WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

agosto 2019
D S T Q Q S S
« jul    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031



drupal counter

:: ‘PÚBLICO’

Brasileirão é o 15º campeonato com melhor média de público do mundo

Tribuna da Bahia

images

Apesar de ser o segundo campeonato com maior aumento na média de público entre as principais ligas do mundo, o Brasileirão está apenas na 15º posição entre as competições com melhores comparecimentos, segundo levantamento da Pluri Consultoria.

A Série A do campeonato nacional do país pentacampeão do mundo está atrás de outras ligas bem menos tradicionais, como a MLS (EUA), Super League (China) e J.League 1 (Japão).

Mas a situação ficou um pouco melhor na temporada 2013/2014, já que a competição brasileira ultrapassou outras como a A-League (Austrália) e Premier League (Rússia).

O aumento de média de público em relação ao ano anterior foi de 15%, menor somente que a Süper Lig (Turquia), saltando de 12.971 torcedores por jogo para 14.851. Mas 2014 não começou bem, e a presença de torcedores nesta edição está na casa dos 13,1 mil.

A Europa segue dominando o ranking, emplacando os quatro primeiros colocados. A primeira posição continua sendo da Bundesliga (Alemanha), que tem o público médio de 43.173.

Entre as ligas não-europeias, destaque para o México, que é o quinto com maior presença de público: 22.939.

Copa alcança a 2ª melhor média de público da história

Bahia Notícias

xIMAGEM_NOTICIA_5.jpg.pagespeed.ic.dz5Hapc6BA

A Copa do Mundo no Brasil alcançou a segunda maior média de público da história, superada apenas pelo Mundial de 1994, nos Estados Unidos, confirmou a Fifa de forma oficial neste domingo (6). Dentro de cada estádio, ou até mesmo pela TV, foi possível notar as arquibancadas praticamente lotadas.

Pode-se dizer que, em relação ao público, ao menos, essa Copa foi um sucesso – ostentando 98,3% de ocupação e 3,1 milhões de ingressos vendidos. A média de público nos 60 jogos da competição realizados até aqui foi de 52,7 mil pessoas por partida, superando os 52,4 mil da Copa da Alemanha, em 2006. A marca brasileira, entretanto, é bem menor que a de 68,9 mil pessoas contabilizada em 1994, isso por causa da grande capacidade de ocupação dos estádios nos Estados Unidos.

Ainda serão incluídos na conta os números das próximas partidas – semifinais, final e disputa pela terceira colocação -, contudo, a posição do Brasil nesse ranking não deve se alterar, até pelo fato de que estes próximos quatro confrontos deverão contar com lotação máxima nos estádios.

Copa do Mundo no Brasil já tem segundo maior público dos últimos cinco mundiais

Bahia Notícias

xIMAGEM_NOTICIA_5.jpg.pagespeed.ic.0nQ1JF0DlM

O público total nos estádios da Copa do Mundo de 2014 já superou 2 milhões de pessoas, de acordo com informações da Fifa divulgadas nesta quarta-feira (25). A taxa de ocupação das arenas foi de 98,3% neste que é o segundo melhor dos últimos cinco mundiais, com média de público de 50.972.

O primeiro lugar é ocupado pela Alemanha, em 2006, com um presença de 52.491 pessoas nos estádios. Ainda há mais de 4 mil tíquetes à venda.

Nos próximos dias, novos ingressos devem ser colocados à disposição devido à devolução por parte de torcedores de seleções eliminadas na primeira fase.

Em arenas ou caldeirões, Copa do Nordeste tenta subir média de público

Globo Esportes

dsc02353

Ela é carinhosamente apelidada de “Lampions League”, um trocadilho de “Lampião” (figura histórica conhecida como rei do cangaço e do sertão nordestino) com o principal torneio de clubes do mundo, a “Champions League”. Disputada pela segunda vez consecutiva neste novo formato, a Copa do Nordeste começa nesta sexta-feira com duas novidades. A primeira são todos os quatro palcos da Copa na região – a estreante Arena das Dunas, além de Fonte Nova, Pernambuco e Castelão. Por outro lado, alguns estádios bem menos confortáveis também receberão algumas das 38 partidas da competição. O que acaba sendo um retrato da região, que oscila entre o desenvolvimento dos grandes centros com as cidades do interior, mais carentes de recursos.

A outra novidade da “Lampions” é que, a partir de agora, ela passa a valer uma vaga na Copa Sul-Americana deste mesmo ano. O que para muitos dos 16 clubes participantes pode significar estreia em competições internacionais. Mas isso só acontecerá se o campeão não se classificar às oitavas da Copa do Brasil.

Como as vagas na Copa do Nordeste ficam com os melhores colocados nos estaduais do ano anterior, curiosamente campeão e vice-campeão de 2013 estão fora desta edição: Campinense e ASA foram mal no Paraibano e no Alagoano, respectivamente. O que mostra que priorizar uma competição em detrimento da outra pode ser um mau negócio.

Comparando com os estaduais disputados no ano passado, a “Lampions League” foi um sucesso de público, mesmo sem ainda contar com todas as arenas da Copa. Com média de público de 8.443 pagantes por jogo, teve quase 2 mil a mais que o Campeonato Mineiro, melhor média de 2013 entre os regionais (6.451 por partidas). As quatro maiores plateias foram de jogos no Castelão, que tem capacidade para 63.903 torcedores. O maior deles contou com 52.207, em Ceará 0 x 1 ASA, jogo de volta da semifinal. Ao todo, seis jogos contaram com mais de 20 mil pagantes – os outros dois foram no Arruda, estádio do Santa Cruz. A decisão que deu o título ao Campinense foi a sétima partida mais cheia, e contou com 19.650 pessoas no Amigão.

Com estes números, é de se esperar que a presença da Arena Pernambuco (46 mil torcedores) e da Fonte Nova (50 mil), com três jogos cada na primeira fase, elevem a média de público. E no dia 26 de janeiro, se nada atrasar, a Arena das Dunas (32 mil lugares antes da Copa) será inaugurada com uma rodada dupla: ABC x Alecrim, pelo Potiguar, e América-RN x Confiança, pela Copa do Nordeste. O Dragão manda apenas um jogo no Nazarenão (5.200), em Goianinha.

Mas nem só de arena viverá a competição. Além dos já tradicionais palcos da região – Ilha do Retiro, com capacidade de 32 mil, e do alagoano Rei Pelé (17 mil) -, alguns pequenos estádios também serão cenário do torneio. O Vitória só fará o primeiro jogo em casa no Barradão (35 mil), que logo depois entra em obras: o Pituaçu (32 mil) reaparecerá, agora recebendo o Leão. Sem contar com o Arruda (60 mil) nos três primeiros jogos por cumprir punição devido a uma briga entre torcedores, o Santa terá que usar o estádio Luiz Lacerda, em Caruaru, com capacidade para pouco mais de 19 mil torcedores.

Mesmo o Rei Pelé ou o Lacerdão parecem gigantes perto do Gerson Amaral, em Coruripe (AL), onde o CRB cumprirá punição semelhante aos pernambucanos mandando três jogos no estádio com capacidade para 7 mil pessoas.

Os times sergipanos sofrem com a reforma do Batistão, em Aracaju. O Confiança vai mandar seus jogos em Carmópolis, no estádio Fernando França, que recebe no máximo 5 mil torcedores. Apenas os dois clássicos sergipanos serão em Itabaiana, no Presidente Médici (11 mil pessoas).

Na Paraíba, o Almeidão (com capacidade reduzida para 8.600, por causa de obras), em João Pessoa, será usado pelo Botafogo-PB; e o Treze optou por usar o caldeirão Presidente Vargas (6.800), já que o Amigão também passa por melhorias.

Três outras equipes de fora das capitais tentam se aproveitar de suas casas para brilhar na competição. O cearense Guarany de Sobral manda partidas no seu estádio do Junco (8.500); o Potiguar de Mossoró usa o Nogueirão (3.500); e o baiano Vitória da Conquista jogará no Lomanto Júnior (12 mil).

Finais da Série C devem atrair mais público que Libertadores e Paulistão

Futebol Interior

0002048132025_img

A decisão do Campeonato Brasileiro da Série C promete ser muito equilibrada, seja dentro como fora de campo. Sampaio Corrêa e Santa Cruz têm as duas melhores médias de público da competição e querem encher seus estádios pelo título. São esperados quase 100 mil torcedores nos dois jogos, número superior ao que foi visto nas finais de Libertadores e Paulistão deste ano.

O primeiro embate está marcado para domingo, às 17 horas, no Estádio Castelão, em São Luís (MA). Há uma mobilização dos maranhenses para ter os ingressos esgotados. Aliás, já na última quinta-feira as meias-entradas já haviam acabado nas bilheterias do estádio. Tudo bem que, muitas delas foram parar nas mãos de cambistas. A expectativa é de 40 mil.

A volta está marcada para 1.º de dezembro, no Estádio do Arruda, em Recife. Os pernambucanos são uma atração à parte em qualquer campeonato que estejam. Isso pelo fanatismo já conhecido nas arquibancadas. Uma campanha na internet estimula que este duelo tenha 60 mil pagantes, como o que foi visto nas quartas-de-final, contra o Betim – jogo que valeu o acesso ao Santa Cruz.

Assim, se os dois estádios tiverem a capacidade máxima atingida, as confrontos devem receber 100 mil torcedores no total. Mais que a Libertadores deste ano, entre Olímpia e Atlético-MG, que nos dois jogos mobilizou quase 90 mil. No Paulistão, por sua vez, Corinthians e Santos levaram pouco mais de 50 mil.

Santa Cruz e Sampaio Corrêa estão no “top 10” do ranking de médias de público de todas as Divisões do Campeonato Brasileiro. O primeiro com média de 26.192 – atrás apenas do campeão Brasileiro Cruzeiro – e os maranhenses com 19.144.

Serrano teve melhor público e renda da 1ª fase da Copa Governador

Por Luciano Pina

Jogo Serrano e Vitória da Conquista, em Teixeira de Freitas

Jogo Serrano e Vitória da Conquista, em Teixeira de Freitas

O Serrano que foi adotado pelo a cidade de Teixeira de Freitas obteve o maior público e a melhor arrecadação na primeira fase da Copa Governador do Estado, entre os oitos clubes participantes da competição.

Confira o público e renda de cada jogo.

Galícia x Vitória
Público 140 – Renda R$3.135,00
Galícia x Bahia
Público 121 – Renda R$1.890,00
Galícia x Jacuipense
Público 133 – Renda R$1.550,00
Total de público 394 – Renda R$6.575,00

Jacuipense x Bahia
Público 85 – Renda R$850,00
Jacuipense x Vitória
Público 78 – Renda R$780,00
Jacuipense x Galícia
Público 142 – Renda R$1.420,00
Total de público 305 – Renda R$3.050,00

Bahia x Jacuipense
Não foi registrado público
Bahia x Vitória
Público 134 – Renda R$1.570,00
Bahia x Galícia
Público 78 – Renda R$780,00
Total de público 212 – Renda R$2.350,00

Vitória x Galícia
Público 148 – Renda R$817,50
Vitória x Bahia
Público 182 – Renda R$1.720,00
Vitória x Jacuipense
Público 39 – Renda R$232,50
Total de público 364 – Renda R$2.770,00

Bahia de Feira x Serrano
Público 131 – Renda R$655,00
Bahia de Feira x Vitória da Conquista
Público 81 – Renda R$425,00
Bahia de Feira x Catuense
Público 106 – Renda R$575,00
Total de público 318 – Renda R$1.655,00

Catuense x Bahia de Feira
Público 76 – Renda R$760,00
Catuense x Vitória da Conquista
Público 129 – Renda R$1.290,00
Catuense x Serrano
Público 85 – Renda R$850,00
Total de público 290 – Renda R$2.900,00

Vitória da Conquista x Serrano
Público 409 – Renda R$3.825,00
Vitória da Conquista x Bahia de Feira
Público 280 – Renda R$2.525,00
Vitória da Conquista x Catuense
Público 231 – Renda R$2.077,50
Total de público 920 – Renda R$8.427,50

Serrano x Bahia de Feira
Público 775 – Renda R$11.625,00
Serrano x Vitória da Conquista
Público 278 – Renda R$4.170,00
Serrano x Catuense
Público 59 – Renda R$885,00
Total de Público 1.112 – Renda R$16.680,00

Público do Lomantão foi o maior da última rodada da 1ª fase da Copa Governador

Por Luciano Pina
Foto Eliezer Oliveira

moises comemora-1

Os 231 torcedores que pagaram ingressos para assistir a partida que o Vitória da Conquista empatou com a Catuense, pelo placar de 2 a 2, no último sábado (02), no estádio Lomanto Júnior, proporcionaram o maior público da última rodada da 1ª fase da Copa Governador do Estado.

Confira o público e renda da rodada:

Jacuipense 1 x 1 Bahia – Estádio de Pituaçu
Público: 85 pagantes – Renda R$850,00
Bahia de Feira 0 x 0 Serrano – Estádio Alberto Oliveira
Público: 131 pagantes – Renda R$655,00
Vitória 5 x 2 Galícia – Estádio do Barradão
Público: 148 pagantes – Renda R$817,50
Vitória da Conquista 2 x 2 Catuense – Estádio Lomanto Júnior
Público: 231 pagantes – Renda R$2.077,50

Jogos de ida das semifinais
Quarta
17:00
Jacuipense x Vitória da Conquista – Estádio de Pituaçu
20:00
Bahia de Feira x Vitória – Estádio do Barradão

Público de Serrano e Vitória da Conquista foi o maior da rodada

Por Luciano Pina
Foto Rafael Gusmão

DSC_0282

Mais uma vez o público da quinta rodada da Copa Governador do Estado foi decepcionante. Os 278 torcedores que compareceram para prestigiar confronto entre Serrano e Vitória da Conquista, que foi realizado no estádio Robertão, em Teixeira de Freitas registrou o maior público da rodada.

Confira o Publico e renda da rodada
Sábado
Catuense 0 x 0 Bahia de Feira – Estádio Alberto Oliveira

Público: 76 pagantes – Renda:R$760,00
Galícia 3 x 2 Jacuipense – Estádio de Pituaçu
Público: 133 torcedores – Renda: R$1.550,00
Bahia 1 x 3 Vitória – Estádio de Pituaçu
Público: 134 pagantes – Renda: R$1.570,00
Domingo
Serrano 1 x 0 Vitória da Conquista – Estádio Robertão

Público: 278 torcedores – Renda: R$4.170,00

Próxima rodada
Jacuipense x Bahia
Galícia x Vitória
Bahia de Feira x Serrano
Vitória da Conquista x Catuense

Classificação
Grupo 01

1º-Vitória 09
2º-Jacuipense 07
3º-Galícia 07
4º-Bahia 06
Grupo 02
1º-Vitória da Conquista 8
2º-Bahia de Feira 8
3º-Catuense 5
4ºSerrano5

Público do Lomantão foi o maior da 3ª rodada da Copa Governador do Estado

Por Luciano Pina
Foto EliezerOliveira

1395970_389085257860651_1571818536_n

Os 280 torcedores que compareceram no estádio Lomanto Júnior, na tarde do último domingo (13), para prestigiar o Vitória da Conquista na partida contra o Bahia de Feira foi o maior público da 3ª rodada da Copa Governador do Estado.

No sábado (12), na rodada dupla que aconteceu no estádio Roberto Santos (Pituaçu), apenas 78 torcedores pagaram ingressos.

Confira o público e renda da rodada
Sábado
Jacuipense 1 x 0 Vitória e Bahia 2 x 3 Galícia – Público 78 – Renda R$780,00
Domingo
Catuense 1 x 0 Serrano – Público 85 – Renda R$850,00
Vitória da Conquista 2 x 0 Bahia de Feira – Público 280 – Renda R$2.525,00

Confira os jogos da 4ª rodada
Sexta
15:30
Vitória x Jacuipense
Sábado
16:00
Galícia x Bahia
Bahia de Feira x Vitória da Conquista
Domingo
16:00
Serrano x Catuense

Fortaleza x Sampaio Corrêa teve o maior publico do final de semana

Galaticos Online

forxsco

Dentre todos os jogos de todas as divisões do futebol brasileiro, a que teve maior publico deste final de semana (13) aconteceu no empate por 2 a 2 entre Fortaleza e Sampaio Corrêa, partida válida pela ultima rodada da primeira fase da Série C.

O resultado não foi bom para a equipe do Ceará que lotou a Arena Castelão deste domingo (13), levando a desclassificação da equipe.

No total, foram 56. 143 pagantes, gerando uma renda de R$ 940 mil, com publico total de 57.143 pessoas.

Com a classificação, o clube do Maranhão enfrenta o Macaé nas quartas-de-final. Primeiro jogo será em São Luís e o segundo em Macaé, interior do Rio de Janeiro.

ESPECIAL: Pernambucanos lideram médias de público da Série D

Futebol Interior

serie-d-300x219

Depois de oito rodadas, a primeira fase da Série D do Campeonato Brasileiro vai chegando ao seu final e alguns times já dão adeus à disputa que movimenta todo o Brasil desde o início de junho. Com médias de público que não se equiparam aos principais campeonatos do país, a quarta divisão tem um domínio pernambucano nesse quesito, segundo levantamento divulgado pelo site Sr. Goool.

Dos três times de Pernambuco, dois lideram o ranking de maiores médias de público no campeonato. O Central tem uma média de 7.339 torcedores por jogo e o Salgueiro vem logo abaixo, com 6.672 pagantes por jogo. Além disso, o outro representante pernambucano, o Ypiranga, tem a quinta melhor média, com 2.863.

Em São Paulo, Botafogo, Santo André e Penapolense deixam a desejar. O melhor deles é o time de Ribeirão Preto, com uma média de 1.537 torcedores por jogo no Estádio Santa Cruz. Um pouco abaixo vem o Ramalhão, que coloca 1.105 pessoas a cada partida no Bruno José Daniel. Com uma média de apenas 468 torcedores por jogo, o CAP também não consegue encher seu estádio, o Tenente Carriço.

Como costuma acontecer em divisões inferiores, os times de melhor público são da região nordeste. Além dos três pernambucanos, Botafogo-PB é o quarto colocado nesse ranking e o CSA-Al, mesmo com uma fraca campanha, é o sexto. O único “intruso” nas seis primeiras posições é o Londrina. Líder do Grupo A8, o Tubarão tem colocado 4.382 pessoas por jogo no Estádio do Café e tem a terceira melhor média de público da competição.

Confira o ranking com as médias de público da Série D:
1º Central-PE: 7.339
2º Salgueiro-PE: 6.672
3º Londrina-PR: 4.382
4º Botafogo-PB: 4.381
5º Ypiranga-PE: 2.863
6º CSA-AL: 2.585
7º Goianésia-GO: 2.331
8º Juventude-RS: 2.263
9º Sergipe-SE: 1.832
10º Paragominas-PA: 1.644
11º Botafogo-SP: 1.537
12º Aparecidense-GO: 1.136
13º Santo André-SP: 1.105
14º Metropolitano-SC: 982
15º Nacional-AM: 969
16º Paranhyba-PI: 860
17º Mixto-MT: 843
18º Tupi-MG: 807
19º Guarany de Sobral-CE: 782
20º Marcílio Dias-SC: 598
21º Vitória da Conquista-BA: 570
22º Aracruz-ES: 545
23º Potiguar de Mossoró-RN: 544
24º Gurupi-TO: 470
25º Penapolense-SP: 468
26º Araxá-MG: 454
27º Brasília-DF: 444
28º Maranhão-MA: 416
29º Genus-RO: 302
30º Villa Nova-MG: 297
31º Águia Negra-MS: 278
32º Lajeadense-RS: 277
33º Plácido de Castro-AC: 257
34º Juazeirense-BA: 200
35º Nova Iguaçu-RJ: 194
36º Náutico-RR: 172
37º J. Malucelli-PR: 167
38º Ypiranga-AP: 133
39º Tiradentes-CE: 108
40º Resende-RJ: 47

Público prestigiou abertura do Campeonato Municipal no estádio Murilão

Por Luciano Pina

DSC_2542

Mais uma vez os moradores da Zona Oeste mostraram que gostam e muito do futebol, isso ficou provado com o grande número de torcedores que compareceram neste final de semana no Estádio Municipal da Zona Oeste (Murilão), para prestigiar a abertura do Campeonato Municipal de Futebol, promovido pela Liga Conquistense de Desportos Terrestres.

A competição começou no sábado (27), com o time do Santos goleando o Comercial pelo placar de 3 a 0. A rodada foi complementada na manhã deste domingo (28), com dois jogos: Na partida preliminar o Vila da Conquista derrotou o Bangu pelo escore de 1 a 0. Na sequência o Moicano aplicou uma goleada no Ibirapuera por 4 a 0.

DSC_2546

De parabéns a presidência da Mentora Conquistense que inovou na abertura da competição com banda de música, garotas animando as arquibancadas e um pula-pula para as crianças.

No próximo final de semana acontece mais uma rodada e esperamos que o torcedor compareça para mais uma vez prestigiar essa competição que tem tudo para ser um sucesso.





WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia