WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
novo uniao supermercados








junho 2024
D S T Q Q S S
« maio    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  

drupal counter

:: ‘Vasco’

Vasco perde para o Volta Redonda no seu primeiro amistoso do ano de 2015

Tribuna da Bahia

thumbnail.ashx

Após 12 dias de trabalho em Pinheiral o Vasco realizou seu primeiro jogo treino, contra o Volta Redonda, sob o comando do técnico Doriva, que utilizou os titulares na primeira etapa e os reservas no segundo.

Enquanto os principais nomes do elenco estiveram em campo o placar não saiu do 0 a 0, porém, no segundo tempo, o Volta Redonda se aproveitou do melhor entrosamento e venceu o confronto por 1-0, gol de Kayo.

Agora o cruzmaltino se prepara para encarar o maior rival, o Flamengo, na próxima quarta-feira, às 22h, na Arena Amazônia, em torneio amistoso, que na sequência reserva o duelo contra o São Paulo.

unimarc-modelo-4

Lanús complica acordo, mas Vasco ainda tenta fechar com Santiago Silva

Globo Esportes

santiagosilva_efe_15

Com 12 reforços na temporada, o Vasco vive indefinições para a chegada de novos jogadores. A negociação por Santiago Silva, atacante do Lanús, esbarram nas exigências do clube argentino para ceder o atacante. Aos 34 anos, “El Tanque” tem contrato em vigor e desperta interesse de outros times da Argentina. Mas o problema para a diretoria do Vasco não é nem a concorrência, mas o dinheiro que o Lanús pede para liberar o jogador para voltar a atuar no Brasil.

Artilheiro do campeonato argentino duas vezes – em 2009, pelo Banfield, e, em 2010, pelo Velez Sarzfield -, o uruguaio já chegou a um acordo financeiro com o Vasco. Os representantes do jogador ainda tentam resolver a pendência para que Santiago Silva deixe o Lanús, mas a negociação ficou mais difícil com a pedida dos argentinos. O Vasco não quer pagar para tirar “El Tanque” do país vizinho e espera o desligamento do jogador sem custos para o clube. O impasse pode cancelar a transação e os cariocas avaliam outros nomes para o caso da negociação não se concretizar.

Outro assunto do qual o clube espera um final positivo também deve ter definição nesta sexta-feira. O lateral-direito Madson, do Bahia, tenta rescisão de contrato com o clube baiano por via judicial. O Vasco já acertou com o representante do jogador e só não vai contratá-lo se o Bahia reverter o caso e evitar a decisão na Justiça. Apesar da reintegração de Nei ao elenco e da contratação de Bruno Ferreira, da Portuguesa, a contratação do jogador de 22 anos é mais uma aposta da diretoria para a temporada 2015.

Para fechar o ciclo de contratações – que pode ter até 15 novidades -, a diretoria trabalha também para contratar um jogador de meio de campo. O alvo é um meia-atacante com características diferentes das de Julio dos Santos, Guilherme, Matheus Índio e Bernardo. O reforço é um jogador mais velocista, mas segue o perfil da maioria das chegadas para este ano. Ou seja, um jogador a custo mediano, sem grande concorrência no mercado.

Serrano é goleado pelo Vasco e dá adeus a Copa São Paulo

Por Luciano Pina

10386281_791014257641096_2955343590408393302_n

O Serrano perdeu para o Vasco pelo placar de 4 a 0, na tarde desta quarta (7), no Joaquinzão, em Taubaté, pela segunda rodada da Copa São Paulo de Futebol Júnior.

Renato Kaiser aos trinta e oito do primeiro tempo. Daniel aos quatorze, Caio Monteiro aos trinta e nove e Evander aos quarenta e seis da segunda etapa marcaram os gols do time cruzmaltino.

Com a derrota o time mongoio permanece na última colocação do Grupo P e não tem mais chances de se classificar para a próxima fase.

O Rubro-Verde foi a campo com: Mateus Silva, Fieta (Jonas), Mateus, Moabe e Isaque (Cícero); Daniel, Barbosa, Douglas (Hélder), Diego, Filipe Bimba e João Vitor.

O Serrano encerra sua participação na competição contra o Araxá-MG, no próximo sábado (10), ás 15 horas (horário da Bahia), no estádio Joaquinzão.

Vasco quer treinador com perfil de Marquinhos Santos

A Tarde

img_2215

A diretoria do Vasco recebeu com surpresa a desistência do técnico Marquinhos Santos, que não poderá assumir o clube carioca em 2015 por problemas de saúde na família. No entanto, os dirigentes já se movimentam para buscar um novo treinador.

O gerente do Vasco, Paulo Angioni, afirmou nesta sexta-feira que a desistência “pegou de surpresa toda a diretoria” e prosseguiu: “Ontem (quinta) ele ligou informando que não podia mais vir porque tinha detectado um problema de saúde na família. O Eurico (Miranda) entendeu, não ficou feliz, obviamente, mas entendeu”, disse, referindo-se ao presidente do clube.

Os nomes dos candidatos ao posto não foram revelados, contudo é mais provável que seja um técnico jovem e com salário em um patamar menor do que o recebido por técnicos tradicionais, com um perfil parecido com o de Marquinhos Santos. “Vai precisar se adequar à situação financeira e de filosofia do Vasco”, disse Paulo Angioni.

O dirigente contou que não há prazo para definir o novo treinador, mas o clube tem pressa quanto a isso em razão da formação do novo elenco. “A contratação de jogadores passa muito pela definição da parte técnica, que participa dessas escolhas”.

Marquinhos Santos alega problema de saúde na família e desiste do Vasco

Globo Esportes

p1220838_1

Marquinhos Santos não vai mais comandar o Vasco. O treinador, que havia sido anunciado na última quarta e seria apresentado na manhã desta sexta-feira, em São Januário, alegou um grave problema de saúde na família (que envolveria sua esposa) para desistir de assumir a equipe cruz-maltina. A informação foi anunciada próprio Vasco em seu site oficial e confirmada, também em comunicado, pelo treinador no início da madrugada de sexta.

A coletiva de imprensa para a apresentação foi cancelada e o Vasco volta à estaca zero na busca por seu novo comandante. A tendência é que Marquinhos Santos permaneça à frente do Coritiba, conforme explicou o presidente alviverde, Vilson Ribeiro de Andrade, em entrevista à Rádio Banda B.

– O Marquinhos me ligou hoje, conversamos alguns minutos, e ele pediu um tempo. Disse que conversaria amanhã com uma pessoa, não sei quem, e que amanhã possivelmente ele me daria uma definição. Mas disse que quer ficar. Eu já não entendi mais nada, porque ontem à noite ele tinha tomado uma decisão, de que ia para o Vasco. Ele é uma referência e nós só não anunciamos o Marquinhos em respeito ao meu colega que é candidato também. Eu não poderia anunciar um treinador antes que as eleições fossem decididas – afirmou Vilson, que neste sábado tenta a reeleição em disputa contra Rogério Bacellar.

Com clássico marcado no AM, Eurico prevê: ‘Ganhar do Flamengo, sempre’

Globo Esportes

everton_douglas_andredurao_15

Depois de quase um ano sem clássico, Flamengo e Vasco têm data, local e hora marcada para o primeiro duelo de 2015. Os clubes disputam em janeiro o torneio Super Series, em Manaus, e jogam no dia 21 de janeiro, na Arena Amazônia. Ainda falta tempo, mas o recém-eleito presidente cruzmaltino, Eurico Miranda, já entrou no clima do clássico dos milhões e soltou as primeiras alfinetadas.

Na manhã desta quinta-feira, Manaus recebeu o evento de apresentação do torneio Super Series, um triangular que acontecerá no fim de janeiro e contará também com a participação do São Paulo na disputa da “primeira taça do ano”. Em vídeo apresentado antes do início da coletiva de imprensa, técnicos, dirigentes e até jogadores mandaram recados para a torcida amazonense e comentaram sobre o torneio. Mas Eurico foi além.

Questionado sobre a expectativa para o clássico, primeiro jogo do torneio, o dirigente declarou a importância do jogo e garantiu tranquilidade quanto ao rival.

Bandeira de Melo, mandatário do Flamengo, também gravou vídeo de apresentação. O dirigente, no entanto, evitou citar o Vasco. Questionado, também, sobre a expectativa e desafios do Super Series, somente a preocupação com o confronto diante do São Paulo foi citada.

– O São Paulo é um grande clube, um clube que tem uma torcida muito grande. Jogar com o ele é sempre motivo de muito interesse para todos os torcedores, e eu tenho certeza que ainda por cima, sendo em Manaus, que é uma cidade autenticamente rubro-negra, o desafio vai ficar ainda mais gostoso.
– Um Vasco e Flamengo, para mim, é sempre um campeonato à parte. (Expectativa) Está tranquilo, de preferência para ganhar do Flamengo, sempre. O objetivo é esse. É uma primeira oportunidade – disse

Talisca foi dispensado do Vasco antes de aparecer no Bahia e no Benfica

Tribuna da Bahia

thumbnail.ashx

Convocado para a seleção brasileira, Anderson Talisca tem sido o principal jogador do Benfica até o momento. No entanto, a relação do meia-atacante, artilheiro do Campeonato Português, com instituições lusitanas poderia ter criado raízes mais fortes. Quando tinha 13 anos, o jogador teve a oportunidade de defender as categorias de base do Vasco da Gama. Mas problemas no alojamento e burocracias da Lei Pelé impediram Talisca de defender o Gigante da Colina.

Dispensado de São Januário, o atual camisa 30 dos Encarnados foi levado ao Bahia. Lá, Anderson ganhou o apelido ‘talisca’, por causa das pernas finas, e começou se soltar ainda mais no futebol. Atualmente, o jovem meia é cobiçado por diversas potências da Europa e se vê cada vez mais valorizado no Estádio da Luz. Responsável por levar Talisca para o Bahia, Newton Motta falou sobre o assunto.

“Acabou não dando certo porque faltou lugar para ele (…) Nessa época, ele estava no Astro e foi passar um período no Vasco, alguns meses, atuando na categoria sub-15 mesmo com baixa idade. Não funcionou e um agente de jogadores chamado Rivelino, que observava atletas para mim na região, me disse que tinha um menino e queria trazer para treinar conosco”, disse Motta para a ESPN.com.br.

“Um outro garoto nesse dia, quando o viu, pernas compridas, magrinho, na época com 50 kg, soltou: ‘parece uma talisca’ (pedaço de madeira). Acabou pegando, todo mundo riu e, no seu primeiro ano, ele já se sagrou campeão da Copa Zico, no Rio de Janeiro. Nesse time, ele era o maestro, batia falta, pênalti, escanteio, não era um volante de marcação, atuava com liberdade, mais ou menos como o Paulinho”.

Vasco lança novos uniformes em evento concorrido na sede náutica

Globo Esportes

15237406138_3de9ec3349_b

O Vasco está de roupa nova. Quase três meses depois de firmar acordo com a empresa inglesa Umbro, o clube promoveu o lançamento de seus uniformes na noite desta quinta-feira, na sede náutica, na Lagoa, Zona Sul do Rio de Janeiro. Vários jogadores, dirigentes e convidados estiveram no evento, que recebeu cerca de 200 pessoas. As principais atrações ficaram por conta das camisas de goleiro. Além da celeste, em referência ao Uruguai de Martín Silva, serão utilizadas a verde e vermelha, com traços de Portugal, e uma em tons de verde. Segundo o presidente Roberto Dinamite, mais de 220 lojas espalhadas pelo Brasil já terão o novo uniforme a partir desta sexta.

Marcada para iniciar às 20h, a festa começou a esquentar por volta das 19h, com a chegada de ídolos do clube, e dos jogadores que iriam participar. Pouco depois das 20h, vídeos sobre a história da fornecedora inglesa foram exibidos. Então, jogadores como Gabriel Félix, Everton Costa e Kleber Gladiador surgiram na passarela com os novos uniformes.

Everton, que se recupera após colocar um desfibrilador implantado no coração e ainda não sabe se poderá voltar a jogar futebol, foi muito aplaudido. E o companheiro de passarela gostou.

Foram apresentados, no total, nove peças: as duas camisas oficiais de jogo (branca e preta), três de goleiro (celeste, verde/vermelha e verde clara), camisa de treino, camisa de viagem, camisa infantil e camisa feminina. O uniforme 3, já tradicional no Vasco e em outros clubes por explorar uma cor diferente, só será definido e lançado em 2015. A Umbro assinou até o fim de 2017 e vai render aos cofres, segundo a diretoria, pelo menos R$ 56 milhões.

A estreia da roupa nova será já nesta sexta-feira, contra o Bragantino, em São Januário, pela Série B do Campeonato Brasileiro. Com 47 pontos, o Cruz-Maltino ocupa a quarta posição.

Vasco reage em meio à crise, vira sobre o América-MG e volta ao G-4

Globo Esportes

thalles-vasco-marcelosadio-vasco2

Com outra postura, mais confiança e uma dose de sorte, o Vasco afastou a crise e voltou a vencer após cinco partidas – três delas pela Série B. Na tarde deste sábado, o time que agora terá Joel Santana no comando fez 3 a 2 no América-MG, no Independência, de virada, e encerrou a invencibilidade do rival em casa na competição. De quebra, recuperou sua vaga no G-4 e empurrou o Coelho para sexto. O zagueiro Rodrigo fez o gol decisivo, contando com desvio em cobrança de falta, após um primeiro tempo elétrico que terminou 2 a 2. Os outros foram marcados por Douglas Silva e Thalles, com Willians e Obina descontando.

Expectativa sobre o futuro à parte, foi o interino Jorge Luiz que, mesmo depois da eliminação na Copa do Brasil, arriscou, distribuiu uma equipe ofensiva, que se empenhou e vibrou muito mais do que no vexame por 5 a 0 para o Avaí, por exemplo. Em contrapartida, os mineiros ofereceram espaço em demasia e acabaram surpreendidos depois de três partidas sem perder.

Com o resultado positivo, o Cruz-Maltino fecha a 20ª rodada em quarto lugar, com 35 pontos, dois acima do América-MG. Na terça-feira, o Coelho encara o Ceará, às 19h30m, em Fortaleza, e o Vasco recebe o Luverdense, em São Januário, no mesmo horário.

Após eliminação, Vasco chega ao Rio sob gritos de “time sem vergonha”

Globo Esportes

vasco06

A paciência do torcedor já havia acabado no sábado, quando o Vasco foi goleado por 5 a 0 para o Avaí, em São Januário. A pressão nas arquibancadas e o resultado vexatório fizeram com que Adilson Batista deixasse o cargo de técnico. Na manhã desta quarta-feira, após a eliminação para o ABC da Copa do Brasil, quatro torcedores compareceram ao aeroporto do Galeão para protestar. Sob gritos de “time sem vergonha” e “vamos jogar”, a delegação desembarcou às 6h40. Acompanhados de seguranças, os jogadores e o diretor de futebol Rodrigo Caetano não quiseram dar declarações e foram direto para o ônibus.

Os primeiros a aparecerem foram Douglas e Rodrigo. O camisa 10 foi expulso na derrota por 2 a 1 na Arena das Dunas, e o zagueiro acabou se desentendendo com o goleiro reserva Jordi após o término do confronto. Apesar de não ter comprometido contra o ABC e ter realizado boas defesas, Diogo Silva escutou gritos de “goleiro frangueiro”.

Os torcedores questionaram a derrota de sábado, para o Avaí.

– Onde já se viu perder de cinco para o Avaí. Isso é Vasco. Vamos jogar! Se não subir, já sabem! – gritava um dos torcedores.

Após o pequeno tumulto, o presidente Roberto Dinamite passou pelo saguão, mas também não falou com a imprensa.

O maior objetivo do Vasco agora para amenizar a crise é voltar ao G-4 da Série B. Ao ser derrotado para o Avaí, o time caiu para o quinto lugar. Mas tem apenas um ponto a menos do que o quarto colocado, Joinville.

O próximo compromisso é contra o América-MG, vice-líder, sábado, no Independência. A partida será realizada às 16h10 (de Brasília). No primeiro turno, as duas equipes empataram em São Januário por 1 a 1.













comercial tommacon



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia