WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
novo uniao supermercados








junho 2024
D S T Q Q S S
« maio    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  

drupal counter

:: ‘Serie D’

Com novo formato, Série D começa domingo

CBF

Índice

A Série D do Campeonato Brasileiro começa neste domingo (12) com mudanças importantes na edição 2016. Com o objetivo de integrar cada vez mais clubes ao calendário anual das competições, 28 agremiações foram incorporadas ao torneio deste ano. Assim, a Série D passa a ser disputada com 68 times.

Com a novidade, o sistema de disputa foi alterado para 17 grupos de quatro clubes cada, com jogos de ida e volta. Classificam-se para a segunda fase os primeiros de cada grupo e os 15 melhores segundos colocados, totalizando 32 clubes. A partir da segunda fase, a competição será disputada através do sistema mata-mata até a sua conclusão.

Confira os jogos da 1ª rodada
Domingo
11h00
Boavista x Audax
São Bento x São José
15h00
Madureira x Brusque
Palmas x São Francisco
Juazeirense x Icasa
Águia de Marabá x Tocantinópolis
São Raimundo x Rondoniense
Maranhão x Altos do PI
Guarani de Juazeiro x Central-PE
Souza-PB x Globo-RN
Galícia x América-PE
Serra Talhada x Uniclinic
Sergipe x Fluminense de Feira
Murici x Campinense
Ceilândia x Comercial-MS
Anápolis x Sinop
Goianésia x Volta Redonda
URT x Desportiva Ferroviária
Espírito Santo x Caldense
Vila Nova-MG x Portuguesa-RJ
Novo Hamburgo x J. Malucelli
Inter de Lajes x Linense-SP
PSTC x São Paulo-RS
Caxias x Metropolitano
Princesa dos Solimões x Baré-RR
Ituano x Maringá
17h00
Náutico-RR x Rio Branco-AC
Santos-AP x Moto Club-MA
Parnahyba x CSA
Potiguar de Mossoró x Itabaiana
Araguaia x Aparecidense
17h30
Atlético Acreano x Trem
18h30
Sete de Dourados x Luziânia-DF
19h00
Genus x Nacional-AM

11990482_677264472375720_7526595543322411409_n1

Juazeirense trabalha de olho na estreia da Série D

Galáticos Online

juazeirense 789

Se preparando para estreia no Campeonato Brasileiro da Série D, a equipe da Juazeirense segue buscando reforços para o jogo contra o Icasa, programado para domingo (12), às 16h, no Adauto Morais.

Do atual elenco, o técnico Barbosinha conta com os remanescentes os goleiros Tigre e Diego Amaro; o zagueiro Lucas Yan; o lateral Nem, os volantes Waguinho, Naldo, Capone, Diego Teles e Patrik; o meia Everlan; e os atacantes Jean Carlos e Sassá. A diretoria segue trabalhando em busca de reforços e até agora já anunciou o zagueiro Lucas Santos, ex-Bahia de Feira, o lateral-direito Salgado, que chega do Petrolina, e o lateral-esquerdo Marquinhos, ex-Baraúnas.

A Juazeirense, que estreia no próximo dia 12 diante do Icasa-CE no Adauto Moraes, está no Grupo A5 ao lado de time cearense, Altos-PI e Maranhão-MA. Na primeira fase, as equipes se enfrentam em sistema de ida e volta dentro do próprio grupo. O primeiro colocado avança diretamente à segunda fase. Já os 15 melhores segundos colocados, em um total de 17 grupos, também seguem na competição.

11990482_677264472375720_7526595543322411409_n1

Com Barbosinha e apenas 11 jogadores, Juazeirense inicia preparação para a Série D

Esporte Total

IMG_7062

Após folga de 11 dias, começou nesta segunda-feira 30, a preparação da Juazeirense para a continuação da temporada. Já sob o comando do técnico Quintino Barbosa, que retorna ao clube, apenas 11 jogadores se apresentaram à Comissão Técnica e iniciaram atividade física na pista de atletismo do Estádio Adauto Moraes. Destes, apenas três são novidades: o zagueiro Lucas Santos, ex-Bahia de Feira, o lateral-direito Salgado, ex-Petrolina e Marquinhos, lateral-esquerdo, ex-Baraúnas.

Segundo o diretor de futebol Sérgio Fernandes, alguns atletas que disputaram o Campeonato Baiano, Copa do Nordeste e Copa do Brasil deverão se apresentar até o dia 1º de junho. Outros nomes poderão ser anunciados a qualquer momento.

À exceção do técnico Barbosinha, a Comissão Técnica não deverá sofrer alterações e Janílson Silva e Railson Sobral deverão continuar nos cargos de auxiliar técnico e preparador físico. Nada foi revelado em relação ao preparador de goleiros.

O maior problema da Juazeirense – a falta de local para treinamento –, no entanto, se agrava com rumores de que o Estádio Paulo Coelho não será liberado para uso na preparação do time. Com as limitações de utilização do Adauto Moraes, restam apenas os campos não oficiais de chácaras e clubes particulares para preparação da equipe. Na programação está previsto a realização de um amistoso no próximo domingo.

Do atual elenco se apresentaram:
Volantes: Capone, Waguinho e Patrik – Zagueiro: Lucas Yan – Laterais-esquerdo: Deca – Atacantes: Sassá, Jean Carlos e Mazinho

Novidades
Salgado, lateral-direito, veio do Petrolina – Lucas Santos, zagueiro, veio do Bahia de Feira – Marquinhos, lateral-esquerdo e meia, veio do Baraúnas

Série D: Clubes baianos apontam falta investimento da FBF e presidente rebate

Bahia Noticias

IMAGEM_NOTICIA_5

O Campeonato Brasileiro da Série D irá começar no dia 12 de junho. Fluminense de Feira, Juazeirense e Galícia são os baianos que irão tentar um acesso inédito do estado para a Série C. Com datas e grupos definidos, os clubes comentaram sobre as expectativas, a preparação, e as dificuldades para conseguir atuar nos torneios do Brasil neste segundo semestre. Pelo lado da Juazeirense, o diretor de futebol Sérgio Fernandes frisou os problemas que os clubes passam ao disputar um campeonato como a quarta divisão do futebol brasileiro. Para o dirigente, a Série D é o torneio com menor investimento por parte das federações. “Do ponto de vista da Copa do Nordeste, da Copa do Brasil, e até mesmo do estadual, as federações não ajudam. No meu entender, a Série D é onde os clubes deveriam investir mais. Mas como não tem ajuda da CBF e da FBF, não há como investir muito. Os clubes têm que diminuir a folha”, reclamou, em entrevista ao Bahia Notícias.

O presidente do Fluminense de Feira, Gerinaldo Costa, manteve o discurso da Juazeirense e criticou o pouco investimento por parte da federação. “É muito aquém do necessário, principalmente pelo que os clubes pequenos estão recebendo. É muito pouco”, lamentou. No Cancão, com os poucos investimentos recebidos, a diretoria fará uma reunião nesta segunda-feira (23) para definir como será a preparação para a Série D. “As federações fazem os investimentos, mas a manutenção dos salários é do clube. Como não temos patrocínios, vamos discutir tudo nessa reunião na segunda”, contou Fernandes. Dentre os assuntos, a cúpula diretiva irá tratar sobre a nova comissão técnica e dispensas e contratações. “Devemos ficar com 60% a 70% do elenco”, revelou.

A preparação do Galícia ainda é um mistério. A equipe do Bahia Notícias tentou entrar em contato com o clube, mas não obteve êxito. No entanto, de acordo com a assessoria do Granadeiro, a equipe irá mandar seus jogos no Estádio José Rocha, em Jacobina, informação ainda não oficializada pela CBF. Dentro de campo, as datas dos jogos já foram divulgadas pela CBF, bem como os grupos de cada time.

De acordo com o presidente da Federação Bahiana de Futebol, Ednaldo Rodrigues, os clubes baianos que disputam a competição pecam ao não manter seus elencos para a disputa do torneio. “Espero também que os clubes mantenham seus elencos. Em outros anos, ao fim do estadual, eles liberaram atletas para clubes adversários e isso é absurdo. Espero que dessa vez eles apostem na subida. Solicitamos à CBF que os clubes ficassem em grupos diferentes para que não diminuíssem as chances de passar de fase”, explicou. O dirigente ainda revelou que a FBF dá apoios pontuais às equipes baianas. Para a disputa da Série D, a entidade disponibilizará um valor de R$ 5 mil para duelos realizados fora de casa, além de financiar taxas de arbitragem e impostos dos árbitros, e ceder aos clubes a porcentagem de 5% das bilheterias que tem direito a receber. Um fundo de investimentos também foi criado durante o Baianão. Com isso, segundo Rodrigues, os três baianos podem receber até R$ 15 mil a mais. A Confederação Brasileira de Futebol (CBF), em parceria com as federações estaduais, entra com os custos de passagens, hospedagem e alimentação.

11990482_677264472375720_7526595543322411409_n

CBF divulga tabela da Série D com 68 clubes e só uma desistência

Da Redação

Índice

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) anunciou nesta sexta-feira 67 dos 68 clubes que disputarão a Série D nacional, a partir de 12 de junho. Falta apenas a definição das duas equipes da Paraíba. Dos times que tinham direito a vaga na competição, só o Interporto, do Tocantins, desistiu. Será substituído pelo Palmas.

Essa será a primeira edição da Série D com 68 times – desde a criação do torneio, em 2009, eram 40 vagas. As equipes foram divididas as 17 grupos regionalizados. Avançam o primeiro da cada chave e 15 dos melhores segundos colocados.

A Bahia será representada por três equipes: Juazeirense, Galícia e Fluminense de Feira.

Confira a estreia dos baianos:
Grupo A5:
12/06:
Juazeirense x Icasa
Grupo A7:
12/06:
Galícia x América-PE
GRUPO A9:
12/06:

Galícia confirmado na Série D 2016

Site do Clube

galicia-fluminense-pituaçu-1024x768

Após a boa campanha no Campeonato Baiano 2016 que ficou em quinto lugar na classificação geral com 15 pontos ganhos em oito jogos disputados e a confirmação pelo Presidente da Federação Bahiana de Futebol, Ednaldo Rodrigues, na festa dos melhores do estadual ocorrida na última segunda-feira (9), a diretoria do Granadeiro e o presidente Dario Rego, reafirma através de um oficio enviado nesta quarta-feira (11) à Confederação Brasileira de Futebol (CBF) a participação do Azulino no Campeonato Brasileiro – Série D 2016 que começa dia 12 de junho.

Toda a diretoria do Granadero e seu conselho ao lado do presidente Dario Rego irá trabalhar para fazer uma ótima campanha como realizou no Campeonato Baiano, lutando até o fim para uma das quatro vagas na Série C 2017.

O sorteio dos grupos ainda será realizado pela entidade máxima do futebol nacional.

unimarc-modelo-4

CBF divulga tabela básica do Campeonato Brasileiro da Série D 2016

Bahia Notícias

IMAGEM_NOTICIA_5

Ainda sem definir os critérios de escolha das novas vagas da competição, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) divulgou o regulamento e a tabela básica do Campeonato Brasileiro da Série D 2016. A Bahia terá três representantes, que serão divididos em chaves distintas na primeira fase do certame nacional.

O Campeonato será dividido em seis etapas, com os 68 clubes divididos em 17 grupos de quatro equipes cada. Com jogos de ida e volta, classificam-se os primeiros colocados de cada chave e os 15 melhores segundo colocados. Na segunda fase, as 32 equipes iniciam a fase de mata-mata, classificando 16 times para as oitavas de final, oito para as quartas de final, quatro para as semifinais e dois para a decisão.

Os baianos integrarão os grupos A5, A7 e A9. Até o momento, somente o Fluminense de Feira tem vaga garantida para representar o estado no torneio. A competição terá início no dia 12 de junho, com final no dia 2 de outubro.

Tocantins: Interporto ganha vaga na Serie D de 2016

JornaldoTocantins

Índice

O Tocantins terá duas vagas no Brasileiro da Série D deste ano. O Tocantins já tinha o Tocantinópolis como o representante por ter sido campeão do estadual do ano passado. Já a segunda vaga ficará com o Interporto, vice-campeão do ano passado. “É uma notícia maravilhosa para o futebol do Tocantins e com isso valoriza ainda mais o nosso campeonato estadual”, ressaltou o presidente.

Já para o próximo ano, o dirigente pretende se reunir com dirigentes dos clubes e saber se mantém as duas vagas da Série D com o campeão e vice, ou se seria interessante abrir espaço para que o terceiro pudesse ficar com uma das vagas, já que o campeão Tocantinense além de representar o Estado na Copa do Brasil já tem assegurado a vaga na Série D.

O vice-campeão já tem garantido a vaga na Copa Verde e o terceiro colocado poderia ficar a segunda vaga da Série D. Segundo ele, são alternativas que serão debatidas posteriormente pelos dirigentes dos clubes.

CBF atende federações, confirma ampliação, e Série D terá 68 clubes

Globo Esportes

Índice

As federações reclamaram e foram atendidas. A CBF ampliará ainda mais a Série D. A Quarta Divisão do futebol brasileiro, que no ano passado contou com 40 clubes, em 2016 terá 68 equipes. Há uma semana, a entidade nacional havia anunciado que o torneio teria 48 times. A mudança beneficiou os estados de São Paulo, Rio, Minas Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Paraná, Pernambuco, Goiás, Bahia, Ceará, Rio Grande do Norte, Alagoas e Pará, que ganharam vagas. No entanto, as federações dos demais estados pediram e também terão mais clubes.

A nova distribuição será a seguinte: São Paulo terá quatro times; Rio, Minas, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Paraná, Pernambuco, Goiás e Bahia contarão com três; os demais estados terão dois representantes cada. Os quatro times rebaixados da Série C completam a relação dos 68 clubes.

Com a ampliação, o campeonato passará a ter 17 grupos com quatro representantes cada. A divisão das chaves será por equipes da mesma região. Os integrantes de cada grupo se enfrentam em jogos de ida e volta. Os 17 primeiros colocados e os 15 melhores segundos avançam para o mata-mata.

A tendência é que na segunda fase e nas oitavas de final, o cruzamento também seja regionalizado. Nos últimos dois anos, a CBF adotou o mesmo critério da Conmebol na Libertadores, com a definição dos confrontos de acordo com as campanhas, no qual o clube de melhor campanha na primeira fase encara o de pior campanha, e assim por diante. Isso não irá se repetir. A CBF ainda divulgará o regulamento específico da competição, que tem início previsto para o dia 29 de maio.

11990482_677264472375720_7526595543322411409_n1

Presidente da FBF reivindica e Bahia pode ganhar mais uma vaga na Série D

FBF

Ednaldo 99 anos

Há três dias, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) anunciou o aumento do número de clubes da Série D do Brasileirão. Segundo a entidade, a partir deste ano, a quarta divisão do futebol nacional passaria a contar com 48 clubes, em vez dos 40 utilizados até 2015.

Para a distribuição das oito vagas adicionais, a CBF anunciou que seguiria o Ranking Nacional de Federações. São Paulo ganharia mais duas vagas, enquanto as outras seis seriam distribuídas para Minas, Rio de Janeiro, Ceará, Alagoas, Rio Grande do Norte e Pará.

Porém, com essa divisão, a entidade acabou não seguindo oficialmente o ranking. Federações que não estão entre as nove melhores colocadas acabaram se beneficiando em detrimento de outras melhores ranqueadas.

Foi ai que o presidente da Federação Bahiana de Futebol (FBF), Ednaldo Rodrigues entrou em campo para mais uma vez defender os interesses do futebol baiano. O dirigente foi até a CBF e questionou a distribuição das vagas.

Federações abaixo da baiana no ranking acabaram recebendo algumas das oito vagas adicionais. Rodrigues solicitou que a CBF revisse sua decisão. “Lutamos mais uma vez para que o futebol baiano não fosse prejudicado. Questionamos a forma como foi feita a distribuição das vagas e, ao que tudo indica, a CBF vai aumentar o número de clubes para que não aconteça injustiça. É preciso que a CBF distribua essas vagas seguindo a Lei, os critérios técnicos e exatamente o que diz o ranking de Federações”, explicou o baiano.

A CBF, agora, já estuda um novo aumento no número de clubes para a Série D do Brasileirão 2016. Novas vagas podem ser abertas e, assim, o Ranking Nacional de Federações realmente seguido.

A Bahia, 9ª colocada, que atualmente possui duas vagas na competição, poderá ganhar a terceira e passar a contar com três clubes na disputa pelo acesso à Série C. O futebol baiano agora aguarda a decisão da CBF e espera que o aumento e a distribuição das vagas anunciadas na última terça-feira (15) sejam revistos.













comercial tommacon



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia