WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
vitoria da sorte




vitoria da sorte

outubro 2021
D S T Q Q S S
« set    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  



drupal counter

:: ‘PARAGUAI’

Colômbia é 1ª classificada na Copa América e pode rever Brasil nas quartas

Terra

2016-06-08t031710z_2313284_nocid_rtrmadp_3_soccer-2016-copa-america-centenario-colombia-at-paraguay

A Colômbia conquistou nesta terça-feira a segunda vitória na Copa América ao bater o Paraguai por 2 a 1 no estádio Rose Bowl, em Pasadena, no estado americano do Texas, tornou-se a primeira classificada para as quartas de final e pode reencontrar a seleção brasileira, por quem foi eliminada na última Copa do Mundo.

A equipe dirigida pelo argentino José Pekerman teve um início de jogo melhor e abriu 2 a 0, com um gol de Bacca e outro de James Rodríguez. A ‘Albirroja’ até reagiu e diminuiu no segundo tempo, com um golaço de Ayala, mas não conseguiu o empate e agora está em situação delicada na competição continental.

A vitória levou os colombianos à liderança isolada do grupo A, com seis pontos. Dessa forma, a campeã continental de 2001 pode ser alcançada apenas pelos Estados Unidos, que também nesta terça goleou a Costa Rica por 4 a 0 em Chicago. Paraguaios e costarriquenhos somam um ponto cada.

Os classificados dessa chave terão pela frente quem sobreviver no grupo B, que tem Brasil, Equador, Peru e Haiti. Dessa forma, há a possibilidade de que os ‘Cafeteros’ repitam o confronto de dois anos atrás, quando perderam para os pentacampeões mundiais justamente nas quartas de final da Copa.

No próximo sábado, a Colômbia precisará de um empate com a Costa Rica em Houston para confirmar a liderança do grupo A. Caso perca, precisará torcer para que os EUA não vençam o Paraguai na Filadélfia.

11990482_677264472375720_7526595543322411409_n1

Alívio ou agonia? Brasil define seus próximos 5 meses contra o Paraguai

Globo Esportes

20160328113405_56f940dd7e7b9_omqEN6j

Os 90 minutos da noite desta terça-feira vão determinar o estado de nervos da seleção brasileira nos próximos cinco meses. Uma vitória sobre o Paraguai, no estádio Defensores del Chaco, em Assunção, deixará a equipe firme entre as quatro primeiras colocadas, na zona de classificação para a Copa do Mundo de 2018. Mas uma derrota ou até mesmo um empate na partida que terá início às 21h45 (de Brasília) poderão lançar o Brasil ladeira abaixo, à sexta ou até à sétima posições.

A tabela do torneio sul-americano justifica, até agora, o rótulo de mais equilibrado de todos os tempos. Dunga não se cansa de falar sobre isso. O Equador lidera com 13 pontos, à frente de Uruguai (10), Brasil, Paraguai e Argentina (8), Chile e Colômbia (4). Peru (4), Bolívia (3) e Venezuela (1) têm uma disputa particular para não ser o mico das eliminatórias, que classificará diretamente os quatro primeiros para o Mundial da Rússia. O quinto colocado ainda terá chance na repescagem.

Os adversários diretos têm boas chances de saírem vitoriosos nesta terça-feira: Uruguai e Argentina receberão Peru e Bolívia, em casa, respectivamente. O Chile viaja para enfrentar a Venezuela, enquanto, no jogo teoricamente mais equilibrado, Colômbia e o líder Equador duelarão em Barranquilla.

Depois do duelo desta noite, o Brasil só voltará a jogar pelo torneio em setembro, contra Equador, em Quito, no dia 2, e Colômbia, em alguma cidade brasileira ainda não definida, no dia 6 – as datas também não estão confirmadas pela Conmebol. Após uma série de fracassos, o maior deles o histórico vexame dos 7 a 1 para a Alemanha, ficar fora da Copa do Mundo pela primeira vez na história é o maior pavor do comando do futebol brasileiro.

Antes do reinício das eliminatórias, a Seleção vai disputar ainda a Copa América Centenário, em junho, e as Olimpíadas, em agosto. Ou em clima de tranquilidade ou de pressão total. Depende de quantos pontos a equipe vai conseguir levar de Assunção.

Para complicar, Neymar está suspenso. Muito provavelmente, Ricardo Oliveira será o atacante. David Luiz, de atuação muito ruim no empate por 2 a 2 com o Uruguai, na última sexta-feira, também recebeu o segundo cartão amarelo e será substituído por Gil. Dunga manterá o esquema tático 4-1-4-1, que deu certo na vitória por 3 a 0 sobre o Peru e funcionou maravilhosamente bem por cerca de 35 minutos diante do Uruguai.

outdoor_pq

Atlético-PR perde no Paraguai e é eliminado da Sul-Americana

Terra

ortegaluquenoxatleticoprandrescristaldoefe

O Atlético-PR vai apenas cumprir tabela pelo restante do ano. A última esperança para salvar uma temporada repleta de decepções acabou no gramado do Estádio Feliciano Cáceres, em Luque, no Paraguai, com a derrota por 2 a 0 para o Sportivo Luqueño, que eliminou o Rubro-Negro da Copa Sul-Americana. No jogo de ida, em Curitiba, 1 a 0 para os brasileiros.

Com apenas três minutos de bola rolando a equipe paraguaia abriu o placar com um lindo gol de Ortega, que aproveitou falha de Kadu, chapelou Vichés e tocou de cobertura para balançar as redes. Aos 35 minutos, e aproveitando rebote de cobrança de pênalti, Leguizamón marcou o segundo.

O Luqueño pega pela semifinais da competição o River Plate. Pelo Campeonato Brasileiro, o Furacão encara a Chapecoense, fora de casa, na Arena Condá, já sem risco de rebaixamento, mas sem chance de alcançar o G-4.

unimarc-modelo-4

Zagueiro da Venezuela falha e entrega a vitória ao Paraguai

r7

000_Mvd6719655-1024x831

Venezuela e Paraguai desafiaram a paciência de quem teve de acompanhar os 90 minutos do encontro entre as duas seleções nesta primeira rodada das Eliminatórias Sul-Americanas da Copa do Mundo de 2018. Para coroar o desempenho das equipes, uma falha clamorosa do venezuelano Viscarrondo decretou o triunfo dos guaranis por 1 a 0, nesta quinta-feira, em Puerto Ordaz.

Seria incorreto culpar o péssimo estado do gramado pelo futebol apresentado por Venezuela e Paraguai. Os dois times entraram perdidos, desorganizados e cometendo falhas em excesso. A julgar pela estreia, os times passarão longe da Rússia.

Empolgada pelo estridente som das tribunas, a Venezuela tentou se impor na base da vontade e dos chutes de fora da área. Já o Paraguai não conseguiu ligar os três setores e pouco assustou a Vinho Tinto durante a partida. Uma atuação abaixo da média dos comandados do técnico Ramón Díaz.

Sem merecer a vitória, o Paraguai só levou os três pontos porque o zagueiro Vizcarrondo foi ajeitar de peito, acabou tirando a bola do goleiro e deixando Derlis González sozinho para balançar o barbante. Uma falha tão feia quanto a partida.

Na próxima terça-feira, a Venezuela visita o Brasil em Fortaleza. No mesmo dia, o Paraguai recebe a Argentina.

Guerrero marca, Peru bate o Paraguai e é novamente o 3º da Copa América

Gazeta Esportiva

t_156417_carrillo-e-guerrero-marcaram-para-garantir-a-vitoria-e-o-segundo-bronze-consecutivo-do-peru-foto-luis-acosta

O Peru é novamente o terceiro colocado da Copa América. Na noite desta sexta-feira, a seleção comandada por Ricardo Gareca bateu o Paraguai por 2 a 0 na cidade chilena de Concepción. Os gols que garantiram o resultado foram anotados por Carrillo e Guerrero, ambos na segunda etapa da disputa de terceiro lugar. Com o tento que anotou, o centroavante do Flamengo chegou a quatro na competição e empatou com o chileno Eduardo Vargas na artilharia.

Com o triunfo, o Peru fica com a medalha de bronze da Copa América pela oitava vez em sua história, e a segunda consecutiva após superar a Venezuela pelo posto na Argentina, em 2011. O Paraguai, por sua vez, fica com a quarta colocação pela sétima vez.

O Peru encerrou sua participação na Copa América com três vitórias, um empate e duas derrotas. Na primeira fase, se classificou como vice-líder do Grupo C, atrás do Brasil, após perder para a equipe verde-amarela na estreia, bater a Venezuela na sequência e ficar no 0 a 0 com a Colômbia. Passou pela Bolívia nas quartas de final sem levar sustos, fazendo 3 a 1, mas não resistiu à boa fase do anfitrião Chile, e sofreu revés por 2 a 1 na semi.

Já o Paraguai, que vinha de vice-campeonato na última edição da competição continental, fechou sua participação em território chileno com uma vitória, três empates e duas derrotas. O time guarani começou a campanha com empate com a Argentina, depois venceu a Jamaica e ficou no 1 a 1 com o Uruguai, placar que repetiu nas quartas de final diante do Brasil, mas avançou nos pênaltis. Na semi, no entanto, foi humilhado em seu reencontro com o Argentina, sendo goleado por 6 a 1.

Massacrado, Paraguai tenta se reerguer com terceiro lugar contra Peru

Gazeta Esportiva

t_156266_o-paraguai-chega-abalado-para-a-dipsuta-de-terceiro-lugar-apos-ser-goleado-pela-argentina-foto-yuri-cortez

Peru e Paraguai se enfrentam nesta sexta-feira, às 20h30 (de Brasília), no Estádio Municipal Ester Roa Rebolledo, em Concepción, no Chile, pela decisão do terceiro lugar da Copa América. Os peruanos perderam nas semifinais para os anfitriões do Chile por 2 a 1 e tentam repetir o feito do ano passado, quando encerraram a competição na terceira posição. Já os paraguaios ainda estão se recuperando da humilhante goleada de 6 a 1 sofrida para a Argentina, que acabou manchando um pouco uma campanha marcada por algumas façanhas, como despachar a Seleção Brasileira nas quartas de final.

Ricardo Gareca, técnico do Peru, está vivendo um momento positivo, sendo muito elogiado pela imprensa local, torcedores e seus comandados. O treinador entende que a missão no torneio chegou ao fim, mas não pretende abrir mão do terceiro lugar.

“Acredito que cumprimos a nossa missão. Terminamos o torneio entre os quatro melhores e o conseguimos o mais importante, que foi resgatar a credibilidade do futebol peruano e mostrar que estamos bem preparados para as Eliminatórias para a Copa do Mundo da Rússia, que será muito disputada. Porém, não vamos abrir mão de encerrar a nossa participação com chave de ouro e buscaremos o terceiro posto”.

A seleção peruana não poderá contar com o zagueiro Carlos Zambrano, expulso contra o Chile. Christian Ramos será o substituto. Pelo lado do Paraguai, ficam de fora o meia Derlis González e o atacante Roque Santa Cruz. Eles darão lugar, respectivamente, a Raúl Bobadilla e Lucas Barrios. O também atacante Nelson Haedo Valdez pode ser baixa por problemas musculares. Se a ausência for confirmada, Romero deve entrar como titular. Caso o duelo termine empatado no tempo regulamentar, a decisão seguirá diretamente para a disputa de pênaltis.

Argentina passeia contra o Paraguai e vai à decisão da Copa América

Globo Esportes

argentinagoleada

O papel de favorito sempre foi dela. Só faltava comprovar em campo. Nesta terça-feira, a Argentina enfim mostrou por que é apontada como principal candidata ao título da Copa América. Com um futebol envolvente e – finalmente – eficiente, os hermanos passearam contra o Paraguai em Concepción.

A vitória por 6 a 1, com show do trio Messi, Di María e Pastore, garantiu a vaga na final da competição e manteve cada vez mais vivo o sonho de acabar com o jejum de 22 anos sem títulos. Em um só jogo, a equipe do técnico Gerardo Martino fez mais gols do que já tinha marcado em todo o torneio. O recado foi bem claro: se cuida, Chile!

Com a vitória, a Argentina se classificou para a final e vai encarar o Chile, que busca a taça inédita, no próximo sábado, às 17h (de Brasília), em Santiago. Os hermanos tentam acabar com um jejum de 22 anos sem título e lutam pela 15ª taça da competição. O Paraguai vai disputar o terceiro lugar com o Peru, na sexta, às 20h30 (de Brasília), em Concepción.

Argentina e Paraguai duelam em busca de final na Copa América com Chile

Galaicos Online

argentina-paraguay-copa-america-13062015_15kodr9948n1rzyx3jbzcvpzi

Argentina e Paraguai duelam na noite desta terça-feira (30) em busca de uma vaga na final da Copa América. A equipe que vencer a partida que será disputada no estádio Municipal, em Concepción, encara o Chile, dono da casa, na decisão do torneio.

Para esta partida, o técnico Tata Martino não vai ter desfalques. O treinador vai utilizar o que tem de melhor no jogo contra os paraguaios, inclusive, com a principal estrela da equipe, Lionel Messi, em campo.

Já do lado do Paraguai, o treinador Ramón Díaz tem uma dúvida no ataque para o confronto. O comandante ainda não definiu se vai escalar Roque Santa Cruz ou Lucas Barrios no setor ofensivo da equipe.

A arbitragem do jogo é do brasileiro Sandro Meira Ricc (Fifa-BRA). Os auxiliares serão Emerson Augusto de Carvalho (BRA) e Fábio Pereira (BRA).

unimarc-modelo-4

Copa América: Por vaga na semifinal, Brasil encara o Paraguai

Bahia Noticias

xIMAGEM_NOTICIA_5.jpg.pagespeed.ic.3ZTYoCeJMF

O Brasil encara o Paraguai neste sábado (27), às 18h30, em Concepción, no Estádio Collao, em duelo válido pelas quartas de final da Copa América.

A equipe comandada pelo técnico Dunga ainda não convenceu nesta Copa América. Essa será mais uma chance do time canarinho tentar apresentar um bom futebol na competição.

O meia Willian dá a receita para conseguir a vaga para próxima fase: atenção e ir para cima do adversário.

“É só jogar como o Brasil gosta, indo para cima do adversário, sem medo, tendo controle do jogo. Logicamente, eles poderão atacar em alguns momentos. Aí, teremos que estar bem ligados”, afirmou.

Já o Paraguai, comandado pelo argentino Ramón Diaz, está invicto no torneio continental. Empatou por 2 a 2 com a Argentina, ganhou por 1 a 0 da Jamaica e ficou no 1 a 1 com o Uruguai.

Argentina impõe “olé”, mas relaxa e cede empate ao Paraguai no fim

Gazeta Esportiva

t_154269_o-empate-deixa-as-duas-equipes-em-pe-de-igualdade-no-grupo-b-da-copa-america-que-tem-o-uruguai-como-lider

A medalha de prata na Copa do Mundo de 2014 não parece ter sido bem digerida pela Argentina. Mesmo assim, neste sábado, a equipe comandada por Gerardo “Tata” Martino dominou amplamente o Paraguai, mas cedeu o empate em 2 a 2, em La Serena, pela primeira rodada do grupo B da Copa América.

Os gols da Argentina foram marcados por Aguero, aos 28, e por Messi, de pênalti, aos 35 minutos do primeiro tempo. Valdez descontou para o Paraguai aos 14 da etapa final, e Lucas Barrios chegou ao empate aos 44. Com o resultado, as duas seleções estão empatadas no segundo lugar do grupo B, que tem o Uruguai na liderança com três pontos.

No ano passado, a seleção alviceleste chegou à decisão do Mundial, mas saiu derrotada pela Alemanha por 1 a 0, no Maracanã, com um gol do jovem meia Mario Gotze. Frustrados, Messi, Aguero e companhia iniciaram a disputa do torneio continental no Chile com a taça como objetivo principal. Vale lembrar que os argentinos já somam 14 títulos: foram campeões em 1921, 1925, 1927, 1929, 1937, 1941, 1945, 1946, 1947, 1955, 1957, 1959, 1991 e 1993. Em contrapartida, a Seleção Brasileira sustenta a rivalidade com oito taças.

Na edição de 2011, disputada justamente na Argentina, a delegação paraguaia chegou à decisão sem vencer uma única partida – foram cinco empates, dentre eles o que eliminou o Brasil de Mano Menezes. Na grande final, no entanto, o Uruguai levou a melhor por 3 a 0, frustrando o sonho do Paraguai de adicionar mais uma taça às conquistadas em 1953 e 1979.

outdoor_pq

Messi em foco: pressionada Argentina estreia sonhando com o fim do jejum

Globo Esportes

2015-06-12t184433z_1006920001_lynxmpeb5b0xe_rtroptp_4_esportes-fut-copaamerica-messi-tevez_1

Do imponente Estádio Olímpico de Berlim para o desconhecido La Portada. Uma semana depois de ajudar o Barcelona a conquistar a Liga dos Campeões e confirmar o triplete, Lionel Messi volta a campo neste sábado com outra missão bem definida. Apostando no grande momento de seu camisa 10 e capitão, a favorita Argentina estreia na Copa América de 2015 pressionada a encerar um jejum que já dura 22 anos. A partida contra o Paraguai de Ramón Díaz, técnico argentino e multicampeão com o River Plate, será às 18h30 (de Brasília), em La Serena.

Não faltam motivos aos hermanos para terem a confiança em alta. Nas últimas quatro edições da Copa América que foram realizadas no Chile (1941, 1945, 1955 e 1991), a Argentina levantou a taça. Fora os vários jogadores que terminaram a temporada europeia em alta, como Agüero, Pastore, Otamendi, Pastore, Banega, Mascherano, Tévez e Messi. O capitão foi direto ao assunto assim que se apresentou à seleção. Avisou que chega mais bem preparado do que quando se juntou ao time para a disputa Copa do Mundo de 2014. Se naquela época ele vinha de uma temporada sem títulos pelo Barça, agora tem três taças novas na estante: Copa do Rey, Campeonato Espanhol e a Liga dos Campeões.

Tata conhece bem o Paraguai (treinou a seleção adversária por cinco anos entre 2007 e 2012, conquistando o vice-campeonato da Copa América de 2011), mas não abriu mão do mistério. Preferiu não confirmar a escalação que deverá ter Romero – recuperado de um problema no ombro esquerdo – no gol e Agüero formando o trio ofensivo ao lado de Di Maria e Messi. Tudo para driblar a pressão do longo período sem taças. A última foi a Copa América de 1993. Mais do que vencer, o treinador quer impedir o que considera uma injustiça.

Com faixa contra racismo, Brasil melhora no fim e vence Paraguai

Globo Esportes

comemoracao-brasil-rafaelribeiro-cbf

O Brasil teve mais posse de bola, martelou, tentou, mas a vitória por 2 a 0 sobre o Paraguai, pela segunda rodada do hexagonal final do Sul-Americano sub-20, só saiu nos últimos 30 minutos de jogo. Yuri Mamute e Marcos Guilherme fizeram os gols do triunfo, e o atacante do Atlético-PR (envolvido em caso de racismo na partida contra o Uruguai), viu uma iniciativa da Conmebol contra o problema, com as duas equipes entrando em campo com uma faixa contra o racismo.

O resultado levou o Brasil a quatro pontos no hexagonal, assumindo provisoriamente a liderança do torneio – a Argentina tem três e joga mais tarde contra a Colômbia. Uruguai e Peru fecham a rodada.

Depois do empate em 0 a 0 com a Celeste, o Brasil entrou em campo numa situação bem diferente. Não havia torcida contra – o público, aliás, foi baixíssimo -, o gramado do estádio Parque Central era bom, e os paraguaios era bem menos temíveis. Antes do jogo começar, as equipes posaram com uma faixa contra o racismo. Nos alto-falantes, a mensagem: “A Conmebol diz não à violência e ao racismo”.

comercial tommacon



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia