WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
novo uniao supermercados








junho 2024
D S T Q Q S S
« maio    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  

drupal counter

:: ‘Seleção Brasileira’

Por que Tite impôs fórmula corintiana e Edu para estancar crise na seleção

Uol

edu-gaspar-gerente-de-futebol-sorri-ao-lado-do-treinador-corintiano-tite-1430837603616_615x300

A volta de Dunga à seleção brasileira não foi fracasso apenas pelos resultados. A fórmula de trabalho, a interação com os jogadores, a gestão de Neymar e a tomada de decisões foram pontos que deram errado e se refletiram no que aconteceu dentro de campo. Por tudo isso, todas as fichas foram reservadas para Tite, que leva à CBF um formato que funcionou no Corinthians.

A solicitação em ter Edu Gaspar como chefe direto foi uma decisão chave de Tite e, segundo pessoas próximas a Marco Polo Del Nero, bem aceita pela CBF. O cargo do antigo gerente de futebol do Corinthians ainda não tem nome e detalhes definidos, mas o treinador vê em Edu um elo indispensável.

Em praticamente cinco anos à frente do Corinthians, Edu Gaspar levou solicitações do treinador à diretoria e vice-versa, do treinador aos jogadores, e vice-versa. Embora criticado por certa cautela no que diz respeito ao mercado, a habilidade nesse tipo de interação foi uma virtude na passagem pelo Corinthians. O período como jogador de Arsenal-ING, Valencia-ESP, seleção e do próprio clube assegurou colegas de Parque São Jorge e ajudou no respeito perante os atletas.

Pouco participativo com Mano Menezes em 2014, Edu Gaspar sempre teve papel diferente nos períodos ao lado de Tite. Filtrou destemperos de empresários, como Fernando Garcia, o mais poderoso do Corinthians, que reclamava de ter seus clientes no banco de reservas. Quando a direção contestava alguma escolha do treinador, sobretudo o ex-presidente Andrés Sanchez, era ele que filtrava as informações. Em um ambiente como a CBF, visto por Tite como inseguro, a presença desse profissional se tornou indispensável.
A comissão técnica pode até decidir por Tite

No sistema de trabalho estabelecido pelo treinador como ideal, a comissão técnica ganha importância extra. Tite gosta de dividir o protagonismo, a ponto de tomar decisões importantes, como a escalação de um atleta, em parceria com um médico ou fisiologista, por exemplo. Ou de discutir a melhor estratégia ou delegar um treinamento para seus auxiliares, em especial Cléber Xavier, com quem trabalha há 16 anos. Ninguém tem mais confiança do técnico que ele, responsável por dividir o desenho do time, a ideia de jogo e a abordagem da equipe.

Nessa linha de delegar, Tite várias vezes recorreu ao expediente de levar um preparador físico, auxiliar ou fisioterapeuta para uma entrevista coletiva ao seu lado. Se percebe que o momento é de se abster, o treinador até mesmo pode deixar de falar à imprensa para dar voz a um colega de comissão. No Corinthians, esse tipo de decisão sempre foi tomada com o aval de Edu Gaspar. Com a confiança como um ponto-chave nesse processo, logo, Tite não poderia abrir mão de ter todo seu estafe na CBF.

Nos últimos meses de Corinthians, a presença do filho Matheus Bacchi também cresceu de importância a ponto de mantê-lo ao lado também na seleção brasileira. Com trajetória de jogador na base, estudos nos Estados Unidos, estágios no Barcelona e no Shakhtar-UCR, além de passagens como auxiliar no Caxias-RS, Matheus se tornou um auxiliar muito próximo dos atletas. Não apenas para fornecer instruções, mas também para ouvir e dar conselhos.

Embora não anunciados na comissão técnica fixa, mais quatro nomes devem ter importância indispensável se convocados por Tite para os compromissos da seleção, o que é provável.

Fernando Prass e Thiago Silva estão na pré-lista da CBF para a Olimpíada

Globo Esportes

prass

Fernando Prass e Thiago Silva estão pré-inscritos para disputar a Olimpíada, em agosto, pela seleção brasileira. Na última quarta-feira, a CBF enviou uma lista de 35 nomes ao Comitê Olímpico Internacional. Essa relação não foi divulgada, mas o goleiro do Palmeiras, que fará 38 anos em julho, e o zagueiro do PSG são dois dos jogadores com mais de 23 anos – o regulamento permite que três acima desse limite de idade participem dos Jogos.

Neymar, do Barcelona, será um deles. O atacante nem participou da Copa América Centenário em razão de um acordo do clube espanhol com a CBF para que ele tivesse férias, e depois estivesse no torneio. Pouco depois de ser demitido do cargo de coordenador de seleções, Gilmar Rinaldi anunciou que Douglas Costa, do Bayern de Munique, também havia sido liberado. Willian, meia do Chelsea, é outro com quem a comissão técnica pretende contar na Olimpíada.

Desses com mais de 23 anos, Micale só poderá levar, relembrando, três para o torneio.

A presença de Prass atende a uma provável necessidade na posição, já que o Benfica tem se negado a permitir que Ederson, goleiro de 22 anos, dispute o torneio. Por não ser realizado num período reservado pela Fifa para jogos de seleções, nenhum clube é obrigado a liberar atletas.

Sem outro goleiro mais jovem e confiável para ser titular, a comissão técnica encabeçada por Rogério Micale escolheu Prass. O treinador foi confirmado no comando da equipe que, embora ele mesmo venha preparando há mais de um ano, seria dirigida por Dunga na Olimpíada. Com a demissão do técnico da seleção principal e a contratação de Tite, que preferiu não assumir nos Jogos, Micale foi oficializado na função.

A mudança foi essencial para que Thiago Silva fosse incluído na lista. Preterido por Dunga, em razão de ter chiado ao perder a braçadeira de capitão para Neymar, ter cometido um pênalti na Copa América-2015, e por reclamações de seu estafe, o zagueiro volta à Seleção com a possibilidade de disputar a Olimpíada. Sua inclusão teve a bênção do presidente da CBF, Marco Polo Del Nero, que foi consultado antes sobre o assunto.

Curiosamente, Prass jamais foi convocado para a seleção principal. Os goleiros com Dunga eram Alisson, que trocou o Internacional pelo Roma, Marcelo Grohe, do Grêmio, e Diego Alves, do Valencia. A lista de 35 nomes foi elaborada em conjunto pelas comissões técnicas do time olímpico e a antiga da equipe principal. Com a saída do treinador e dos demais membros, pode ter havido modificações de última hora. Como a entrada de Thiago, por exemplo.

No próximo dia 29, Micale vai anunciar os 18 jogadores da Olimpíada, além de quatro suplentes, que poderão ser inscritos em caso de lesão dos convocados. Obrigatoriamente, esses nomes sairão da relação inicial de 35.

Isso aumenta consideravelmente a chance de Fernando Prass estrear com a camisa do Brasil no amistoso contra o Japão, dia 29 de julho, em Goiânia, último antes do jogo diante da África do Sul, dia 4 de agosto, em Brasília, estreia em busca da medalha de ouro inédita.

CBF marca reunião com Tite para acertar contrato nesta quinta-feira

Globo Esportes

a3058f102591

Tite e Marco Polo Del Nero vão se encontrar nesta quinta-feira para acertar os últimos detalhes antes do anúncio do ex-treinador do Corinthians como técnico da seleção brasileira. Os dois lados dão o acerto como fechado e impossível de ser desfeito, mas dizem que ainda falta uma última conversa antes do anúncio oficial.

Entre os detalhes a serem discutidos está o salário de Tite. Tempo de contrato não é algo em discussão, porque a CBF contrata seus funcionários pela CLT. O presidente do Corinthians, Roberto de Andrade, disse “estar puto” com a CBF pelo assédio a Tite, e afirmou que não tentou oferecer um aumento de salário ao treinador.

De acordo com o secretário-geral da CBF, Walter Feldman, o fato de Tite ter assinado um manifesto que exigia a “renúncia definitiva” de Marco Polo Del Nero “não tem a menor importância”. O documento, de autoria do Movimento Bom Senso FC, data de dezembro de 2015.

– Tite pode ter mudado de ideia. A conversa que nós tivemos aqui na CBF foi muito boa. Os dois lados saíram impressionados com o que ouviram – declarou Feldman sobre a reunião de três horas realizada na sede da confederação na noite de terça-feira. O técnico do Corinthians ainda não falou sobre o assunto.

Ao suceder Dunga, Tite levará para a seleção brasileira grande parte de sua comissão técnica no Corinthians. É certo que o auxiliar Cleber Xavier e o ex-gerente de futebol Edu Gaspar serão funcionários da CBF.

Tite vai assumir uma seleção em crise técnica numa CBF em crise de imagem. O Brasil está em sexto lugar nas Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2018 – portanto fora da zona de classificação. A estreia de Tite será em setembro, contra o Equador, em Quito.

Antes disso, a seleção brasileira vai disputar o torneio de futebol da Olimpíada. Mas, com a bênção de Tite, o treinador será Rogério Micale, que já havia dirigido o time nos amistosos de preparação.

CBF anuncia Micale como técnico da Seleção no Rio 2016

Terra

567e7ad91e7ee

Enquanto segue em compasso de espera sobre uma resposta de Tite para assumir o comando da Seleção Brasileira, a CBF definiu nesta quarta-feira o responsável por seguir o “projeto olímpico” brasileiro. Caberá a Rogério Micale treinar o Brasil durante a Rio-2016, que tem início em agosto.

A confirmação acontece no dia em que a CBF precisa enviar ao Comitê Olímpico Internacional (COI) a pré-lista com 35 nomes e integrantes da comissão técnica para os Jogos Olímpicos. Micale substituirá Dunga, que acumulou as funções de treinador das seleções principal e Olímpica durante sua gestão.

Com a saída de Dunga e a indefinição sobre o acerto com Tite, a CBF optou por chamar Rogério Micale às pressas. O treinador, que já era o responsável pela Seleção Sub-20, não deve falar com a imprensa inicialmente.

outdoor_pq

Imprensa internacional cita caráter de Tite e relembra brigas com Neymar

Uol

jornal-as-da-espanha-faz-perfil-de-tite-1465986132188_615x300

A saída de Dunga e a provável contratação de Tite para ser técnico da seleção brasileira é também um dos principais assuntos na imprensa internacional, principalmente na Espanha, onde o principal jogador do Brasil, Neymar, atua. As publicações espanholas falaram da queda de Dunga e exaltaram Tite como um bom comandante, mas que coleciona polêmicas com o atacante do Barcelona.

O As, um dos principais jornais da Espanha, publicou um perfil de Tite, mostrando as razões por ele ser o favorito para assumir a seleção brasileira após a saída de Dunga. “Equilibrado, inovador e disciplinado. O treinador do Corinthians é um dos mais vitoriosos e respeitados do país no século XXI”, chama a publicação.

O jornal ainda diz que “o fato de Tite e Dunga serem gaúchos é a única similaridade entre os dois”. A publicação fala do currículo vitorioso do treinador pelo Corinthians e ainda cita outros clubes comandados por Tite, além de exaltar o caráter do técnico.

“O gaúcho de fala tranquila tem equilíbrio e constância, além de caráter como sua principal característica. Suas equipes são sólidas, eficientes, com alta intensidade, grande aplicação e disciplina tática”, publica o As, também lembrando que Tite já disse não à CBF em quatro ocasiões, quando a seleção já estava sob comando de outros treinadores.

O jornal Mundo Deportivo relembra polêmica entre Tite e Neymar, quando o jogador ainda atuava pelo Santos. A publicação resgata uma aspa do treinador criticando Neymar por “simular faltas” durante um clássico entre Corinthians e Santos. “O jogador poderia ser o menos feliz com a decisão da CBF, por conta de críticas do treinador. Em caso de confirmação de Tite, o bom entendimento entre os dois seria vital para o desenvolvimento da seleção brasileira”, diz.

Tite e CBF não chegam a acordo, mas prometem retomar as negociações

Terra

a3054f102445_rYp4rTj

O técnico Tite se reuniu nesta terça-feira por quase três horas com o presidente da CBF, Marco Polo Del Nero, mas não chegou a um acordo para substituir Dunga no comando da Seleção Brasileira. De acordo com Douglas Lunardi, diretor de comunicação da entidade, as partes tiveram “uma primeira boa conversa” e combinaram de se encontrar em breve para retomar as negociações.

O chefe de comunicação afirmou que não há uma data certa para Tite volte a conversar com a entidade. Segundo ele, a cúpula da CBF está satisfeita com o primeiro contato mantido com o técnico. Também esteve presente na reunião o auxiliar do treinador, Cleber Xavier. “Não foi frustrante. A expectativa era de se ter uma primeira conversa e de ter um alinhamento de expectativas. E isso foi feito”, disse Lunardi.

O treinador do Corinthians é o favorito da CBF para assumir o time canarinho. A urgência em acertar com ele estava concentrada na necessidade de apresentar nesta quarta-feira ao Comitê Olímpico Internacional (COI) a lista com os 35 jogadores pré-convocados para a Seleção que disputará o Rio 2016. Também devem constar no documento os nomes das 12 pessoas que integrarão a comissão técnica. Não são permitidas mudanças nessa relação.

Lunardi afirmou que a lista será apresentada por Rogério Micale, que desenvolveu o trabalho junto à equipe com idade olímpica. O diretor de comunicações não quis dizer se Micale será inscrito no lugar de Dunga como o técnico da Seleção nas Olimpíadas. “Não participei da reunião. Mas esse assunto foi colocado e ficou definido que o Micale apresentará a lista”, despistou.

Leonardo é escolhido por Del Nero para comandar nova comissão técnica

MSN

AAh2WD1.img

Após anunciar a saída de Dunga do comando do Brasil, o presidente da CBF, Marco Polo Del Nero, escolheu o ex-lateral Leonardo para trabalhar na nova comissão técnica da Seleção Brasileira. Leonardo assume as funções de Gilmar Rinaldo, é o que informa a Folha de São Paulo.

Na nova comissão técnica, que será formada com a nomeação de um novo treinador, o ex-lateral esquerdo será o coordenador da Seleção Principal e Olímpica. A próxima competição brasileira será os Jogos Olímpicos do Rio.

Segundo à publicação, Del Nero pretende contar com outros ex-atletas na nova comissão do Brasil e pretende investir no retorno do Jorginho, técnico do Vasco.

A queda precoce do Brasil na fase de grupos da Copa América Centenária forçou a CBF a efetuar mudanças para conseguir melhoras significativas nas Eliminatórias para a Copa da Rússia.

11990482_677264472375720_7526595543322411409_n1

CBF demite Dunga, escolhe Tite e tem pressa pra acerto com corintiano

Uol

12jun2016---dunga-observa-seus-comandados-durante-a-partida-entre-brasil-e-peru-pela-copa-america-centenario-1465815858283_615x300

Dunga foi demitido do comando da seleção brasileira nesta terça-feira (14) após a eliminação precoce na fase de grupos da Copa América Centenário, nos Estados Unidos. Gilmar Rinaldi, coordenador de seleções, também está fora.

Em decisão do presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Marco Polo Del Nero, o treinador que estava no comando desde o fim da Copa do Mundo de 2014 teve o contrato rescindido e já está fora, também, da Olimpíada do Rio, em agosto. Tite, do Corinthians, é o preferido da entidade para assumir o posto.

O anúncio foi feito através de uma nota oficial publicada na tarde dessa terça.

“A Confederação Brasileira de Futebol comunica que decidiu, nesta terça-feira, dissolver a comissão técnica da Seleção Brasileira. Deixam os cargos o coordenador de Seleções, Gilmar Rinaldi, o técnico Dunga e toda a sua equipe. A decisão foi tomada em comum acordo durante reunião nesta tarde e, a partir de agora, a CBF inicia o processo de escolha da nova comissão técnica da Seleção Brasileira. A CBF agradece a dedicação, a seriedade e o empenho da equipe durante a realização do trabalho”, diz a nota.

Os dirigentes têm pressa para acertar com o comandante corintiano, que pode ser anunciado nas próximas horas. A entidade ainda não tem um plano B e crê que da conversa que terá com o treinador e seu estafe saia um acerto. Antes mesmo da reunião com Dunga e Gilmar Rinaldi, na tarde desta terça-feira, na sede da CBF, o empresário de Tite, Gilmar Veloz, já mantinha diálogos com cartolas da federação.

Com “decisões tomadas”, Del Nero convidará Tite logo após reunião

Globo Esportes

a3054f102445_rYp4rTj

As mesmas pessoas que na segunda-feira diziam que Marco Polo del Nero só afirmava estar “refletindo” sobre a possibilidade de demissão do técnico Dunga e do coordenador Gilmar Rinaldi, na manhã desta terça garantem: a decisão já está tomada. E a pressão por uma solução rápida deve ser atendida, ou pelo menos esse é o plano. Apesar de nenhum contato direto ter sido feito até o momento com Tite, a informação de que a proposta chegará logo após o desfecho da reunião na sede da entidade já chegou através do agente Gilmar Veloz. Del Nero pretende fazer um contato oficial com Tite logo depois do encontro com Dunga, para anunciar o novo comandante rapidamente, ainda nesta terça, e estancar a crise. Mas ainda não há um acerto concretizado.

A eliminação precoce na Copa América Centenário engrossou a lista de maus resultados colhidos por Dunga desde que ele voltou ao banco de reservas da Seleção depois do Mundial de 2014: queda nas quartas de final da Copa América de 2015 e o sexto lugar atual nas eliminatórias sul-americanas para a Copa do Mundo na Rússia, em 2018.

O Brasil deixou a competição nos Estados Unidos com apenas quatro pontos em três jogos e só fez gols no Haiti (vitória de 7 a 1 na segunda rodada). Na estreia, o time de Dunga ficou no 0 a 0 com o Equador e depois perdeu para o Peru por 1 a 0 na despedida. A Seleção não era eliminada na primeira fase da Copa América desde 1987.

Del Nero convoca Dunga e Gilmar para ouvi-los antes de anunciar decisão

Globo Esportes

20160613001904_0

O presidente da CBF, Marco Polo Del Nero, convocou o técnico Dunga e o coordenador de seleções Gilmar Rinaldi para uma reunião na terça-feira, assim que a dupla voltar dos Estados Unidos após a eliminação do Brasil na fase de grupos da Copa América Centenário.

O vexame nos Estados Unidos deixou o dirigente bastante contrariado. Mas Del Nero disse a interlocutores que o momento é de “reflexão” e que não vai tomar nenhuma decisão antes de ouvir Dunga e Gilmar pessoalmente. Os dois, que já foram informados da convocação, embarcam ainda nesta segunda para o Brasil e chegarão ao Rio na manhã de terça.

Após o fracasso nos EUA, até os defensores de Dunga e Gilmar dentro da confederação passaram a criticá-los. Desde abril já estava claro que a cúpula da CBF usaria os resultados da Copa América Centenário para avaliar o trabalho da dupla à frente da seleção brasileira. Vale lembrar que o capitão do tetra é o comandante também do time olímpico que buscará o inédito ouro nos Jogos do Rio, em agosto.

A eliminação engrossou a lista de maus resultados colhidos por Dunga desde que ele voltou ao banco de reservas da Seleção depois do Mundial de 2014: queda nas quartas de final da Copa América de 2015 e o sexto lugar atual nas eliminatórias sul-americanas para a Copa do Mundo na Rússia, em 2018.

Se a permanência de Dunga e Gilmar ainda será discutida nesta terça-feira, pelo menos uma decisão já está tomada pela CBF: nenhum técnico será procurado enquanto a situação da comissão técnica não for definido. Ou seja: não se repetirá o que aconteceu com Tite – o técnico do Corinthians foi sondado enquanto Dunga ainda estava empregado.

O Brasil deixou a Copa América com apenas quatro pontos em três jogos e só fez gols no Haiti (vitória de 7 a 1 na segunda rodada). Na estreia, o time de Dunga ficou no 0 a 0 com o Equador e depois perdeu para o Peru por 1 a 0 na despedida. A Seleção não era eliminada na primeira fase da Copa América desde 1987.













comercial tommacon



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia