WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
novo uniao supermercados








junho 2024
D S T Q Q S S
« maio    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  

drupal counter

:: ‘Mano’

Mano Menezes pede demissão e não é mais o técnico do Flamengo

Lancenet

Cruzeiro-Flamengo-Menezes-Leonardi-LANCEPress_LANIMA20130908_0073_48

Mano Menezes não é mais o técnico do Flamengo. O treinador pediu demissão do cargo após a derrota por 4 a 2 para o Atlético-PR, na noite desta quinta-feira, no Maracanã. Em entrevista coletiva que não foi aberta a perguntas dos jornalistas presentes no estádio, Mano comunicou a decisão.

– Conversei com os jogadores e depois com o Paulo Pelaipe. Estamos encerrando um ciclo. Senti no resumo do jogo hoje (esta quinta-feira) que não consegui passar para o grupo aquilo que penso sobre futebol. Quando não se consegue passar aquilo que pensa, é porque ele (treinador) tem de sair. Foi com essa visão que tomei essa decisão difícil, mas que julgo ser a mais correta para que o Flamengo trilhe outro caminho que não seja esse de permanecer mais próximo da zona de rebaixamento que da ponta de cima da tabela – afirmou Mano Menezes.

Satisfeito com a defesa, Mano foca no ataque em semana de treinos

Globo Esportes

manomenezes_cahemota_95

Feliz com a defesa e em dívida com o ataque. Se a evolução do Flamengo sob o comando de Mano Menezes é evidente, com a equipe mais bem postada taticamente e consciente de seus atos, o treinador agora parte para segunda fase do trabalho: corrigir de forma específica os pontos fracos. E a construção de jogadas ofensivas é o que mais preocupa no momento.

Em seis partidas, o Flamengo de Mano Menezes marcou oito gols e sofreu quatro, com quatro vitórias, um empate e uma derrota. Mais do que os resultados, o técnico tem se mostrado contente com o desempenho da equipe, principalmente em termos táticos. A parte técnica, porém, é outro ponto a ser aprimorado, como o próprio Mano deixa claro.

– Taticamente, a equipe está bem postada, mas ainda nos ressentimos de fazer com uma qualidade melhor o que estamos fazendo. Precisamos crescer. Ainda não temos uma ideia clara do total potencial da equipe. Ela cresceu, mas agora vem uma segunda parte. Precisamos ficar atentos, porque queremos fazer parte lá da frente e temos que ser ligeiros em relação a isso.

Com nove pontos em oito partidas, o Flamengo ocupa a 15ª colocação no Campeonato Brasileiro. Nesta segunda, o elenco volta do Rio Grande do Sul e não treina, com a reapresentação marcada para tarde de terça-feira, no Ninho do Urubu.

Mano Menezes define Flamengo que encara o São Paulo

Gazeta Esportiva

2010-360107380-2010111224596.jpg_20101112

O Flamengo está definido para o amistoso deste sábado, às 19 horas (de Brasília), contra o São Paulo no Estádio Parque do Sabiá, em Uberlândia (MG), que vai marcar a estreia do técnico Mano Menezes à frente do time carioca. No treino realizado na tarde desta quinta-feira, em Pinheiral (RJ), o treinador manteve a base que vinha utilizando e que será escalada no duelo com o Tricolor paulista.

Durante a atividade, Mano Menezes pediu que os seus reservas simulassem o estilo de jogo do São Paulo. Chamou a atenção que até nas cobranças de falta o treinador pedira que os reservas cobrassem no mesmo estilo dos são-paulinos. Assim, Rodolfo, por exemplo, foi orientado a imitar o jeito de bater na bola de Paulo Henrique Ganso.

Com o time definido, o Flamengo vai a campo diante do São Paulo com Felipe; Leonardo Moura, Wallace, Marcos González e João Paulo; Victor Cáceres, Elias e Gabriel; Carlos Eduardo, Marcelo Moreno e Paulinho.

Quem não participou da atividade foi o lateral esquerdo Ramon, que vem sofrendo com uma faringite. A fase do atleta não é das melhores, uma vez que, na quarta-feira, ele já havia torcido o tornozelo direito. Além disso, com a chegada de Mano ele foi barrado para a entrada de João Paulo. Nesta sexta-feira os jogadores ainda treinam em Pinheiral e, sem seguida, a delegação viaja para Uberlândia, palco do amistoso de sábado.

468x60_simonassi12

Agora como ex-colega de CBF, Ney Franco volta a enfrentar Mano

Gazeta Esportiva

t_89996_mano-foi-quem-convidou-ney-franco-em-2010-para-coordenar-a-base-da-selecao-brasileira

Ney Franco e Mano Menezes ficaram amigos enquanto funcionários da Confederação Brasileira de Futebol. Os dois treinadores, que ainda conversam (se telefonaram na semana passada) e não se enfrentam desde 2009, voltarão a se encontrar pessoalmente no sábado, em amistoso entre São Paulo e Flamengo. O último duelo entre ambos foi um ano antes de deixarem seus clubes para um projeto maior, não finalizado, na Seleção Brasileira.

“Por uma decisão minha, esse projeto foi rompido. Um projeto desenhado pelo Mano. Ele é que me fez o convite”, lembra o ex-treinador da Seleção Brasileira sub-20 e agora são-paulino Ney Franco, sentado à mesa de seu escritório no CT de Cotia, durante conversa com a GE.net. “A gente estava desenvolvendo um trabalho com muita qualidade e, embora tenha sido breve, foi um projeto que se mostrou vencedor”.

Mano convidou Ney em setembro de 2010, dois meses depois de ter sido contratado para o selecionado principal. O ex-corintiano queria ter o então comandante do Coritiba não apenas no time sub-20, mas na coordenação de todas as divisões de base. E a parceria rendeu bons frutos. A categoria pré-profissional venceu o Sul-americano e o Mundial de 2011 e consolidou jogadores como Neymar, Oscar, Lucas e Fernando, quarteto presente na Copa das Confederações.

A estreia de Mano na equipe carioca será justamente contra o São Paulo, às 19 horas (de Brasília) de sábado, em comemoração aos 125 anos de Uberlândia, coincidentemente uma cidade mineira, como a em que estavam quando se conheceram. Mas, nessa hora, o treinador são-paulino promete reservar as boas lembranças e a amizade somente até o apito inicial.

Mano monta esboço do Fla com Cáceres, Wallace e João Paulo

Globo Esportes

manomenezes_fredhuber2

Em seu terceiro treinamento no comando do Flamengo, o técnico Mano Menezes montou pela primeira vez o esboço do time que pretende iniciar seu trabalho. As principais novidades foram as presenças de Wallace, Cáceres e João Paulo entre os titulares. O primeiro teste do Fla será dia 29, no amistoso com o São Paulo, em Uberlândia.

Mano escalou sua equipe no treino técnico com: Felipe, Léo Moura, Wallace, González e João Paulo; Cáceres, Elias, Paulinho, Gabriel, Carlos Eduardo e Marcelo Moreno. Como o treinador já havia avisado quando foi contratado, Carlos Eduardo atuou bastante próximo de Moreno no ataque. Paulinho e Gabriel também tiveram bastante liberdade para chegar ao ataque por ambos os lados.

O treinador parou o treinamento a todo momento para ajustar o posicionamento dos atletas e fazer alguns pedidos, como a pressão na saída de bola adversária. Em determinado momento, Carlos Eduardo, aberto pela direita, errou um passe para Léo Moura dentro da área, e Mano interrompeou a jogada para que fosse reiniciada do mesmo local com posse do time titular. Em uma jogada de lateral pela esquerda, Moreno saiu da área para dar opção e ouviu a orientação para não deixar sua posição.

Na segunda parte do treinamento, Mano fez algumas mexidas no time e observou alguns atletas, como Samir, Nixon e Diego Silva. A equipe reservas foi escalada com Paulo Victor, Digão, Renato Santos, Samir e Ramon; Val, Diego Silva, Luiz Antônio e Rodolfo; Rafinha e Hernane.

Fla traz Mano por R$ 500 mil e promete remontar elenco durante Confederações

Globo Esportes

2010-360107380-2010111224596.jpg_20101112

O terceiro técnico do Flamengo na temporada custará uma média entre os dois primeiros. Mano Menezes, anunciado ontem pelo clube, receberá um salário em torno de R$ 500 mil até o fim do vínculo inicial, em dezembro de 2014. O valor está exatamente no meio de Dorival Júnior (R$ 700 mil), dispensado justamente pelo alto custo, e Jorginho (R$ 300 mil), aposta em um período de reorganização financeira.

Além do salário, Mano tem em contrato bonificações garantidas por temporada. E ouviu da direção a promessa de que o período da Copa das Confederações será usado para remontar o time. A chegada de reforços de peso é a prioridade outra vez, depois de um início de trabalho fracassado nesse sentido.

O novo comandante deve ser apresentado na próxima segunda-feira, e no dia seguinte já treina a equipe na reapresentação no Ninho do Urubu. Mano chega com o auxiliar técnico Sidnei Lobo e um prepardor físico de confiança, que elevam um pouco o custo da comissão técnica. Joelton Urtiga, indicado por Jorginho, segue como preparador principal .

Mano Menezes comemorou o acerto com o Flamengo minutos depois do anúncio do clube. Em seu Twitter, o treinador escreveu uma mensagem aos rubro-negros. “De Nação para a Nação. Ser técnico do CR Flamengo é meu novo grande trabalho. Um orgulho!”, disse o treinador, brincando com o termo “Nação” e comparando a responsabilidade no clube com a da seleção brasileira, que comandou até o ano passado.

A contratação foi toda alinhavada pelo trio de vice-presidentes, Luiz Eduardo Baptista, Flávio Godinho e Wallim Vasconcellos, com a participação no final do presidente Eduardo Bandeira de Mello. O diretor executivo Paulo Pelaipe ficou de lado, mas falou a emissoras de TV sobre o acerto e irritou a direção, que avalia sua permanência no departamento.

Mano mostra “simpatia” por Fla e diz que salário não impede acerto

Terra

manomenezesgetty

O técnico Mano Menezes se reuniu nesta segunda-feira, em São Paulo, com o vice-presidente de futebol do Flamengo, Wallim Vasconcellos, o vice de marketing, Luiz Eduardo Baptista, e o vice de finanças, Rodrigo Tostes. Na conversa inicial, Mano mostrou simpatia pelo projeto apresentado para que ele assuma o cargo de treinador no clube, mas ressaltou a necessidade de garantias de reforços para conseguir um bom trabalho.

“Existe uma simpatia inicial pelo projeto. O que vai acontecer nos próximos dias depende da possibilidade de fazer um bom trabalho. Porque técnico não é um sujeito milagroso. Precisa ter material humano para fazer trabalho. Mesmo em um projeto mais longo, você tem que estar preparado para produzir resultado. Porque não existe projeto longo que sobreviva sem resultado”, afirmou Mano Menezes

O Flamengo propôs na primeira reunião pagar a Mano Menezes um salário pouco maior ao que Jorginho – demitido na semana passada – recebia (R$ 300 mil), mais premiações por conquistas pelo clube.

Questionado se o salário seria um entrave para aceitar dirigir o Flamengo, Mano declarou que isso não impediria o acordo. Porém, mais uma vez disse que só aceitaria um acordo com condições adequadas de trabalho.

Diretor diz que Fla não quer Mano Menezes e Adriano

Esportes.br

O novo diretor executivo de futebol do Flamengo, Paulo Pelaipe, descartou nesta quarta-feira a contratação do ex-técnico da seleção, Mano Menezes, e o retorno do atacante Adriano ao clube. O dirigente também afirmou que o meia Renato Augusto, revelado pelo Flamengo e hoje no Bayern Leverkusen (Alemanha), voltará ao Brasil, mas para jogar em outro time.

“O Renato Augusto nunca foi procurado. Liguei para o empresário do jogador, não houve proposta. Já está acertado com um clube brasileiro, mas não com o Flamengo”, disse Pelaipe ao Fox Sports. O destino do meia pode ser o Corinthians, que teria oficializado uma proposta ao clube alemão.

O novo diretor, que estava no Grêmio, revelou ter conversado com Mano Menezes logo após acertar com o Flamengo. “Não existe nenhuma possibilidade de o Mano trabalhar neste momento. Em nenhum clube, não só no Flamengo. Ele tem o projeto pessoal dele. Estamos pensando no Dorival, vamos conversar com ele na segunda-feira”, disse.

O Flamengo deve encaminhar na próxima semana um pedido à Fifa para reconhecer os 89 gols marcado por Zico na temporada de 1979. A conta do time, no entanto, considera também os amistosos; a da federação, não.

CBF demite Mano Menezes e anunciará novo técnico em janeiro

Globo Esportes

Mano Menezes foi demitido pela CBF e não é mais técnico da seleção brasileira. A decisão foi anunciada nesta sexta-feira após reunião na Federação Paulista de Futebol (FPF), em São Paulo, entre o presidente da CBF, José Maria Marin, o vice Marco Polo del Nero, e o diretor de Seleções, Andrés Sanches. A entidade confirmou a informação em seu site, às 16h06m, e comunicou que toda a comissão técnica foi afastada. O novo comandante será apresentado apenas no início de janeiro: Tite (Corinthians), Muricy Ramalho (Santos) e Luiz Felipe Scolari (ex-Palmeiras) estão cotados.

O diretor de Seleções da CBF, Andrés Sanches, deixou a reunião com uma dúvida: permanecer ou não no cargo após a saída de Mano. O ex-presidente do Corinthians pediu mais tempo para tomar a decisão e deverá dar uma coletiva ainda nesta sexta, às 17h, na sede da FPF.

Mano Menezes foi comunicado da decisão por Andrés logo após a reunião. O treinador soube da informação em São Paulo e não vai se pronunciar sobre a demissão. O técnico foi contratado em julho de 2010 pelo então presidente Ricardo Teixeira como susbtituto de Dunga.

No comunicado oficial, a CBF informou que o técnico da Seleção sub-20, Emerson Ávila, continua no cargo, enquanto Márcio Oliveira assume o comando da equipe feminina.

No comando da Seleção principal em 33 partidas, Mano conseguiu 21 vitórias, seis empates e seis derrotas desde que estreou no dia 10 de agosto de 2010. O treinador deixa o cargo apenas com a taça do Superclássico das Américas de 2011 e 2012, fracassos na Copa América e Olimpíadas e queda histórica no ranking mensal da Fifa. Após muitas críticas por ter perdido títulos importantes e por não ter formado uma base para a Copa das Confederações de 2013 e, principalmente, a Copa do Mundo de 2014, o técnico vinha de elogios por três boas atuações contra Iraque (6 a 0), Japão (4 a 0) e Colômbia (1 a 1), mas não resistiu mesmo com a conquista do segundo Superclássico na última quarta.

Jornal: Marin deixa Bombonera sem cumprimentar Mano e gera mal-estar

Terra

De acordo com o jornal Folha de S. Paulo, uma atitude do presidente da CBF, José Maria Marin, causou grande mal-estar dentro da Seleção Brasileira após a conquista do Superclássico das Américas, na última quarta-feira, com vitória nos pênaltis diante da Argentina. O cartola deixou o estádio La Bombonera antes mesmo da partida terminar e nem cumprimentou o técnico Mano Menezes ou o grupo de jogadores.

Marin foi embora quando o placar apontava 1 a 1 – resultado que dava o título ao Brasil – mas a Argentina fez o segundo gol pouco depois e forçou a decisão por pênaltis.

A explicação para Marin ter deixado o local antes do fim do jogo é que o dirigente não queria passar a noite em Buenos Aires, e se ficasse até o apito final não conseguiria embarcar de volta para o Brasil. O mandatário viajava em um voo fretado da CBF. O Superclássico das Américas foi o primeiro título conquistado pela Seleção sob a gestão de Marin – o presidente assumiu em março deste ano, no lugar de Ricardo Teixeira.













comercial tommacon



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia