WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

dezembro 2019
D S T Q Q S S
« nov    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  



drupal counter

:: ‘MUNDIAL’

Brasil marca no fim e está nas quartas de final

CBF

20151028192541_3

Teve emoção, pênalti perdido e gol no último lance do jogo. Com um gol de pênalti de Luis Henrique, a Seleção Brasileira se classificou para as quartas de final do Mundial Sub-17, nesta quarta-feira, ao bater a Nova Zelândia por 1 a 0. O jogo foi disputado no Estádio Sausalito, em Viña del Mar.

Foi por pouco que o Brasil não abriu o placar no primeiro tempo. Com muito mais volume de jogo, a Seleção Sub-17 chegou a ter 90 por cento de posse de bola, criou chances, mas esbarrou no goleiro da Nova Zelândia;

A primeira oportunidade foi com Geovane, que recebeu belo passe de Arthur e entrou livre pela direita da área, mas não conseguiu chutar com força suficiente para marcar. Depois foi Luis Henrique, que acreditou em lance que parecia perdido, saiu de cara com o goleiro, mas também perdeu.

Na segunda etapa, já com Zé Marcos no lugar de Ronaldo, que havia tomado um cartão amarelo no início da partida, a tônica do jogo não mudou, mas o Brasil criou menos chances claras de gol. A Nova Zelândia, por sua vez, que não havia finalizado nenhuma vez no primeiro tempo, chegou a pressionar por alguns minutos.

O primeiro chute a gol dos neozelandeses veio numa cobrança de pênalti. Kleber fez falta dentro da área, mas McGarry isolou a batida e mandou direto para a arquibancada.

Com os dois times buscando o gol, mas evitando correr riscos pelo andar do relógio, a Seleção Brasileira foi premiada pela maior agressividade. No último lance da partida, após bela jogada de Matheuzinho, a bola sobrou para Luis Henrique, que foi derrubado na área. O própria camisa 9 cobrou e fez!

O gol valeu a classificação para a Seleção Brasileira, que agora espera o resultado de Nigéria e Austrália para saber quem enfrentará nas quartas de final.

O conquistense Lucas Guimarães embarca para o Mundial de Judô Sub-21

Por Alexandre Trindade

lucas mundial

O judoca conquistense LUCAS GUIMARÃES embarcou nesta madrugada para os Emirados Árabes onde irá disputar o Mundial de Judô Sub21 em Abu Dhabi, o judoca vai representar o país na competição mais importante do ano para a classe de idade.

Depois de grandes resultados no ano como:

5º COLOCADO CIRCUITO MUNDIAL SUB21 BERLIN ? GER 2015/ Internacional na Alemanha

3º COLOCADO NO CIRCUITO MUNDIAL SUB21 PRAGA CZE-2015/ Internacional na República Tcheca

VICE-CAMPEÃO NO CAMPEONATO PANAMERICANO SUB21/ Internacional na Costa Rica

VICE-CAMPEÃO NO TROFÉU BRASIL INTERCLUBES (SÊNIOR)- 2015/ Nacional em São Paulo

5º COLOCADO NO JUNIOR EUROPEAN JUDO CUP ? 2015/ Internacional na Áustria

VICE-CAMPEÃO NO CAMPEONATO BRASILEIRO SUB 21 – 2015/ Nacional em Recife

VICE-CAMPEÃO NO CAMPEONATO BRASILEIRO ? REGIÃO V 2015/ Regional em Santa Catarina

LUCAS GUIMARÃES que é filho dos professores ACACIO GUIMARÃES E CLAUDIA FRANCO (DO JUDO CLUBE YAMA ARASHI) foi convocado pela Confederação Brasileira de Judô a fazer parte da equipe sub21, que estava reunida no interior de São Paulo desde a semana passada realizando os últimos ajustes antes da competição mais importante do ano para a classe.

O Mundial será disputado de 23 a 27 de outubro no IPIC Arena em Abu Dhabi, sempre com duas categorias de peso por dia e a disputa por equipes encerrando o torneio.

“E como sempre diz o SENSEI ACACIO GUIMARÃES do JUDÔ CLUBE YAMA ARASHI que continue a busca por novas conquistas.”

BANNER_500x100

Com três campeãs mundiais e uma surpresa, Copa do Mundo feminina chega as semifinais

Bahia Notícias

xIMAGEM_NOTICIA_5.jpg.pagespeed.ic.e-Td52H4nm

Organizada no Canadá, a Copa do Mundo de Futebol Feminino 2015 chega às semifinais nesta terça-feira (30), trazendo um clássico da modalidade e um confronto entre a atual campeã mundial e a surpresa da atual edição do torneio.

Em Montreal, Estados Unidos e Alemanha fazem um dos clássicos mais esperados da atual edição da competição. Ambas com dois títulos cada, as duas equipes almejam o inédito tricampeonato e prometem o jogo com muitas emoções no Estádio Olímpico. Do lado das germânicas, a artilheira do torneio, Celia Sasic, e a vice-artilheira Anja Mittag são a promessa de gols para o clube europeu, que assegurou sua vaga em uma tensa disputa de pênaltis contra a França. Já do lado norte-americano, a equipe formada por jogadoras como Hope Solo, Abby Wambach e Megan Rapinoe querem quebrar o indigesto tabu e colocar o seu nome na história do Mundial.

Já na quarta (1), em Edmonton, Japão e Inglaterra fazem a outra semifinal da competição. Atuais campeãs, as nipônicas seguem com 100% de aproveitamento e garantem recolocar o país asiático no topo do futebol feminino mundial. Por outro lado, as britânicas chegam a sua melhor campanha na história da Copa do Mundo e depois de eliminarem favoritas como Noruega e as anfitriãs canadenses, as Três Leoas não medem esforços para chegar ao inédito título.

Ambos os jogos acontecerão às 20h00 (hora de Brasília). A final será decidida no próximo domingo (5), no mesmo horário, na cidade de Vancouver.

Argentina se despede do Mundial sub-20 sem vencer um jogo

Bahia Notícias

xIMAGEM_NOTICIA_5.jpg.pagespeed.ic._8zSHLxOZZ

O Brasil venceu os dois primeiros jogos e garantiu vaga antecipada nas oitava de finais. Não se pode dizer o mesmo da Argentina. Nesta sexta-feira (5), os hermanos novamente decepcionaram, não venceram e estão fora da Copa do Mundo da categoria sub-20.

Pela terceira rodada do torneio, a equipe da Argentina enfrentou a Áustria e não passou do empate em 0 a 0. Com apenas 2 pontos, a seleção campeã do último Sul-Americano se despede sem conquistar um triunfo.

Fora três partidas, dois empates e uma derrota para Gana, que avançou em primeiro lugar do grupo, acompanhada da Áustria.

Argentina cai para Gana e pode ficar fora das oitavas; EUA goleia e avança

Globo Esportes

gana_3_x_2_argentina_sub-20_1_ap

O Mundial sub-20 vem sendo um pesadelo para a Argentina. Depois de amargar um empate com a pouquíssima cotada equipe do Panamá, a atual campeã sul-americana caiu diante de Gana por 3 a 2 nesta terça-feira em Wellington (ainda madrugada no Brasil) e assumiu a lanterna do Grupo B.

Com apenas um ponto, os argentinos estão a três da equipe africana, que se coloca à frente da Áustria no critério de número de gols marcados (4 a 3). Para passar as oitavas de final, los hermanos precisam derrotar os austríacos de qualquer forma, pois empate ou novo revés representarão a volta mais cedo para casa.

Na partida preliminar, a Áustria suou, mas bateu de virada o Panamá por 2 a 1. Fidel Escobar abriu os trabalhos aos 38 minutos para os surpreendentes panamenhos, que aprontaram na rodada inicial. Chin Hormechea (contra) deixou tudo igual na etapa inicial.

Pelo Grupo A, os Estados Unidos já garantiram a classificação ao golearem a anfitriã Nova Zelândia por 4 a 0 em Auckland. Decidindo que ficará em primeiro na chave, americanos e ucranianos se encontram sexta. Jogando para tentar se classificar em segundo ou como um dos quatro melhores terceiros colocados, os neozelandeses precisam vencer por boa margem a lanterna seleção birmanesa.

468x60_simonassi127

Treinador define seleção brasileira para o Mundial sub-20

Globo Esportes

yuri_mamute_2

O técnico Rogério Micale anunciou na manhã desta sexta-feira, 15, quais serão os 21 atletas que defenderão a seleção brasileira no Mundial sub-20, entre os dias 30 de maio e 20 de junho, na Nova Zelândia. O comandante fechou o grupo após comunicar os cortes do goleiro David (Criciúma) e dos atacantes Bruno Lopes (Criciúma), Caio Rangel (Cagliari-ITA) e Yuri Mamute (Grêmio).

No início da semana, o meia Matheus Biteco já tinha sido dispensado por não estar em condições físicas adequadas. A convocação do atleta gremista, aliás, foi o estopim para a demissão do técnico Alexandre Gallo.
Confira abaixo a relação dos 21 jogadores:
GOLEIROS
Marcos Felipe (Fluminense)
Jean (Bahia)
Georgemy (Cruzeiro)
ZAGUEIROS
Marlon (Fluminense)
Lucão (São Paulo)
Leo Pereira (Atlético-PR)
Iago (Criciúma)
LATERAIS
Jorge (Flamengo)
João Pedro (Palmeiras)
Rodrigo (Coritiba)
Caju (Santos)
MEIO-CAMPISTAS
Jajá (Flamengo)
Danilo (Braga – Portugal)
Alef (Olympique de Marselha – França)
Boschilia (São Paulo)
Andreas Pereira (Manchester United)
ATACANTES
Gabriel Jesus (Palmeiras)
Marcos Guilherme (Atlético-PR)
Judivan (Cruzeiro)
Kenedy (Fluminense)
Jean Carlos (Real Madrid – Espanha)

São José é o primeiro clube brasileiro a conquistar o Mundial de Clubes feminino

Bahia Notícias

xIMAGEM_NOTICIA_5.jpg.pagespeed.ic.xUmBi9lLhz

Depois de conquistar o tricampeonato da Taça Libertadores da América, a equipe feminina do São José faturou um titulo inédito para o futebol nacional. Ao vencer o Arsenal por 2 a 0 no Ajinomoto Field, em Tóquio, a equipe se tornou o primeiro clube sul-americano a faturar o Mundial de Clubes da categoria.

Com gols de Rosana e Giovania, o time paulista confirmou a boa campanha no torneio onde anteriormente havia vencido o Urawa Red Diamonds do Japão por 1 a 0 na primeira fase da atual edição.

Esta foi a primeira vez que um time brasileiro participa do torneio, que em seu terceiro ano teve o terceiro continente conquistando a taça. Em 2012, o Lyonn foi o primeiro campeão do Mundial, seguido pelas japonesas do INAC Kobe Leonessa em 2013 e agora com o São José em 2014.

Mídia mundial repercute vexame: “desonra” e “7 Maracanaços”

Terra

marcareproducaoalemanhabrasil

A imprensa mundial deu enorme destaque em seus sites à goleada da Alemanha sobre o Brasil por 7 a 1 pela semifinal da Copa do Mundo. Americanos, ingleses, italianos e espanhóis trataram o resultado como “eterna desonra”, “surra histórica” e consideraram uma humilhação maior que o “Maracanaço” de 1950.

“Eterna desonra”, estampou o diário esportivo Marca em sua crônica do duelo, acrescentando no subtítulo: “banho histórico da Alemanha no Brasil nas semifinais de seu Mundial com cinco gols nos primeiros 30 minutos”.

Já o jornal AS, também espanhol, qualificou a derrota como “Sete maracanaços” e apontou que a “Alemanha chegou à final após infligir ao Brasil a pior derrota de sua história”.

“Marcou cinco gols em apenas 18min no primeiro tempo. Excepcional atuação de Kroos e Khedira. Klose já é o maior artilheiro da história das Copas”, lembrou a publicação, citando a marca que pertencia a Ronaldo e agora é do atacante alemão, com 16 gols – um a mais que o ex-camisa 9.

Os italianos do Corriere dello Sport seguiram a mesma linha: “Brasil humilhado. Alemanha vence por 7 a 1 e volta a final”. Vale lembrar que a última decisão dos alemães em Copas do Mundo foi justamente contra a Seleção Brasileira, em 2002, quando os comandados por Felipão conquistaram o pentacampeonato mundial.

O The Guardian, tradicional jornal britânico, lembra da goleada, mas também faz questão de elogiar a atuação dos comandados por Joachim Löw: “Alemanha humilha anfitriões em Belo Horizonte em uma exibição espantosa”.

Os americanos do The New York Times estamparam: “Brasil fica atordoado pela Alemanha na semifinal da Copa”.

O Bild, um dos maiores jornais da Alemanha, destacou uma foto de Löw e Schürrle, um grande 7 a 1 inserida nela e a frase: “obrigado, nós te amamos”.

Mundial se destaca por gols na primeira fase e já vislumbra recorde

Gazeta Esportiva

t_119148_a-camisa-10-da-selecao-brasileira-nao-pesou-para-o-jovem-neymar-um-dos-artilheiros-da-fase-de-grupos

Desde que a Copa do Mundo começou a ser disputada com 32 seleções, na edição realizada em solo francês, em 1998, a média de gols do torneio tem sofrido queda. Porém, no segundo campeonato disputado no Brasil, o decréscimo tem boas chances de ser quebrado. Se a razão de redes balançadas por partida apresentada na primeira fase (2,83) for mantida no estágio eliminatório, 2014 será um marco na história do maior campeonato do futebol do planeta.

Além da maior média da época recente, a Copa disputada em domínio dos Bleus possui o recorde de gols em uma edição: 171. Até o momento, o segundo Mundial em domínio verde-amarelo possui 136 gols e um amplo potencial para superar a marca.

Curiosamente, no histórico das Copas disputadas com 24 participantes (portanto, 52 jogos), a queda na razão de gols por jogo foi quebrada em uma edição no continente americano. O Mundial de 1994, disputado nos Estados Unidos, trouxe consigo 141 tentos, consolidando uma média de 2,71. Os torneios sucessores ao de 1982, sediados no México e na Itália, tiveram os respectivos coeficientes de 2,53 e 2,21.

Da Série B a Campeão Mundial de Clubes em quatro anos: isso é Corinthians!

Por Neto Comander

n_corinthians_campeao_mundial_2012-5436954

Quando o árbitro apitou o final do jogo Grêmio 1 x 1 Corinthians em 02/12/2007, os corintianos foram às lágrimas. O todo poderoso timão estava na série B do Brasileirão. A segunda divisão parecia o fim do mundo para os loucos.

Mas serviu de lição. O time tinha que passar por uma mudança drástica, e passou. O Corinthians foi reestruturado e o marketing do clube passou a funcionar como nunca. A série B foi só uma passagem: em 2008, o título já veio. Na época, os objetivos eram outros e aos poucos foram sendo conquistados.

Campeão da Copa do Brasil 2009, Paulista 2009, Brasileiro 2011, Libertadores 2012.

Neste domingo, em Yokohama Japão / Nissan Stadium, quando o árbitro apitou o final da partida Corinthians 1 x 0 Chelsea, os corintianos foram às lágrimas novamente. Dessa vez de alegria. Estava completo o objetivo. O Timão é Campeão Mundial de Clubes, jogando de forma soberana sobre o todo poderoso e favorito Chelsea. O clube não só conquistou seus objetivos, como também passou por cima deles. Tudo isso enquanto a Fiel gritava VAI, CORINTHIANS.

Corinthians – Campeão Mundial de Clubes 2012.

opcao-468x60

Fifa define árbitro da final do Mundial de Clubes entre Timão e Chelsea

Globo Esportes

chicao_futura_alecabral

A Fifa divulgou nesta sexta-feira quem será o dono do apito na final do Mundial de Clubes. O escolhido para comandar a partida entre Corinthians e Chelsea, no domingo, foi o turco Cuneyt Cakir, de 36 anos.

O árbitro já havia comandado uma partida no Mundial deste ano, quando apitou o confronto entre Monterrey e Ulsan, que terminou com a vitória da equipe mexicana e eliminação dos sul-coreanos da competição.

Na disputa pelo terceiro lugar, o jogo entre Al Ahly, do Egito, e Monterrey terá a arbitragem de Peter O’Leary, da Nova Zelândia.

Corinthians e Chelsea entram em campo no próximo domingo, às 8h30 (horário de Brasília), para decidir o título do Mundial de Clubes.

naturagua

Corinthians supera nervosismo, vence Al Ahly e vai à final do Mundial de Clubes

r7

O Corinthians superou o nervosismo da estreia no Mundial de Clubes e venceu o Al Ahly , do Egito, por 1 a 0, para garantir vaga na decisão do título da competição. O atacante peruano Guerrero, recém-recuperado de contusão no joelho direito, marcou o gol que decidiu a partida em Toyota.

Classificado para a final, o Corinthians espera para saber se vai encarar o favorito Chelsea ou o azarão Monterrey, do México na decisão do título. Os dois times se enfrentam na quinta-feira (13), em Yokohama. A decisão está marcada para domingo, às 8h30, na mesma cidade japonesa.

O sufoco acabou aos 29min. Após rebote em cobrança de escanteio, a bola voltou para Douglas, que cruzou de três dedos na cabeça de Guerrero. O peruano cabeceou para baixo, no canto direito do goleiro egípcio, que mão evitou a abertura do marcador.

pmvc




WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia