WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

agosto 2019
D S T Q Q S S
« jul    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031



drupal counter

:: ‘PÚBLICO’

Bahia segue à frente em média de público da Série B

Bahia Notícias

xIMAGEM_BAHIA_5.jpg.pagespeed.ic.FRl3s_vX8m

Com 16 jogos realizados em casa neste Campeonato Brasileiro da Série B, o Bahia lidera o ranking da média de público da competição nacional. 17.555 torcedores compareceram ao estádio para apoiar a equipe. Vale ressaltar que a partida contra o Mogi Mirim, válida pela 2ª rodada da Série B, teve os seus portões fechados no Metropolitano de Pituaçu.

O Paysandu, que briga pelo acesso à Série A, ocupa a vice-liderança do ranking, com 14.780 pagantes. Enquanto o Ceará, na luta contra o rebaixamento à Série C, fica na terceira posição, com 14.101. Líder da competição, o Botafogo aparece apenas na sétima colocação, com 8.483 torcedores.

Atualmente na quinta posição do certame nacional, o Esquadrão ainda terá mais três partidas na Arena Fonte Nova para confirmar a liderança: Santa Cruz (7 de novembro), ABC (10 de novembro) e Atlético Goianiense (28 de novembro).

O maior registro de público pagante na Série B aconteceu no clássico Ba-Vi da 29ª rodada, com 37.169 torcedores. Diante do CRB, pela 22ª rodada, a Arena Fonte Nova viu o seu pior público, com 6.383 pagantes.

11227897_697604950341672_1805167783171243882_n

Público do estádio Edvaldo Flores foi o maior da rodada da Copa Governador

Por Luciano Pina
Foto Eliezer Oliveira

E2A0327

O público que compareceu no estádio Edvaldo Flores, na tarde do último domingo (1º), para assistir o jogo entre Vitória da Conquista e Colo Colo, pela Copa Governador do Estado foi o maior da rodada.

Confira o público e renda dos jogos
Juazeirense 3 x 1 Jacobina – Estádio Agnaldo Bento dos Santos

Público 32 – Renda R$320,00
Bahia 0 x 0 Bahia de Feira – Estádio de Pituaçu
Público 141 – Renda R$825,00
Fluminense 1 x 1 Vitória – Estádio Eliel Martins
Público 328 – Renda R$3.280,00
Vitória da Conquista 1 x 2 Colo Colo
Público 478 – Renda R$3.615,00

Confira os jogos de ida das semifinais
Bahia x Juazeirense
Fluminense x Bahia de Feira

BANNER_500x100

Público do jogo do Vitória da Conquista continua sendo o maior da Copa Governador

Por Luciano Pina
Foto Eliezer Oliveira

_E2A4990-1

Apenas 853 torcedores pagaram ingressos para asssistir as quatro partidas válidas pela segunda rodada da Copa Governador do Estado, que aconteceram no último final de semana. O maior público foi no confronto Jacobina e Fluminense.

Confira o público e a renda dos confrontos:
Jacobina 0 x 2 Fluminense – Estádio Eliel Martins

Público 418 – Renda R$4.180,00
Bahia 1 x 0 Vitória da Conquista – Estádio de Pituaçu
Público 144 – Renda R$875,00
Juazeirense 3 x 1 Vitória – Estádio Pedro Amorim
Público: 138 – Renda R$1.360,00
Bahia de Feira 2 x 1 Colo Colo – Estádio Eliel Martins
Público 155 – Renda R$780,00

O maior público da competição continua o da partida Vitória da Conquista e Bahia de Feira, no estádio Edvaldo Flores.

11990482_677264472375720_7526595543322411409_n

Estádio Edvaldo Flores tem capacidade para 1200 torcedores

Site do ECVC

SC1_1129

A Federação Bahiana de Futebol informou que a capacidade de bilheteria do estádio Edvaldo Flores, mando de campo do ECPP Vitória da Conquista na Copa Governador é de 1200 ingressos.

A diretoria colocará à disposição do torcedor 1200 ingressos, sendo 720 inteiras ao preço de R$ 10,00 e 480 meias com o custo de R$ 5,00.

16ª rodada registra a maior média de público pagante do Brasileirão

Globo Esportes

a_1

O Blog Numerólogos divulgou no último domingo que a 16ª rodada seria a de maior média de público pagante do Campeonato Brasileiro. Entretanto, faltavam a confirmação do número de torcedores que pagaram ingresso para assistir à vitória do Joinville sobre o Avaí por 2 a 0, na Arena Joinville, e ao empate sem gols entre Sport e Cruzeiro, na Arena Pernambuco.

Na noite desta terça-feira, a CBF publicou os borderôs das duas partidas e a média de 25.512 da 14ª rodada foi superada pelos 27.923 pagantes da última jornada. Destaque para Flamengo x Santos, no Maracanã, com 51.749 pagantes no jogo, que terminou em 2 a 2.

Atlético-MG x São Paulo registrou a segunda maior marca na rodada. Foram 45.392 pessoas que compraram ingresso para ver a vitória do Galo por 3 a 1, no Mineirão. A partida entre Palmeiras x Atlético-PR também teve uma boa presença de público. A Arena do Verdão recebeu 38.794 pagantes, mas os palmeirenses não saíram felizes do estádio, pois o time perdeu por 1 a 0.

468x60_simonassi127

Jogo do Serrano registrou o menor público da 1ª rodada da Serie D

Por Luciano Pina

Fotos Serrano ox02 Central (117)

A partida entre Serrano e Central-PR, que aconteceu no último domingo (12), no estádio Agnaldo Bento dos Santos, em Porto Seguro, registrou o menor público da primeira rodada do Campeonato Brasileiro da Serie D.

Apenas 154 torcedores pagaram ingressos proporcionando uma renda de R$1.495,00. O maior foi registrado no confronto entre River-PI e Palmas, onde 4.244 pagaram ingressos para uma renda de R$ 47.930,00.

Confira o ranking de público da primeira rodada da Série D:

1° River-PI 1 x 1 Palmas – 4.244 – (renda – R$ 47.930,00)
2° Gama-DF 0 x 0 Botafogo-SP – 3.557 – (renda – R$ 47.190,00)
3º Operário-MT 2 x 3 Aparecidense-GO – 1.764 – (renda – R$ 9.930,00)
4° Caldense-MG 1 x 0 Rio Branco-ES – 1.414 – (renda – R$ 23.850,00)
5° Campinense-PB 2 x 0 Globo-RN – 1.338 – (renda – R$ 21.180,00)
6° Ypiranga-RS 2 x 1 Inter de Lages-RS – 859 – (renda – R$ 12.990,00)
7° Guarani-CE 1 x 1 Santos-AP – 698 – (renda – R$ 8.080,00)
8° Crac-GO 1 x 0 Vila Nova-MG – 664 – (renda – R$ 9.250,00)
9° Serra Talhada-PE 2 x 0 Colo-Colo-BA – 661 – (renda – R$ 4.395,00)
10° Estanciano-SE 0 x 2 Treze-PB – 554 – (renda – R$ 8.632,00)
11° São Caetano-SP 5 x 0 Lajeaense – 498 – (renda – R$ 2.265,00)
12° Foz do Iguaçu 4 x 5 Volta Redonda – 342 – (renda – R$ 7.219,00)
13° Vilhena-RO 1 x 1 Remo-PA – 340 – (renda – R$ 4.350,00)
14º Náutico-RR 1 x 1 Nacional-AM – 322 – (renda – R$ 4.780,00)
15° Resende-RJ 2 x 2 Operário-PR – 222 – (renda – R$ 1.520,00)
16° Serrano-BA 0 x 2 Central-PE – 154 – (renda – R$ 1.495,00).

“Matinê das 11h” ou “22h da Globo”? Veja números de público

Terra

morumbipublicorodrigogazzanelfp

O horário das 11h da manhã de domingo para jogos de futebol foi “redescoberto” praticamente por acaso nesta temporada, mas tem se mostrado um acerto no que diz respeito à presença de torcedores. Um levantamento das partidas do Campeonato Brasileiro confirma que as médias de público, renda e ocupação dos estádios nas partidas matutinas são cerca de 45% maiores do que as dos jogos disputados às 22h de quarta-feira.

Nos dez jogos realizados às 11h até aqui, a média de público pagante foi de 27.561, a de renda bruta de bilheteria foi de R$ 961.413,00, e a de ocupação dos estádios, de 63%. Além disso, dos cinco maiores públicos do Brasileiro, três são de duelos matinais: São Paulo 3 x 1 Coritiba (58.482 pagantes), Atlético-MG 1 x 0 Joinville (55.987 pagantes) e Palmeiras 0 x 1 Goiás (37.337).

Já os jogos que aconteceram às 22h de quarta-feira – horário que existe para se encaixar na grade de transmissão da TV aberta – apresentam números bem inferiores. Em nove partidas, foram médias de 19.199 pagantes, R$ 666.703,33 de renda e 41% de ocupação. A exceção foi o jogo Atlético-MG 2 x 1 Sport , terceiro melhor público do campeonato com 50.684 pagantes.

Se forem considerados também três jogos da sexta rodada, que aconteceram às 22h de um sábado para dar espaço na TV aberta a um amistoso da Seleção no dia seguinte, os números mudam pouco: 18.251 pagantes, R$ 607.411,67 de renda e 42% de ocupação.

Um ponto que ajuda bastante na presença de torcedores nos horários matinais é a facilidade de locomoção – em muitos casos, é impossível ou muito difícil para as pessoas usarem o transporte público em jogos às 22h, já que os serviços se encerram logo depois ou pouco depois do fim das partidas. Em São Paulo, por exemplo, é preciso que o Metrô estenda seu horário de funcionamento quando o Corinthians joga no “horário Globo” na Arena Corinthians.

A própria CBF chegou a divulgar em seu site oficial que o horário das 11h é a “nova sensação” do Campeonato Brasileiro, devido à elevada média de público. Mesmo que a iniciativa tenha começado em março por uma razão que nada tinha a ver com futebol ou conforto do torcedor – um jogo do Palmeiras foi transferido pela Federação Paulista para as 11h do domingo para não coincidir com um protesto marcado para a tarde na capital paulista. O fato é que, independentemente do motivo original, as “matinês” do Brasileiro têm dado excelentes resultados.

Público do futebol amador em Feira supera times profissionais

Jornal Folha do Estado

32878-3

O campeonato amador da Estação Nova continua mostrando a sua força, apesar de todas as dificuldades de patrocínio. A competição continua sendo o grande atrativo dos amantes do futebol amador nos finais de semana do município.

A prova maior do sucesso do campeonato é o grande público que comparece a Praça Esportiva Gilson Porto, para torcer e acompanhar as rodadas duplas que movimentam a competição. Em apenas duas rodadas o Campeonato da Estação Nova já conseguiu atrair mais torcedores do que as duas equipes feirenses em toda a disputa da Serie A do futebol baiano.

Enquanto Feirense e Bahia de Feira, equipes profissionais do nosso futebol, não conseguem colocar um público de mais de 500 torcedores por partida, o campeonato da Estação Nova, em apenas duas rodadas já conseguiu um público de cerca de 3 mil torcedores.

Na rodada de estreia da edição 2015, a torcida organizada do Projaec do Tomba invadiu em peso a Praça Esportiva Gilson Porto, com faixas, bandeiras e charanga. Desta forma, a torcida alviverde empurrou a equipe da zona sul de Feira rumo a primeira vitória na competição. No último domingo (15) foi a vez da torcida organizada do Bahia da Santa Rita dar um verdadeiro show, contando com o apoio do torcedor e em especial a torcida organizada feminina. O time tricolor conseguiu bater o Brasília e largou bem no certame.

Atrás de Pernambuco, Ceará e Paraíba, Baianão é o 12º estadual em média de público

Bahia Notícias

xIMAGEM_NOTICIA_5.jpg.pagespeed.ic.hTyF1B6QDx

O Campeonato Baiano 2015 não vem se revelando como um sucesso de público. Analisando dados de 25 certames estaduais (incluindo a segunda e terceira divisão paulista), o Baianão é apenas a 12ª competição em média de aficionados com 2.225 torcedores por jogo, ficando atrás de torneios como o Paraibano (3.462), Pernambucano (3.287), Cearense (2.455) e o Goiano (2.259).

O campeonato com melhor média é o Paulista com 6.919 torcedores, seguido do Mineiro (4.111), o Carioca (4.013) e o Gaúcho (3.512). Ficaram de fora da análise apenas os certames do Piaúi, Amapá, Rondônia e Roraima, que ainda não iniciaram a suas competições ou estão sem dados de suas primeiras rodadas.

Bahia e Paraíba são os que apresentam o maior número de jogos realizados até esta terça-feira (17), com 42 confrontos realizados.

unimarc-modelo-4

Em duas rodadas, apenas três jogos do Baiano dão lucro para mandantes

Globo Esportes

vitoria_1

O título do Campeonato Baiano é o principal objetivo dos 12 clubes que estão na disputa da competição. A conquista é a primeira meta da temporada. Mas o caminho até lá não é nada agradável no lado financeiro. Isso é o que indica as duas primeiras rodadas. Foram 12 jogos realizados até o momento – sendo duas rodadas duplas – e apenas em três partidas o clube mandante deixou o estádio com dinheiro no bolso. O prejuízo tem sido a tônica do torneio neste início de disputa.

Apenas Vitória da Conquista, Bahia e Colo Colo conseguiram ficar no azul após a realização de um jogo como mandante. Muito dessa situação financeira pode ser explicada pela pouca presença do público. No total, foram 26.216 pessoas nas 12 partidas, média de 2.184 torcedores por confronto. O jogo com o maior número de espectadores foi o duelo entre Bahia e Jacobina, em Pituaçu, com 8.679 pagantes, enquanto o menor foi o duelo entre Galícia e Vitória da Conquista, onde somente 477 pessoas estiveram presentes.

– Para a gente está dentro do esperado. Sempre no início da competição é assim, ainda mais concorrendo com um período festivo em todo o estado. Além disso, alguns clubes estão jogando fora de seus mando de campo por questões que não competem à federação – adiantou Ednaldo Rodrigues, presidente da Federação Bahiana de Futebol (FBF).

Apesar dos prejuízos da maioria dos clubes, a entidade que organiza o Campeonato Baiano não tem muito o que reclamar. Pelo regulamento da competição, a FBF tem direito a 5% da renda bruta de cada partida e, com isso, conseguiu um lucro de R$ 17.597,85 nas duas primeiras rodadas.

– A federação também tem suas despesas. O que poderia acontecer é um trabalho alternativo para amenizar isso. Isso é um trabalho que os clubes terão de fazer junto à FBF para reduzir as despesas em cada jogo. É um aparato muito grande que gera um custo alto demais – aconselhou o vice-presidente do Vitória, Epifânio Carneiro.

tabela1_1

Vitória da Conquista figura na posição 87ª no ranking de públicos entre os 101 times das series A, B, C e D em 2014

Por Luciano Pina
Fonte Globo Esportes

Público só melhorou na final da Copa Governador do Estado

Público só melhorou na final da Copa Governador do Estado

Com o fim da temporada podemos conferir as equipes que mais levaram torcida para os estádios nas séries A, B, C e D. Os torcedores de Cruzeiro merecem aplausos, assim como os fãs do Fortaleza, que mesmo na Série C figura na oitava colocação geral. E os lanterninhas Cabofriense-RJ e Boavista-RJ precisam trabalhar duro para melhorar a bilheteria no próximo ano.

O Vitória da Conquista que disputou o Campeonato Brasileiro da Serie A, figura na 87º posição com 385 pagantes.

O ranking é feito apenas com os torcedores pagantes e levando em conta os públicos dos mandantes das partidas.

Confira agora como ficou o ranking final de média de público dos 101 clubes das quatro divisões do futebol brasileiro em 2014.

1 – Cruzeiro – 29.678 (Série A)
2 – Corinthians – 28.960 (A)
3 – São Paulo – 28.544 (A
4 – Flamengo – 26.411 (A)
5 – Inter – 22.318 (A)
6 – Grêmio – 21.028 (A)
7 – Palmeiras – 19.755 (A)
8 – Fortaleza – 18.812 (C)
9 – Fluminense – 18.490 (A
10 – Sport – 18.220 (A)
11 – Paysandu – 15.856 (C)
12 – Vasco – 14.232 (B)
13 – Atlético-MG – 14.132 (A
14 – Santa Cruz – 13.373 (B)
15 – Sampaio Corrêa – 13.220 (B)
16 – Bahia – 12.579 (A)
17 – Coritiba – 12.329 (A
18 – Atlético-PR – 12.238 (A)
19 – Botafogo – 11.362 (A)
20 – Ceará – 11.257 (B)
21 – Vitória – 10.267 (A)
22 – Chapecoense – 10.021 (A)
23 – Joinville – 9.990 (B)
24 – Santos – 9.243 (A)
25 – Criciúma – 9.089 (A)
26 – Figueirense – 8.378 (A)
27 – Salgueiro-PE – 7.811 (C
28 – Central-PE – 7.676 (D)
29 – Goiás – 6.942 (A)
30 – Moto Club-MA – 6.696 (D)
31 – Remo – 6.495 (D)
32 – Náutico – 6.248 (B)
33 – Ponte Preta – 6.200 (B)
34 – Porto-PE – 6.072 (D)
35 – Botafogo-PB – 5.964 (C)
36 – CRB-AL – 5.648 (C)
37 – América-RN – 5.520 (B)
38 – Londrina – 5.064 (D)
39 – Avaí – 5.057 (B)
40 – Anapolina-GO – 5.048 (D)
41 – ABC-RN – 4.868 (B
42 – Cuiabá-MT – 4.824 (C)
43 – Vila Nova-GO – 3.965 (B)
44 – Brasil de Pelotas-RS – 3.946 (D)
45 – América-MG – 3.945 (B)
46 – Operário-MT – 3.456 (D)
47 – Paraná – 3.275 (B)
48 – River-PI – 3.071 (D)
49 – Tupi-MG – 2.900 (C
50 – ASA-AL – 2.778 (C)
51 – Bragantino – 2.760 (B)
52 – Luverdense-MT – 2.678 (B)
53 – Confiança-SE – 2.602 (D)
54 – Campinense-PB – 2.569 (D)
55 – Juventude-RS – 2.297 (C)
56 – Icasa-CE – 2.185 (B)
57 – Atlético-GO – 2.135 (B)
58 – Caxias-RS – 1.966 (C)
59 – Oeste-SP – 1.765 (B)
60 – Mogi Mirim – 1.723 (C)
61 – Boa Esporte-MG – 1.716 (B)
62 – Treze-PB – 1.705 (C)
63 – Guarani – 1.614 (C)
64 – Crac-GO – 1.478 (C)
65 – Macaé – 1.388 (C)
66 – Metropolitano-SC – 1.317 (D)
67 – Globo FC-RN – 1.257 (D)
68 – Brasiliense – 1.255 (D)
69 – Estrela do Norte-ES – 1.249 (D)
70 – Princesa dos Solimões – 1.183 (D)
71 – Rio Branco-AC – 1.155 (D)
72 – Maringá-PR – 1.141 (D)
73 – Ituano – 1.108 (D)
74 – Portuguesa – 995 (B)
75 – Tombense-MG – 965 (D)
76 – Guarany de Sobral-CE – 822 (D)
77 – Águia de Marabá-PA – 724 (C)
78 – Pelotas – 720 (D)
79 – Penapolense-SP – 622 (D)
80 – Guaratinguetá-SP – 609 (C)
81 – Atlético-AC – 501 (D)
82 – Coruripe-AL – 490 (D)
83 – Luziânia-GO – 489 (D
84 – Jacuipense-BA – 45
85 – Baraúnas-RN – 435 (D)
86 – Madureira-RJ – 426 (C)
87 – Vitória da Conquista-BA – 385 (D)
88 – São Caetano-SP – 369 (C)
89 – Interporto-TO – 341 (D)
90 – Villa Nova-MG – 318 (D)
91 – Guarani de Palhoça-SC – 309 (D)
92 – Genus-RO – 308 (D)
93 – Santos-AP – 283 (D)
94 – Betim-MG – 257 (D)
95 – São Raimundo-RR – 237 (D)
96 – Goianésia-GO – 227 (D)
97 – Barueri-SP – 222 (D)
98 – Duque de Caxias-RJ – 197 (C
99 – Itaporã-MS – 168 (D)
100 – Cabofriense-RJ – 158 (D)
101 – Boavista-RJ – 125 (D)

r5xn3DZ

Vitória da Conquista é o 26º colocado no ranking de público da Serie D

Por Luciano Pina

images

Fazendo uma péssima campanha no Campeonato Brasileiro da Serie D, o Vitória da Conquista é o 26º colocado em público na competição. A média de pagantes dos jogos realizados no estádio Lomanto Júnior é de 466.

Já no ranking consolidado de público com os 101 clubes das séries A, B, C e D, o Bode ocupa a posição de número 83.

O público considerado para a média é o pagante, que é divulgado através dos borderôs das partidas. Não é considerado o público total porque o mesmo nem sempre é divulgado.

O Alviverde encerra sua participação como mandante na competição enfrentando o Globo-RN, neste sábado (13), às 16 horas, no estádio Lomanto Júnior.





WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia