WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
novo uniao supermercados








maio 2024
D S T Q Q S S
« abr    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

drupal counter

:: ‘DEZ’

FIFA define grupos e Salvador receberá dez partidas nos Jogos Olímpicos

FBF

4020,fifa-define-grupos-e-salvador-recebera-dez-partidas-nos-jogos-olimpicos-3

Salvador está de volta ao cenário do futebol mundial. Depois de ser eleita o melhor estádio da Copa do Mundo de 2014 e receber o duelo entre Brasil e Peru, pelas Eliminatórias da Copa de 2018, em novembro passado, a Arena Fonte Nova vai ser palco de mais uma competição internacional.

Uma das sedes do futebol nos Jogos Olímpicos do Rio 2016, a praça esportiva baiana conheceu nesta quinta-feira (14) as Seleções que receberá no torneio. Serão dez partidas, sendo sete no futebol masculino e três no feminino.

O primeiro duelo a ser realizado na Fonte, nas Olimpíadas, será no dia 4 de agosto, entre as Seleções de Fiji e Coréia do Sul, no Masculino, às 17h. No mesmo dia, ainda sediará o confronto entre México e Alemanha, às 20h.

Três dias depois, em 7 de agosto, mais uma rodada dupla masculina na Capital. Às 17h, Fiji x México; às 20h, Coréia do Sul x Alemanha.

No dia 9 de agosto, será a vez das mulheres pisarem no gramado da Arena. Às 16h e às 19h se enfrentarão Austrália e Zimbabwe e Nova Zelândia e França, respectivamente.

Já no dia 10, a Seleção mais aguardada pelos baianos voltará à Fonte. O Brasil de Neymar e Cia enfrentará a Dinamarca, às 22h, no estádio soteropolitano. Antes, às 19h, receberá a preliminar entre Japão e Suécia.

Por fim, a Fonte Nova ainda será utilizada nas quartas de final do futebol das Olimpíadas. No dia 12 de agosto, às 16h, a 2ª colocada do Grupo E e a 2ª colocada do Grupo F se enfrentarão pelo Feminino. Já no dia seguinte, 13 de agosto, a 1ª colocada do Grupo B e a 2ª colocada do Grupo A duelarão pelo Masculino, também às 16h.

10 saídas para a seleção brasileira

O Estadão

BrasilParaguaiDanielTeixeiraEstadao1_570

Mais do que ser eliminado da Copa América precocemente diante do Paraguai, o Brasil corre riscos de não participar de uma Copa do Mundo pela primeira vez em sua história. Desde que a Fifa organizou a competição em 1930, vencida pelo Uruguai, o time sempre esteve presente. Ganhou cinco vezes. Depois do 7 a 1 contra a Alemanha dentro de casa no Mundial, no ano passado, e do que veio depois, como corrupção, prisão, Dunga e novos fracassos, ficar fora da disputa na Rússia seria a pá de cal no futebol brasileiro.

O bonde perdido após o fiasco do time de Felipão na Copa ficou para trás. Nada aconteceu depois da surra para a Alemanha e da humilhação mundial. Novo bonde passa à nossa frente agora após a Copa América. O futebol, de modo geral, precisa ser repensado. Veja 10 saídas para o Brasil.

1 – Trocar o comando da CBF

Marco Polo del Nero, que não esteve com a seleção na Copa América, tem seu trabalho questionado desde que participou, junto com Marin, da escolha da comissão técnica liderada por Dunga e Gilmar Rinaldi. Também não pegou bem sua volta ao Brasil de fininho após a batida do FBI em Congresso da Fifa, mês passado, quando Marin foi preso. Novas eleições, com candidatos ligados ao futebol, ex-jogadores, novos dirigentes, poderiam dar mais ‘saúde’ à Casa do futebol brasileiro. Não há clima para sua permanência.

2 – Mudar o comando as Federações Estaduais

Mesmo os que assumiram o cargo recentemente, como Reinaldo Carneiro Bastos, em São Paulo, mas que já estava na função ou próximo dela há anos, deveriam dar passagem para gente nova, de cabeça fresca e menos viciada. Há muitos dirigentes no comando por anos. Há uma subserviência latente dessas entidade ao comando na CBF. Todos beijavam a mão de Teixeira, depois de Marin e agora de Marco Polo. São ajudados financeiramente. É preciso fazer uma limpa.

3 – Conversar com os patrocinadores

Os patrocinadores da seleção precisam ser ouvidos sobre alguns acordos da CBF com empresas que ‘vendem’ a seleção. Esses contratos firmados até 2022 ou mais, para jogos amistosos, têm de acabar. A CBF precisa recuperar o domínio da seleção e pensar para ela o que for melhor. Se for melhor passar uma semana treinando em Teresópolis aprimorando chute a gol, que seja. Chega de amistoso sem qualquer finalidade a não ser ganhar dinheiro.

4 – Direitos de TV

A seleção não pode estar vinculada a somente uma emissora de TV, como está há anos na Rede Globo. O Brasil pertence a todos, e assim deve ser. Isso não mudaria em nada o ganho da CBF. Basta dividir a cota e os direitos, de modo a todos poderem mostrar os jogos. Os melhores profissionais mostrarão com mais informação e graça. Provavelmente será a própria Globo a ganhar essa parada. Mas terá de competir.

5 – Conselho Brasil

A CBF deveria formar um grupo de notáveis para tomar conta da seleção, ajudar nas convocações e nos amistosos, nos treinos e em todo o trabalho. Esse Conselho Brasil poderia ser formado por ex-jogadores escolhidos até em votação popular pela internet, com nomes previamente sugeridos pelo novo comando da CBF. Gente no nível de Zico, Falcão, Rivellino. Ex-jogadores que têm alguma coisa para ensinar e que jamais vão colocar seus nomes em transações escusas e que não sejam para o bem do futebol.

6 – Comissão técnica

Dunga e seus parceiros, Gilmar e Cebola, na seleção tiveram chance e fracassaram. Então, a comissão deveria ser trocada imediatamente, antes do início das Eliminatórias. Dunga não é esse cara para mudar o que está aí. Ele não tem condições técnicas de pensar o futebol da seleção nem de dar um padrão de jogo ao time, tampouco de cair na graça dos jogadores e da própria torcida. Dunga perde o controle quando as coisas não estão dando certo e entende o futebol como uma guerra. Joga para ganhar e não para se resgatar o bom futebol que, consequentemente, dará as vitórias à equipe. Não serve, como se comprovou em 2010 e agora. De nada adianta ganhar amistosos.

7 – Convocação

O Brasil precisa ter jogadores bons em cada posição, mesmo se eles estiverem jogando no País. Não dá para apostar em atletas de praças distantes do futebol, como China e mundo árabe, em detrimento de jogadores de Palmeiras, Corinthians, Cruzeiro, Grêmio, Atlético-MG, Inter. Chega de inventar meninos na seleção só porque eles estão na Europa também. Chega de privilegiar ‘amigos’ ou ‘simpatizantes’. A seleção tem de ter os melhores. Por isso que as convocações não podem pertencer somente ao treinador, no caso Dunga, mas a um grupo de notáveis com ideias e pensamentos parecidos.

8 – Jogadores

É preciso recuperar a vontade e disposição nos jogadores de servir a seleção. Daí também a importância da presença de jogadores do passado na comissão ou junto dela. Essa harmonia entre time e comissão técnica e torcida precisa existir sempre. O engraçado é que o Brasil tinha isso na Copa do Mundo. Agora não tem mais porque os jogadores convocados por Dunga não têm identificação com o País, salvo um ou outro.

9 – Jeito brasileiro de jogar

O Brasil não joga mais como antes. Além da qualidade ruim dos jogadores, não existe mais um padrão. O Brasil perdeu a graça e a ginga. Não toca mais a bola nem fica com ela. Atua nos contra-ataques. Vale-se das bolas aéreas. Não dribla nem tem a bola nos pés. Meias são deslocados para as laterais. Criadores têm de marcar e destruir. Nem centroavante de área o time tem. Importamos um jeito de jogar que não é nosso. E sofremos com ele.

10 – Ganhar nem sempre é o caminho

Treinadores da escola de Dunga só pensam em ganhar, mas nem sempre esse é o caminho correto para resgatar o futebol brasileiro. Vencer a qualquer custo, de qualquer maneira, não forma time nem jeito de jogar, duas carências do futebol brasileiro e da seleção, especificamente. É possível jogar bem e ser competitivo. O futebol brasileiro também carece de mais inteligência e menos vigor físico dentro de campo. A correria nunca foi a nossa.

outdoor_pq

Futebol Melhor divulga novo ranking mundial: cinco brasileiros no ‘Top 20’

Lancenet

HOME-Socio-torcedor_LANIMA20150505_0103_1

O futebol brasileiro está bem representado no mundo em quantidade de sócios-torcedores. Em atualização do ranking mundial elaborado pelo Movimento por um Futebol Melhor, cinco agremiações nacionais figuram no Top 20: Internacional, Palmeiras, Corinthians, Grêmio e Cruzeiro. A nova classificação conta com tradicionais clubes da Argentina, Uruguai e Chile.

O Colorado ainda é o brasileiro melhor ranqueado. Com quase 137 mil associados, o time gaúcho figura na sexta colocação geral. O Palmeiras está bem próximo de ultrapassar o Borussia Dortmund (ALE) e assumir a oitava posição. Já o Corinthians aproxima-se de Boca Juniors (ARG) e Manchester United (ING), ambos com 100 mil cadastrados.

O Benfica (POR) é o clube com mais sócios-torcedores no mundo. São 270 mil afiliados, que correspondem a 4% de sua torcida. Bayern de Munique (238 mil) e Arsenal (225 mil) completam o pódio do ranking mundial.

O Movimento por um Futebol Melhor, idealizado pela Brahma, conta com mais de 950 mil sócios-torcedores, distribuídos em 61 clubes de todas as regiões do país. Além de oferecer benefícios aos associados, o projeto já ajudou as agremiações a receberem uma receita adicional de mais de R$ 200 milhões. Em descontos, os afiliados já obtiveram mais de R$ 60 milhões.

As empresas parceiras do programa são: Ambev, Unilever, Pepsico, Centauro.com.br, Easy Taxi, SKY, TIM, BIC, Editora Abril, Shell, Multiplus e Opte+.

Movimento-Futebol-Melhor-Foto-Divulgacao_LANIMA20150505_0067_53

468x60_simonassi127

Vitória da Conquista comemora 10 anos

Site Oficial do Clube

ecpp_thumb

O Vitória da Conquista irá celebrar seus 10 anos de existência na próxima quarta feira, dia 21 de janeiro às 19 horas, com uma programação especial. Uma festa na AABB com a escolha da Musa do time. Também estará à disposição do torcedor uma equipe para realizar o cadastramento do sócio torcedor para a temporada 2015.

“É o momento de comemorar, afinal de contas chegamos a uma década de existência com muitas conquistas e como a terceira maior cidade da Bahia”, afirma Ederlane Amorim, presdente do alviverde.

“Temos que agradecer neste momento à cidade que nos acolheu com tanto carinho e tem nos apoiado ao longo deste tempo. Espero contar em 2015 com um apoio ainda maior, já que estamos montando um time para conquistar o inédito título baiano da primeira divisão e fazer uma boa partcipação na Copa do Brasil”, disse Amorim.

Brasil volta ao top-10 de ranking da Fifa ao passar por Honduras e Chile

Globo Esportes

neymar_mowa6

Novidades no ranking mensal da Fifa de novembro, divulgado nesta quinta-feira. O Brasil reapareceu no grupo dos dez melhores graças às vitórias sobre Honduras e Chile, em amistosos disputados nas últimas semanas, nos Estados Unidos e Canadá. A seleção comandada por Luiz Felipe Scolari ganhou uma posição ao aparecer com 1.102 pontos, ultrapassando Bélgica (11º, com 1.098) e Inglaterra (13º, com 1.041), mas sendo alcançada por Portugal.

Do primeiro pelotão, os portugueses foram os que apresentaram maior evolução no último mês. A classificação para a Copa do Mundo com dois triunfos sobre a Suécia rendeu o quinto lugar para Cristiano Ronaldo e companhia – terminaram outubro, por exemplo, em 14º, com 1.036 pontos. Agora aparecem com 1.172, perto da Colômbia, terceira, com 1.200. Espanha, Alemanha e Argentina continuam ocupando os três primeiros postos.

É importante ressaltar, porém, que o ranking de novembro não influenciará em nada no sorteio da fase de grupos da Copa do Mundo de 2014, a ser realizado no próximo dia 6 de dezembro, na Costa do Sauípe, na Bahia. Os cabeças de chave já estão definidos: Brasil (país-sede), Espanha, Alemanha, Argentina, Colômbia, Bélgica, Uruguai e Suíça. Equipes como Holanda, Itália, Inglaterra, Portugal e França estarão em outros potes.

Confira o top-10 do ranking da Fifa de novembro:
1) Espanha – 1.507
2) Alemanha – 1.318
3) Argentina – 1.251
4) Colômbia – 1.200
5) Portugal – 1.172
6) Uruguai – 1.132
7) Itália – 1.120
8) Suíça – 1.113
9) Holanda – 1.106
10) Brasil – 1.102

Flu de Feira x Bahia deve levar mais de 10 mil torcedores ao Joia da Princesa

A Tarde

Técnico Luiz Carlos Cruz quer triunfo neste domingo

A diretoria do Fluminense espera um ótimo público para o duelo deste domingo, 27, às 16h, contra o Bahia, no estádio Joia da Princesa, em jogo válido pela nona rodada do Campeonato Baiano 2011.

Além dos 4.700 ingressos referentes ao programa “Sua Nota é um Show”, mais 6.900 entradas foram solicitadas para serem comercializadas, nos valores de R$ 10 (geral), R$ 15 (arquibancada) e R$ 30 (cadeira cativa).

Para a partida, o Touro do Sertão ainda busca um camisa 10 que substitua o meia Danilo Gomes, que deixou o clube para defender as cores do São José-RS. O Fluminense é o vice-líder do Grupo 2, com 11 pontos, mas vem de duas derrotas seguidas.

Touro está entre os 10 melhores da Série D

Fonte: Site Ofical do Clube

O Fluzão, no momento tem uma das 10 melhores campanhas, no cômputo geral do Campeonato Brasileiro da Série D. O tricolor feirense é o sétimo colocado com 13 pontos e este dado se torna importante porque, caso elimine o Brasília/DF, no próximo domingo, pode inclusive na etapa seguinte decidir a sua classificação em seus domínios e até mesmo avançar para a quarta fase como biônico.

O time tem a sétima melhor campanha geral da competição e se eliminar o Brasília, pode melhorar ainda mais a sua pontuação geral, que passa a ser um fator importante na próxima fase da competição. De acordo com o regulamento do certame, na terceira etapa ficam os 10 melhores que serão divididos em cinco grupos de dois clubes cada. Como o sistema é eliminatório ficam os cinco melhores, que superarem os seus oponentes. Porém dentre os eliminados, os três times que obtiverem o melhor índice técnico entram como biônicos formando assim oito times, que vão lutar por quatro vagas não só para a fase semifinal da Série D, mas que darão o acesso a Série C de 2011.

Para ser considerado um biônico, a equipe precisa ter uma boa campanha considerando-se as fases anteriores do campeonato, ou seja, quem tiver uma grande soma de pontos tem grandes possibilidades de seguir adiante na competição. As benesses de uma boa campanha já poderão ser vistas na próxima fase, na composição dos jogos: o Flu – se passar – enfrenta o vencedor de Treze/PB x Araguaína/TO. No primeiro jogo houve um empate em 1 x 1 e o time paraibano joga por um empate sem gols para avançar. No momento o Treze tem a mesma pontuação geral do Flu, mas ganha no saldo de gols, enquanto o Araguaína tem 10 pontos. Dependendo de uma combinação de resultados, o tricolor feirense pode terminar a fase na frente dos concorrentes – em termos de pontuação geral – e pode decidir a sua classificação no Jóia da Princesa.

Dez árbitros conquistense na rodada do Campeonato Intermunicipal neste fim de semana

Por: Luciano Pina
Fonte: FBF


Claudio Rocha (Esquerda) apita em Itiruçu e Ocimar Freitas (Centro) trabalha em Condeúba

Dez árbitros que pertencem ao quadros da RM estarão trabalhando neste final de semana na 4ª rodada do Campeonato Municipal de Futebol. Confira:

JOGO: IPIAÚ x VALENÇA
ÁRBITRO: VIDAL CORDEIRO LOPES DE: SALVADOR
ASSISTENTE 2: RINALDO RODRIGUES DA SILVA DE: VITÓRIA DA CONQUISTA

JOGO: JEQUIÉ x JITAÚNA
ÁRBITRO: ROSALVO DA SILVA MOTA DE: VITÓRIA DA CONQUISTA

JOGO: ITIRUÇU x MARACÁS
ÁRBITRO: CLÁUDIO ROCHA OLIVEIRA DE: VITÓRIA DA CONQUISTA

JOGO: CONDEÚBA x MACAÚBAS
ÁRBITRO: ANTONIO MARCELINO BELMONTE VIEIRA DE: ILHÉUS
ASSISTENTE 1: MAIKEIL DANI SILVA SOUSA DE: VITÓRIA DA CONQUISTA
ASSISTENTE 2: OCIMAR FREITAS ROCHA DE: VITÓRIA DA CONQUISTA

JOGO: BRUMADO x RIACHO DE SANTANA
ÁRBITRO: MARCOS LEITE ALVES DE: GUANAMBÍ
ASSISTENTE 1: WILLIAN DE DEUS BRITO DE: VITÓRIA DA CONQUISTA
ASSISTENTE 2: RENATO SANTANA SILVA DE: VITÓRIA DA CONQUISTA

JOGO: ITAPETINGA x ITORORÓ
ÁRBITRO: MOISÉS FERREIRA SIMÃO DE: LAJEDO DO TABOCAL
ASSISTENTE 2: SILVANO FREIRE DA SILVA DE: VITÓRIA DA CONQUISTA

JOGO: COARACÍ x ITABUNA
ÁRBITRO: MARIELSON ALVES SILVA DE: VITÓRIA DA CONQUISTA

JOGO: ITAMARAJÚ x PORTO SEGURO
ÁRBITRO: JOSÉ LEANDRO DA SILVA NAZARÉ DE: VITÓRIA DA CONQUISTA













comercial tommacon



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia