WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
novo uniao supermercados








junho 2024
D S T Q Q S S
« maio    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  

drupal counter

:: ‘CRÍTICAS’

Árbitro Jaílson Macedo foi alvo de criticas do diretor de futebol do Bahia em duas oportunidadees neste Baianão

Por Luciano Pina

161522

Escalado para apitar a final do Baiano, entre Bahia e Vitória da Conquista, na tarde deste domingo (3), na Arena Fonte Nova, o árbitro Jaólson Macedo de Freitas, já foi duramente criticado pelo diretor de futebol do Bahia, Alexandre Farias (foto), em duas oportunidades na competição deste ano.

Farias, não poupou críticas ao árbitro que apitou o clássico Ba-Vi no Barradão, no último dia 1º de março. Para o dirigente, a “atuação desastrosa” do juizão prejudicou o andamento da partida.
“Um juiz que deixou o Vitória fazer pequenas faltas o jogo inteiro. No lance do Pittoni, ele perdeu a cabeça, mas tinha que ter dado o cartão amarelo em Neto Baiano. O Vitória abusando das faltas, Kieza tomou uns 30 chutes no tornozelo. A gente lamenta, porque é um árbitro de primeira linha, mas eu achei a arbitragem dele desastrosa. Ele teve influência direta no andamento da partida, talvez não no resultado, mas no andamento”, declarou. (Varela Noticias)

A segunda vez que o dirigente criticou Jaílson aconteceu na partida do tricolor diante da Juazeirense, no último dia 04 de abril, pela semifinal do Campeonato Baiano. Logo após o confronto, o dirigente criticou a atuação do juiz e do seu auxiliar Djalma Silva Ferreira Junior, além de mandar um recado para o presidente da Federação Bahiana de Futebol (FBF). “Foi uma brincadeira o que aconteceu. O que esse cidadão fez não é brincadeira. Impedimento que ele inventou do Souza, inventou falta do Titi, eles cobraram a falta e saiu o gol. O pênalti não marcado para a gente. Quero deixar claro para o Jailson e falar para o Ednaldo Rodrigues, que tem gente séria aqui trabalhando. Não tem otário não. Estamos vendo o que acontece”, disse. O que o Jailson fez foi brincadeira. E olha que estou reclamando depois de uma vitória”, disparou o dirigente. (Galaticos Online)

Resta saber qual será o comportamento de Jaílson Nacedo no confronto que será realizado neste domingo (3).

468x60_simonassi127

Neymar responde a críticas de Nunes: ‘Só tenho que rir’

Globo Esportes

neymar_lucasbaptista_ae

O atacante Neymar, do Santos, não se mostrou incomodado com as críticas que recebeu do atacante Nunes, do Botafogo-SP, vítima dos dribles do craque alvinegro durante confronto na última quarta-feira, na Vila Belmiro. Nunes levou chapéu, mas se revoltou mesmo com uma tentativa de carretilha.

– Eu ia quebrá-lo, mas pensei dez vezes. Ele só faz isso quando o time dele está ganhando – afirmou o jogador do Botinha, na última quinta-feira.

Nesta sexta, durante festa pela conquista da Copa São Paulo de Futebol Júnior, pelos meninos do time sub-20 do Peixe, no Pacaembu, Neymar respondeu dando de ombros.

– Só tenho que rir. Quem tem boca fala o que quer. Eu não faço só quando estamos ganhando. É o meu futebol – rebateu.

A desavença entre Nunes e Neymar começou em 2010, na final do Campeonato Paulista. Na ocasião, o centroavante defendia o Santo André, vice-campeão diante do Santos, em final dramática no Pacaembu. A polêmica ocorreu no primeiro tempo, quando o astro sofreu uma chegada dura, gerando grande confusão. Nunes estava entre os envolvidos e se estranhou com Neymar, mas o lateral-esquerdo santista Léo entrou no bate-boca para defender o companheiro, que, segundo ele, estava sendo intimidado. No fim, Léo e Nunes foram expulsos, e alguns dos atletas do Ramalhão acusaram o camisa 11 de “cai-cai”.

Problema no ataque? Técnico e meia rebatem críticas

Fonte: Ibahia

Apesar de ser o time de melhor campanha no Baianão, o ataque rubro-negro tem sido criticado por não marcar a maioria dos gols da equipe. Dos 14 tentos do Leão na competição, o veterano meia Ramon, de 37 anos, marcou 6, e é o artilheiro do estadual ao lado de Sassá, do Ipitanga. No entanto, o técnico Ricardo Silva e o meia rebatem os comentários.

“Que o gol seja de Viáfara (goleiro) não importa. O que importa é o time vencer e marcar os três pontos”, diz o comandante, que tem se aborrecido com a pegunta “Porque o ataque não marca?” ao final das partidas.

Ramon Menezes é o maior artilheiro do Vitória nos últimos 30 anos, com 79 gols em 177 partida, e defende os atacantes do elenco. “A responsabilidade não é somente do camisa 9. Índio, que partiu para o futebol asiático, Schwenck, Neto Berola, Edson e Adaílton são atacantes e marcaram um tento cada até agora. O zagueiro Wallace, duas vezes, e o meio-campo Bida, completam a lista dos que fizeram gols pelo Vitória no Campeonato Baiano.













comercial tommacon



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia