WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

setembro 2019
D S T Q Q S S
« ago    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  



drupal counter

:: ‘Palmeiras’

‘Recheado’, Palmeiras recebe o Inter no retorno ao Allianz por semifinal 1

Uol

dudu-do-palmeiras-e-marcado-por-jogadores-do-internacional-durante-partida-nesta-quinta-feira-4-valida-pelo-campeonato-brasileiro-1433468672422_1024x682

O Palmeiras recebe o Internacional nesta quarta-feira, às 22h, pelo jogo de volta das quartas de final da Copa do Brasil, em seu retorno ao Allianz Parque – a última partida no estádio havia sido em 12 de setembro, na vitória contra o Figueirense, pelo Campeonato Brasileiro. ‘Recheado’ com o retorno de peças importantes ao time titular, o Verdão aposta na força da torcida em sua casa para chegar às semifinais.

Suspensos do último compromisso, o volante Arouca e o atacante Dudu estão à disposição do técnico Marcelo Oliveira para o jogo desta quarta-feira e devem começar entre os titulares. O polivalente Zé Roberto, desfalque nos últimos dois jogos por dores musculares, também pode pintar entre os 11 iniciais, embora tenha treinado entre os reservas nesta terça e Amaral entre os principais.

A tendência é que o Palmeiras vá a campo com: Fernando Prass; Lucas, Jackson, Vitor Hugo e Egídio; Amaral (Zé Roberto) e Arouca; Robinho, Dudu e Gabriel Jesus; Lucas Barrios. O volante Thiago Santos, o zagueiro Leandro Almeida e o atacante Alecsandro não podem jogar a competição com a camisa alviverde, pois já atuaram por seus ex-clubes nesta edição.

O primeiro jogo entre as duas equipes terminou em 1 a 1. Assim, um empate sem gols garante o Verdão na semifinal da Copa do Brasil. Resultado igual ao do primeiro duelo leva a decisão aos pênaltis e qualquer outro empate classifica o Inter.

Desfalcado, Inter tenta segunda vitória do ano sobre o Verdão

Futebol Interior

728x473

Nesta quarta-feira, o Internacional recebe o Palmeiras no Beira-Rio em primeiro confronto pelas quartas de final. O último encontro dos times no estádio colorado terminou com uma vitória por 1 a 0 para o time Gaúcho. No outro confronto do ano , na Arena Palestra, tudo terminou empatado. Assim, o Palmeiras busca sua primeira vitória contra o Inter neste ano.

As duas equipe conseguiram passar com segurança pelas oitavas de final, quando ganharam os dois jogos em disputa. O Inter bateu o Ituano, primeiro por 2 a 0, em Porto Alegre, e depois por 2 a 1 em Itu. O Verdão passou momentos complicados diante do Cruzeiro mas também se garantiu com duas vitórias. Na Arena Palmeiras, venceu por 2 a 1, e no Mineirão aplicou o placar de 3 a 2 sobre a raposa.

Este será o terceiro confronto entre Internacional e Palmeiras na historia da Copa do Brasil. Os times se enfrentaram pela semifinal na versão de 1992, quando o Inter foi campeão da competição. Contra o Verdão, os colorados venceram os dois embates, pelos placares de 2 a 1 e 2 a 0.

O técnico Argel Fucks teve algumas notícias ruins na semana. A principal, é que D’Alessandro, que já vinha desfalcando o time, segue fora por tempo indeterminado, após ser diagnosticado com hérnia de disco. Lisandro Lopez, Rafael Moura e Eduardo Sasha se juntam a lista de desfalques para a partida contra o Palmeiras.

No último dia de preparação para o confronto com o Inter, o técnico Marcelo Oliveira comandou um treino fechado no CT do Grêmio e não permitiu que a imprensa observasse mais que 15 minutos das atividades realizadas. Dos jogadores que vinham atuando no time titular pelo brasileirão, Thiago Santos não pode atuar na Copa do Brasil por já ter jogado a competição pelo América-MG. Amaral deve ficar com a vaga.

Gabriel Jesus brilha e Palmeiras elimina Cruzeiro em pleno Mineirão

r7

8bi623bmwa_43vw312yq0_file

Gabriel Jesus surgiu como uma aposta em 2014, quando marcou 37 gols em 22 jogos no Paulista sub-17. Nos profissionais desde o início do ano, o garoto de 18 anos levou 16 jogos para mostrar no time de cima porque é tratado como um fenômeno. Abençoado, com o perdão do trocadilho, Jesus brilhou na vitória sobre o Cruzeiro por 3 a 2, que deu a vaga ao Palmeiras nas quartas da Copa do Brasil, justo no dia em que o clube completou 101 anos de existência.

O camisa 33, João Pedro, Robinho e Barrios foram as novidades entre os titulares do Verdão, que se aproveitou de um Cruzeiro em crise para desde o início impor seu ritmo. Com oito minutos, Jesus recebeu de Dudu e entregou de calcanhar para o centroavante paraguaio marcar seu primeiro gol com a camisa alviverde. Era o início de uma noite inesquecível para o prodígio alviverde.

A lenta defesa celeste tinha muito trabalho para conter a velocidade palmeirense, tanto que Bruno Rodrigo parou Gabriel Jesus com falta na entrada da área para evitar o segundo. Vermelho para o zagueiro, e três minutos depois novo gol alviverde: oportunista, o atacante finalizou com estilo o cruzamento de Egídio. O ápice da atuação do camisa 33, porém, ainda estava por vir: após novamente ganhar na velocidade, ele deixou Fábio no chão e, sem ângulo, marcou um golaço. 3 a 0 em pouco mais de meia hora de partida.

A torcida cruzeirense, revoltada com a má fase do time, começou a puxar o coro “Adeus, Luxa”. Nem o gol de Vinícius Araújo diminuiu a irritação na primeira etapa. Entre os palmeirenses, aplausos e “parabéns para você”.

Na etapa final, Gabriel e Barrios tiveram chances para ampliar o placar, mas a defesa cruzeirense travou bem as duas jogadas. Já sem a mesma intensidade da primeira etapa, o Verdão viu a Raposa marcar após pênalti cobrado por Alisson – João Pedro foi quem cometeu a infração dentro da área. Perto do fim, Leandro Pereira desperdiçou a chance de fazer o quarto.

Com o resultado, o Palmeiras segue em busca do tri na Copa do Brasil, e o Cruzeiro agora pensará apenas em evitar a queda para a Série B. Mais do que o placar, nesta quarta-feira o Verdão ao menos fez um bom primeiro tempo, e agora aguarda o sorteio para saber qual seu rival nas quartas. Festa completa no aniversário do Verdão!

Ranking de público: Palmeiras dá show, Bahia lidera Série B e Fortaleza domina Série C

Futebol Interior

728x484

Flamengo e Corinthians travam uma disputa pelo título de maior torcida do Brasil. Em 2015, porém, quem continua fazendo bonito nas arquibancadas é a torcida do Palmeiras, que dá show e ostenta as melhores médias de público e arrecadação das três principais divisões nacionais. Na Série B, quem domina é o Bahia, que deixou o Paysandu para trás, enquanto o Fortaleza lidera a disputa na Série C.

Os números apresentados são do site www.srgoool.com.br, que utiliza alguns critérios específicos para estabelecer o Ranking Nacional de Público. São considerados apenas os torcedores pagantes, portanto, não são inclusos gratuidades. Já os jogos com portões fechados também não entram na contabilidade.

Em nove partidas pelo Brasileirão, o Palmeiras apresenta uma boa média de 33.891 pagantes por jogo. São mais de dois mil torcedores a mais que o segundo colocado Flamengo, que tem média de 31.010 pagantes. Na sequência, estão Corinthians (27.174), Atlético-MG (26.775) e São Paulo (22.248).

Na Série B, o Bahia retomou a liderança que estava nas mãos do Paysandu até a última parcial. Agora, o Tricolor desponta com uma grande média de 18.907 pagantes por partida. O segundo colocado é o Papão, com média de 16.461. Em seguida, estão Ceará (15.005), Sampaio Corrêa (9.349) e Vitória (8.360).

A Série C apresenta números bem mais modestos. O Fortaleza, por enquanto, lidera tranquilamente com uma média de 10.783 pagantes por confronto. O segundo colocado é o Vila Nova, com média de 7.678 pagantes. Os outros destaques são Confiança (4.774), Londrina (3.251) e América-RN (3.242).

Palmeiras tem a maior média de público pagante no Brasileirão. Fla é o segundo

Globo Esportes

00b5104a-760f-458a-9674-1d52ea7dc9a5_torcida palmeirense

Apesar da campanha irregular no Campeonato Brasileiro deste ano, os números comprovam que o Palmeiras tem o apoio constante de sua torcida nas partidas com o mando de campo. Em nove jogos no Allianz Parque, o Verdão tem média de 33.890 pagantes, a maior da competição até a 16ª rodada.

No último domingo, o clube paulista estabeleceu o recorde de público em casa no Brasileirão, o que ajudou a aumentar ainda mais a média. A derrota por 1 a 0 para o Atlético-PR teve a presença de 38.794 pagantes na Arena Palmeiras. O recorde anterior em seu estádio era o da vitória por 1 a 0 no clássico contra o Santos, no dia 19 de julho, pela 14ª rodada.

Na lista de melhores médias de público do Brasileiro o Flamengo é o segundo, com 31.009 pagantes por jogo. Assim como o Palmeiras, o maior público do Rubro-Negro como mandante na principal competição do país também foi registrado na última rodada. Ao todo, 51.749 torcedores pagaram ingresso para assistir ao empate do time carioca com o Santos por 2 a 2, domingo, no Maracanã.

O Corinthians figura em terceiro no ranking, com média de 27.173 pagantes por jogo. O Timão atingiu o recorde de público como mandante no Brasileirão na vitória sobre o Atlético-MG por 1 a 0, no dia 18 de julho, na 14ª rodada. Justamente o Galo aparece em quarto, com 26.651 pagantes. Outro time paulista completa o top 5: o São Paulo, com média de 22.248 pagantes na competição.

Palmeiras lota mais uma vez a arena e consolida ‘números europeus’

Lancenet

Palmeiras-Campeonato-Brasileiro-Torcida-FerreiraLANCEPress_LANIMA20150708_0398_62

Restam ainda três dias para que Palmeiras e Atlético-PR se enfrentem no Allianz Parque, mas os ingressos já estão praticamente esgotados. Ter a arena lotada, como acontecerá no domingo, já não é mais novidade para o Verdão, que com a animação de sua torcida tem números “europeus”.

No Brasileiro, o clube leva 33.277 pessoas por jogo em sua casa, mais do que a média dos campeonatos Espanhol, Francês e Italiano, por exemplo. Apenas o Inglês e o Alemão (leia abaixo) têm índices melhores do que o do Alviverde jogando no reformado Palestra Itália.

Isto mesmo com o alto valor que é preciso pagar para assistir a um jogo no Allianz Parque. No Brasileiro, o ticket médio de jogos na arena custa cerca de R$ 64, quase R$ 8 mais caro do que o segundo nesta lista, o arquirrival Corinthians.

Tal apoio tem sido constantemente exaltado por jogadores, comissão técnica e até diretoria do Palmeiras. Tratada como o “verdadeiro fenômeno” de 2015 pelo diretor de futebol Alexandre Mattos, a torcida vem sendo decisiva até financeiramente: já foram mais de R$ 17 milhões obtidos com rendas (sem descontos) só no Brasileiro. Além disto, são quase 130 mil associados no Avanti, os únicos que conseguiram comprar meia-entradas para o jogo contra o Furacão.

Nada, porém, que diminua a empolgação dos fanáticos. Há sete jogos invicto no Brasileiro, o time é o terceiro na tabela e não sabe o que é derrota há mais de um mês. O ponteiro Atlético-MG ainda está quatro pontos à frente. Na arquibancada, porém, a liderança já é verde.

Defesas de Corinthians e Palmeiras sustentam as maiores sequências sem perder

Esportes

8ic2pxjs89l4g5lmh4ygrc9xi

Corinthians e Palmeiras caminham juntos na tabela do Campeonato Brasileiro. Os rivais históricos não dividem posição, mas ao fim da 14ª rodada, são os que sustentam as maiores sequências sem perder. Já são seis jogos para cada com cinco vitórias e um empate. Uma campanha idêntica nos últimos jogos. O Corinthians é segundo com 29 (junto ao líder Atlético-MG) e o Palmeiras tem 25, na sexta colocação.

Com tanta eficiência, os dois rivais são os clubes que mais se destacam na reta final do primeiro turno. Na última rodada, o Corinthians engatou sua quinta vitória seguida em casa ao bater o líder Atlético-MG por 1 a 0. Pelo mesmo placar, o Palmeiras superou o Santos e agora tem sete vitórias seguidas como mandante (seis no Brasileirão).

O que sustenta a ótima campanha dos dois rivais paulistas é a defesa. No Corinthians de Tite, como foi em suas outras passagens pelo clube, a solidez defensiva é o ponto forte da equipe. Foram apenas oito gols sofridos em 14 jogos. O Palmeiras só sofreu 10 gols. Sem sofrer atrás, os ataques eficientes garantem as vitórias e a boa sequência.

A vitória corintiana tirou do Atlético uma sequência invicta de sete jogos, com seis vitórias consecutivas. O líder do campeonato pelo saldo de gols (15 a 8 contra o Corinthians), ainda é o time com mais pontos nas últimas 10 rodadas (22 jogos).

Quando se enfrentaram em Itaquera, na quarta rodada, o Palmeiras se saiu melhor e fez 2 a 0. Ou seja, 25% dos gols sofridos pelo Corinthians no Brasileirão 2015 foram anotados pelo rival. Apesar do dado curioso, o Corinthians é o time que mais vezes deixou o campo sem ser vazado: foi assim em nove das 14 partidas. O levantamento é do site Futdados.

O Corinthians coloca sua invencibilidade à prova no próximo domingo, contra o Coritiba, penúltimo colocado, no Couto Pereira. No mesmo dia o Palmeiras também encara um time da zona de rebaixamento na 15ª rodada: o Vasco, em São Januário.

Ranking de público nos estádios 2015: Palmeiras atropela o Corinthians, Bahia domina Série B e Fortaleza lidera a C

Interior da Bahia

hqdefault

O Corinthians é conhecido nacionalmente por ter uma torcida fiel. Em 2015, porém, quem vem sendo fiel de verdade é a torcida do Palmeiras, que dá show e ostenta as melhores médias de público e arrecadação das três principais divisões nacionais. Na Série B, quem dá show é o Bahia, enquanto o Fortaleza lidera a disputa na Série C.

Os números apresentados são do site www.srgoool.com.br, que utiliza alguns critérios específicos para estabelecer o Ranking Nacional de Público. São considerados apenas os torcedores pagantes, portanto, não são inclusos gratuidades. Já os jogos com portões fechados também não entram na contabilidade.

Em quatro partidas pelo Brasileirão, o Palmeiras apresenta uma boa média de 32.125 pagantes por jogo. São cerca de cinco mil torcedores a mais que o segundo colocado Flamengo, que tem média de 26.663 pagantes. Na sequência, estão Internacional (24.663), Corinthians (22.298) e Fluminense (17.557).

Na Série B, o Bahia também possuía uma vantagem confortável para os principais concorrentes. O Tricolor tem uma média de 20.605 pagantes por partida. O segundo colocado é Paysandu, com média de 13.250. Em seguida, estão Sampaio Corrêa (10.115), Botafogo (7.801) e Náutico (6.681).

A Série C apresenta números bem mais modestos. O Fortaleza, por enquanto, lidera tranquilamente com uma média de 9.370 pagantes por confronto. O segundo colocado é o Vila Nova, com média de 6.021 pagantes. Os outros destaques são Botafogo-PB (3.818), Confiança (3.738) e América-RN (3.308).

Palmeiras ultrapassa o Porto e já é o 7º em sócios-torcedores no mundo

Globo Esportes

tabela

O Palmeiras se tornou nesta terça-feira o sétimo clube em número de sócios-torcedores no mundo. O Verdão ultrapassou o Porto e agora soma 127.438 sócios, contra 125 mil dos portugueses. Os números foram divulgados pelo Movimento por um Futebol Melhor.

O Palmeiras está a menos de 17 mil sócios-torcedores do Internacional, sexto colocado e melhor brasileiro no ranking, com 144.997.

O líder é o Benfica, com mais do que o dobro dos sócios do Verdão: 270 mil.

Este ano, o Palmeiras já superou grandes clubes europeus, como Manchester United, Internazionale e Borussia Dortmund, além do Corinthians.

Depois de uma ligeira queda no início de junho, o Palmeiras deu a volta por cima e mostrou a sua força no programa Avanti. O clube havia caído para cerca de 109 mil sócios-torcedores. A nova marca divulgada nesta terça-feira significa um ganho de 18.117 associados em duas semanas.

Para se ter uma ideia do crescimento do Palmeiras, vale ressaltar que, no ano, o clube está perto de dobrar a marca de sócios-torcedores que tinha até a temporada passada. O Verdão já ganhou neste ano 62.987 novos sócios-torcedores. Em 2014, o Verdão terminou com 64.451 afiliados.

No ano, o Palmeiras é o clube que angariou a maior quantidade de novos sócios-torcedores, seguido por Corinthians (40.635) e São Paulo (18.489).

Corinthians ultrapassa o Palmeiras em número de sócios-torcedores; Internacional segue líder

Globo Esportes

torcida-corinthians

O Corinthians pode estar vivendo uma fase ruim, com problemas técnicos e financeiros, mas nem por isso os torcedores deixaram de apoiar o time. Prova disso é que o Timão ultrapassou um dos maiores rivais, o Palmeiras, em número de sócios-torcedores. O “Torcedômetro”, que é um índice criado pelo “Movimento por um futebol melhor”, responsável por juntar números de sócios de cada clube, divulgou uma atualização que mostra o Corinthians em segundo lugar, com 110.886 sócios contra 109.218 do Alviverde, agora na terceira posição.

Ou seja, 1.668 torcedores de diferença entre eles. O Internacional, único brasileiro nas semifinais da Copa Libertadores, segue na liderança, com 136.980 sócios. O rival do Colorado, o Grêmio, é o quarto, com 83.076, seguido do Cruzeiro, em quinto, 71.217 torcedores.

Entre os clubes do Rio, o melhor colocado é o Flamengo, em oitavo, com 53.469 sócios. O Fluminense aparece na décima posição, com 25.020, enquanto o Vasco é 13º, com 16.678, e o Botafogo o 14º, com 13.792.

Dos 20 clubes que disputam a Série A do Campeonato Brasileiro, 15 aparecem entre os 20 melhores clubes com sócios-torcedores. Todo o top dez é formado por times da elite, sendo quatro equipes de São Paulo, duas do Rio de Janeiro, duas do Rio Grande do Sul e duas de Minas Gerais.

Confira o TOP 20:

1) Internacional (RS) – 136.980
2) Corinthians (SP) – 110.886
3) Palmeiras (SP) – 109.218
4) Grêmio (RS) – 83.076
5) Cruzeiro (MG) – 71.217
6) Santos (SP) – 57.689
7) São Paulo (SP) – 55.884
8) Flamengo (RJ) – 53.469
9) Atlético-MG – 40.833
10) Fluminense (RJ) – 25.020
11) Bahia (BA) – 24.021
12) Sport (PE) – 23.277
13) Vasco (RJ) – 16.678
14) Botafogo (RJ) – 13.792
15) Ponte Preta (SP) – 10.662
16) Joinville (SC) – 10.537
17) Grêmio Osasco (SP) – 10.134
18) Ceará (CE) – 10.041
19) Brasil de Pelotas (RS) – 8.882
20) Avaí (SC) – 8.300

ASA x Palmeiras: veja onde estão os heróis de 2002 do Alvinegro

Globo Esportes

dsc_0009

Há 13 anos, o ASA ultrapassou fronteiras para tirar o Palmeiras da Copa do Brasil, em 2002. Após vitória simples em Arapiraca, o Alvinegro perdeu por 2 a 1 no antigo Parque Antártica e, em virtude do gol marcado fora de casa, avançou na competição. Na ocasião, o clube tinha três troféus do Campeonato Alagoano na galeria, e a vitória histórica incrementou o currículo do Fantasma, tornando-o conhecido em território nacional.

Depois, o clube mudou de patamar. Vieram mais quatro títulos estaduais, uma Alagipe, vice-campeonatos do Nordestão e Série C, além de passagem pela Série B nacional. Pela importância do confronto de 2002, a reportagem foi atrás dos jogadores e treinador responsáveis pela classificação em solo paulista com o objetivo de descobrir a atual ocupação de cada um. De empresário a atacante no Acre, a maioria seguiu nos trilhos do esporte.

Aos 60 anos, acumula vasta experiência no futebol, em especial no Campeonato Alagoano. Já treinou Coruripe, Corinthians-AL, CRB, River-PI, Santa Rita, Confiança e Chã Grande. Neste ano, trabalhou no Potiguar e, em seguida, no Serrano-BA. O gaúcho está desempregado após o estadual e aguarda propostas para o segundo semestre. Leia o restante da matéria. :: LEIA MAIS »

Reservas do Palmeiras cedem empate no fim e não eliminam Sampaio

Gazeta Esportiva

t_149637_cristaldo-saiu-do-banco-para-fazer-o-gol-do-palmeiras-que-so-teve-reservas-no-maranhao-cesar-greco-ag-palmeiras

Oswaldo de Oliveira levou só reservas para o Maranhão e, mesmo assim, o discurso era de que o elenco do Palmeiras tinha força suficiente para ganhar por mais de um gol de diferença e já eliminar o Sampaio Corrêa no jogo de ida da segunda fase da Copa do Brasil. Mas o time não conseguiu nem vencer. O Verdão cedeu empate no fim e ficou no 1 a 1 nesta noite, no Castelão.

Os escolhidos pelo técnico para começar o jogo tiveram dificuldades para driblar o próprio entrosamento, embora Renato tenha perdido chance clara e Ayrton, acertado o travessão no primeiro tempo. O gol só saiu quando Cristaldo saiu do banco e, com dois minutos em campo, abriu o placar, aos 23 do segundo tempo. Mas, após um gol mal anulado, o campeão maranhense contou com um das muitas boas jogadas do atacante Pimentinha para empatar com Cleitinho, aos 41.

O jogo de volta, no Palestra Itália será no dia 12, quando basta um 0 a 0 ou qualquer vitória para o Verdão avançar, mas as atenções estão unicamente na final do Campeonato Paulista, no domingo, contra o Santos, quando um empate dá um título ao Palmeiras. No sábado, o Sampaio Corrêa também briga por uma igualdade para ser bicampeão estadual diante do Imperatriz.





WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia