WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

maio 2019
D S T Q Q S S
« abr    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  



drupal counter

:: ‘SANTA’

No sufoco, Vasco empata com time misto do Santa Cruz

Gazeta Esportiva

27679261724_17e20211a8_b

O Vasco se complicou na busca pela classificação às oitavas de final da Copa do Brasil ao empatar por 1 a 1 com o Santa Cruz, nesta quarta-feira, em São Januário. Com o resultado, os cruzmaltinos vão ter que fazer gols no Arruda, na próxima semana, para conseguir avançar na competição.

Mesmo poupando vários titulares, o Santa Cruz teve boa atuação e conseguiu fazer o gol logo no início da partida, com Bruno Moraes. O Vasco criou algumas oportunidades de empatar, principalmente no primeiro tempo, mas sofreu com o nervosismo. Somente no fim, em lance chorado, os donos da casa chegaram ao empate, com o zagueiro Luan.

As duas equipes voltam a se enfrentar na próxima quarta-feira, dia 20, às 21h45 (de Brasília), no Arruda. Para o Santa Cruz, basta um empate sem gols. Para o Vasco, será preciso uma vitória mínima ou um empate com dois gols ou mais.

Ponte vence no Arruda e Santa Cruz amarga 4ª derrota seguida no Brasileirão

Uol

pontealdocarneirocostagp

Em dia de William Pottker, a Ponte Preta venceu por 3 a 0 o Santa Cruz, nesta quinta-feira (30), no estádio do Arruda, pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro. O atacante alvinegro marcou os dois primeiros gols da partida. Felipe Azevedo, na metade final, fechou a conta.

O clube paulista vinha de três tropeços, duas derrotas e um empate, e se recuperou para chegar aos 17 pontos, agora na 10ª colocação. Santa Cruz, ainda na curva descendente, fica estacionado no penúltimo lugar, com 11 pontos.

Na próxima rodada, o Santa Cruz terá de visitar o Botafogo em Minas Gerais, no domingo (03). Na mesma data, a Ponte receberá o São Paulo.

Chapecoense empata no fim e Santa pode perder a ponta neste domingo

Lancenet

leonardomourachapecoensesantacruzbrasileirao28052016gazetapress

Fechando os jogos de sábado desta quarta rodada do Brasileirão, a Chapecoense recebeu o Santa Cruz na Arena Condá. Este foi o primeiro duelo entre as equipes na história do futebol e já carregava um alto grau de importância. Quem deixasse o campo vencedor, seria o líder do campeonato. Mas a vitória não saiu para nenhum dos lados. Apesar de um jogo bastante movimentado e com bons lances para os dois lados, as equipes deixaram o campo de jogo com a igualdade em 1 a 1.

O atacante Arthur inaugurou o marcador, após cruzamento de Keno, ainda no primeiro tempo de jogo. No segundo tempo, a Chapecoense chegou ao empate já aos 38 minutos, com Tiago Costa marcando contra. Com o resultado, o Santa permanece imbatível sob o comando de Milton Mendes e invicto no Brasileirão, mas somou apenas um ponto, e agora tem oito, podendo ser ultrapassado por Grêmio, Internacional e Palmeiras. A Chapecoense também segue invicta, mas chega aos seis pontos e perde a oportunidade de liderar momentaneamente o torneio.

Santa Cruz só disputa a Sul-Americana se for eliminado antes da terceira fase da Copa do Brasil

Da Redação
Fonte Diário de Pernambuco

20160509153721144219u

Foram 11 jogos. Onze decisões. Ao fim delas, dois títulos. O desgaste físico foi inevitável. Com a missão cumprida e ainda vaga garantida nas edições de 2016 e 2017 da Copa Sul-Americana, o técnico do Santa Cruz decidiu poupar o time titular da partida contra o Vitória da Conquista, próxima quarta-feira, pela Copa do Brasil. Diante do time baiano, no estádio Lomanto Júnior, às 21h45, o time coral entrará com os reservas.

Aliás, como Milton Mendes gosta de definir, quem vai a campo são apenas os atletas que atuam menos. “Aqui, não tem time titular nem reserva. Tem os que jogam mais e os que jogam menos. Na quarta-feira, vão jogar os que jogam menos”, declarou o comandante coral, ainda no campo da Ilha do Retiro, quando comemorava o título do Campeonato Pernambucano. Desta forma, os jogadores que atuaram contra o Leão nas partidas da final do Estadual serão preservados. Sequer participam de treinos nesta segunda-feira.

Um fato interessante que cerca a decisão de poupar os titulares é que o Santa Cruz só garante o direito de disputar a Sul-Americana (conquistado com o título da Copa do Nordeste) caso seja eliminado da Copa do Brasil antes da terceira fase. A partida contra o Vitória da Conquista é pela segunda fase da competição. Portanto, como a própria diretoria coral confirmou, a equipe joga com o objetivo de vencer e, assim, garantir uma cota financeira. O que os dirigentes não confirmam, porém, é se o Tricolor vai forçar uma eliminação na fase seguinte ou vai seguir adiante. No início do ano, o Sport passou por uma situação semelhante e fez a opção deliberada pelo torneio continental.

13010866_763527323749434_1887758628180687307_n

Milton Mendes confirma Santa Cruz com time reserva na Copa do Brasil

Globo Esportes

mco_4707_XjamLHJ

A maratona de dez decisões consecutivas, sem espaço para uma semana de treinos foi fator de preocupação para o elenco do Santa Cruz. E mais um compromisso aguarda o time, nesta quarta-feira, contra o Vitória da Conquista-BA, pela Copa do Brasil, fora de casa. Só que, desta vez, a comissão técnica resolveu aliviar a vida dos titulares, que ficam no Recife.

– Não existe time reserva. Existe o que joga mais e o que joga menos. Vai jogar o que atua menos – disse o técnico Milton Mendes.

O treinador já optou por escalar um time misto nesta temporada. Foi logo na sua segunda partida pelo Santa Cruz, contra o Rio Branco-ES pela mesma Copa do Brasil. Naquela oportunidade, o duelo terminou sem gols e o Tricolor do Arruda conquistou a classificação. A equipe foi Edson Kolln, Everton Sena,.Neris, Alemão e Tiago Costa; Wellington Cézar, Leandrinho, Daniel Costa e Léo Moura; Raniel e Bruno Moraes.

Daquele time, Everton Sena já deixou o clube – foi para o Londrina-PR. Neris não deve jogar porque se tornou titular de vez, mesma situação de Tiago Costa. Leandrinho está com uma lesão na coxa esquerda. O time ainda não vai poder contar com os meias Renatinho, que está se recuperando de uma pubalgia, e João Paulo, que está com uma lesão na panturrilha.

Santa Cruz é campeão pernambucano

Diário de Pernambuco

20160508175845339195e

Você, tricolor, que ler esse texto saiba. Nenhum outro torcedor coral, em qualquer época, viu uma geração tão vitoriosa quanto a sua. A geração “papapa” agora é papa títulos. Uma semana após levantar a Copa do Nordeste, o Santa Cruz, com um time que faz jus ao coro da arquibancada ao ser chamado de “guerreiro” segurou o 0 a 0 neste domingo contra o Sport, faturando o bicampeonato pernambucano, o quinto título nos últimos seis anos, o quarto em cima do Sport, o terceiro na Ilha do Retiro. Somando também a conquista da Série C, em 2013, são sete títulos desde 2011. A sala de troféus do Arruda precisará ser ampliada. Na atual década nenhum outro clube do Estado fez o que o Santa fez. Hegemônico em Pernambuco..

Para a decisão, onde qualquer falha pode custar o campeonato, os dois treinadores foram conservadores nas escalações. Pelo lado rubro-negro, Oswaldo de Oliveira repetiu a mesma formação que iniciou o jogo de ida, no Arruda, mantendo Everton Felipe no time e deixando Túlio de Melo e Lenis, recuperado de virose, como armas para o decorrer do jogo. Já o tricolor Milton Mendes, trabalhando com a vantagem do empate, optou pelo volante de contenção Wellington Cézar para substituir o lesionado João Paulo, cérebro e coração do time. E o primeiro tempo seguiu o script imaginado, com o Leão buscando pressionar e os corais apostando na construção de um contra-ataque mortal.

Ao Sport, no entanto, faltou corrigir um defeito que vem perseguindo o clube por toda a temporada. Transformar a maior posse de bola em algo concreto, em perigo de gol. Algo que Mark Gonzalez, Gabriel Xavier e Everton Felipe não conseguiram. Além disso, os donos da casa confundiram em alguns momentos motivação com nervosismo. Exemplo disso foi o cartão amarelo recebido por Luiz Antônio ainda aos cinco minutos de jogo ao empurrar Lelê pelas costas, após o tricolor chutar uma bola em cima de Everton Felipe, caído no chão. O lance poderia custar a expulsão do volante rubro-negro, que passou a atuar pendurado.

Já o Santa, sem o seu maestro, buscou atacar sempre que possível, principalmente apostando no lado esquerdo da defesa rubro-negra, falha na marcação com Renê e Mark González. Mas também pouco produziram efetivamente com bolas trabalhadas. Assim, as melhores chances de um truncado primeiro tempo vieram em cobranças de faltas. Na melhor delas, Danilo Fernandes defendeu chute de Tiago Costa, quase no ângulo. Nos minutos finais do primeiro tempo, o Santa ainda perderia Lelê, lesionado. Wallyson foi acionado

Árbitro sergipano comanda Vitória da Conquista e Santa Cruz pela Copa do Brasil

Da Redação

eduardo

A CBF divulgou a arbitragem para o duelo entre Vitória da Conquista e Santa Cruz, que acontece na próxima quarta (11), às 21h45, no estádio Lomanto Júnior, pela Copa do Brasil.
 
O árbitro central será o serginano Eduardo de Santana Nunes. Os assistentes serão os conterrâneos Vaneide Vieira de Goes e Ailton Farias da Silva. O 4º árbitro será o conquistense Marielson Alves Silva.
 
Caso o não perca com a diferença de dois ou mais gols, o Alviverde garante o jogo de volta que está programado para o dia 18, as 21h45, no estadio do Arruda.

11990482_677264472375720_7526595543322411409_n1

Com gol polêmico, Santa vence Sport no Arruda e larga na frente na final do Pernambucano

Diário de Pernambuco

20160504234755492015u

O último capítulo dos primeiro centenário do Clássico das Multidões, que chega aos 100 anos exatos na próxima sexta-feira, é tricolor. E um de grande importância. Com um gol polêmico, marcado por Grafite em impedimento, o Santa Cruz venceu o Sport por 1 a 0, nesta quarta-feira, no Arruda, e com isso precisa apenas de um empate para conquistar no próximo domingo o bicampeonato pernambucano. O quinto nos últimos seis anos. E a história mostra a importância de largar na frente. Nas últimas dez finais em dois jogos, por seis vezes o vencedor do primeiro duelo ficou com a taça na partida de volta. Essa, marcada para o próximo domingo, na Ilha do Retiro

Tricolores e rubro-negros não decepcionaram no primeiro tempo e fizeram um jogo como manda a tradição do clássico e de um jogo de final de campeonato. Equilibrado, pegado, mas também bem jogado e polêmico. Com cada equipe adotando uma forma distinta de buscar vencer o adversário. Os corais, apostando na já conhecida saída em velocidade para o ataque, com Lelê e principalmente Keno, abertos pelas pontas, e no oportunismo do artilheiro Grafite.

Os rubro-negros, na estreia do técnico Oswaldo de Oliveira, com uma postura diferente da mostrada na maior parte da temporada, marcando sob pressão na saída defensiva tricolor e atuando com os setores mais compactados, tendo no chileno Mark Gonzalez seu principal jogador. O resultado dessa mistura foi uma boa etapa inicial, com cada time dominando períodos distintos dos primeiros 46 minutos.

Porém, o melhor momento coral no terço final do primeiro tempo foi decisivo a favor dos donos da casa. Contando, no entanto, com a participação direta da arbitragem. Em dois lances seguidos, o árbitro Émerson Sobral, que tinha restrições da diretoria rubro-negra, foi polêmico. Aos 28 minutos, ao anular gol de Danny Morais, após cobrança de escanteio, alegando falta na origem da jogada. Dois minutos depois, um erro capital.

unimarc-modelo-4

À altura da tradição, Santa Cruz e Sport fecham primeiro centenário com decisão de título

Diário de Pernambuco

20160503172521974011i

O cenário era muito diferente do Arruda. A final mais vezes repetida no Campeonato Pernambucano teve se primeiro capítulo há exatos 100 anos. No extinto campo do British Club, no bairro das Graças, Sport e Santa Cruz decidiram o Estadual de 1916, com triunfo rubro-negro por 4 a 1. A primeira taça do clube. Nesta quarta-feira, às 21h45, os dois times fazem o último jogo do primeiro centenário do Clássico das Multidões. Como pede a tradição do duelo, em grande estilo. Novamente decidindo o título. Pela 24ª vez.

Desde os tempos de Asdrúbal e Pitota, principais nomes e Sport e Santa em 1916, o clássico cresceu e ganhou equilíbrio. Em 23 decisões entre rubro-negros e tricolores, 12 foram vencidas pelos leoninos. Outras 11 caíram nas mãos dos corais. Taça a taça, na realidade, os dois times já viveram momentos de hegemonia. Se hoje ela está no limite para o lado leonino, o mesmo aconteceu quando o Santa conquistou o Campeonato Pernambucano de 1990, abrindo também uma conquista a frente do rival.

Os tricolores, por sinal, carregam vantagem nos confrontos decisivos recentes. Venceram as últimas três finais. Para a partida de hoje, também chegam com a força de terem conquistado o título da Copa do Nordeste. Ainda contam com maior estabilidade. Desde que o técnico Milton Mendes assumiu o time, são cinco vitórias e quatro empates.

No lado rubro-negro, o treinador Oswaldo de Oliveira tem apenas a primeira partida no comando do clube. É nesse fator novo, contudo, que o Sport deposita as suas fichas. Ainda sem se encontrar na temporada, o comandante cobrou bastante dos atletas nos seis dias de treino que teve pela frente. A previsão é mandar a campo uma equipe ofensiva.

O Clássico das Multidões foi disputado pela primeira vez em 6 de maio de 1916, em um amistoso no antigo campo do British Club. Ainda sem a tradicional alcunha, mas já como destaque entre os interessados pelo novo esporte. O jogo, com vitória leonina por 2 a 0, aconteceu logo após a inscrição do uniforme coral do Santa na liga, em 26 de março de 1916. Até então, o clube jogava de alvinegro, enquanto os rubro-negros ainda usavam o vertical, reeditado em 2015.

Ingressos para Vitória da Conquista e Santa Cruz estarão à venda na quarta

Site do Clube

13139171_1099938046694029_982223603074910577_n

A partir de quarta-feira, dia 4/5, o torcedor do Vitória da Conquista já poderá adquirir os ingressos para a partida contra o Santa Cruz, pela Copa do Brasil. A arquibancada custará R$ 40,00 e a meia R$ 20,00 e estarão à venda nas Farmácias Ultra Rápida, Falcão Calçados e na Sede do Clube.

Os ingressos possuem um moderno sistema de segurança que impedirá a entrada no estádio com ingressos falsificados, por isso a diretoria do alviverde orienta o torcedor a só comprar ingressos nos locais autorizados para evitar dores de cabeça no dia da partida.

Deverão ser colocado à venda entre 8 e 10 mil ingressos para o jogo que acontece no dia 11 de maio, às 21h45 no Lomanto Júnior.

CBF anuncia datas e horários dos confrontos Vitoria da Conquista e Santa Cruz

Da Redação

Vitória da Conquista e Santa Cruz

A CBF divulgou na tarde desta sexta (29), as datas e horários dos jogos entre Vitória da Conquista e Santa Cruz, válidos pela segunda rodada da Copa do Brasil.

O jogo de ida acontece no próximo dia 11, as 21h45, no estádio Lomanto Júnior. Já a partida de volta está programado para o dia 18, no mesmo horário no estádio do Arruda.

Vale lembrar que para ter o jogo de volta, o Bode não poderá perda a partida de ida pela diferença de dois.

Caso elimine o Santa, o Vitória da Conquista enfrentará na outra fase, o vencedor do confronto entre Vasco e CRB. A terceira fase da competição será realizada no mês de julho.

13010866_763527323749434_1887758628180687307_n

Ingressos para o jogo entre Vitória da Conquista e Santa Cruz custarão R$ 40

Blog da Resenha Geral
Foto Eliezer Oliveira

E2A00031

O jogo entre Vitória da Conquista e Santa Cruz, pela segunda fase da Copa do Brasil, ainda não tem uma data certa para acontecer. Mas, segundo o presidente do clube conquistense, Ederlane Amorim, o valor dos ingressos já foi definido.

Em entrevista concedida ao Programa Cidade Esportes, da Rádio Clube, Ederlane comentou que assim que a Confederação Brasileira de Futebol definir a data da partida, os ingressos já começarão a ser comercializados no valor de R$ 40,00 (inteira).

Enquanto isso, o time segue treinando intensamente. Na tarde da segunda (25), os jogadores participaram de um treino técnico no Country Club. Na manhã da terça (26), os atletas folgaram e à tarde participaram de um treino tático na Toca do Bode. Na quarta (27), o treino aconteceu no estádio Lomanto Júnior e nos outros dias serão realizados no CT do clube, sempre à tarde.

Para o próximo domingo (1º), a diretoria do Bode está planejando mais um jogo amistoso.

unimarc-modelo-4





WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia