WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
vitoria da sorte


vitoria da sorte

março 2021
D S T Q Q S S
« fev    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  



drupal counter

:: ‘GENUS’

Em noite de garotos, Ponte vence Genus-RO e avança na Copa do Brasil

Gazeta Esportiva

ponte

Nesta quinta-feira, a Ponte Preta venceu o Genus-RO por 3 a 0 no Moisés Lucarelli, em Campinas, e garantiu vaga na terceira fase da Copa do Brasil. O adversário da Macaca sairá do vencedor do confronto entre Figueirense e Sampaio Corrêa.

Após a vitória por 1 a 0 em Rondônia, a equipe paulista não teve dificuldades para superar a modesta equipe do Norte do país. O primeiro gol veio aos 32 minutos, com o garoto Matheus Jesus, de 19 anos, que recebeu passe de Ravanelli e bateu de fora da área.

O domínio pontepretano foi coroado com mais uma bola na rede aos 23 do segundo tempo. O atacante Léo Cereja, também oriundo da base da Macaca, aproveitou rebote do seu próprio chute e anotou o segundo gol da Ponte.

Pouco depois, aos 28 minutos, Matheus Jesus foi derrubado por Dodô dentro da área e a arbitragem marcou pênalti. Na cobrança, Wellington Paulista marcou e decretou a tranquila vitória campineira: 3 a 0.

Agora, a Ponte volta suas atenções para a estreia no Campeonato Brasileiro. No domingo, às 16h, a Macaca enfrentará o Figueirense, no Orlando Scarpelli.

Ponte Preta vence o Genus, mas não elimina jogo de volta na Copa do Brasil

Gazeta Esportiva

ponte

A Ponte Preta foi até Rondônia encarar o Genus em primeira partida da segunda fase da Copa do Brasil. Na estreia do técnico Eduardo Baptista, que chegou para substituir Alexandre Gallo, o novo comandante conseguiu sua primeira vitória, por 1 a 0, mas não eliminou o jogo de volta.

Com o resultado, a Macaca terá que enfrentar o Genus em um segundo jogo, desta vez, no Moisés Lucarelli. A partida ocorre na próxima quinta-feira (12/05). O time paulista tem a vantagem do empate.

O Genus disputava a partida de sua vida, apertando a saída de bola da Ponte no começo de jogo. Em uma primeira etapa movimentada, os paulistas custavam a criar jogadas, com pouca criatividade no meio-campo. Após os 20 minutos, a Macaca conseguiu chegar com perigo ao gol defendido por Tiago Rocha: primeiro, Elton, de cabeça, exigiu defesa elástica, na sequência, Reinaldo arriscou de perna direita, mas viu a bola sair pela linha de fundo. Apesar da pressão, o Genus foi quem teve a melhor chance dos primeiros 45 minutos. Depois de cobrança de bola parada, o zagueiro Juninho apareceu bem posicionado e acertou a trave.

Na volta do intervalo, prevaleceu a premissa do primeiro tempo com a Ponte pressionando e o Genus se defendendo como podia – apostando, também, no contra-ataque. Felipe Azevedo aparecia como o jogador mais perigoso da Macaca, enquanto o goleiro Tiago Rocha seguia salvando o time da casa. Aos 30 minutos, porém, a pressão da Ponte surgiu efeito. Wellington Paulista fez jogada pela esquerda e cruzou para Felipe Azevedo que, livre de marcação, apenas rolou para o fundo das redes. Antes do final da partida, duas chances claras para cada equipe, mas desperdiçadas, permanecendo o placar de 1 a 0 e forçando o jogo de volta.

comercial tommacon



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia