WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
vitoria da sorte


vitoria da sorte

julho 2020
D S T Q Q S S
« jun    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  



drupal counter

:: ‘PENA’

Antônio Pena é eternizado com nome no troféu do Baianão 2016

FBF

pena (2)

Não há como falar da história do futebol baiano e não lembrar de Antônio Pena. Durante seus 86 anos de vida, o baiano de São Sebastião do Passé dedicou grande parte ao esporte mais amado pelos brasileiros.

Em 1º de janeiro de 1974, ele fundou a Associação Desportiva Catuense, um dos clubes mais tradicionais do estado, que mais tarde, em 2001, passou a se chamar Catuense Futebol S/A. Como presidente e presidente de honra. Pena ajudou o clube a conquistar uma Taça Estado da Bahia, em 2001; uma Taça Cidade de Salvador, em 1987, e um Campeonato Baiano do Interior, em 2004, e uma Segunda Divisão do Baianão, em 1980.

Ainda com a incansável luta do ex-dirigente, a Catuca, como é carinhosamente chamada por seus torcedores, ficou conhecida nacionalmente ao chegar ao 4º lugar de uma Série B de Campeonato Brasileiro, em 1989 e 1990, e um 4º lugar de Série C do Brasileiro, em 1994

Mas, a Catuense brilhou ainda mais e colaborou com o futebol ao formar atletas. De lá, saíram craques como Bobô, Sandro, Luiz Henrique, Vandick, Zanata, Naldinho e Renna.

Além do futebol, Pena também nutriu amor pela política. Ele foi prefeito de Catu em dois mandatos. Já como empresário, foi dono da empresa de transportes Viação Catuense.

Querido por todos no futebol baiano, Antônio Pena deixou um sentimento de saudade no coração de muitos dirigentes e torcedores, que se tornaram seus amigos, no dia 6 de fevereiro de 2016. Após 15 dias de internamento em um Hospital de Salvador, ele faleceu vítima de um acidente de carro.

A história de brilho e sucesso de Pena no futebol lhe rendeu algumas homenagens ainda em vida. A principal delas foi a inauguração do Estádio que levou seu nome, Antônio Pena, em Catu, em 1996. Na partida de inauguração, a Catuense venceu o Peñarol, do Uruguai, por 2 a 1.

Mas, chegou a hora de homenagear e eternizar Antônio Pena in memoriam, no maior campeonato Estadual do Norte/Nordeste do país. A diretoria da Federação Bahiana de Futebol decidiu dar à taça de Campeão Baiano de 2016 o nome de “Troféu Antônio Pena (in memoriam)”.

Uma homenagem simples, mas significativa para sua família, sua viúva, Maria Pena, os quatro filhos e nove netos, entre eles Roberto Pena, atual presidente da Catuense. “É o mínimo que poderíamos fazer para homenagear esse grande homem, político e desportista que foi Antônio Pena. Um grande amigo, que colaborou e muito com o futebol baiano. Ele merece todas as formas de homenagens”, disse o presidente da FBF, Ednaldo Rodrigues.

Morre Antônio Pena, ex-presidente da Catuense, aos 86 anos

Bahia Notícias

IMAGEM_NOTICIA_5

Faleceu na manhã deste sábado (6) Antônio Pena, ex-presidente da Catuense e ex-prefeito de Catu. A informação foi confirmada ao Bahia Notícias por Maria Aparecida, filha de Pena.

Ele sofreu um acidente automobilístico no último dia 22 de janeiro na região de São Sebastião do Passé. Ele teria ido socorrer atletas da base da Catuense, que estavam num ônibus quebrado na estrada e foi atingido por um veículo. Antônio Pena, de 86 anos, estava internado no Hospital São Rafael desde então.

O enterro aconteceu neste domingo (7), às 11h, no Cemitério Municipal de Catu.

Ele trombou e derrubou o xerifão do Palmeiras. E como prêmio foi contratado

Uol

Atlas-Palmeiras-Pena-480-Reprodução

Um atacante é contratado para defender um time grande por conta de seus gols, seu protagonismo no ataque? Não foi assim com Renivaldo Pereira de Jesus, o Penna, que chegou ao Palmeiras em 1999. Tudo aconteceu depois de um jogo entre Rio Branco x Palmeiras pelo Campeonato Paulista daquele ano. Uma trombada.

Naquele duelo do Paulistão, Penna teve seu momento de protagonismo aos olhos do então técnico palmeirense Luiz Felipe Scolari. Felipão ficou impressionado com a força física do atacante, que foi capaz de derrubar ninguém mesmo que o zagueiro Clébão, xerifão do Palmeiras na época.

“Teve um jogo contra o Palmeiras e eu trombei com o Cleber em alguns lances. O Cleber caiu em uma das divididas e o Felipão falou: ‘não, eu nunca vi o Cleber cair, um atacante derrubar o meu zagueiro? Eu quero ter esse jogador’. Então, quando a Parmalat fechou comigo, era o Palmeiras ou o Juventude e o Felipão falou que me queria. Foi uma surpresa”, recordou Penna em conversa com o UOL Esporte.

Depois do pedido especial por Penna, o atacante estreou pelo Palmeiras em setembro de 1999, contra o Sport. Só marcou mais tarde, em seu quinto jogo, mas conseguiu o apoio de quem o trouxe: Felipão. Jogou no clube que na época tinha Evair, Oséas, Asprilla, Paulo Nunes, Edmilson e conseguiu o seu lugar.

Com Felipão ganhou a Copa dos Campeões, que credenciou o Palmeiras a disputar a Libertadores; o Rio-SP; foi vice da Libertadores. O moral com o treinador era tanto que Scolari até mesmo ajudou o jogador a conseguir um aumento de salário, que no início era de R$ 20 mil.

“Ele sabia que tinha jogadores que não jogavam e ganhavam 180 mil dólares, 100 mil, 80 mil e eu ganhava 20 mil reais. Teve um intervalo e eu me envolvi em uma confusão. Esse negócio de você ser roubado, de ficar calado, vendido por um preço e recebido por outro sendo que eu já poderia ter conseguido a sua independência financeira. Eu sofri muito e neste intervalo no Palmeiras eu falei que eu queria ir embora. Eu não queria mais voltar para o Palmeiras e fui embora no final de 2000. Eu saí de um salário de R$ 20 mil para ganhar cinco, seis vezes mais que isso, então mais uma vez eu me sujeitei”, contou Penna, que deixou o Palmeiras em 2000 rumo ao Porto, de Portugal.

“Quando eu saí do Palmeiras eu fui jogar no Porto para substituir o Jardel. O Porto tinha perdido uma vaga para a Liga dos Campeões e estava naquele turbilhão. Foi quando me contrataram e eu tive a felicidade de chegar lá. Em oito jogos sempre marcava e o Porto foi para as pontas do campeonato português, fui artilheiro em Portugal e um dos goleadores da Europa”.

FBF participa de homenagem a ex-jogador Pena

FBF
Foto Esportes do Sudoeste

3285,fbf-participa-de-homenagem-a-ex-jogador-pena-3

Aos 40 anos e aposentado dos gramados desde 2010, o ex-atacante Pena viveu um dos momentos mais emocionantes da sua trajetória no futebol na noite de quarta-feira (4). No Lomanto Junior, palco onde deu seus primeiros passos no esporte, o ex-jogador recebeu uma justa homenagem.

Nome marcante do futebol baiano e com passagens por grandes clubes do Brasil e do exterior, Pena recebeu da Federação Bahiana de Futebol (FBF) uma placa de agradecimento por seus serviços prestados ao futebol da Bahia. O presidente Ednaldo Rodrigues, o diretor de registros e transferências e vice-presidente eleito, Ricardo Nonato, além do presidente da Ceaf-BA, Wilson Paim foram os responsáveis pela homenagem.

O momento especial ainda contou com a presença de dois clubes de importância para o ex-atleta. O Palmeiras, por onde atuou e conquistou títulos entre 1999 e 2000, e o Vitória da Conquista, que não chegou a atuar, mas mantém uma relação de carinho e amizade com sua torcida e seu presidente, Ederlane Amorim.

Amorim também homenageou Pena com uma camisa personalizada do clube e uma carteira cativa vitalícia para o acesso ao estádio Lomanto Júnior em todos os jogos com o mando de campo do alviverde conquistense. Já Fernando Prass, goleiro e capitão do time paulista entregou uma flâmula Verdão ao ex-atacante.

Em seguida, Pena acompanhou, ao lado de sua família, a partida entre Vitória da Conquista e Palmeiras, vencida por 4 a 1 pelo alviverde de São Paulo, que avançou para a 2ª fase da Copa do Brasil.

Carreira – Renivaldo Pereira de Jesus, mais conhecido como Pena iniciou sua carreira na sua cidade natal, Vitória da Conquista, atuando pelo Serrano, em 1993. Até 2010, o atacante de 1,78 m defendeu clubes como Conquista (BA), Rio Brando (SP), Paraguaçuense (SP), Ceará, Grasshopper (SUI), Palmeiras, Porto (POR), Strasbourg (FRA), Sporting Braga (POR), Marítimo (POR), Botafogo, Paulista, Confiança, Madre de Deus e encerrou sua carreira onde tudo começou, no próprio Mongoió.

Entre os títulos que conquistou estão o Baianão da 2ª Divisão, em 1995; Campeonato Cearense, em 1998; Copa dos Campeões da CBF, em 2000; Torneio Rio-São Paulo, em 2000; Taça Portugal, em 2001; Taça Guanabara, em 2006 e o Campeonato Carioca, em 2006.

O conquistense ainda faturou a Bola de Prata do Campeonato Português ao marcar 22 gols pelo Porto na temporada 2000/2001.

Vitória da Conquista faz aniversário e homenageará Pena no dia da partida contra o Palmeiras

Por Luciano Pina
Fonte Site do Clube

pena-palmeiras2_thumb

No próximo dia 4 de março o Vitória da Conquista dará início à sua participação pela segunda vez, na Copa do Brasil, competição organizada pela Confederação Brasileira de Futebol. O adversário será a equipe da Sociedade Esportiva Palmeieras, de São Paulo.

Aproveitando este encontro com o Verdão, a diretoria do Alviverde vai homenagear o ex-jogador Pena, conquistense dos que mais se destacaram no mundo do futebol, defendendo grandes clubes do Brasil e do exterior. Um desses clubes defendidos por Pena foi o Palmeiras, clube que jogou nos anos de 1999 e 2000, marcando 15 gols em 50 partidas e conquistando a Copa dos Campeões da CBF e a Taça Rio.

A boa passagem pelo Palmeiras abriu as portas para o futebol mundial para o atacante, que no ano de 2000 foi para o Futebol Clube do Porto, conquistando a Taça de Portugal em 2001 e recebendo a Bola de Prata pelos 22 gols marcados na temporada 2000/2001.

O presidente Ederlane Amorim afirma que “será uma justa homenagem ao ex-atleta, por tudo que ele representa para o futebol conquistense e nacional. Aproveitaremos esse confronto com o Palmeiras para dar esse reconhecimento público ao Pena e temos certeza que o torcedor fará uma bela festa neste dia”.

O Bode irá celebrar seus 10 anos de existência na noite de hoje (21), às 19 horas, com uma programação especial. Uma festa será realizada na AABB com a escolha da Musa do time. Também estará à disposição do torcedor uma equipe para realizar o cadastramento do sócio torcedor para a temporada 2015.

Presidente do Conquista descarta contratação de Pena e Clayton

Bahia Noticias

Nas últimas semanas o nome da dupla Pena e Clayton tem sido apontado como reforço do Vitória da Conquista para o Campeonato Baiano 2012.

Após o elogio do técnico Elias Borges aos dois jogadores, os rumores ganharam força. No entanto, Ederlane Amorim, presidente do Alviverde, descartou a contratação dos ex-campeões europeus neste momento. O dirigente elogiou os jogadores, mas disse que no momento eles não são prioridades.

“Pena e Clayton são referências mundiais. São jogadores de uma qualidade indiscutível. Mas no momento nossa prioridade é outra. Até por conta da questão financeira. Queria muito esses dois, mas atualmente não é possível”, disse Ederlane.

Pena alternativa livra Juazeirense da perda de pontos

Bahia Noticias

O Juazeirense não corre o risco de perder pontos pela escalação do zagueiro Sílvio. O presidente do clube, o deputado Roberto Carlos, tranquilizou a torcida do Cancão de Fogo. Segundo o mandatário, não houve nenhum tipo de irregularidade na participação do atleta no triunfo de seu time contra o Ypiranga, em 14 de maio. A penalidade imposta pelo TJD-BA (Tribunal de Justiça Desportiva da Bahia) foi revertida e o atleta foi obrigado a doar 100 latas de leite a uma instituição filantrópica de Salvador.

Sendo assim, o zagueiro estaria apto a jogar em qualquer competição realizada pela Federação Bahiana de Futebol (FBF). “’O problema é de quem não tem não farinha no saco e quer ganhar no tapetão. Tem que esperar mais um tempo, como Juazeiro está esperando, montar time bom e ganhar dentro de campo”, disparou. O presidente do TJD-BA, Ruy João, confirmou que o jogador cumpriu a penalidade. “A pena do atleta Sílvio foi convertida em benefício social. Ele pagou e assim não teria mais nenhuma pena a cumprir”, explicou.

O Juazeirense enfrenta o Jequié nesta quarta-feira (8), em partida válida pelas semifinais do Campeonato Baiano da 2ª Divisão.

Pena volta aos treinos do Serrano

Blog dA Resenha Geral
Foto: BN

O atleta Pena após ter anunciado a direção do Serrano que não iria mais atuar no time retornou na tarde de hoje aos treinamentos do time. A decisão precipitada do atleta seria em apoio ao afastamento de Elias Borges do comando técnico.

Pena estará a disposição do novo treinador Esquerdinha, no último jogo contra o E.C Bahia em Salvador no dia 13 de março. Julgado no início da noite desta 3ª feira (22), Pena foi suspenso por 3 jogos. Contra os adversários Juazeiro, Bahia de Feira e Atlético o Serrano não poderá contar com o atacante.

Pena não fica no Serrano sem Elias

Blog da Resenha Geral

O atacante Pena, com o pedido de afastamento do treinador Elias, manifestou a direção do Serrano que não pretende continuar atuando em defesa do time mongóio no Baianão 2011.

O atleta Clayton, amigo de Pena, não disse ainda se pretende continuar vestido a camisa do Serrano. O atleta que atuou no Futebol Clube do Porto (Portugal), ao lado de Pena, veio para Conquista a convite do amigo.

A direção do clube está tentando convencer o atacante Pena a continuar no time. O momento requer tranqüilidade para os futuros jogos que definirão a classificação no Grupo II.

Jogadores do Serrano serão julgados na noite desta terça

Por: Luciano Pina
Foto: Atarde

Pena poderá desfalcar o Serrano contra o Juazeiro

O Serrano poderá perder dois jogadores para a partida contra o Juazeiro, que acontece no próximo domingo (27), no estádio Lomanto Junior, pela nona rodada do Campeonato Baiano.

Os jogadores Joelan e Pena serão julgados na noite de hoje (22), pela expulsão na partida em que o Rubro-Verde foi goleado pelo Atlético, no estádio Antônio Carneiro, em Alagoinhas, pela segunda rodada, no dia 23 de janeiro.

O volante Joelan responderá ao artigo 250 (praticar ato desleal ou hostil durante a partida) do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), no qual a pena varia de uma a três partidas de suspensão.

Já o atacante Pena responderá a denúncia no artigo 243-F (Ofender alguém em sua honra, por fato relacionado diretamente ao desporto) do CBJD, que pode resultar em multa de R$ 100 a R$ 100 mil reais, além de suspensão de uma a seis partidas.

O julgamento acontecerá a partir das 18:30hs, no auditório do Tribunal de Justiça Desportiva do Futebol do Estado da Bahia.

Julgamento é adiado e Pena joga contra o Conquista

Blog da Resenha Geral
Foto: BN

O julgamento do atleta Pena da equipe do Serrano S. Club, que seria realizado no início da noite desta 3ª feira (15), foi adiado para a próxima 3ª feira (22). O E.C Bahia interessado no julgamento colocou o seu advogado a disposição do Serrano para apresentar a defesa do atleta no Tribunal de Justiça Desportiva da Bahia.

Expulso na 2ª Rodada do Baianão 2011, no jogo Atlético 6×2 Serrano, Pena está enquadrado no Art. 243, letra f, do CDJD, que prevê suspensão de no mínimo 4 jogos.

Com apenas 7 pontos ganhos, ocupando a 5ª colocação, o E.C Bahia, tem como concorrente o E.C Vitória da Conquista que ocupa o 3º lugar com 10 pontos ganhos no Grupo 1. Interessa ao Esquadrão de Aço uma vitória do Serrano no próximo domingo contra o Bode. A presença de Pena no jogo é tudo que o Bahia quer.

Pena será julgado nesta terça por expulsão contra o Atlético

Por: Luciano Pina

Pena poderá desfalcar o Serrano nas próximas rodadas

O atacante Pena será julgado na noite desta terça (15), pela expulsão na partida em que o Serrano foi goleado por 6 a 2, pelo o Atlético, no estádio Antônio Carneiro, no último dia 23/01, pela 2ª rodada do Campeonato Baiano.

Segundo o árbitro Ademilton Piedade Carigé, o atacante do Serrano ofendeu o seu assistente Alessandro Álvaro Rocha de Matos com palavras grosseiras.

O jogador será julgado baseado no art. 243-F. Ofender alguém em sua honra, por fato relacionado diretamente ao desporto, cuja pena minima é de 4 partidas. Além de Pena serão julgados o treinador Marivaldo dos juniores e o volante Joelan.





WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia