casa, na semana passada, por 5 a 1, o México voltou a ganhar dos neozelandeses, dessa vez por 4 a 2, em Wellington, com grande facilidade.

Oribe Peralta fez três para o México ainda no primeiro tempo. A Nova Zelândia teve a chance de diminuir a vantagem da equipe da América do Norte aos 38min da primeira etapa, mas Jeremy Brockie desperdiçou a oportunidade ao ver o goleiro Moisés Muñoz defender a sua cobrança de pênalti, marcado injustamente pelo árbitro.

No segundo tempo, no entanto, o time da casa conseguiu animar a sua torcida. Chris James, cobrando pênalti aos 35min, e Rory Fallon, aos 39min, marcaram e diminuiram a vantagem do time mexicano, que cansou de perder gols. Ainda deu tempo para Carlos Alberto Pena fazer o quarto gol do México, aos 42min.

O México disputou a repescagem depois de terminar a última fase das Eliminatórias da Concacaf no quarto lugar. Já a Nova Zelândia foi a melhor na disputa entre os países da Oceania.

Torcida votou e Jacuipense já está escalado para o primeiro confronto das semifinais da Copa do Governador

Site Oficial do Clube

42f71c0d88ccee9a47d528a7e340ed8b

Primeiro time do Brasil a ser escalado por torcedores via Internet e aplicativo, o Jacuipense se classificou para as semifinais da Copa do Governador da Bahia 2013 e já está definido para o primeiro dos dois confrontos com o Vitória da Conquista, marcado para às 17 horas desta quarta (7). Usando o Total Choice – via www.totalchoice.com.br ou com o programa baixado gratuitamente na AppStore ou GooglePlay – os “treinadores virtuais” elegeram os seguintes titulares: Márcio Greyk, Bruno, Klézio, Caique e Alysson; Fausto, Daniel, Meidson, Flávio e Dedeco; e Nadson (confira abaixo os percentuais da votação).

Neste primeiro jogo, o Leão do Sisal enfrenta o adversário no Pituaçu. A partida de volta, marcada para o domingo (10), ainda não tem horário e local confirmados. Para chegar às semifinais, o Jacuipense deixou para trás Galícia e Bahia, que não se classificaram. Na mesma chave, o outro selecionado foi o Vitória, que perdeu para o Leão nos dois confrontos diretos e irá definir a segunda vaga para as finais será definida contra o Bahia de Feira, também em dois jogos.

Confira a votação do time que entra em campo nesta quarta:

Goleiro: Marcio Greyck 90.4%
Zagueiro Direito: Alysson 70.2%
Zagueiro Esquerdo: Klézio 72.3%
Lateral Direito:Caique 60.6%
Lateral Esquerdo:Bruno 100%
Volante Direito: Andre (Dedeco) 73.4%
Volante Esquerdo: Fausto 89.4%
Meia Direito:Meidson 93.6%
Meia Armador:Flavio 83%
Meia Esquerdo : Daniel 79.8%
Centro Avante: Nadson 88.3%

Vitória da Conquista já está em Alagoas para enfrentar o CSA pela Serie D

Por Luciano Pina

{d95345ae-a313-45e7-a3bf-f05d548b875b}_csa

O elenco do Vitória da Conquista viajou na noite da última quarta (14), para Alagoas, onde na tarde deste sábado (17), enfrenta o CSA-AL, às 17 horas, no estádio Rei Pelé, pela nona rodada da Serie D.

Na tarde de ontem (15), os jogadores fizeram um trabalho regenerativo na piscina do hotel, em que estão hospedados e na tarde desta sexta (16), o treinador Bira Veiga comanda um treino recreativo no campo do Mutange.

Para o jogo que uma vitória aumenta as chances de classificação para a próxima fase, o comandante do Bode deve repetir a mesma formação das últimas partida: Augusto, Zé Leandro, Sílvio, Júnior Gaúcho e Diego Prates, Edimar, Éder Silva, Ramires, Rafael da Granja, Roni e Humberto.

O Alviverde ocupa a terceira colocação do grupo com dez pontos, dois a menos que o Botafogo-PB e três do Sergipe que é o líder. O Bode só depende de suas próprias forças para conquistar a vaga.

Vitória da Conquista já está em Aracaju para estréia na Serie D

Por Luciano Pina

RTEmagicC_Guilhermino_Lima_01_txdam12071_ca9b1c.jpg

O Vitória da Conquista já está em Aracaju, onde estreará no Campeonato Brasileiro da Série D, neste sábado (1º) contra o Sergipe, ás 16 horas, no estádio Lourival Baptista.

O time comandado pelo treinador Guilhermino Lima (foto) vai com um elenco jovem para esta competição, mas nem por isso menos competitivo.

Segundo Lima, a juventude dos garotos não é um fator negativo, ao contrário, eles tentarão agarrar esta oportunidade com toda a garra. “ É claro que com um elenco mescaldo, com mais atletas experientes, seria mais fácil o trabalho, mas eu acredito nessa garotada. Se jogarem tudo o que sabem, temos boas chances de conseguir um bom resultado”, afirmou Lima ao site oficial do clube.

O time vai a campo com seguinte formação: Augusto, Zé Leandro, André, Jéferson e Rafael Santos. Junior Gaúcho, Maicon, Leandro Cabanas, Dionísio, Oton e Gabriel Maia.

A Série D será disputada por 40 equipes, que na primeira fase estarão organizadas em 8 grupos. Para conseguir acesso à Série C 2014 é necessário chegar entre os quatro primeiros colocados.

468x60_simonassi12

Victor pega pênalti aos 48 da etapa final, e Atlético-MG está na semifinal

Globo Esportes

victor_atleticomg5_reu.jpg_95

A torcida do Atlético-MG prometeu e cumpriu. Nesta quinta-feira, o que não faltou foi apoio. Nas cadeiras do Independência, milhares de vozes empurraram o Galo às semifinais da Taça Libertadores. Mas não foi fácil. O time mineiro sofreu muito e, com requintes de crueldade, deixou os alvinegros com o coração na boca. Victor fez milagres durante a partida, mas foi aos 48 minutos do segundo tempo que o goleiro ganhou status de herói: defendeu pênalti cobrado por Riascos, garantindo o empate em 1 a 1 com o Tijuana e a classificação.

Com o empate em 2 a 2 no jogo de ida, no México, o Galo avançou por ter feito um gol a mais na casa do adversário. No Independência, Riascos, o mesmo que jogou fora a vaga do Tijuana, abriu o placar, e Réver empatou para os donos da casa – o zagueiro acabou expulso por reclamação após a defesa salvadora de Victor.

O adversário alvinegro nas semifinais será o Newell’s Old Boys, que num clássico argentino eliminou o Boca Juniors em longa disputa de pênaltis na última quarta-feira (26 cobranças ao todo). A decisão por uma vaga na decisão acontece somente depois da Copa das Confederações. O jogo de ida está marcado para 3 de julho, no estádio El Coloso del Parque, em Rosário, na Argentina, e a volta será uma semana depois, dia 10, no Independência.

O Tijuana se despede da Taça Libertadores com apenas uma derrota – 3 a 0 para o Corinthians, no Pacaembu, pela fase de grupos. E o bom retrospecto fez com que o time não se assustasse com o barulho no Indpendência, muito menos com as “máscaras da morte”, fantasias usadas pelos atleticanos para materializar o bordão “Caiu no Horto, tá morto”, cantado desde a reinauguração do estádio, em 2012. E o jogo foi dramático. Os mexicanos levaram muito perigo, criaram inúmeras chances, e em alguns momentos Victor teve de fazer verdadeiros milagres. Quando não deu para o goleiro, a trave salvou, como na cobrança de falta de Arce. Muito bem marcado, Ronaldinho Gaúcho se destacou apenas em lances de bolas paradas.

O Atlético-MG acumula agora 35 jogos seguidos sem perder no Independência. Neste período, foram 27 vitórias e oito empates. Além disso, já são 49 partidas sem perder como mandante, seja no estádio do Horto, no Mineirão ou na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas.





WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia