Globo Esportes

O Corinthians tem em mãos mais uma joia de 17 anos que joga como primeiro volante e vive ascensão meteórica nas categorias de base. Meses após a revelação de Gabriel Moscardo, agora é a vez de Luiz Gustavo, o Bahia, encantar Vanderlei Luxemburgo e pedir passagem.

Bahia começou o ano no sub-17, subiu ao sub-20 no mês passado e nos últimos dias ganhou uma chance no elenco profissional. Ele treinou pela primeira vez com o time principal no último sábado, foi bem e fez até gol na atividade em campo reduzido. No domingo, voltou para mais um treino.

– Foi uma experiência única, um dos dias mais felizes da minha vida. Quando vi o Renato Augusto, cumprimentei, confesso que deu um frio na barriga (risos). Ele é uma grande referência, sempre foi um ídolo, um espelho, e é muito bom poder treinar com ele e aprender de perto – disse Bahia, ao ge.

O garoto ficou sabendo de última hora que treinaria com os profissionais e precisou até que o pai buscasse suas chuteiras no CT da base. Logo no primeiro dia, com o elenco dividido em quatro equipes, marcou um gol na “final” da atividade. Além do encontro com o ídolo Renato Augusto, também ouviu os primeiros conselhos de Cássio.

Luxemburgo gostou do que viu. Bahia já vinha sendo observado de perto no sub-20, principalmente pelas atuações nos clássicos recentes contra o Santos. O desempenho nos treinamentos reforçou para a comissão técnica que o volante é promissor e que pode estrear no profissional ainda neste ano.

Nos últimos meses, a carreira de Bahia está ligada diretamente à evolução de Gabriel Moscardo. Ele assumiu a posição no sub-20 após Moscardo subir ao profissional e, com a convocação deste para a seleção brasileira sub-23, herdou o espaço no elenco principal para os treinos nesta Data Fifa.

O próprio Bahia esteve recentemente na seleção brasileira sub-17 para um período de treinos. Ele foi campeão do Sul-Americano da categoria em abril, vem sendo convocado com frequência e tem vaga praticamente certa na Copa do Mundo que começa em novembro.

– Foi o início de um sonho, e espero seguir alcançando os meus objetivos. Agora é manter o foco e a cabeça tranquila para buscar uma oportunidade – planeja o volante corintiano.

Bahia está no Corinthians desde 2017 e assinou seu primeiro contrato profissional no ano passado. O vínculo vale até junho de 2025 e tem multa rescisória estipulada em 50 milhões de euros para os clubes estrangeiros (quase R$ 270 milhões).