WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
novo uniao supermercados








julho 2024
D S T Q Q S S
« jun    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

drupal counter

:: ‘INTERIOR’

Sentimento de divisão toma conta do interior

Bahia Notícias

IMAGEM_ARTIGO_5

Meu primeiro ano como deputado estadual foi marcado por muitas realizações. Eu sempre tinha um sentimento, como radialista, de que faltava representatividade política no âmbito estadual à nossa cidade, à nossa região, em Salvador e em Brasília, para que nós pudéssemos ouvir alguém brigando não apenas por Vitória da Conquista, mas por todas as cidades que compõem o Sudoeste baiano.

Cheguei à Assembleia em março e, de imediato, fiz alguns levantamentos de projetos que estavam em andamento. Eu me lembro de um em especial, o do transporte alternativo, que estava arquivado desde 2011. Depois de analisá-lo com critério, pedi o desarquivamento. Foi a senha para o governo tirar o projeto da gaveta e, contando com a colaboração das oposições, foi possível a viabilização e aprovação de um Projeto de Lei isentando em quase 80% as multas aplicadas pela Agerba. Ou seja, criamos todas as facilidades para o sistema ser operacionalizado. E esperamos que em 2016 o transporte alternativo, que sofre uma cassada implacável da Agerba e, às vezes, agrada somente aos empresários do setor, seja legalizado.

Trabalhei muito também em função da derrubada da vistoria veicular, uma cobrança ilegal, através de uma portaria inconstitucional do Detran, que feria o Código Tributário Nacional. Também elaborei vários projetos na área educacional e conheci um professor extraordinário, Edvan Ferreira, de Morro do Chapéu, que muito me ajudou. Em relação à educação, nós conseguimos chamar a atenção de Vitória da Conquista e também de toda a Bahia para as dificuldades das universidades, e, recentemente, aprovamos um PL importante de autonomia das universidades, do qual fui relator. Com isso, acabei estreitando as relações com representantes das Ads e, em função disso, fui escolhido para ser o relator.

Briguei muito para que o governo aumentasse o orçamento, brigamos contra os PLs, aumento de impostos, aumento de contribuição do Planserv, projetos que o governo tenta retirar direitos históricos alcançados e cobrei a realização de obras por parte da concessionária Via Bahia. Levei para a minha cidade, com reflexo para região, uma audiência pública de segurança. A Bahia é um dos estados mais violentos do Brasil e Conquista também está entre os municípios mais violentos do país. Também trabalhei intensamente nas Comissões em que sou membro: Direitos Humanos e Segurança Pública, Educação, Cultura, Ciência e Tecnologia, Saúde e Saneamento e Finanças, Orçamento, Fiscalização e Controle.

Nós tiramos o PT da zona de conforto, nós colocamos a representatividade que Conquista merece. O PT estava acomodado no poder, e passavam uma imagem fora da realidade, como se a Bahia e Vitória da Conquista fossem ilhas de prosperidade e não enfrentassem problemas com a saúde, educação, transporte, obras paralisadas, violência, só para citar alguns exemplos.

Conquista é a grande cidade do Sudoeste, mas quando depende do poder público o que se vê é o caos. Nossa cidade é pessimamente avaliada em educação, saúde, segurança pública, o centro comercial não se moderniza, o distrito industrial está abandonado, não temos água, só promessa de duas barragens, um aeroporto regional, tão importante, não sai do papel e o presídio está pronto, mas não é inaugurado. Essa é a realidade de um governo que não vem cumprindo o papel e não dá o exemplo de que o dinheiro público deve ser tratado com mais austeridade: temos uma gastança enorme, com quase 30 secretarias, 12 mil cargos de confiança. Resumindo: não temos governo. Um exemplo de grande administração é a gestão de ACM Neto em Salvador. O governador Rui Costa tenta imitá-lo, mas não consegue porque não tem a visão política e administrativa do prefeito de Salvador. E, na ânsia de competir com o prefeito (sem conseguir, repito), o governador abandonou o interior e é o principal responsável pelo surgimento, com muita força, do sentimento da divisão da Bahia. Nós estamos abandonados. O interior está sem governo.

* Herzem Gusmão é deputado estadual pelo PMDB

Presidente do Jacuipense critica Bahia e Vitória: ‘Olham pouco para o interior’

Bahia Notícias

xIMAGEM_NOTICIA_5.jpg.pagespeed.ic.DepoZDduKI

Os times do interior do estado não tem os mesmos investimentos que Bahia e Vitória por uma série de fatores. No entanto, para Felipe Sales, presidente do Jacuipense, os dois maiores times da Bahia também tem parcela de culpa nos baixos investimentos que os clubes pequenos recebem.

“A dificuldade é muito grande, não só pela crise que o país vive. Bahia e Vitória são clubes que olham pouco pro interior. Os jogadores do interior são esquecidos por essas equipes. Teve jogador meu que foi pra Europa. Teve o Bruno, indicado a melhor lateral-esquerdo do campeonato. Esse descrédito que nos incomoda pra caramba”, disse o presidente, em entrevista ao Bahia Notícias, nesta sexta-feira (11).

A Bahia vem tendo constantes fracassos em competições nacionais. Na maioria dos anos, as equipes do estado são eliminadas nas primeiras fases dos torneios regionais ou nacionais. Para Sales, o principal motivo para que clubes de Ceará e Pernambuco, por exemplo, tenham êxito nas competições, deve-se ao apoio recebido. “Falta apoio para nós, inclusive dos grandes da Bahia. Eles poderiam ajudar na montagem dos elencos, para que um time daqui suba pra Série C, ou B. Falta apoio de tudo. É possível que um time da Bahia suba, prova disso é que nós batemos na trave [em 2014]”, reclamou.

Apesar de reclamar da falta de apoio e patrocínios, Felipe não considera que os fracassos dos nossos clubes aconteçam por negligência da Federação Bahiana de Futebol (FBB). “Posso fazer uma série de críticas a Ednaldo em outras situações, mas com relação à Série D, ele ajudou o Jacuipense. Se empenhou para que chegássemos mais longe. Falta é dinheiro mesmo. Além do apoio de um dos grandes da Bahia. Mas a expectativa é que isso acabe. Temos que nos unir pra montar um time que tenha condições de subir a outras séries.

Com esse panorama, ele revelou que não pretende continuar na presidência da equipe, apesar de salientar que, mesmo não estando no cargo máximo da instituição, irá dar todo o apoio preciso. As eleições do clube acontecerão no final deste ano, sem data marcada ainda. “Minha expectativa é indicar um candidato até lá”, finalizou.

A apresentação em Riachão do Jacuípe acontecerá no dia 4 de janeiro do próximo ano e o treinador já está definido: Clebson Beleza.

“Existe uma revolução dos clubes do interior”, diz presidente da Juazeirense

Galáticos Online

juazeirense

Presente na premiação dos melhores do Campeonato Baiano, o presidente da Juazeirense reforçou as palavras do seu treinador, Quintino Barbosa, que se mostrou confiante em uma conquista de título estadual do clube nos próximos anos.

Em conversa com os Galáticos Online, Roberto Carlos comemorou os títulos conquistados por Colo Colo (2006) e Bahia de Feira (2011), se mostrando confiante em uma mudança no quadro, onde a dupla BaVi domina as ações ano após ano.

“Já existe uma revolução e uma evolução dos clubes do interior. Foi o Colo Colo, foi o Bahia de Feira, o Conquista agora bateu na trave, Juazeirense está batendo sempre na trave. A partir desse momento tem que se escrever uma nova história para futebol da Bahia e principalmente para os times do interior”, disparou.

Para o dirigente, as equipes do interior do estado estão melhorando em muitos aspectos, o que já teria melhorado até a visibilidade das agremiações.

Os times do interior estão cada vez mais competitivos, se organizando mais. A imprensa está dando maior visibilidade, fazendo a cobertura, por que antes era só Bahia e Vitória.

A quatro anos, o Vitória da Conquista não perde por três gols para times do interior

Por Luciano Pina

4088021

O Vitória da Conquista poderá perder até por uma diferença de dois gols, na partida que acontece neste domingo (19), contra o Colo Colo, em Ilhéus, que estará na final do Campeonato Baiano.

Com exceção da dupla BaVi, o Bode não perde a quatro anos por uma diferença de três gols para um time do interior pelo Baianão. A última vez aconteceu em 2011, quando o time foi goleado pelo Bahia de Feira, pelo placar de 4 a 1.

Porém, apesar da vantagem a diretoria e comissão técnica prega respeito com o Tigre de Ilhéus. “A festa, esse clima, a gente deixa para a torcida, para a imprensa. A semifinal é uma partida de 180 minutos e nós estamos no intervalo. Tudo pode acontecer, assim como vencemos por 3 a 0 aqui e eles podem fazer o mesmo lá”, disse o presidente Ederlane Amorim, para o site Galáticos Online.

O elenco do Alviverde vai seguir em ritmo intenso de treinamentos até a próxima sexta (17), quando viaja para a terra do cacau.

unimarc-modelo-4

Após três anos, clube do interior participará de final do Campeonato Baiano

Galáticos Online

baianão-2015

A classificação do Colo Colo, diante do Vitória, assegurou a presença de um clube do interior na final do Campeonato Baiano 2015 após três anos. Isso porque, o Tigre vai encarar o Vitória da Conquista em uma das semifinais do estadual, enquanto que, no outro lado da chave, o classificado para a final sai do duelo entre Bahia e Juazeirense.

O último clube do interior que participou de uma decisão do Baianão foi o Bahia de Feira, em 2011. Na ocasião, o Tremendão sagrou-se campeão estadual ao vencer o Vitória.

Com esta certeza de que um clube do interior vai à final do estadual, pode ocorrer um fato inédito na competição. Existe a possibilidade de uma decisão entre duas agremiações de fora da capital, desde que a Juazeirense elimine o Bahia.

As semifinais do Campeonato Baiano começam no dia 5 de abril.

Final do Baianão terá participação de time do interior

Blog da Resenha Geral

Equipe-Futebol-BBB

Com a derrota do E.C Vitória para o Coco-Colo de Ilhéus pelo placar de 2 a 0 no Barradão, na noite deste sábado em Salvador, o time da cidade das praias aguarda o vencedor do hoje da tarde deste domingo entre o Conquista e o Bahia de Feira, para decidir que irá para a final do Campeonato Baiano de 2015.

A final poderá ter o E.C Bahia que venceu o Galícia no jogo de ida pelo placar de 5 a 0. Na tarde deste domingo, o Esquadrão de Aço joga para desclassificar o Galícia em jogo que será realizado em Pituaçu.

O jogo da tarde deste domingo no Lomantão, entre as equipes do Conquista x Bahia de Feira, será transmitido pela Rádio Clube FM (95,9). O programa Esperando Futebol será iniciado às 14 horas com Luciano Pina e Patrícia Oliveira. NA foto destaque para os comentaristas da Clube FM Neto Comander, Chico Estrela e o narrador Luiz Alves (Lula).

Em preparação para o Baiano, times do interior fazem amistosos

Por Luciano Pina

44

Além do Bahia que enfrenta o Shakhtar Donetsk, hoje (16), ás 20 horas, no Arena Fonte Nova, as equipes do interior fazem amistosos neste final de semana em preparação para o campeonato Baiano, que começa no próximo dia 1º de fevereiro.

O Jacobina Esporte Clube que venceu o time do Ypiranga por 2 a 1, na tarde da última quarta (14), já tem outro amistoso marcado para o próximo dia 24, contra o Avaí, no estádio da Ressacada, em Florianópolis-SC.

A Desportiva Juazeirense passeou em campo na tarde da última quarta (14), e aplicou uma goleada de 6 x 1 na equipe do Olho D’ Água de Brejo da Brásida, atual campeão de Sento Sé. Outro jogo treino está confirmado para o próximo domingo (18), pela manhã, contra a Seleção Sento-Se.

A Jacuipense vai encarar o Vitória neste sábado (17) em jogo treino que será realizado às 15 horas no estádio Barradão em Salvador.

O Bahia de Feira têm encontro marcado contra o Amadense, em Tobias Barreto, às 19h30, horário local. O confronto faz parte dos trabalhos de pré-temporada de ambos os times.

Feirense segue treinando forte e anunciou dois amistosos para o período da pré-temporada, onde enfrentará as equipes profissionais do Confiança de Aracaju e da Catuense em dois jogos fora de casa. Porém, as datas não foram divulgadas.

O Serrano faz uma partida amistosa contra a seleção da cidade de Itagimirim, neste domingo (18), ás 16 horas, no estádio municipal de Porto Seguro.

O Vitória da Conquista realiza uma partida amistosa neste domingo (18, contra o Flamengo de Guanambi, ás 16 horas, no estádio 02 de Julho.

Os times do Galícia e Colo Colo, não anunciaram amistosos.

FBF dá última semana para interior finalizar estádios

Tribuna da Bahia

650x375_estadio-de-porto-seguro_1484238

Os clubes do interior do estado ganharam uma última semana para colocar seus estádios em condições de sediar as partidas do Campeonato Baiano, que terá início em 1º de fevereiro. As vistorias nas praças esportivas e o prazo para a obtenção dos laudos do Corpo de Bombeiros, da Vigilância Sanitária e da Polícia Militar se encerrarão neste sábado, 17.

Na segunda-feira, 19, com a documentação da avaliação final dos estádios, a Federação Bahiana de Futebol (FBF) finalizará a tabela da competição. No momento, são conhecidos todos os confrontos, com datas e times mandantes dos jogos. Falta, no entanto, saber onde ocorrerão as partidas. A questão é que, dos 12 times do Baianão-2015, só os três de Salvador, Bahia (que joga na Fonte Nova), Vitória (no Barradão) e Galícia (em Pituaçu), além do Vitória da Conquista, já possuem o mando de campo
aprovado pelos laudos.

Nos demais locais, há problema nos mais variados aspectos: vestiários, estrutura de segurança, tribunas, refletores e, principalmente, gramados. “As reformas estão ocorrendo em mutirão pelo interior. No dia 20 (terça-feira), publicaremos a tabela. E não restará nenhuma pendência. Os clubes que não tiverem os laudos aprovados terão os mandos de campo indicados pela federação. Depois da publicação da tabela, aqueles que quiserem mudar seu mando precisarão procurar a federação para provar que seus estádios já estão em condições de sediar jogos oficiais com uma antecedência mínima de oito dias úteis da realização da partida”, afirmou Ednaldo Rodrigues, presidente da FBF.

Ednaldo Rodrigues admite possibilidade de adotar grama sintética no interior

Gálaticos Online

lancamento_campeonato_baiano_2015_GJ_140115 (46)

O péssimo estado dos gramados do interior da Bahia no Campeonato Baiano parecem estar com os dias contados. Diante do problema que não muda ano após ano, o presidente da Federação Baiana de Futebol, Ednaldo Rodrigues, admitiu a possibilidade da instalação de grama sintética em algumas praças esportivas.

“Existe a possibilidade no futuro. Já conversamos com a CBF, sobre a colocação de um gramado que seja aprovado pela Fifa. A federação já trabalha com a possibilidade de ter gramado sintético. Feira de Santana é um deles, que tem o planejamento de ter gramado sintético a partir de 2016”, adiantou, durante a festa de lançamento do Baianão.

Sobre a competição que está para começar, Ednaldo falou que muitas praças esportivas ainda não foram aprovadas, e avisou que uma tabela atualizada ainda vai ser lançada, de acordo com os estádios que tenham sido aprovados para receber jogos do estadual.

“A federação tem trabalhado muito junto com as prefeituras e clubes neste sentido. Pretendemos dia 20 colocar uma tabela atualizada com aqueles campos que tem condições. O que pode acontecer é que a partir da segunda rodada ou em outras, assim que os estádios sejam liberados”, explicou Ednaldo, que falou também sobre o período de disputa do Baianão.

“A gente sabe que temos muitas dificuldades mas temos buscado adequar ao calendário nacional. Fizemos uma competição que foi da vontade de todos os clubes e também do agrado de grande parte da imprensa” analisou.

unimarc-modelo-4

Estatística: Ciclo de 4 anos pode dar título do Baianão 2015 a clube do interior

Varela Notícias

1881678-8322-atm14

A última vez que uma equipe do interior sagrou-se campeã foi em 2011, edição merecidamente vencida pelo Bahia de Feira, cinco anos após o Coco-Colo de Ilhéus também vencer o Vitória com grande mérito e sagrar-se campeão em 2006, que por sua vez, foram quatro anos após o Palmeiras do Nordeste suspender a taça de 2002¹.

Esses intervalos entre os torneios vencidos pela dupla BaVi e os vencidos pelos clubes do interior estão menores no últimos 14 anos por conta do crescimento das equipes do interior. Fator aliado à crescente decadência dos clubes da capital baiana, que não possuem a antiga força nos estaduais para criar um novo hiato de 32 anos sem títulos para as equipes do interior² e nos nacionais, já que o Bahia é o único clube do estado a vencer esse tipo de torneio (1959 e 1988).

Em 2015, o Vitória da Conquista desponta como favorito do interior do estado. O Bode tenta montar uma equipe que tenha condições de disputar o título do Baianão no 10º aniversário do clube, criado em 2005. Para isso, foram recrutados ex-jogadores da dupla BaVi, o goleiro Viáfara e o volante Fausto, um esforço considerado “somente parte de uma missão” pelo presidente do Bode, Ederlane Amorim.

“O esforço que a diretoria está fazendo para montar um time competitivo com objetivo de disputar títulos é grande, mas todo esse trabalho é apenas parte da nossa missão. Precisamos também do retorno das arquibancadas, com a presença do torcedor nas partidas”, declara.

Quando o Jacobina anunciou a contratação de Andrade, técnico campeão brasileiro de 2009 pelo Flamengo, mostrou o crescimento do futebol baiano e o potencial que ele possui para sair do ostracismo. O fortalecimento das equipes do interior é um importante passo para que os clubes da capital tenham uma postura mais agressiva em referência aos campeonatos nacionais, já que o domínio estadual pode estar seriamente ameaçado.

¹Em 2002 foram disputados dois campeonatos baianos, um sem a dupla BaVi, teve a final disputada entre Palmeiras do Nordeste e o Cruzeiro de Cruz das Almas e o supercampeonato vencido pelo Vitória.

²Após o Fluminense de Feira vencer a edição de 1969, a taça só retornou ao interior em 2002 com o triunfo do Palmeiras do Nordeste.

O desequilíbrio em um comparativo que envolva Bahia,Vitória e os clubes do interior é evidente. Papões de títulos, Bahia (45) e Vitória (27) estão muito distantes do Ypiranga (10), clube que um dia foi uma potência do futebol baiano. O abismo que separa os clubes é tão grande que enquanto os clubes da capital foram rebaixados após péssimos desempenhos na Série A, os demais clubes baianos sequer conseguem chegar às finais da Série C.













comercial tommacon



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia