WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

setembro 2019
D S T Q Q S S
« ago    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  



drupal counter

:: ‘TABU’

Vitória da Conquista tenta quebrar um tabu de 08 anos sem vencer o Vitória, no Baianão

Da Redação

vitoria-x-vit_conquista-13set11

O Vitória da Conquista entra em campo contra o Vitória, na noite desta quarta (10), no estádio Mário Pessoa, em Ilhéus, com dois objetivos: Vencer a primeira no Baianão deste ano e quebrar o tatu de oito anos sem vencer o Rubro-Negro, pelo Baiano.

As duas equipes já se enfrentaram 25 vezes. Sendo 16 pelo Baiano e 09 pela Copa Governador do Estado. O Vitoria da Conquista venceu 08, empatou 06 e perdeu 11. Marcou 31 gols e sofreu 44.

A última vez que o Bode derrotou o Leão no estadual foi no dia 1º de Maio de 2008, pelo placar de 3 a 1, no estádio Lomanto Júnior. Os gols foram marcados por Artur, Rafael da Granja e Tatu. Marquinhos descontou para o Vitória.

O último jogo entre as duas equipes aconteceu em 2014, na Arena fonte Nova e o Vitoria aplicou a maior goleada da historia dos confrontos 6 a 0.

Em entrevista ao Site Bahia Notícias, o treinador Evandro Guimarães admitiu que o confronto desta noite será difícil: “”Acho que o fator campo pode atrapalhar, mas no geral temos que fazer o nosso jogo. Temos que encarar como se fosse em nossa casa. Será um campo neutro, mas é importante para nós conseguir jogar bem. Será um jogo difícil, contra uma equipe de primeira divisão. Mas temos que jogar para ganhar”, disse.

unimarc-modelo-4

Em Campinas, Ponte mantém tabu sobre Joinville e se aproxima do G-4

Gazeta Esportiva

adrianinho_pontepreta_futurapress_99

Após 25 anos, Ponte Preta e Joinville voltaram a se enfrentar. Desta vez, em partida válida pela 16ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. Atuando no Estádio Moisés Lucarelli, a Macaca triunfou por 2 a 0, com gols de Rafael Costa, e Rodinei, e manteve o tabu sobre o clube catarinense, que jamais pontuou diante dos alvinegros fora de casa.

Com o triunfo, a equipe de Campinas chega aos 25 pontos, ocupando a oitava posição. Por sua vez, o Coelho segue com 26 somados, figurando no sexto posto.

O próximo compromisso dos comandados de Guto Ferreira ocorre nesta terça-feira (19), às 19h30 (de Brasília), diante do América-RN, na Arena das Dunas. Já o Coelho mede forças com o Boa Esporte, no mesmo dia e horário, na Arena JEC.

outdoor_pq

Serrano busca quebrar o tabu contra o Vitória da Conquista e conquistar a primeira vitória na competição

Por Luciano Pina

563613_381079368691687_46238035_n

O treinador Rafael Soriano segue intensificando os treinamentos no Serrano visando o confronto contra o Vitória da Conquista, que será realizado neste domingo (27), às 16 horas, no estádio Robertão, em Teixeira de Freitas. pela quinta rodada da Copa Governador do Estado.

Na manhã de hoje (23), os jogadores participaram de um treino físico em uma academia e a tarde foi realizado um treino técnico no estádio municipal. Na manhã desta quinta (24), os jogadores participam novamente um trabalho físico em uma academia e a tarde acontece outro treino técnico no estádio municipal.

Na sexta (25), pela manhã os jogadores folgam e a tarde será realizado o coletivo apronto que define o time que enfrenta o Bode. O técnico espera poder contar com os jogadores Narciso e Jadson que estão entregues ao departamento médico.

O Rubro-Verde busca quebrar o tabu de nunca ter vencido o Alviverde e conquistar a primeira vitória na competição para ainda sonhar com a classificação para a próxima fase.

468x60_simonassi12

Contra o CSA, Sergipe pode quebrar um tabu de cinco anos em Brasileiros

Globo Esportes de Sergipe

dsc_0156

No próximo domingo, contra o CSA, no Fernando França, em Carmópolis, o Sergipe poderá quebrar um tabu de cinco anos. É que o time sergipano venceu a equipe alagoana, em casa, em jogos do Campeonato Brasileiro, pela última vez na Série C de 2008. O jogo aconteceu no dia 23 de julho, com vitória alvirrubra por 1 a 0. O técnico colorado era o gaúcho Ubirajara Veiga.

No ano seguinte, os dois clubes se reencontraram, desta vez pela Série D. No confronto realizado no Batistão, o jogo terminou com empate sem gols. Depois disso o Sergipe passou um longo período de inverno, longe das competições nacionais. É certo que foram apenas dois jogos durante este período, mas a quebra desta marca se torna ainda mais significativa, pois pode encaminhar a classificação colorada para a próxima fase da Série D desta temporada.

Em 2013 o Sergipe voltou à competição com tanque cheio e faz até aqui a melhor campanha da primeira fase, sendo líder isolado do grupo A4 com 10 pontos. Enquanto isso, o CSA tem o pior rendimento, sem ter ainda pontuado e com chances remotas de classificação. No jogo de ida, no Rei Pelé, o time sergipano venceu por 2 a 0 e é o grande favorito para a partida de domingo.

– Tabu é pra ser quebrado. Este time do Sergipe vem fazendo história desde o estadual, quebrando tabus dentro e fora do estado. Agora temos mais este para quebrar neste domingo e isso nos motiva ainda mais para buscar a vitória. O time está em boa fase e vamos nos empenhar para continuar assim – destacou o meia Rafael, do Sergipe.

Sergipe e CSA está marcado para as 16h do domingo, no Fernando França, em Carmópolis.

Vitória tenta quebrar um tabu e vencer time do Bahia pela terceira vez seguida

Tribuna da Bahia

20130510100342_vitorramos

O Vitória defende no clássico de domingo à tarde na Arena Fonte Nova, uma sequência de dois anos e seis jogos sem derrotas para o Bahia. Mas no primeiro Ba-Vi pelas finais do Campeonato Baiano, o time rubro-negro vai tentar quebrar um tabu de 18 anos sem conseguir vencer seu tradicional rival por três partidas seguidas.

A última vez que o Vitória venceu o Bahia por três jogos consecutivos foi em 1995 na disputa do Campeonato Baiano deste ano, quando o rubro-negro tinha uma equipe liderada pelos meias Adoílson e Ramon Menezes e Dão no ataque.

Os três jogos vencidos na competição foram de 1 a 0, gol de Adoílson, dia 12 de abril, em Pituaçu; 4 a 1, gols de Ramon Menezes (2), Flávio Tanajura e Adoílson, descontando Lima, dia 14 de maio, no Barradão, e 1 a 0, gol de Adoílson, dia 11 de junho, o clássico válido pelas finais do 2º turno, no Estádio Manoel Barradas, na Toca do Leão, com público de 22 mil 720 pagantes.

Este ano o time rubro-negro sob o comando do técnico Caio Júnior vem de dois triunfos consecutivos sobre o tradicional rival, ambos na Arena Fonte Nova. O Vitória goleou o Bahia por 5 a 1, dia sete de abril, na inauguração da Arena, e venceu o segundo Ba-Vi por 2 a 1, dia 28 de abril, ambos válidos pela segunda fase do Campeonato Baiano.

O primeiro clássico pelas finais do Campeonato Baiano será disputado no domingo, dia 12 de maio, Dia das Mães. Nesta data o time Rubro-negro tem vantagem na história dos confrontos contra o tradicional adversário Tricolor. Foram 10 Ba-Vis realizados nessa data, e o Vitória venceu cinco partidas, o Bahia venceu três jogos e houve dois empates, com 13 gols marcados pelo time do técnico Caio Júnior, e 10 pelo time do técnico Joel Santana.

O último clássico entre Bahia e Vitória realizado no dia das Mães foi no ao passado, na decisão do título do Campeonato Baiano no Estádio Governador Roberto Santos, no Parque de Pituaçu. O empate de 3 a 3 neste Ba-Vi garantiu ao Tricolor a conquista do título de campeão baiano de 2012.

petala-500-100

Serrano se prepara para quebrar o tabu de nunca ter vencido o Fluminense de Feira

Por Luciano Pina

serrano1

O elenco do Serrano já treina na cidade de Luis Eduardo Magalhães visando o confronto contra o Fluminense, que acontece neste domingo (17), às 16 horas, no estádio Alberto Oliveira, pelo Campeonato Baiano.

Na manhã de hoje (12), os jogadores fizeram um trabalho físico em uma academia da cidade e a tarde o treinador Sérgio Veloso comanda um treino técnico no campo da Bunje. Amanhã (13), os trabalhos serão realizados nos dois períodos: pela manhã no campo de areia e a tarde no Estádio Municipal Coronel Aroldo.

Contra o Touro do Sertão, o time mongoió vai em busca de uma vitória para se manter na liderança da competição e quebrar o tabu de nunca ter vencido o Flu. Até o momento foram quatro jogos. Dois pela Copa Governador do Estado e dois pelo Campeonato Baiano. O Rubro-Verde empatou um e perdeu as outras três.

Para este confronto o treinador terá a volta do lateral direito Maicon que cumpriu suspensão contra a Juazeirense e também terá a sua disposição os jogadores Da Mata e Diogo que já foram regularizados.

Contra Emelec, Corinthians tenta superar tabu de 12 anos em mata-mata

Terra

Faz tempo que a torcida do Corinthians não sabe o que é comemorar uma classificação no mata-mata da Copa Libertadores da América. Mais exatamente 12 anos e 15 dias, desde que eliminou o Atlético-MG nas quartas de final da competição em 2000, em 23 de maio daquele ano. Desde então, confrontos de ida e volta para o clube do Parque São Jorge na América do Sul têm sido motivo para se esquecer.

Eliminado pelo Palmeiras nas semifinais da Libertadores da ocasião, o Corinthians coleciona insucessos no torneio desde então. Foram quatro participações, com três eliminações nas oitavas de final e uma na primeira fase, diante do Tolima-COL, em duelo que culminou na aposentadoria do atacante Ronaldo em 2011.

O principal carrasco corintiano desde então foi o River Plate-ARG, que derrubou o time em 2003 e em 2006 – nesta última, o tumulto da torcida provocou até mesmo a ocupação policial em partes do Estádio do Pacaembu. Em 2010, também nas oitavas de final, o carrasco foi o Flamengo, que passou para as quartas com uma derrota por 2 a 1 em São Paulo – o time rubro-negro venceu no Rio de Janeiro por 1 a 0 e se beneficiou do gol marcado fora de casa. Na sequência, foi eliminado pela Universidad de Chile.

Nesta quarta-feira, a história do Corinthians promete ser sofrida em virtude do resultado no duelo de ida. A equipe alvinegra precisa vencer por qualquer placar para se garantir. Já o Emelec avança com qualquer vitória ou com empate com gols. Um novo 0 a 0 leva o duelo para os pênaltis – e, por isso, as cobranças já andaram até sendo treinadas pelo técnico Tite.

Bahia joga 11 anos de tabu em Pituaçu

Tribuna da Bahia

Melhor campanha, melhor ataque do campeonato e do Brasil, líder absoluto e disparado da fase de classificação. Nada disso terá valor para o Bahia no jogo de amanhã à tarde, contra o Vitória da Conquista, no Estádio Governador Roberto Santos, em Pituaçu, se o time do técnico Paulo Roberto Falcão não conseguir marcar, pelo menos um gol.

O jogo é válido pelas semifinais do Campeonato Baiano, e na primeira partida entre os dois times, o Vitória da Conquista venceu por 1 a 0, no Estádio Lomanto Júnior, revertendo a vantagem do empate. Para garantir a vaga para a decisão do Baiano, e manter vivo o sonho do título Estadual de 2013, o Bahia tem obrigação de vencer, por qualquer diferença de gols.

São 11 anos de tabu, um longo tempo sem a conquista do título do Baiano, e o time que tem o melhor ataque do Brasil, marcou 52 gols em 23 jogos pelo Estadual, vem de dois jogos consecutivos sem a marcação de gols. Na derrota de 1 a 0 para o Vitória da Conquista, e o empate de 0 a 0 com a Portuguesa de Desportos, pela Copa do Brasil.

É pressão acima do limite para o técnico Paulo Roberto Falcão e seus jogadores, numa partida em que a torcida tricolor deve lotar as arquibancadas de Pituaçu. Por tudo isso, o jogo válido pelas semifinais, ganhou características de decisão de título, com direito do técnico Falcão fechar às portas do Fazendão e fazer mistério sobre a escalação do time que começa jogando.

“Sem dúvida de que esse é o jogo mais importante do ano, até aqui, né, porque nós temos que ganhar para ir para a final.

São Paulo defende tabu contra ‘novo Ceará’

R7

Os jogadores do São Paulo sabem que, mesmo brigando pela liderança desde o início do Brasileirão, ainda não conquistaram a torcida. Caso o esperado apoio não venha e as frenquentes vaias voltem a ser ouvidas na partida contra o Ceará, às 18h (de Brasília) deste sábado (17), a solução será apostar no retrospecto: o Tricolor tem 100% de aproveitamento em seis jogos contra o adversário no Morumbi.

Nesta temporada, as equipes já se enfrentaram três vezes. No primeiro turno da competição nacional, os paulistas venceram fora de casa por 2 a 0. Na fase nacional da Copa Sul-Americana, o Ceará abriu vantagem ao vencer por 2 a 1 em Fortaleza, mas foi eliminado no Morumbi com uma derrota por 3 a 0, naquela que Adilson Batista considera a melhor atuação do Tricolor sob seu comando.

Se a motivação dos donos da casa é vencer para assumir a ponta em caso de tropeços do líder Corinthians contra o Santos e do vice-líder Vasco diante do Grêmio, os nordestinos estão com os ânimos renovados após a chegada do técnico Estevam Soares, que substitui Vagner Mancini e fará sua estreia com a missão de levar o time à vitória após quatro partidas e afastá-lo da zona da degola. O Ceará entra na 24ª rodada em 15º lugar, duas posições acima da área perigosa.

Serrano precisa quebrar tabu para chegar a final do Baiano

Arena Nordeste

Em todos os jogos do Campeonato Baiano fora de casa, o Serrano não conseguiu vencer nenhum por dois gols de diferença. Mas, se quiser chegar à decisão do Estadual, a equipe do técnico Esquerdinha terá de quebrar este tabu. “Para tudo há uma primeira vez. Somos o franco atirador e vamos com tudo para Feira de Santana para acertar na mosca”, comentou o técnico.

O treinador do Serrano se apega ainda à religião e ao fato de que a classificação para as semifinais foi conquistada exatamente no Joia da Princesa, palco do próximo jogo. “Com todo o respeito ao Bahia de Feira, tem um provérbio que diz: quem ajoelha uma vez aos pés do Senhor, ajoelhará outras vezes. Então nosso palco de comemoração será Feira de Santana”, disse.

Como perdeu o primeiro jogo, o Serrano precisa vencer o Bahia de Feira por dois ou mais gols de diferença para chegar às semifinais. A partida será realizada às 16 horas do próximo domingo, no Estádio Joia da Princesa, em Feira de Santana.

Bahia de Feira busca manter tabu diante do Touro

Site Oficial do Clube

Depois de vencer o Ipitanga por 1 x 0, no último domingo, o Tremendão volta a campo amanhã quando enfrenta o Fluminense, no Estádio Jóia da Princesa, pela sexta rodada do certame estadual. Independente de manter a invencibilidade, o time busca sustentar um tabu: o de não perder para o Fluminense há um ano e cinco meses. A última derrota foi em outubro de 2009.

Para a partida de hoje (09), o treinador Arnaldo Lira só deve promover uma mudança na equipe em relação ao jogo contra o Ipitanga, no último domingo: o retorno de Alex Alagoano à zaga, depois de cumprir suspensão automática do terceiro cartão amarelo, em lugar de Alex Lima. A expectativa era de que o volante Lau, recém-contratado, fizesse a sua estréia, mas vai ficar no banco de reservas podendo ser aproveitado no decorrer do jogo.

O Tremendão é, no momento, o único time que ainda não perdeu no Campeonato Baiano 2011 e ocupa a segunda colocação do grupo 1 com 11 pontos ganhos, um a menos que o Atlético, que tem 12. A equipe tenta fazer a sua parte vencendo o clássico e fica de olho no jogo de Alagoinhas torcendo para que o Leão vença o Carcará.

Clássico Ba-Vi vale 5 anos de tabu

Tribuna da Bahia

O Ba-Vi, por si só, é um jogo especial. Mas este de amanhã, vai ter alguns atrativos a mais. Pela primeira vez as duas equipes irão se enfrentar com o Bahia na Primeira e o Vitória na Segunda Divisão. Depois de sete anos, o tricolor entra em campo em melhores condições nacionalmente. E, para jogar ainda mais responsabilidade para o lado do Fazendão, o Bahia vai defender uma invencibilidade de cinco anos atuando no Estádio Manoel Barradas.

O tabu no antes temido Barradão conta com nove partidas. Foram seis triunfos do tricolor e três empates – contando jogos do Campeonato Baiano e da Série C do Brasileiro. A última derrota no solo inimigo aconteceu no dia 22 de janeiro de 2006. Era o primeiro clássico do ano e o Vitória ganhou por 2 a 1.

Desde então, apesar da hegemonia histórica, o rubro-negro não sabe o que é festejar um Ba-Vi no Barradão. O Vitória até que venceu como mandante. Foi no dia 24 de janeiro do ano passado, só que como o Manoel Barradas estava passando por reformas, o jogo foi disputado em Pituaçu. :: LEIA MAIS »





WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia