WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
novo uniao supermercados vitoria da sorte






vitoria da sorte

novembro 2023
D S T Q Q S S
« out    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  



drupal counter

:: ‘Campeonato Brasileiro’

BRASILEIRÃO: Inter tropeça e confirma Corinthians na ponta; Palmeiras entra no G4

Futebol Interior

728x480

Com direito a recorde de público no Mané Garrincha – mais de 54 mil pessoas compareceram ao estádio -, o Palmeiras derrotou o Flamengo pelo placar de 2 a 1 e entrou no G4, que tem o Grêmio na vice-liderança. O Tricolor Gaúcho venceu a Ponte Preta nos minutos finais, com gol de Luan, e segue na cola do líder Corinthians. O domingo fechou a sexta rodada do Brasileirão.

Além de Corinthians e Grêmio, quem também tem 13 pontos é o Internacional. O Colorado perdeu a terceira colocação com a derrota frente ao Vitória por 1 a 0, caindo assim para a terceira colocação. O Palmeiras tem 12, seguido pelo próprio Flamengo com 10. O único time invicto até aqui é a Chapecoense, de Guto Ferreira, que vem em sétimo com os mesmos dez.

Pelo lado debaixo da tabela, o destaque ficou por conta do América-MG, que venceu a primeira, deixando assim o Botafogo – derrotado pelo Santos – na lanterna. Além da dupla, completam o G4, Coritiba e Cruzeiro.

Confira os resultados da 6ª rodada
Atlético-PR 1 x 0 Santa Cruz-PE
Corinthians 2 x 1 Coritiba-PR
Chapecoense-SC 0 x 0 Fluminense-RJ
Santos 3 x 0 Botafogo-RJ
América-MG 1 x 0 Figueirense-SC
Vitória-BA 1 x 0 Internacional-RS
Flamengo-RJ 1 x 2 Palmeiras
Grêmio-RS 1 x 0 Ponte Preta
Sport-PE 4 x 4 Atlético-MG
Cruzeiro-MG 0 x 1 São Paulo

Salgueiro aguenta pressão do ASA e segura empate de 0 a 0 na Série C

Globo

Índice

ASA e Salgueiro se encontraram pela 3ª rodada da Série C do Campeonato Brasileiro, no estádio Municipal Arapiraca. Empatados no número de vitórias em encontros anteriores, os times demonstraram este equilíbrio em campo. Os pernambucanos, que vinham de uma derrota, conseguiram segurar as investidas do time alagoano e manter o placar em 0 a 0.

Com o resultado, o ASA se manteve na 3ª colocação do grupo A, com 5 pontos. Na próxima rodada, o time enfrenta o River-PI, no Municipal Arapiraca, às 16 horas. O Salgueiro subiu uma colocação na tabela e ocupa o 5ª lugar. O próximo desafio da equipe é contra o América-RN, no estádio Cornélio de Barros, às 19 horas. Os dois jogos acontecem no domingo (12).

Confira todos os resultados

Tombense-MG 1 x 0 Macaé
Portuguesa 3 x 1 Ypiranga-RS
Juventude-RS 0 x 2 Guarani
Guaratinguetá 0 x 1 Mogi Mirim
Botafogo-PB 2 x 0 ABC-RN
ASA-AL 0 x 0 Salgueiro-PE
Botafogo 2 x 0 Boa Esporte
Cuiabá-MT 3 x 0 Confiança-SE
River-PI 1 x 2 Remo-PA
Hoje
20:00
América-RN x Fortaleza-CE

BRASILEIRÃO: Atlético-PR vence e Corinthians consegue a virada nos minutos finais

Futebol Interior

57538696564b1

Três jogos abriram a sexta rodada do Campeonato Brasileiro, nesse sábado e todos as partidas foram de pouca inspiração, tanto que saíram apenas quatro gols, ao todo. E quem se deu bem foi os times que jogaram em casa, Atlético Paranaense e Corinthians, enquanto o Timão assume a liderança da competição, o time paranaense conseguiu sair da zona de rebaixamento.

Outros sete jogos fecham a rodada nesse domingo, sendo dois às 11 horas da manhã, quatro às 16h00 e um às 18h30. Fora de casa, contra o Vitória, o Internacional tenta vencer para retomar a liderança. Enquanto Grêmio e Flamengo, jogam em casa, contra Palmeiras e Ponte Preta, respectivamente para se mantér no grupo dos quatro primeiros times que se classificam para a Libertadores.

Confira os resultados da 6ª rodada
Atlético-PR 1 x 0 Santa Cruz-PE
Corinthians 2 x 1 Coritiba-PR
Chapecoense-SC 0 x 0 Fluminense-RJ
Hoje
11:00
Santos x Botafogo-RJ
América-MG x Figueirense-SC
16:00
Vitória-BA x Internacional-RS
Flamengo-RJ x Palmeiras
Grêmio-RS x Ponte Preta
Sport-PE x Atlético-MG
18:30
Cruzeiro-MG x São Paulo

Time da última divisão paulista leva mais gente ao estádio do que grandes do Rio

Uol

622_249230a0-63e5-3ca9-8ab3-fe41acdbfdec

A Série B Paulista, última divisão do Estado, é conhecida por ter jogos com públicos ínfimos, muitas vezes não alcançando nem 50 pagantes. A exceção neste temporada é o tradicional XV de Jaú, equipe que quase sumiu recentemente, mas renasceu das cinzas e hoje ter média de público maior que a de Botafogo e Fluminense no Brasileirão.

Nos quatro jogos que fez em casa até o momento na 4ª divisão, o XV teve média de 4.096 torcedores/jogo, superando no Brasileirão times como o Flu (2.592 torcedores/jogo), Botafogo (4.022 torcedores/jogo), Chapecoense (3.395 torcedores/jogo) e América-MG (1.698 torcedores/jogo).

O Flamengo também fica perto com 4.925 torcedores/jogo.

Vale lembrar, no entanto, que os times cariocas estão sendo obrigados a jogar fora de seus estádios tradiconais, já que Maracanã e Nilton Santos estão sob poder do COI (Comitê Olímpico Internacional) para eventos antes dos Jogos Olímpicos do Rio 2016.

Se comparar com seus adversários da Série B, o “Galo da Comarca” dá um verdadeiro banho, já que a Portuguesa Santista, time com a 2ª melhor média de público do campeonato, leva apenas 1.076 pessoas por partida ao seu estádio.

11990482_677264472375720_7526595543322411409_n

Três jogos abrem, neste sábado, a 6ª rodada do Brasileirão 2016

Tudo Conquista

cameponato-brasileiro

A sexta rodada do Campeonato Brasileiro começa neste sábado, com três partidas. Às quatro da tarde, em Curitiba, o Santa Cruz, que começou como sensação, mas vem de um empate e uma derrota, tenta se recuperar diante do Atlético-PR, que também perdeu no meio de semana.

Já às oito e meia, Chapecoense e Fluminense, na briga pelo G4, medem forças em Chapecó e no mesmo horário, em Itaquera, o Corinthians tenta, contra o Coritiba, sua quarta vitória seguida.

No domingo, a bola começa a rolar às 11 da manhã. No Pacaembu, Santos e Botafogo, que começaram mal o Campeonato, buscam vencer a segunda, na competição enquanto o América recebe o Figueirense. Às quatro da tarde, serão mais quatro partidas: Flamengo e Palmeiras; Vitória e Inter; Grêmio e Ponte Preta; Sport e Atlético-MG e a rodada termina às seis e meia com Cruzeiro e São Paulo.

Confira os jogos
Sábado
16h00
Atlético-PR x Santa Cruz
20h30
Corinthians x Coritiba
Chapecoense x Fluminense
Domingo
11h00
Santos x Botafogo
América-MG x Figueirense
16h00
Vitória x Internacional
Flamengo x Palmeiras
Grêmio x Ponte Preta
Sport x Atlético-MG
18h30
Cruzeiro x São Paulo

outdoor_pq

SÉRIE B: Bahia vence em casa, aproveita empate do Brasil-RS e dorme na 3ª posição

Futebol Interior

0002050170225_img

Quatro partidas válidas pela 6ª rodada abriram a sexta rodada do Campeonato Brasileiro da Série B na noite desta sexta-feira e já movimentaram o G4 da competição. O novo integrante da zona do acesso ao Brasileirão é o Bahia, que passou fácil pelo Paysandu. Outro que está no G4 e jogou nesta sexta foi o Brasil de Pelotas, que com o empate com o Luverdense passa a correr sérios riscos de deixar as quatro primeiras posições nesta rodada.

O Bahia havia ficado duas partidas sem vencer e entrou um pouco pressionado em campo para enfrentar o Paysandu. Mas o Esquadrão de Aço abriu o marcador aos 35 da primeira etapa e depois ampliou para 3 a 0, voltando a alegrar sua torcida na Arena Fonte Nova. O Papão segue mal e pode terminar a rodada no Z4.

O Brasil de Pelotas recebeu o Luverdense no estádio Bento de Freitas e empatou por 1 a 1, perdendo a chance de se firmar no G4. Os Xavante já perdeu uma posição para o Bahia, caindo para 4º, e ainda pode ser ultrapassado por Criciúma e CRB. Ramon marcou aos 10 para o Brasil e Jean Patrick empatou na segunda etapa.

Outro que jogou na rodada foi o Vila Nova, que interrompeu a série de quatro derrotas seguidas, mas não agradou seu torcedor. Atuando desde os 12 minutos com um jogador a mais no Serra Dourada, o Vila Nova não conseguiu sair do 0 a 0 com o Paraná. Os goianos seguem na zona de rebaixamento, com quatro pontos, e o Tricolor perdeu a chance de entrar no G4.

Outro que jogou nesta sexta e está olhando de perto o G4 é o Náutico, que recebeu o Joinville na Arena Pernambuco, venceu pelo placar de 2 a 0 e termina a noite na 5ª posição. Com a vitória, o Timbú termina a noite na 5ª posição, a primeira fora do G4. Renan Oliveira abriu a contagem no primeiro tempo e Tiago Adan fechou a conta no fim. O TImbú chega a três jogos sem perder na Sére B.

A rodada será complementada no sábado (4), com mais seis partidas.
Confira:
16h00
Sampaio Corrêa x Ceará
Oeste x Criciúma
Londrina x Tupi
16h30
Vasco x Goiás
21h00
Atlético-GO x Bragantino
Avaí x CRB

Ponte Preta vence, deixa o Z4 e afunda o América-MG na lanterna

Gazeta Esportiva

pontexamerica_rc

Com um bom futebol e eficiência no ataque, a Ponte Preta não demorou para se recuperar da derrota sofrida para o Flamengo na rodada passada. Nesta quinta-feira, a Macaca visitou o América-MG, no Independência, e, bem postada em campo, alcançou uma justa vitória por 2 a 1, deixando a zona de rebaixamento. A equipe mineira, por outro lado, segue firme no Z4 e, ainda sem vencer no Brasileirão, sacramentou a sua queda para a lanterna da competição com a derrota no Horto.

Aproveitando-se da fragilidade defensiva do adversário, que se mostrou mal adaptado ao esquema com três zagueiros, a Macaca abriu 2 a 0 em duas chances que deve nos 18 minutos iniciais de partida. O América-MG chegou a diminuir seis minutos depois, porém, mal no ataque, pouco ameaçou a equipe campineira, que soube controlar bem o jogo durante o restante da partida, mostrado um futebol consistente e bastante organizado.

Com o resultado a Ponte Preta chega à sete pontos no Brasileirão e, na próxima rodada, visita o Grêmio, em Porto Alegre, às 16h (de Brasília), no domingo. Um pouco mais cedo, às 11h, o lanterna América-MG, com apenas dois pontos conquistados, recebe o Figueirense, no Independência.

Viradas e 7 gols: Palmeiras bate Grêmio e segue 100% em casa

Terra

palmeirasdanielvorleyagifgp

No dia em que o clube comemorou os 20 anos da irretocável conquista do Campeonato Paulista de 1996, o Palmeiras encheu sua torcida de orgulho. Na fria e chuvosa noite desta quinta-feira, Verdão e Grêmio fizeram jogo emocionante e polêmico válido pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro, que terminou com vitória alviverde, de virada, por 4 a 3, no Estádio do Pacaembu, já que o Palestra Itália estava reservado para um show.

O time da casa superou a até então intransponível defesa gaúcha logo no primeiro minuto da partida, com Gabriel Jesus. No entanto, os visitantes empataram no último lance da primeira etapa, em gol irregular do zagueiro Bressan. A equipe de Porto Alegre viraria o placar no início do segundo tempo, com Juliano, mas o Palmeiras fez valer o canto de sua torcida e mostrou por que é o “time da virada”, com tentos de Róger Guedes e Vitor Hugo. No fim, Thiago Santos, que fora a grande surpresa no time titular de Cuca, fez o quarto antes de o Tricolor Gaúcho diminuir nos acréscimos com o ex-corintiano Edílson.

Com o resultado, o Palmeiras segue com 100% de aproveitamento na condição de mandante, uma vez que já havia batido Atlético-PR e Fluminense no Palestra Itália, e chega aos nove pontos, ocupando a quinta colocação do torneio nacional. O Grêmio, por sua vez, que começou a rodada como líder, permanece com sete pontos e cai para o segundo lugar, atrás apenas do arquirrival Internacional.

Agora, o Alviverde buscará somar seus primeiros pontos como visitante no próximo domingo, a partir das 16 horas (de Brasília), quando enfrentará o Flamengo, em Brasília. Já o Tricolor Gaúcho tentará se recuperar diante da ponte Preta, no sul do País, no mesmo dia e horário.

11990482_677264472375720_7526595543322411409_n

Série B tem quatro jogos nesta sexta. Bahia e Paysandu abrem a rodada

Terra

5749fd9bb3dfe

Quatro jogos marcam o inicio da sexta rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Às 19h45, o Bahia recebe o Payssandu, na Fonte Nova. O Tricolor baiano, que vem de um empate sem gols com o Náutico na última terça-feira, precisa vencer em casa para tentar chegar a 11 pontos e encostar no Vasco e também no Atlético-GO, líder e vice-líder da competição, com 13 e 12 pontos, respectivamente.

Um pouco mais tarde, às 20h30, acontecem dois jogos. O Vila Nova, que é 19º colocado, com apenas três pontos, recebe o Paraná Clube, que ocupa a oitava colocação, com a mesma pontuação de Bahia e Luverdense: oito pontos. O Verdão do Centro Oeste, que também entra em campo pela sexta rodada, enfrenta o Brasil de Pelotas, no Estádio Bento Freitas, no Rio Grande do Sul. A equipe de Mato Grosso não terá vida fácil, já que o time gaúcho é o terceiro colocado e, se vencer, empata em número de pontos com o Vasco, que só joga no sábado.

Para fechar a rodada, Náutico e Joinville se enfrentam às 21h30, na Arena Pernambuco. O Timbu busca a recuperação, após o empate com o Bahia, enquanto o JEC chega embalado, depois do triunfo sobre o Tupi, por 2 a 1, na última terça-feira.

A rodada será complementada no sábado (4), com mais seis partidas. Confira:
16h00
Sampaio Corrêa x Ceará
Oeste x Criciúma
Londrina x Tupi
16h30
Vasco x Goiás
21h00
Atlético-GO x Bragantino
Avaí x CRB

Clubes da 1ª divisão devem R$ 4,8 bilhões

Globo Esportes

atletico-mineiro-libertadores-2016

A primeira divisão do futebol brasileiro tem R$ 4,8 bilhões em dívidas. Os mesmos 20 times que jogaram o Campeonato Brasileiro em 2015 deviam menos da metade cinco anos atrás, em 2011. A história é quase a mesma de sempre. Os clubes, embora tenham elevado consideravelmente suas receitas, continuam a gastar mais do que têm. Quando falta dinheiro para fechar a conta, sobe o endividamento. Mas há mais. Dívidas que tinham sido escondidas debaixo do tapete por cartolas agora foram expostas pelo Profut, a lei federal que permitiu renegociar e parcelar impostos não pagos.

O clube que mais deve no país é o Atlético-MG, com R$ 553 milhões em 2015. O que menos deve é a Chapecoense, apenas R$ 5 milhões. Mas a análise não pode parar por aí. O Itaú BBA, liderado por Cesar Grafietti, detalhou o perfil das dívidas do futebol brasileiro para ÉPOCA. Há o endividamento ruim e há o muito ruim. Para entender, dividimos as dívidas em três grupos: bancária, operacional e fiscal.

A dívida com os bancos é a mais perigosa, pois tem juros mais altos e pode virar uma bola de neve. A operacional é a mais urgente. São dívidas de curto prazo, como valores devidos a atletas, outros clubes e fornecedores. A fiscal é a menos preocupante, sobretudo depois que o governo federal permitiu, por meio do Profut, em 2015, que times esticassem os pagamentos de impostos atrasados por 20 anos. Mas que, agora, por causa do Profut, não pode mais ser ignorada.

Quando você olha para toda a dívida da primeira divisão, vê o seguinte quadro. O endividamento operacional é o menor, em R$ 980 milhões, e se manteve no mesmo valor de um ano atrás. O bancário aumentou e chegou a R$ 1,48 bilhão. O fiscal disparou. Os impostos devidos pelos 20 clubes do Brasileiro chegaram a R$ 2,33 bilhões em 2015, com um aumento de mais de R$ 500 milhões em relação a 2014.

O crescimento da dívida fiscal entrega um mau hábito do futebol brasileiro. Quando cartolas aderiram ao Profut em 2015 e renegociaram seus impostos devidos, o governo federal deu descontos em multas, juros e encargos que eram cobrados até então. O valor “economizado” por clubes, como explicou ÉPOCA, é de pelo menos R$ 440 milhões. Trocando em miúdos, a dívida total subiu ao mesmo tempo que descontos foram dados pelo credor. Como? Os balanços financeiros de anos anteriores omitiam dívidas com o governo. O Profut exigiu um pente-fino sobre o endividamento fiscal.

Entre os clubes, há casos mais e menos graves. Santos e São Paulo têm endividamentos de tamanhos similares, mas os santistas devem mais impostos e os são-paulinos mais para bancos, o que torna o caso dos tricolores mais preocupante. O Atlético-PR tem a maior dívida bancária do país, mas por uma razão singular: empréstimos tomados para reformar a Arena da Baixada para a Copa do Mundo de 2014 entram no balanço do clube. Não fossem elas, os paranaenses teriam “só” R$ 66 milhões devidos. O Corinthians não inclui a dívida da Arena Corinthians – ela consta no balanço do estádio, gerido por um fundo, pelo clube e pela Odebrecht. O Internacional também não. No caso dos colorados, a conta é da empresa BRIO, formada por Andrade Gutierrez e BTG Pactual para administrar apenas a parte nobre do estádio Beira-Rio.

comercial tommacon



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia