Globo Esportes

corinthians-campeao_reu

Um prato cheio para quem tem imaginação fértil. Pode-se considerar assim o sorteio da Libertadores que será realizado, nesta terça-feira, a partir das 22h (de Brasília). A edição de 2016, primeira com os clubes distribuídos de acordo com o novo ranking histórico da competição, deverá ter espaço para clássicos históricos e os famosos – e clichês – grupos da morte.

Uma chave com Boca Juniors, Palmeiras, LDU e São Paulo, por exemplo, é possível. Assim como outra com Corinthians, Cerro Porteño, Rosário Central e Universidad de Chile. É muito provável que os cinco brasileiros do torneio – os três paulistas e mais Atlético-MG e Grêmio – tenham confrontos contra equipes tradicionalíssimas já na fase de grupos.

Palmeiras e Grêmio, por exemplo, estarão no Pote 2 do sorteio. Como não poderão enfrentar Corinthians e Atlético-MG nesta etapa, certamente cairão em algum dos outros seis grupos, encabeçados por Boca Juniors, River Plate, San Lorenzo, Peñarol, Nacional e Olímpia.

O São Paulo, caso consiga superar o mata-mata da primeira fase, poderá cair num grupo com duas ou mais potências, inclusive brasileiras – exceção feita às equipes que avançam, já que é impossível determinar seus posicionamentos antes dos jogos do início de fevereiro de 2016.

Inicialmente, serão sorteados os confrontos da primeira fase. As equipes que farão o primeiro jogo em casa estarão colocadas no Pote B. São elas: Oriente Petrolero (BOL), Huracán (ARG), Independiente del Valle (EQU), Cesar Vallejo (PER), River Plate (URU) e Puebla (MEX). Esses são os possíveis adversários do São Paulo, que faz parte do Pote A, sorteado logo em seguida e formado por aqueles que decidirão em casa, ao lado de Universidad (CHI), Independiente Santa Fé (COL), Guaraní (PAR), Racing (ARG) e Caracas (VEN).

outdoor_pq