WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
novo uniao supermercados








junho 2024
D S T Q Q S S
« maio    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  

drupal counter

:: ‘Atlético’

Na terra do rei Mohammed VI, R10 comanda o Atlético-MG contra o Raja

Globo Esportes

ronaldinhogaucho_treinoatleticomg_efe_95

O dito popular serve a Ronaldinho Gaúcho em Marrakesh como poucas vezes se viu no futebol. Rei, mesmo, ele foi em 2004 e 2005, eleito duas vezes o melhor jogador do mundo. Mas sua majestade se manifesta a cada sorriso que sai da boca de um marroquino ao perguntar sobre sua presença na cidade ou a cada frase de reverência que sai da boca de um companheiro de Atlético-MG. É na terra do rei Mohammed VI que o rei Ronaldinho 10 comandará seus súditos na mais nobre batalha da história do Galo: tentar conquistar o mundo. Nesta quarta-feira, às 17h30m (de Brasília), o primeiro passo, contra o Raja Casablanca, time local, fortalecido por milhares de torcedores que se transformaram num perigo maior até do que os soldados dentro de campo.

Marrakesh está cercada de alusões a Mohammed VI. O estádio que será palco do Mundial tem a foto do rei entre os cartazes com os símbolos das equipes participantes. Há imagens por todos os lados e uma das avenidas mais suntuosas da cidade leva seu nome. Mas é de Ronaldinho que o povo quer saber desde a chegada da delegação atleticana à cidade. E parece saber da existência do campeonato muito por conta de o craque estar no país.

O reinado de Mohammed não é dos mais tranquilos. O monarca tem uma fortuna estipulada em R$ 5 bilhões e o país em suas mãos. Livros e reportagens recentes denunciam que ele enriquece à medida que a população se afunda na miséria. Ele também já mandou para a cadeia jornalistas que o acusaram.

Ronaldinho é diferente. Seu reinado no Galo foi imposto por sua história e pelo carisma que todos juram ser impressionante. Mesmo depois de anos em que seu futebol esteve adormecido, o meia, que virou R10, tal qual o rei marroquino é chamado de M6, colecionou súditos que o reverenciam, literalmente, nos jogos do Independência.

No adversário do Galo, talvez a torcida seja mais forte que o time. Uma massa apaixonada vai empurrar o Raja Casablanca no jogo desta quarta. Torcedores e jogadores estão mergulhados em euforia depois das duas vitórias na largada do Mundial. Agora, a missão é chegar à grande final. Seria o maior feito da história do clube.

Flu vira o jogo, mas Galo empata no Maracanã e amplia o drama Tricolor

Globo Esportes

alecsandro_durao

O drama continua. Mesmo com o apoio maciço de 44.699 torcedores no Maracanã (38.779 pagantes, com renda de R$ 459.330,00) o Fluminense não conseguiu superar o Atlético-MG, neste sábado. Sob chuva fina, o empate em 2 a 2 deixou o time carioca à mercê dos dos rivais para depender das próprias forças na última rodada, quando encara o Bahia, em Salvador, e escapar do rebaixamento. Em jogo pegado, Diego Tardelli abriu o placar, Gum e Biro Biro conseguiram a virada, mas o ex-vascaíno Alecsandro deixou tudo igual perto do fim

Um grupo tentou invadir o vestiário tricolor e pelo menos quatro homens foram presos. O clube soma 43 e pode ser ultrapassado por Coritiba e Vasco, o que tornaria a tarefa de evitar a Série B ainda mais inglória. O resultado, aliás, ratificou a queda da Ponte Preta, que já não pode alcançar o Flu.

De olho no Mundial de Clubes, o Galo permanece em sexto lugar, agora com 56 pontos. Tranquilo, apenas cumpre tabela no domingo que vem contra o Vitória, em Belo Horizonte.

Enquanto o público se acomodava no estádio, o suspense pela escalação do goleiro Diego Cavalieri crescia. O camisa 12 fez um teste no campo e, apesar de a escalação oficial inclui-lo, a confirmação só saiu mesmo quando ele voltou de uniforme. No fim, a torcida do Atlético, de laços fortes com a do Vasco, entoou coro de Segunda Divisão para o adversário e cantou até a parodia cruz-maltina da música “Anna Júlia”, da banda Los Hermanos
.
Antes de a bola rolar, os 22 atletas cruzaram os braços em apoio ao movimento Bom Senso FC, que luta por melhores condições de trabalho no futebol e mais transparência das diretorias.

Serrano empata com o Atlético no Infantil e vence no Juvenil

Por Luciano Pina

IMG_6501

Na tarde deste sábado (05) foi realizada a nona rodada do Campeonato Baiano de Futebol Infantil e também Juvenil.

Pelo Infantil o Serrano empatou com o Atlético de Alagoinhas pelo placar de 2 a 2 e segue na zona de classificação para a outra fase da competição.

Por outro lado o time Juvenil, que não vencia há algum tempo, derrotou o Carcará por 2 a 1.

Pela décima rodada, Rubro-Verde vai até a cidade de Rio Real, para enfrentar o Feirense, na tarde desta quarta (09).

Definidas arbitragens para Serrano e Atlético pelo Baiano Infantil e Juvenil

Por Luciano Pina

134243344872

A FBF divulgou na tarde desta quinta (03), as escalas de árbitros para os jogos Serrano e Atlético, que acontecem neste sábado (05), no estádio Lomanto Júnior, válidos pelo Campeonato Baiano das categorias Infantil e Juvenil.

Para a categoria infantil que começa às 13h30, apita o jequieense Rogério Moitinho Silva Lima, auxiliado pelos conquistenses José William Messias e Paulo Henrique Lopes da Costa. O 4º árbitro será o também conquistense Arleson Cleyson Barbosa Teixeira.

Para o juvenil que inicia as inicia às 15 horas, a arbitragem será do jequieense Davi Sande Souto (foto), tendo como assistentes e 4º árbitros os mesmos da categoria infantil.

Infantil do Serrano vence e Juvenil perde pelo Baianão

Por Luciano Pina

IMG_6597

Na tarde desta quarta (25) as equipes Infantil e Juvenil do Serrano entraram em campo para mais uma partida do Baianão. 

Em partida que aconteceu no estádio Antônio Carneiro, debaixo de um forte calor, o time Infantil lutou muito e venceu o Carcará pelo placar de 2 a 1. Com o resultado o time segue na zona de classificação para a próxima fase. Por outro lado, o time Juvenil apesar de ter feito uma boa apresentação foi derrotado pelo Atlético por um a zero.

Na próxima rodada que acontece no sábado (28), os times mongoios vão enfrentar as equipes do Bahia de Feira, a bola rola a partir das 13h30, no estádio Lomanto Júnior.

Bahia cai no Horto e se distancia do G-4

Atarde

650x375_1347397

Precisando vencer longe de casa para se recuperar da derrota, na Fonte Nova, na última rodada e se manter vivo na luta pelo G-4, o Bahia encarou o Atlético-MG na noite desta quarta-feira, 14, no estádio Independência, em Belo Horizonte, e saiu de campo com mais um revés.

Apagado em campo, o Esquadrão foi derrotado por 2 a 0, permaneceu com 19 pontos e viu os adversários diretos na briga pelo grupo que se classificam à Libertadores abrirem vantagem. Os gols foram marcados por Leonardo Silva, ainda no primeiro tempo, e Alecsandro, na início da segunda etapa.

Esta foi a terceira derrota seguida do tricolor, que caiu para a 10ª posição. Em contrapartida, foi o primeiro triunfo do Atlético-MG desde a conquista do torneio sul-americano: o alvinegro sofreu três derrotas e empatou duas vezes. Com isso, o Galo foi a 15 pontos e se distanciou da zona de rebaixamento.

O tricolor agora encara o Santos no próximo domingo, 18, às 18h30, na Arena Fonte Nova. Já o Atlético-MG viaja a Porto Alegre, onde enfrenta o Internacional no mesmo dia e horário.

Fulminante, Flamengo vence em Brasília e aumenta ressaca do Atlético-MG

Terra

02eliascomemoragolcarloscostaal

Depois de empate contra o Botafogo e uma derrota contundente diante do Bahia em Salvador, o Flamengo se reencontrou neste domingo no Campeonato Brasileiro com mais um bom resultado conquistado no Estádio Mané Garrincha, onde jogou pela quarta vez na competição. Com muita velocidade e ótima atuação do jovem Nixon, aposta de Mano Menezes para a equipe titular, o Fla fez 3 a 0 no Atlético-MG, ainda com clima de ressaca pela conquista da Copa Libertadores.

Desde o título mais importante de sua história, a equipe do treinador Cuca não sabe o que é pontuar. Foram três derrotas – Cruzeiro, Atlético-PR e Flamengo – em um intervalo de sete dias, o que coloca o Atlético-MG na zona de rebaixamento, com 10 pontos e um jogo a menos. A equipe a deixar as quatro posições finais é justamente o Flamengo, agora com 13 pontos, pelos gols de Nixon, Elias e Paulinho.

Acolhido pela capital federal, o Fla segue invicto em sua segunda casa neste Brasileiro. Além de empates contra Coritiba e Santos, venceu o Vasco e agora o Atlético-MG no Mané Garrincha. Nixon, que marcou um gol e deu passe para outro, foi destaque, assim como Elias, que teve ainda mais liberdade pelas presenças de Luiz Antônio e Cáceres.

Em situações complicadas, Fla e Atlético-MG se encaram em Brasília

Lancenet

Apresentacao-Flamengo-Atletico-MG_LANIMA20130803_0080_47

Com sinal de alerta no Campeonato Brasileiro, Flamengo e Atlético-MG se encaram neste domingo, no Estádio Mané Garrincha, em Brasília. Enquanto o time rubro-negro busca a vitória para sair da incômoda 17ª posição, na degola, o Galo quer o triunfo justamente para evitar figurar entre os quatro últimos colocados.

Os dois time têm apenas 10 pontos. Porém, enquanto o Flamengo passa por uma má fase, o Atlético-MG ainda se recupera da ressaca após ter vencido a Copa Libertadores da América.

Na zona de rebaixamento após a derrota para o Bahia durante a semana, o Flamengo ocupa a 17ª posição na tabela e ainda por cima terá pela frente, nada mais nada menos que o campeão da Libertadores, o Atlético-MG para tentar espantar a crise de três jogos sem vitória no Brasileiro. Caso o time rubro-negro não vença, terá a pior sequência de resultados da temporada.

Passados o título da Libertadores e a comemoração oficial dos atletas com a Massa alvinegra, o Galo volta, agora de vez, suas atenções para o Brasileirão 2013. Precisando vencer para sair da desconfortável 16ª colocação e começar a brigar na parte alta da tabela, o time mineiro não contará com dois de seus principais jogadores.

Técnico do Atlético-MG pode priorizar a Copa do Brasil no 2º semestre

Lancenet

Cruzeiro-Atletico-MG-Foto-Leonardi-LANCEPress_LANIMA20130728_0254_47

O Atlético-MG, depois de alcançar o maior feito de sua história na última quarta-feira, ainda luta por mais três títulos neste ano: Campeonato Brasileiro, Copa do Brasil e Mundial de Clubes. Dentre esses, a competição em Marrocos está no topo de prioridade. Mas o técnico Cuca disse que a valorização da Copa pode ser maior que a do Campeonato.

E um dos argumentos usados pelo comandante foi que o Galo, assim como aconteceu no Mineirão contra o Olimpia, conquistaria um título inédito caso fature o ‘torneio mais democrático’ do futebol brasileiro.

– Temos que saber pensar bem o caminho para o dia 21 de dezembro. De repente vamos tentar o título do Brasileiro, mas, às vezes, priorizar a Copa do Brasil, que é um título que o Atlético ainda não tem também. Vamos discutir com a fisiologia, departamento físico – afirmou o treinador.

O Atlético, assim como todos os outros brasileiros que disputaram a Libertadores, começa a trajetória na Copa do Brasil a partir das oitavas de final do torneio. O Galo pode até pegar o Cruzeiro no sorteio que acontecerá no próximo dia 6 de agosto. Os jogos de ida e volta dessa fase estão marcados para os dias 21 e 28 do mesmo mês.

Cruzeiro enfrenta o Atlético-MG, no Mineirão

Guerreirosdogramado

03fev2013---jogadores-do-cruzeiro-e-atletico-mg-disputam-bola-durante-partida-do-campeonato-mineiro-na-reinauguracao-do-mineirao-em-belo-horizonte-1359923585214_956x500

O Cruzeiro: está no G-4 do Brasileirão, mas apenas oito rodadas se passaram até aqui. Ainda falta muito para o campeonato terminar, é verdade, mas o momento é de se afirmar entre os candidatos ao título.

Com chances de terminar a rodada na liderança, o time celeste contará com a maioria da torcida no Mineirão e com o retrospecto de 100% de aproveitamento no estádio nesta temporada para conquistar mais uma vitória e se manter entre os primeiros.

Para o desafio, a Raposa contará com o mesmo time que venceu o São Paulo, mas o banco estará mais forte. Everton e Ceará retornam ao time e o meia-atacante Willian aparece pela primeira vez entre os relacionados. Uma boa chance para entrar durante o jogo e começar a ganhar o apoio da torcida cinco estrelas.

O Atlético-MG: vive a ressaca da conquista do seu primeiro título relevante nos últimos 40 anos e parece anestesiado e sem muita empolgação para encarar o Campeonato Brasileiro.

Visando descansar os jogadores que atuarem na última quarta-feira contra o Olimpia, o técnico Cuca mandará a campo um time reserva, mas certamente com mais motivação de mostrar algo do que teriam os principais jogadores.

Precisando reagir rápido no Brasileirão para não entrar naquele marasmo que atinge os campeões continentais na competição nacional, o Atlético-MG precisa da vitória neste domingo para mostrar ambição. É a chance dos jogadores cruzeirenses impedirem que isso aconteça.

468x60_simonassi12













comercial tommacon



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia