WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

dezembro 2019
D S T Q Q S S
« nov    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  



drupal counter

:: ‘METADE’

Com PM e ‘mordida’ de federações, metade da renda do Fla-Flu no Pacaembu ‘evapora’

MSN

BBqMgpU

O Fla-Flu realizado no último domingo, no Pacaembu, em São Paulo, foi um sucesso de público, com 28.727 de 30.875 ingressos vendidos. No entanto, as despesas do duelo foram tantas que simplesmente metade da renda do duelo “evaporou”.

De acordo com o boletim financeiro divulgado pela Ferj (Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro), a renda bruta foi de R$ 1.374.375,00, enquanto a renda líquida (o que sobra após os descontos) foi de R$ 692.951,47.

Portanto, quase metade do bruto foi consumido em despesas como pagamento da Polícia Militar e as taxas das federações de São Paulo e do Rio: R$ 681.423,53.

A “mordida” mais forte foi a taxa da Ferj, que ficou com R$ 135.047,50 – a FPF (Federação Paulista de Futebol), por sua vez, levou “apenas” R$ 68.718,75.

O aluguel do Pacaembu ficou em R$ 71.935,00, enquanto a confecção, venda e pré-venda de ingressos consumiu nada menos do que R$ 54.453,90.

A taxa de policiamento também foi “salgada”: R$ 54.443,53. Além dela, houve outros gastos com segurança, como orientadores e fiscais (R$ 25.560,20) e monitoramento por câmeras (R$ 6.600,00).

Outras despesas que saíram caras foram o aluguel de grades e tendas, por R$ 22.730,00, e as próprias despesas operacionais do estádio paulistano: R$ 17.200,00.

Após os descontos, sobraram R$ 346.475,73 para cada time.

Como precisa usar parte da renda para o pagamento de penhoras, contudo, o Flamengo lucrou R$ R$ 294.504,37.

Metade dos times do Baianão registra dívidas com ingressos

Atarde

650x375_catuense-x-serrano--baianao-2015_1500702

Melhor time da primeira fase do Estadual, o Vitória da Conquista traçou o plano para recuperar seu investimento financeiro: passar pelo Bahia de Feira nas quartas de final e pelo Vitória na semifinal para decidir o título contra o Bahia.

Na sua única partida na Copa do Brasil, ele abocanhou o dobro de todo seu lucro com bilheteria nos três duelos em casa pelo Baiano: R$ 170 mil. Como goleou por 4 a 1, o visitante Palmeiras levou 60% da renda de quase meio milhão.

“Foi uma perda irreparável, deixamos de arrecadar R$ 500 mil, incluindo publicidade no jogo de volta (que não ocorrerá). Doeu muito porque é metade do orçamento do Campeonato Baiano todo”, afirmou o presidente do Bode, Ederlane Amorim.

Na Copa do Brasil, o clube engordou o cofre com cota de participação de R$ 200 mil, venda de camisas e publicidade.

No Estadual, somente Conquista e Colo-Colo não tiveram nenhuma renda negativa em casa. Ederlane credita esse sucesso principalmente aos resultados e aos reforços famosos. Em média de público, o Tigre perde apenas para a dupla Ba-Vi, com 3.302 pagantes a cada jogo em Ilhéus.

Metade dos 12 clubes terminou a primeira fase com prejuízo de bilheteria, incluindo o Bahia. Como só 78.902 ingressos foram vendidos em 36 partidas, a média geral é de 2.191.

Já a Federação Bahiana de Futebol, que recebe 5% do total de cada jogo, possui a quarta maior arrecadação. No Ba-Vi, mordeu quase R$ 13 mil.

Registraram somente rendas negativas Catuense, Bahia de Feira, Feirense – que não receberam Bahia e Vitória -, Galícia e Serrano – mesmo encarando o Leão em casa.
A Jacuipense teve o balanço salvo por encarar o Tricolor em Pituaçu. A ida a Senhor do Bonfim aliviou as finanças do Jacobina. A boa campanha e o duelo contra o Vitória aumentaram o público da Juazeirense. A bilheteria do Ba-Vi cobriu os prejuízos do Leão nos outros dois jogos no Barradão.

As despesas poderiam até ser piores. Apenas Bahia de Feira, Feirense e Catuense pagaram por aluguel de estádio, todos no Joia da Princesa.

O Bahia só embolsou a renda do jogo em Pituaçu, pois recebe cerca de R$ 10 milhões por ano da Fonte Nova em troca da cessão da bilheteria. Apenas a confecção de ingressos das suas três partidas em casa consumiu R$ 64.452,45.

unimarc-modelo-4

Metade da América do Sul está verde

Fonte: Globo Esportes

Com o Serra Dourada lotado de camisas verdes, o Goiás conseguiu um importante resultado no primeiro jogo da final da Copa Sul-Americana, nesta quarta-feira: bateu o Independiente por 2 a 0, com gols da dupla Rafael Moura e Otacílio Neto, e viaja com um pouco mais de tranquilidade para decidir a taça na próxima quarta-feira, em Avellaneda, na Argentina. Eficiente na marcação e rápido na criação, principalmente no primeiro tempo, o Esmeraldino soube aproveitar o desespero dos visitantes, que tentavam não levar gols, mas fracassaram. Na segunda etapa os brasileiros relaxaram e até sofreram perigo de um oponente com um homem a menos, mas mantiveram o placar favorável

Com o resultado, o time goiano pode perder por um gol de diferença que se sagra campeão. Na final, não há mais a questão do peso para o tento marcado fora de casa, o que vale é o saldo de gols dos dois jogos entre as equipes. A vantagem é brasileira.
Assista os gols da partida:

Dois jogadores têm mais da metade dos gols do Bodinho

Fonte: tribuna da Conquista


Tanaka é destaque

Com 16 gols em sete partidas a equipe júnior do Vitória da Conquista tem o quarto melhor ataque do Campeonato Baiano de Futebol Júnior 2010.

Somente Alan e Tanaka fizeram juntos nove gols, ou seja, 55% do total marcado pelo bodinho na competição. O time também possui um gol contra, marcado por Naldo.

Defesa – Já a defesa do alviverde é a segunda melhor da competição. O time sofreu apenas cinco gols. Perde apenas para o Colo Colo que sofreu somente quatro gols. Já a defesa mais vazada da competição é o Camaçari com 30 gols sofridos.

pmvc




WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia