WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
novo uniao supermercados








junho 2024
D S T Q Q S S
« maio    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  

drupal counter

:: ‘Vasco’

Nenê comanda o Vasco, que vence América com golaço de Riascos: 3 a 1

Globo Esportes

24454936869_f4f21532e2_b

O Vasco até teve dificuldades, mas, comandado por Nenê, superou a boa marcação armada pelo América-RJ, venceu por 3 a 1 em Edson Passos, e a torcida cruz-maltina desfrutará o Carnaval na liderança do Grupo A do Campeonato Carioca. A equipe de Jorginho criou pouco no primeiro tempo, mas saiu na frente com gol de pênalti em cobrança perfeita de Nenê.

Na etapa final, mais agressivo, o time de São Januário conseguiu ampliar com um golaço de voleio de Riascos, após passe preciso do camisa 10 cruz-maltino, o nome do jogo. O América ainda diminuiu com Leandro Aguiar, que em seu primeiro lance na partida balançou a rede, mas pouco depois, novamente com assistência de Nenê, Rodrigo fez o terceiro e sepultou as chances do anfitrião.

O público pagante foi de 4.946 torcedores, com 6.052 presentes e R$ 125.920,00 de renda. Com a vitória, o Vasco é líder isolado do Grupo A, com seis pontos. O próximo compromisso da equipe de Jorginho é contra o Volta Redonda, na próxima quarta-feira, às 19h30, em São Januário. O América, por sua vez, é o sexto colocado no Grupo B, com somente um ponto somado em duas rodadas. O próximo jogo será contra o Resende, em Edson Passos, às 17h, também na próxima quarta-feira.

Com direito a gol de ombro e dois de Riascos, Vasco passa pelo Madureira

Globo Esportes

22

Atual campeão, o Vasco iniciou muito bem sua caminhada em busca do bicampeonato carioca. Com dois gols de Riascos, um de Nenê e outro de ombro, marcado por Andrezinho, o time goleou o Madureira por 4 a 1, na tarde deste domingo, em São Januário. Até o início do segundo tempo, quando ainda estava 1 a 1, o cruz-maltino encontrou bastante dificuldade no jogo, que ainda teve a estreia apagada de Yago Pikachu.

O Vasco volta a campo na quinta-feira para enfrentar o América, pela segunda rodada do Campeonato Carioca, no Estádio Giulitte Coutinho, em Edson Passos, às 19h30. Na quarta, às 17h, o Madureira recebe a Cabofriense, também pelo estadual, em Conselheiro Galvão.

Mais jogos
Portuguesa 3 x 2 Tigres do Brasil
Bangu 0 x 2 Botafogo-RJ
Friburguense 1 x 0 Macaé
Cabofriense 0 x 0 América-RJ
Flamengo-RJ 1 x 1 Boavista
Bonsucesso 0 x 2 Resende-RJ

Vasco enxugará elenco para 2016 e atletas com contrato no fim sairão

Uol

rafael-silva-comemora-gol-do-vasco-na-final-contra-o-botafogo-do-estadual-do-rio-1430687987698_615x300

Com a permanência da dupla Jorginho/Zinho definida na comissão técnica para 2016, a diretoria do Vasco iniciará ainda nesta semana o planejamento do elenco para a próxima temporada. Com um orçamento ainda mais limitado em função da queda para a Série B, o intuito é enxugar o numeroso grupo, que hoje conta com 43 jogadores.

Ao todo, 18 atletas terão seus contratos encerrados agora ao fim da temporada e, a princípio, nenhum fica. Entre os que estão nesta situação, o de maior destaque é Rafael Silva, considerado um talismã pela torcida em função dos gols importantes que marcou na temporada, como os feitos na decisão do título do Campeonato Carioca.

Embora tenha agradado, o atacante já possui um pré-contrato com o Vera Cruz, do México, e na última segunda postou em seu Instagram uma mensagem para a torcida do Vasco em tom de despedida, deixando em seguida a letra da música “Clareou”, do pagodeiro Xande de Pilares.

Com contrato até janeiro de 2017, o goleiro Martín Silva já manifestou que deseja permanecer no clube para a disputa da Série B.

Veja abaixo os jogadores em fim de contrato:

GOLEIROS
Alessandro, Rafael Copetti e Charles
LATERAIS
Nei, Bruno Teles, Christianno e Marlon (estava emprestado ao Bahia)
ZAGUEIRO
Aislan, Anderson Salles e João Carlos
VOLANTES
Felipe Seymour, Jonatas Paulista (estava emprestado ao Boa Esporte), Lucas, Serginho e Jean Patrick
MEIAS
Emanuel Biancucchi e Bernardo (estava emprestado ao Ceará)
ATACANTES
Rafael Silva

São Paulo empata com Vasco e aguarda Santos ou Figueirense

Globo Esportes

riascosvascoxsaopaulopaulofernandesvascocombr

O São Paulo fez valer a vantagem construída no duelo de ida contra o Vasco e garantiu a classificação para as semifinais da Copa do Brasil ao empatar por 1 a 1, nesta quarta-feira, no Maracanã. Como venceu por 3 a 0 o duelo de ida no Morumbi, os paulistas ficaram com a vaga e esperam o adversário que vai sair do confronto entre Santos e Figueirense.

Mesmo com time misto priorizando a briga contra a degola no Brasileiro, o Vasco foi melhor no primeiro tempo e foi para o intervalo com a vantagem com gol de Riascos. Na etapa final, o São Paulo acabou com a chance dos cariocas ao empatar com Centurión.

As duas equipes voltam a campo no fim de semana, pelo Campeonato Brasileiro . O São Paulo encara o Atlético-PR , no sábado, no Morumbi. Já o Vasco terá duelo contra o Avaí , na manhã de domingo, em Florianópolis.

11990482_677264472375720_7526595543322411409_n

Vasco e São Paulo decidem vaga com focos distintos

Globo Esportes

pato-vasco-sao-paulo-08072015_1wv00vc4z54o21s7n52g4p2lw9

Vasco e São Paulo entram em campo nesta quarta-feira para decidir uma vaga na semifinal da Copa do Brasil de 2015. Fora de campo, motivações distintas. O Cruz-Maltino resolveu priorizar a luta contra o rebaixamento no Campeonato Brasileiro e vai mandar a campo um time reserva. Já o Tricolor Paulista tem uma motivação extra no retrospecto recente: já venceu o rival três vezes no ano e defende a enorme vantagem da vitória por 3 a 0 no jogo de ida. A bola rola às 22h (de Brasília) no Maracanã.

O Vasco vai tentar o primeiro resultado positivo diante do São Paulo em 2015. Acumula três derrotas para o Tricolor Paulista desde janeiro: no Torneio de Manaus (2 a 1), no Brasileirão (4 x 0) e no primeiro confronto pela Copa do Brasil. A missão, no entanto, não será fácil. Além a desvantagem no confronto de 180 minutos, o Cruz-Maltino vai poupar os seus titulares.

No São Paulo, se dentro de campo as coisas vão bem e o time tem uma grande vantagem, fora das quatro linhas o clube se vê no meio de vários problemas, como a polêmica contratação do zagueiro Iago Maidana, que será analisada pelo STJD, e o futuro do técnico Juan Carlos Osorio, que tem conversas com a Federação Mexicana para assumir a seleção que buscará uma vaga na Copa do Mundo de 2018. Com a vitória no Morumbi, a equipe pode perder por 2 a 0 ou três gols de diferença, desde que marque pelo menos uma vez.

Marielson Alves Silva, de Vitória da Conquista, apita a partida. Ele será auxiliado por Elicarlos Franco de Oliveira e Marcos Welb Rocha de Amorim, ambos da Bahia.

Conquistense Marielson Alves apita o jogo decisivo entre Vasco e São Paulo

Por Luciano Pina

v.php

O árbitro conquistense Marielson Alves Silva, apita o confronto de volta valendo vaga nas semifinais da Copa do Brasil, entre o Vasco e São Paulo, na noite desta quarta (30), às 22 horas, no Maracanã.

Ele será auxiliado por Elicarlos Franco de Oliveira e Marcos Welb Rocha de Amorim. Ambos de Salvador. O 4º árbitro será o mineiro Igor Junior Benevenuto e o 5º o carioca Rodrigo F. Henrique Correa.

Na partida de ida o São Paulo venceu pelo placar de 3 a 0 e poderá até perder por dois de diferença que ficará com a vaga nas semifinais.

Confira a arbitragem dos outros jogos
Quarta
22:00
Palmeiras x Internacional
Áebitro: Wilton Sampaio (GO)
Grêmio x Fluminense
Árbotro: Ricardo Marques (MG)
Quinta
21:00
Santos x Figueirense
Árbitro: André Castro (GO)

Com dois de Pato, São Paulo vence o Vasco e fica muito perto da semifinal

Globo Esportes

patogolaco

Se na Séria A ainda patina dentro e fora do G-4, na Copa do Brasil o São Paulo não deu qualquer brecha ao adversário. Com dois gols de Alexandre Pato e outro de Luis Fabiano, o Tricolor venceu por 3 a 0 o Vasco, nesta quarta-feira, no Morumbi, e, diante de 23.326 torcedores, abriu importante vantagem no jogo de ida das quartas de final da competição e mantém firme na busca do título inédito.

Já a equipe cruz-maltina, que já vive um drama para escapar do rebaixamento no Brasileiro, encontrou mais um obstáculo a ser superado na temporada.

As duas equipes voltam a se enfrentar na próxima quarta-feira, no Rio de Janeiro. Para se classificar, o Vasco terá de vencer por quatro ou mais gols de diferença. Se fizer 3 a 0, leva a decisão para os pênaltis. Já o São Paulo avança à semifinal mesmo se perder por três gols, isso se marcar um ou mais gols. Antes, as duas equipes voltam a campo pelo Brasileiro, domingo, com clássicos regionais. O Tricolor recebe o Palmeiras no Morumbi, e os cruz-maltinos enfrentam o Flamengo no Maracanã.

Reforçado, São Paulo abre duelo das quartas contra o embalado Vasco

Globo Esportes

vascoscpfc-divulgacao-615x390

No Campeonato Brasileiro, São Paulo e Vasco seguem em busca de seus objetivos distintos. Os paulistas lutam para entrar no G-4, enquanto os cariocas, que deixaram a lanterna na última rodada, têm um longo caminho pela frente para deixar a zona de rebaixamento. Mas, na noite desta quarta-feira, é hora de virar a chave e focar na Copa do Brasil. Tricolores e cruz-maltinos abrem o confronto das quartas de final no estádio do Morumbi, às 22h. O confronto de volta está prevista para a próxima quarta, no Rio de Janeiro.

No São Paulo, o técnico Juan Carlos Osorio espera acabar com a irregularidade que insiste em atrapalhar a equipe. Em uma semana, o time venceu o Grêmio, empatou com a Chapecoense e perdeu para o Avaí. Além disso, a equipe entra com bastante cautela em campo, lembrando o sufoco que foi a fase de oitavas de final, quando o Tricolor perdeu para o Ceará em casa e foi conquistar a classificação atuando em Fortaleza. Desta vez, a meta é fazer a lição de casa. Para aumentar o otimismo, o time entrará em campo praticamente com o que tem de melhor.

No Vasco, o time não estará completo. O ataque titular, por exemplo, não joga: Leandrão, fora dos inscritos na Copa do Brasil, e Rafael Silva, poupado por conta de desgaste muscular. Tendo ainda o clássico com o arquirrival Flamengo no domingo, Jorginho admitiu preservar outros jogadores, mas a tendência é que a escalação seja com força quase máxima. Motivada após somar 10 dos últimos 12 pontos, a equipe planeja sair do Morumbi pelo menos com um empate, o que considera um bom resultado.

Vasco reage e já supera campanha do Flu de 2009

MSN

AAez5hQ.img

A trajetória do rival Fluminense se tornou parâmetro na luta contra o rebaixamento. O time tricolor chegou a ser dado como acabado no campeonato em 2009, com 98% de chances de cair. Conseguiu a reação “milagrosa” na reta final e, desde então, virou inspiração em casos semelhantes. Pois na comparação com a campanha do time das Laranjeiras, o Vasco já apresenta melhores números.

Ao fim da 27ª rodada, o Vasco chegou aos 23 pontos. O Fluminense tinha apenas 21 em 2009. A situação ainda é bastante complicada e a permanência na Série A segue sendo improvável. A diferença do Cruzmaltino para o primeiro time fora da zona de rebaixamento hoje é de oito pontos, maior do que a do Tricolor para 16º lugar na época. Ainda assim, no fim o Flu precisou ultrapassar o Coritiba, então 12 pontos a frente.

Para o torcedor do Vasco, melhor do que ver um exemplo de superação semelhante, é verificar que, finalmente, o time reage em campo. As três vitórias nos últimos quatro jogos equivalem ao mesmo número de vitórias em todo o primeiro turno. Ainda há esperanças para quem “escolheu acreditar”…

Vasco tem pior ataque entre os lanternas na era dos pontos corridos

Terra

ponte

Mesmo dando adeus ao jejum de gols que já durava uns mês e dez dias com o pênalti convertido por Nenê no último sábado, na derrota por 2 a 1 para o Atlético-MG no Maracanã, o Vasco segue enfrentando um ‘calvário’ em seu retorno à elite do futebol brasileiro. O gol contra o Galo foi apenas o nono do Cruz-Maltino na competição, número que faz do clube carioca o de pior ataque entre todos os lanternas na era dos pontos corridos, forma de disputa instaurada em 2003.

Levando em consideração as 23 primeiras rodadas do Campeonato Brasileiro desde 2003, além do pior ataque, o Vasco amarga a terceira pior campanha, com 18,8% de aproveitamento, só perdendo para o América-RN, que somava 14,5% em 2007 e para o Náutico, com 15,9% em 2013. Nas respectivas ocasiões, ambos os times nordestinos foram rebaixados, mas na 23ª rodada, tinham ataque melhor que o do Vasco: 18 gols para o América-RN e 11 para o Náutico.

O retrospecto de nove jogos sem vencer neste Brasileirão fazem do Vasco o segundo clube com pior jejum na era dos pontos corridos, levando em conta, somente, as 23 primeiras rodadas. O Náutico, que em 2013 tinha somado apenas 11 pontos de 69 possíveis, amargava, na 23ª rodada, um hiato de 14 partidas sem vitória. Apesar do contraponto favorável, as nove derrotas pesam sobre o Gigante da Colina e, apesar da classificação na Copa do Brasil, o descontentamento da torcida para com o time só aumenta.

Se depender do retrospecto, é preciso se preocupar. Considerando as equipes que ocupavam a lanterna na 23ª rodada das últimas 12 edições do Brasileirão, apenas cinco delas conseguiram evitar o rebaixamento: Palmeiras, em 2014, e Fluminense, em 2009, salvaram-se por um ponto; enquanto que o Figueirense, em 2005, o São Caetano, em 2004, escaparam com mais folga e o Goiás, em 2003, escaparam com mais folga.

Precisando dobrar seu número de pontos para alcançar o Coritiba, primeira equipe fora da zona da degola, com 26 pontos, o Vasco volta a campo nesta quarta, ao visitar a Ponte Preta, tentando diminuir a diferença com os demais times na zona de rebaixamento, que já é de seis pontos para o Joinville, 19º colocado. Com 14 rodadas para o fim da competição, é preciso começar a fazer contas.

11990482_677264472375720_7526595543322411409_n













comercial tommacon



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia